Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

‘Sentires em preto e branco’: Clas Comunicação e Marketing lança calendário 2019

Clas Comunicação e Marketing lança calendário 2019. (Foto: ASCOM)

Já está circulando o Calendário 2019 da Clas Comunicação e Marketing, em parceria com a Cadan Distribuição e a Gráfica Bandeirante. Com o tema ‘Sentires em Preto e Branco’, o anuário evidencia sentimentos, a exemplo de saudade, sensualidade e esperança, através das lentes de 12 renomados fotógrafos regionais.  De acordo com a professora e Mestra em Sociologia, Odomaria Bandeira, que assina o texto de apresentação, as fotos revelam olhares surpreendentes.

 “…Nesse padrão, preto e branco, o dizer se produz entre os claros e escuros, as luzes e as sombras, os planos – o que aparece na frente ou atrás, maior ou menor…”, pontua Odomaria, e conclui: “Através disso, se significam as palavras temas, e a fotografia produz certos sentidos, em convergência ou divergência com os significados que tais palavras trazem”.

Participam do calendário com tiragem de 3.500 exemplares, os fotógrafos Flávio Ciro, Orlando Brito, Marcus Ramos, Maurício André, Sílvia Nonata, Laís Lino, Lisandra Martins, Chico Egídio, Cristiano Almeida, Sergio de Sá, Ivan Cruz (Jacaré) e Carlos Laerte, idealizador da série e diretor da Clas Comunicação e Marketing.

Os interessados em adquirir o calendário, devem se dirigir a sede da Clas, localizada na Avenida Souza Filho, Nº 997, Centro, Petrolina (PE). A distribuição do anuário é gratuita.

15 anos

LEIA MAIS

UNEB homenageia servidores na inauguração do espaço Ivan Cruz

O Departamento de Ciências Humanas Campus III (DCHIII) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) realiza, nesta sexta-feira (19), a inauguração do espaço Ivan Cruz (Jacaré) com uma exposição fotográfica dos servidores do referido departamento como comemoração ao Dia do Servidor Público, comemorado no dia 28 deste mês.

Com o tema “Trabalhadores do DCH III: Um espelho de milhões de servidores”, a exposição tem início às 16h, com entrada franca no saguão de entrada do departamento.

O evento está sendo organizado pelos alunos de fotografia do quarto período do Curso de Jornalismo e possui como enfoques reconhecer os serviços prestados pelos funcionários da instituição através de fotografias feitas pelos estudantes e prestigiar o talentoso fotógrafo conterrâneo Ivan Cruz, mais conhecido como Jacaré.

Mês de conscientização sobre autismo terá exposição fotográfica e concerto especial em Petrolina

(Foto: Internet/lustração)

Uma programação diversificada será realizada em Petrolina durante todo o mês de abril para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, celebrado na próxima segunda-feira (2). Com objetivo de informar à população sobre a complexidade do distúrbio, foram programadas exposições fotográficas, concerto no Parque Municipal Josepha Coelho e também uma formação para profissionais da área de saúde.

As ações fazem parte de uma parceria entre a prefeitura e a Associação de Amigos do Autista do Vale do São Francisco (Amavasf).  A secretária executiva da Juventude e Direitos Humanos de Petrolina, Bruna Ruana, destaca que o dia 2 de abril é fundamental para a sociedade conhecer mais sobre o autismo.

“Nós precisamos aproveitar este dia comemorativo para mostrar que também é uma data de lutas. Trabalhamos pelos direitos humanos e para que a inclusão seja de fato para todos, com compromisso e respeito, sempre”, disse.

LEIA MAIS

Fotógrafas promovem oficina para surdos em Juazeiro

(Cartaz Divulgação)

Na próxima quinta-feira (9), acontece o primeiro curso básico de ‘Fotografia para Surdos’ do Vale do São Francisco, a iniciativa será ministrada pelas fotógrafas Silvia Nonata e Gabriela Lapa. O workshop acontece no campus da Universidade do Estado da Bahia (Uneb Juazeiro).

A oficina é voltada para um grupo de até 10 participantes e as inscrições acontecem de maneira gratuita. Para participar, os interessados devem possuir câmera fotográfica ou celular com câmera e podem se inscrever através do endereço eletrônico do workshop. O critério de seleção será o da ordem dos inscritos e o curso terá 8hs de duração, contará também com a presença de intérprete de libras.

As aulas acontecem nesta quinta (9) e sexta-feira (10), das 13h às 17h, na Universidade do Estado da Bahia  – Campus Juazeiro (DCH III). Outras informações através do whatsapp 87 98873 0301

Blog Waldiney Passos recebe convite para lançamento de exposição fotográfica sobre o autismo

ss

Aexposição fotográfica “Infinito Particular” é assinada por Rosângela Sá./ Foto: Equipe WP

O blog Waldiney Passos foi convidado para para participar do lançamento da exposição fotográfica “Infinito Particular”, assinada por Rosângela Sá. O lançamento será na nesta sexta-feira (07), no River Shopping e traz como tema o autismo.

exposicao-autismo-2

O autismo é um transtorno global do desenvolvimento que afeta principalmente a capacidade de comunicação e socialização. Apesar de não ter cura, há muitos tratamentos que auxiliam no desenvolvimento da pessoa diagnosticada que possibilita uma vida com melhor qualidade.

