Saque do FGTS começa nesta sexta para quem nasceu em Janeiro

(Foto: Ilustrativa)

Trabalhadores que nasceram em janeiro e não têm conta na Caixa podem sacar até R$ 500 de cada conta do FGTS a partir desta sexta-feira (18). Segundo o banco, são 4,1 milhões de trabalhadores, que poderão sacar R$ 1,8 bilhão no total.

Quem faz aniversário em outros meses terá que esperar um pouco mais. Quem tem poupança na Caixa já recebeu o dinheiro diretamente na poupança. Quem tem conta-corrente no banco pode autorizar o depósito e receberá em até 20 dias.

Haverá atendimento especial em 2.302 agências da Caixa em todo país nesta sexta, na segunda (21) e na terça-feira (22), com duas horas a mais de atendimento. Neste sábado (19), as agências abrirão das 9h às 15h para que trabalhadores possam fazer os saques, atualizar o cadastro dos trabalhadores e emitir a senha do Cartão Cidadão.

Caixa começa nova etapa de saques do FGTS e estende horário de atendimento

(Foto: Ilustração)

A Caixa Econômica Federal vai iniciar na próxima sexta-feira (18) uma nova etapa da liberação do saque imediato do FGTS, medida criada pelo governo em julho como forma de tentar aquecer a economia. A previsão é que R$ 1,8 bilhão sejam liberados a 4,1 milhões de pessoas. Para facilitar o atendimento, a Caixa vai abrir 2.302 agências em horário estendido nestas sexta (18), segunda (21) e terça-feira (22), além de funcionar neste sábado (19).

Na nova etapa do saque imediato, os trabalhadores nascidos em janeiro que não possuem conta do banco poderão sacar R$ 500 de cada conta ativa ou inativa. Para obter os recursos, o trabalhador deve comparecer a agências da Caixa com o documento de identidade.

Para quem possui senha do cartão cidadão, os saques de até R$ 500 estarão disponíveis também nas casas lotéricas e nos terminais de autoatendimento. Quem tem cartão cidadão e senha pode sacar também nas unidades Caixa Aqui apresentando documento de identificação.

LEIA MAIS

Caixa paga R$ 500 a correntistas nascidos entre setembro e dezembro

(Foto: Ilustrativa)

Correntistas da Caixa Econômica Federal nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro recebem o pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) nessa quarta-feira (9). O valor pago é de até R$ 500 por conta.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, o valor será depositado automaticamente na conta poupança dos clientes. Quem nasceu entre janeiro e abril já recebeu o benefício em setembro; o pagamento dos correntistas nascidos entre maio e agosto foi feito no último dia 27.

Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais divulgados pela Caixa: site, Internet Banking ou aplicativo no celular. Para os não correntistas da Caixa, o pagamento começa no próximo dia 18 e segue até março de 2020, conforme a data de nascimento dos beneficiários.

Agências da Caixa abrem neste sábado para saque do FGTS

(Foto: Internet)

As agências da Caixa Econômica Federal estão abertas neste sábado (14), das 9h às 15h, para liberação do saque de até R$ 500 em contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A Caixa também vai trabalhar com horário estendido por duas horas nas próximas segunda (16) e terça-feiras (17).

Em Petrolina, as agências da Caixa também estão seguindo a orientação nacional, e funcionam neste sábado, das 9h às 15h.

LEIA MAIS

Caixa estende horário de atendimento nesta sexta e abre no sábado

Aplicativo Caixa Econômica Federal- FGTS.

As agências da Caixa Econômica Federal vão abrir amanhã (14), das 9h às 15h, para liberação do saque de até R$ 500 em contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A Caixa também vai trabalhar com horário estendido por duas horas, nesta sexta (13), início do saque, e nas próximas segunda (16) e terça-feiras (17).

Assim, as agências, que normalmente abrem às 11h, vão iniciar o atendimento às 9h. Aquelas que abrem às 10h, iniciarão os trabalhos às 8h e as que abrem às 9h, atenderão a partir das 8h e terão uma hora a mais ao final do expediente. No caso de agências que abrem às 8h, serão duas horas a mais ao final do horário de atendimento.