I Congresso de Fotografia do Vale do São Francisco terá início nesta quinta

congresso

O I Congresso de Fotografia do Vale do São Francisco será realizado de quinta-feira (15) a sábado (17) no Ateliê de Artes da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), no Campus Juazeiro (BA). O evento contará com uma programação diversificada que inclui palestras, workshops, mesas redondas e exposição. O congresso é destinado aos interessados em estudar mais profundamente a produção fotográfica na região.
Cerca de 360 pessoas já estão inscritas, mas ainda é possível participar do evento como ouvinte. A inscrição deve ser efetuada pelo site do evento ou presencialmente no dia da abertura. Os participantes do congresso terão direito a certificado.

LEIA MAIS

Exposição “Travessia” mostra as expressões do cotidiano de quem transita pelo Velho Chico

travessia

Está aberta para visitação em Petrolina, Sertão de Pernambuco, a exposição fotográfica “Travessia”.   As fotografias tiradas do Rio São Francisco, pode ser visitada na Galeria de Artes Ana das Carrancas, Sesc da cidade.

O projeto fotográfico “Travessia” surgiu em 2014 entre as travessias das barquinhas Petrolina – Juazeiro. São fotografias do cotidiano, momentos e expressões entre o trajeto, sob o olhar da fotógrafa Lizandra Martins.

Os visitantes podem conferir 30 fotografias feitas utilizando o celular, que mostram com sensibilidade, o cotidiano de quem atravessa diariamente o “Velho Chico”.  A mostra fica aberta ao público até o dia 1º de julho, na rua Pacífico da Luz, Centro.

Salgueiro ganha exposição fotográfica sobre a sanfona

exposição salgueiro

A exposição fotográfica O Fantástico Mundo das Sanfonas, sob a curadoria e pesquisa do jornalista Emanuel Andrade, está aberta para visitação na casa da Cultura Veremundo Soares. A amostra fica aberta ao público até dia 20 de maio, sempre de terça-feira à sábado. Foram reunidos trabalhos de cinco fotógrafos sertanejos de Pernambuco e Bahia, com registros de shows em festivais do gênero, rodas de sanfona além de músicos na intimidade do palco e de casa.

As fotos são assinadas pelos fotógrafos Ivan Cruz, Héliton Araújo, Gilson Pereira, Diego Fernandes e Regina Lima. Com uma proposta pedagógica, a exposição foca a trajetória da sanfona desde a criação do Sheng, na China por volta de 2.700, a. C, que originou o harmônio, a gaita de boca até chegar à sanfona que se popularizou no Brasil, principalmente no Nordeste.

exposição sanfona

São seis expositores no espaço que além de destacar a evolução do instrumento, conta com textos poéticos sobre a temática, xilogravuras, reportagens jornalísticas e letras de canções clássicas que evocam a sanfona. As imagens retratam grandes nomes da sanfona a exemplo de Dominguinhos, Oswaldinho, Toninho Ferragutti, Hermeto Pascoal, Camarão, Renato Borghetii, Pinto do Acordeon, Cesinha, Waldonys, artistas da região como Nêgo do Mestre, Danilo Pernambucano e Teresinha do Acordeon entre outros talentos. Como será itinerante, a exposição depois passará por Petrolina e Juazeiro (BA).

Um dos painéis registra momentos de apresentação de crianças e mulheres, especificamente, no festival de Salgueiro. Um baner de 4X4 metros  retrata imagens clássicas da MPB e tem à sua frente uma bancada com decoração focada em elementos domésticos como o bule de café, candeeiro, arupemba com espigas de milho, além de livretos de cordel.

A partir de junho a exposição deverá ser instalada em Petrolina e Juazeiro(BA).

Com informações Ascom

Exposição “Memórias” apresenta parte do acervo fotográfico de Francisco Lopes Filho

????????????????????????????????????

Quando Francisco Lopes Filho mudou-se para o Vale do São Francisco para morar com a tia proprietária de um hotel em Juazeiro (BA), a chegada do vapor era anunciada a todos no estabelecimento por D. Arlinda, funcionária que reconhecia de longe o apito das embarcações. Essa e outras histórias que resgatam o passado de Juazeiro e Petrolina (PE) são contadas pelo fotógrafo e engenheiro agrônomo aposentado na exposição “Memórias”, cujo lançamento acontece hoje (23), às 17h, no Hall da Reitoria da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), Campus Centro, em Petrolina (PE). A mostra é aberta ao público e ficará em cartaz até 7 de abril, das 8h às 18h.

A exposição é composta por 24 fotografias em preto e branco feitas por Lopes nas décadas de 1960 e 1970. O rio São Francisco, a ponte Presidente Eurico Gaspar Dutra, paqueteiros com suas canoas e o povo sertanejo são retratados nas imagens. “Fiquei deslumbrado com o rio”, revela. Também há registros da família do fotógrafo, feitos nas cidades de Fortaleza (CE) e Salvador (BA), que remetem à sua memória pessoal.

????????????????????????????????????

“Quero exibir objetos e locais que já desapareceram ou foram substituídos”, diz o artista. O Velho Chico é o ator principal nesta pequena seleção do acervo do fotógrafo, mas outros cenários que ainda integram a paisagem das cidades ribeirinhas também estão retratados na mostra, entre eles o aqueduto da Universidade do Estado da Bahia (Uneb). “Sempre levo uma máquina comigo”, conta Lopes, que por 12 anos trabalhou na Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e por mais de 20, na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Foi na Embrapa que ele deu início a uma coleção com mais de dois mil cromos com imagens da Caatinga, que está entre seus temas favoritos. “Filme bom é o cromo. Não gosto de foto tratada. Gosto de foto natural”, enfatiza, mas também reconhece o valor dos avanços tecnológicos que, segundo ele, proporcionam maior agilidade ao fotógrafo.

Nascido na cidade de Aracoiaba (CE), Lopes veio para Juazeiro em 1958 e aprendeu a arte da fotografia por meio de muita leitura e do exercício de registrar o cotidiano por meio das lentes. Começou com uma Yashica 35 milímetros. De lá pra cá, já utilizou equipamentos de várias marcas e modelos, dos quais ele se lembra de cor, numa demonstração de que boa memória não lhe falta.

“Todas as fotos que estão aqui mexem com a minha memória”, diz. Mexerão também com a memória de quem acompanhou aqueles tempos de perto e com a imaginação de quem não presenciou as grandes cheias do rio São Francisco, o trem passando sobre a ponte que liga Petrolina e Juazeiro e as idas e vindas dos barcos a vapor que navegavam pelo rio. A exposição “Memórias” é promovida pela Diretoria de Arte, Cultura e Ações Comunitárias (DACC) da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) da Univasf, com apoio do Portal Zap.

Com informações Ascom Univasf

Univasf tem mostra de fotografias que afirma a identidade negra

fotografia exposição

Título da fotografia: O alimento é o ar. José Pereira, estudante.

Mostrar a importância da afirmação da identidade negra na construção de vida e memória. Esse é o objetivo da exposição fotográfica “Protagonismo Negro: o retrato enquanto documento social”, de Candice Machado, estudante do curso de Artes Visuais da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). São 37 obras que compõem seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e estarão disponíveis para visitação até o dia 11 de março, das 8h às 18h, no Hall da Reitoria, no Campus Centro, em Petrolina (PE).

A parte prática do processo de construção do trabalho, que compreende entrevistas e fotografias, iniciou no segundo semestre de 2015 e durou seis meses. “Foi um processo bastante intenso, porque eu pedi que as pessoas escolhessem os lugares simbólicos onde elas queriam ser fotografadas, bem como as roupas”, destaca Candice.

A exposição tem curadoria do professor do Colegiado de Artes Visuais da Univasf, Elson Rabelo, que também é orientador do TCC de Candice. As fotografias expostas são de personagens de Juazeiro, Petrolina e cidades vizinhas, de idades e classes sociais diferentes. “Eu fui selecionando pessoas da minha convivência visual e que eu achava que tinham algo a dizer sobre essa questão da afirmação”, explica a autora.

Para a estudante, é importante falar sobre a temática, porque é um tema atual e que precisa ser discutido. Ela destaca ainda que a exposição é uma prévia da apresentação do seu TCC que acontecerá no início do mês de março. “A exposição irá contribuir para que as pessoas que vêm visitar possam também assistir à apresentação do TCC e entender o processo”, afirma Candice.

Mostra “Os melhores Companheiros do Mundo” está aberta a visitação até o final do mês

palhaçoterapia

“Os melhores Companheiros do Mundo” esse é o nome de uma mostra fotográfica sobre a palhaçoterapia, trabalho realizado por pessoas que visitam doentes em hospitais para alegrar o ambiente. A exposição é da jornalista Lorena Santiago e pode ser vista de segunda à sexta-feira, até 30 de novembro, no Hall da reitoria da Universidade Federal do Vale do São Francisco, Campus Sede, em Petrolina.

A mostra é composta por 40 fotografias. O trabalho é fruto de pesquisa para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), realizado no curso de Comunicação Social – Jornalismo em Multimeios, da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em 2013. Os registros pretendem mostrar ações de humanização hospitalar realizadas pela Unidade de Palhaçada Intensiva (UPI), projeto de extensão da Univasf.

Sobre a UPI – O projeto de extensão Unidade de Palhaçada Intensiva (UPI) surgiu em 2010 por iniciativa de estudantes do curso de Medicina com o apoio da professora do Colegiado de Enfermagem Anne Caroline Amorim Leal. O projeto promove ações semanais no Hospital Universitário (HU-Univasf), no Hospital Dom Malan e na Maternidade Municipal de Juazeiro. A equipe é composta por bolsistas, um arte-educador que dá assistência na formação dos palhaços clowns, e mais 50 estudantes voluntários dos cursos de Enfermagem, Medicina, Farmácia, Psicologia e Medicina Veterinária da Univasf.