“Vamos avaliar o movimento desses dias para ver se teremos que abrir mais calendários especiais nas semanas seguintes”, disse o vice-presidente de Distribuição, Atendimento e Negócios da Caixa, Valter Nunes. Ele participou hoje (12) de transmissão no Facebook, juntamente com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, e o vice-presidente de FGTS da Caixa, Paulo Angelo, para tirar dúvidas sobre o saque imediato.

LEIA MAIS

Caixa Econômica começa a depositar FGTS para saque

(Foto: Arquivo)

A Caixa Econômica Federal começa a pagar nesta sexta-feira (13) o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) a quem optar pelo saque. Cada contribuinte receberá R$ 500 e terão os valores depositados em suas contas, para quem for cliente do banco.

Quem nasceu em janeiro, fevereiro, março e abril recebe primeiro. Os próximos a ter acesso ao saque serão os nascidos em maio, junho, julho e agosto, no dia 27 deste mês. Em seguida, no dia 9 de outubro, recebem os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro.

Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais divulgados pela Caixa: site, Internet Banking ou aplicativo no celular.

Para aqueles que não têm conta poupança na Caixa, aberta até o dia 24 de julho de 2019, o calendário começa no dia 18 de outubro, para os nascidos em janeiro, e vai até 6 de março de 2020, para os nascidos em dezembro. (Folha de Pernambuco).

Pagamento do FGTS começa nesta semana

(Foto: Arquivo)

A Caixa Econômica Federal inicia nesta semana o pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os repasses serão feitos até 31 de março de 2020, conforme a data de nascimento dos beneficiários.

O valor será depositado automaticamente, na próxima sexta-feira (13), para pessoas nascidas em janeiro, fevereiro, março e abril, que têm conta poupança na Caixa.

Aqueles com data de aniversário em maio, junho, julho e agosto, recebem a partir do dia 27 de setembro de 2019. Para trabalhadores nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro, o pagamento será feito a partir do dia 9 de outubro de 2019.

LEIA MAIS

Deputado estuda novas alterações no saque do FGTS

(Foto: Ilustrativa)

A proposta de liberar dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e a forma de saque dos recursos pode sofrer alterações no Congresso. Relator da medida, o deputado Hugo Motta (Republicanos-PB), estuda usar a matéria para ajustar a gestão do fundo.

Um dos pontos que pode sofrer alteração é o fim da multa adicional de 10% em caso de demissão sem justa causa —um pedido do grupo do ministro Paulo Guedes (Economia). Outra alteração será o valor do saque: hoje pode-se sacar R$ 500, mas Motta pretende fixar um salário mínimo (R$ 998).

“Quero poder avançar um pouco na governança do FGTS para que a gente possa melhorar mesmo a sistemática do fundo, para que ele seja mais rentável e mais sólido”, disse. O deputado quer apresentar a proposta ainda em setembro.

Ainda está em análise pelo relator a efetividade dos empréstimos feitos com recursos do FGTS, inclusive para o setor habitacional. Quanto a demissões, caso a ideia de Motta seja aprovada, demissões a partir da sanção da proposta já fiquem livres da taxa de 10%. (Com informações da Folha de São Paulo).

Saques do FGTS começam no dia 13 deste mês; confira calendário de retirada

Clientes que não quiserem o crédito do recurso podem solicitar que a operação seja desfeita em um dos canais de atendimento da Caixa até abril de 2020

O crédito de R$ 500 referente ao saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já está listado como lançamento futuro nas contas bancárias junto à Caixa Econômica Federal. Quem tem conta corrente ou poupança na instituição deve receber o valor a partir do próximo dia 13 de setembro.

A data vale para os nascidos em janeiro, fevereiro, março e abril. Quem tem conta e nasceu de maio a agosto poderá retirar os recursos a partir de 27 de setembro. Os aniversariantes de setembro a dezembro poderão efetuar o saque a partir de 9 de outubro.

Apesar do recebimento programado ainda para 2019, os clientes do banco que não quiserem efetuar o saque tem até abril de 2020 para solicitar o desfazimento da operação.

Datas de retirada no saque-imediato para quem é correntista Caixa:

  • 13 de setembro (nascidos de janeiro a abril)
  • 27 de setembro (nascidos de maio a agosto)
  • 9 de outubro (nascidos de setembro a dezembro)

Datas de retirada no saque-imediato para quem não tem conta Caixa:

  • 19 de outubro (nascidos em janeiro)
  • 25 de outubro (nascidos em fevereiro)
  • 8 de novembro (nascidos em março)
  • 22 de novembro (nascidos em abril)
  • 6 de dezembro (nascidos em maio)
  • 18 de dezembro (nascidos em junho)
  • 10 de janeiro de 2020 (nascidos em julho)
  • 17 de janeiro de 2020 (nascidos em agosto)
  • 24 de janeiro de 2020 (nascidos em setembro)
  • 7 de fevereiro de 2020 (nascidos em outubro)
  • 14 de fevereiro de 2020 (nascidos em novembro)
  • 6 de março de 2020 (nascidos em dezembro)

Modalidades de saque

A retirada faz parte da modalidade saque imediado e, caso o trabalhador opte por ela, não terá o saque do FGTS inviabilizado pelos próximos dois anos. Assim, poderá ter acesso aos recursos em caso de demissão normalmente.

Saques do FGTS vão injetar R$ 1 bilhão na economia de Pernambuco

Caixa Econômica Federal abre as agencias para esclarecimento e consulta de saque do FGTS.

Com expectativa de injetar R$ 30 bilhões na economia brasileira neste ano, a liberação dos saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) também vai movimentar a economia de Pernambuco. Segundo a Caixa Econômica Federal (CEF), a estimativa é que mais de 3 milhões de pernambucanos tenham direito à retirada do valor, abrangendo 3,5 milhões de contas. Desta forma, a perspectiva é que os saques gerem uma movimentação de R$ 1 bilhão na economia do estado. Os saques, limitados a R$ 500 para cada conta ativa ou inativa, terão início no dia 13 de setembro para quem tiver conta poupança na CEF e no dia 18 de outubro para quem não é correntista da instituição financeira.

Para quem tem conta poupança na Caixa e valores disponíveis para saque em contas ativas ou inativas, terão o montante creditado automaticamente. “Cerca de 35% dos pernambucanos vão receber antecipadamente porque tem conta poupança na instituição”, afirma Simone Nunes, superintendente regional da Caixa no Recife. Porém, quem tem direito, mas não deseja que o valor seja transferido, pode solicitar o cancelamento, até mesmo depois que a transferência já tenha sido efetuada. “Quem quiser manter o valor no FGTS, pode pedir o cancelamento a partir do dia 12, através do aplicativo, do site e do telefone 0800 (0800 726 0101) exclusivo para o FGTS. Não precisa nem ir na agência, basta entrar em contato através de algum dos canais. E se viu que o dinheiro está na poupança, dá para voltar”, acrescenta.

Simone Nunes ressalta que ainda está sentindo que as pessoas estão com dúvida em relação à diferença entre o saque e o saque aniversário, que é o saque anual de um percentual do FGTS e passa a valer a partir de abril de 2020. “O saque dos R$ 500 não muda em nada de como é hoje. Se ele for demitido sem justa causa, vai poder sacar todo o FGTS e receber a multa de 40%”, explica. Já a adesão ao saque aniversário é que muda as regras atuais porque o trabalhador não vai poder sacar o FGTS em caso de rescisão de contrato de trabalho, mas continua com direito à multa de 40%.

A movimentação com a liberação dos saques, segundo a superintendente, terá um impacto positivo na economia. “Uma pesquisa recente do Serasa revelou que 85% das dívidas do SPC são de até R$ 500. Então muita gente fala que R$ 500 não dá para nada, mas será importante para grande parte da população. Um trabalhador que ganha até um salário mínimo vai ter acesso a boa parte da renda com esse saque para organizar uma dívida ou comprar algo que precisa muito”, reforça.

LEIA MAIS

Cronograma de liberação do FGTS será divulgado nesta segunda

Saque imediato deve potencializar consumo das famílias

A Caixa Econômica Federal anuncia nesta segunda (5) o cronograma de liberação do saque imediato de parcela de até R$ 500 por conta ativa ou conta inativa do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Conforme a Medida Provisória nº 889,  as liberações ocorrerão de setembro deste ano a março de 2020.

A projeção do Ministério da Economia é alcançar 96 milhões de trabalhadores e injetar R$ 30 bilhões na economia – R$ 28 bilhões em 2019 e R$ 12 bilhões em 2020.

A indústria e o comércio têm expectativa de aquecimento econômico com a liberação desses recursos. Segundo o economista Marcelo Azevedo, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), “é uma medida de curto prazo que é fundamental para a retomada da economia. Se as medidas de longo prazo [como as reformas da Previdência Social e tributária] vão ajudar a sustentar [o crescimento], medidas como liberação de recursos têm potencial de, no curto prazo, uma injeção necessária para o primeiro arranque na economia”, defende.

LEIA MAIS

Cronograma de liberação do FGTS será divulgado nesta segunda-feira

(Foto: Arquivo)

A Caixa Econômica Federal anuncia amanhã (5) o cronograma de liberação do saque imediato de parcela de até R$ 500 por conta ativa ou conta inativa do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Conforme a Medida Provisória nº 889,  as liberações ocorrerão de setembro deste ano a março de 2020.

De acordo com o Ministério da Economia, a projeção é alcançar 96 milhões de trabalhadores e injetar R$ 30 bilhões na economia – R$ 28 bilhões em 2019 e R$ 12 bilhões em 2020.

A liberação do FGTS pode estimular o consumo e reduzir o estoque de artigos já produzidos pela indústria, movimento importante para preparar a retomada do ciclo econômico mais positivo. A CNI, no entanto, ainda não tem uma estimativa desse eventual efeito.

Com o dinheiro extra na mão, o trabalhador poderá ir às compras ou acertar o pagamento de dívidas. Segundo o Ministério da Economia, 23 milhões de pessoas poderão quitar suas dívidas com o saque imediato do FGTS.

Bolsonaro: decisão de saques do FGTS foi tomada em interesse do povo

O governo federal anunciou a liberação de saques de contas ativas e inativas do FGTS e do PIS-Pasep

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (26) que acha difícil que o Congresso Nacional modifique a medida provisória com as novas regras para os saques de parte das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), mas ressaltou que os parlamentares “têm todo o direito” de tomar alguma medida nesse sentido.

O presidente foi perguntado pelos jornalistas sobre a intenção de alguns parlamentares de aumentar o valor do saque de R$ 500 para contas ativas e inativas do FGTS entre setembro deste ano a março de 2020. “O Parlamento sabe muito bem, acho difícil tomarem medida nesse sentido, mas têm todo o direito de tomar”, disse.

“Nós procuramos atender 82% das pessoas cujo saldo é abaixo de R$ 500. Alguns falam que atendi o interesse de construtoras. Não. Atendi o interesse do povo, não majorando isso, porque temos que ter recursos para continuar o Programa Minha Casa, Minha Vida que é muito importante para quem não tem onde morar. Essa que é a nossa intenção”, afirmou o presidente, na saída do Palácio Alvorada.

LEIA MAIS

Saques do FGTS serão limitados a R$ 500 por conta, afirma Onyx Lorenzoni

(Foto: Internet)

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse hoje (24), que este ano a liberação dos saques de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) será limitado a R$ 500. O anúncio oficial será esta tarde, em cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e do ministro da Economia, Paulo Guedes.

LEIA MAIS

Saque o FGTS deve ser limitado em R$ 500

Mudança no FGTS vem sendo discutida pelo Governo Federal (Foto: Arquivo)

Nesta quarta-feira (24) o Governo Federal deve fazer o tão esperado anúncio da liberação dos saques de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Contudo, quem espera sacar um alto valor vai esbarrar numa medida do próprio governo.

Os saques serão limitados em R$ 500 por conta em 2019. Somente a partir de 2020 os trabalhadores retirar parte dos recursos no mês do aniversário, até que o valor acabe. Nesse caso, porém, terá que abrir mão de resgatar a totalidade do fundo caso sejam demitidos sem justa causa.

Outra medida analisada pelo governo é implantar porcentagens para os saques. A estimativa da equipe econômica é de que a medida tenha potencial de injetar R$ 30 bilhões na economia. Essa liberação era esperada para a semana passada, mas foi adiada pela equipe federal. (Com informações do Correio Braziliense).

123