“Se for um golpe de Osinaldo pode ter certeza que não fica em pé”, diz vereador sobre agressão de Gonzaga a Gilmar

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O vereador Osinaldo Souza (PTB) falou, durante a sessão ordinária dessa terça-feira (10), na Câmara Municipal de Petrolina, sobre a agressão do deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) ao vereador Gilmar Santos (PT) no último domingo (08).

LEIA TAMBÉM

Em pronunciamento, Gonzaga Patriota reafirma que revidou agressão sofrida

Durante entrevista, Gilmar Santos rebate versão de Gonzaga Patriota

Durante seu discurso, Osinaldo afirmou que o golpe de Gonzaga teria sido fraco e que se fosse ele a dar o golpe, quem o sofresse não ficaria em pé. “Golpista eu não sou porque eu não dei o golpe. Mas alguém foi chamar outro de golpista e levou um golpe. Agora o golpe foi fraco, porque era um idoso de 72 anos. Se for um golpe de Osinaldo Souza pode ter certeza que não fica em pé”.

Ainda durante sua fala na Casa Legislativa, o parlamentar disse que a pessoas “estão falando do que não sabem” e que não se deixassem “inflamar por alguém que quer inflamar vocês”, referindo-se a Gilmar.

Após confusão, vereador Osinaldo Souza promete resposta a Gilmar Santos na próxima sessão

Gilmar e Osinaldo discutem durante sessão da última terça-feira. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Parece que a confusão entre os vereadores Osinaldo Souza (PTB) e Gilmar Santos (PT) está só começando. Durante a sessão ordinária dessa quinta-feira (26), na Casa Legislativa, Osinaldo afirmou que irá responder o petista na próxima terça-feira (31). Cabe a todos esperar o que o vereador tem a falar.

Entenda

Na última terça-feira (24), os parlamentares protagonizaram uma discussão sobre o artista que urinou em uma mulher pintada de preto na Universidade de São Paulo (USP).

Segundo Osinaldo, o artista precisava receber “pelo menos uma paulada no seu órgão sexual”. Gilmar respondeu e afirmou que vai “procurar o Ministério Público” e exigir que a “Casa retire dele essa função (de presidente da Comissão de Direitos Humanos da Casa), essa representação”.

É arte?

A discussão sobre se essas performances de artistas nus são ou não arte tem tomado de conta das sessões na Câmara de Vereadores de Petrolina. Além disso, outra desavença recorrente é sobre as ações que correm sobre o ex-presidente Lula e sobre Temer, além do impeachment de Dilma.

Gilmar Santos rebate declarações de Ronaldo Silva, “qual é a moral que tem uma pessoa que acusa, sem provas, o ex-presidente Lula de ladrão para defender a justiça?”

(Foto: Blog Waldiney Passos)

As declarações de Ronaldo Silva da última semana ainda dão o que falar na Câmara de Vereadores de Petrolina. O vereador Gilmar Santos (PT) rebateu as declarações de Ronaldo Silva (PSDB) quando este chamou o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva de ladrão. O petista criticou também o fato de Ronaldo defender a atuação da justiça nas denúncias sobre senador Aécio Neves (PSDB)

Gilmar questionou, ainda, a moral de Ronaldo para acusar Lula de ladrão, quando o presidente do seu partido, Aécio Neves, se encontra envolvido em mais um escândalo de corrupção.

“Primeiro nós temos um sujeito que resolve se comportar de forma estúpida, acusando, sem provas, e agora se colocando defensor da lei e da justiça. Ora, qual é a moral que tem uma pessoa que acusa o ex-presidente Lula de vagabundo, ladrão, sem provas, para defender a justiça, justamente no momento em que o presidente do seu partido está envolvido em corrupção junto com o presidente da república?”

O parlamentar afirmou que não aceitará posicionamentos demagogos dentro da Casa Legislativa. “O que não queremos é demagogia dentro dessa Casa, com gente se comportando com violência e depois se comportando como vítima”.

Sessão da Câmara de Vereadores de Petrolina é marcada por nova confusão entre parlamentares

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Foi a vez dos vereadores Gilmar Santos (PT) e Ronaldo Silva (PSDB) protagonizarem mais um desentendimento na Câmara de Vereadores de Petrolina. O fato aconteceu durante a sessão ordinária dessa quinta-feira (18).

Após Ronaldo discursar sobre a situação do Brasil, depois das denúncias de corrupção sobre o senador Aécio Neves (PSDB) e o Presidente da República Michel Temer (PMDB), o vereador Gilmar criticou a atuação de Ronaldo na Casa.

Ao iniciar seu discurso, Gilmar foi interrompido pelo presidente em exercício da Casa, o vereador Major enfermeiro, que pediu para que os assuntos de Brasília não fossem debatidos na Câmara. Gilmar Santos discordou do presidente afirmando que Petrolina faz parte do Brasil e que os assuntos nacionais devem ser debatidos no âmbito municipal.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

“Essa questão nacional deve ser trazida ao parlamento de uma forma civilizada. A população precisa compreender como as questões nacionais vão implicar aqui no nosso município. Não acho correto quando os vereadores dizem que não é necessário debater os problemas nacionais, até porque Petrolina está dentro de uma conjuntura nacional”. E completou, “A gente quer sim justiça. O que não queremos é demagogia dentro dessa Casa, com gente se comportando com violência e depois se comportando como vítima”.

Nesse momento o vereador Ronaldo Souza se levantou e pediu direito de resposta, mas teve seu pleito negado pelo presidente da Casa por não ter sido citado no discurso de Gilmar, que afirmou, “eu não citei ninguém Sr. Presidente. Por favor, cumpra o regimento dessa Casa”.

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Com o microfone aberto, Ronaldo Silva respondeu. “Sr. Presidente, ele se dirigiu a mim. Demagogo é Vossa Excelência. Não foi o PT que inventou a corrupção, o PT inventou a corrupção com fã clube (momento em que o microfone foi cortado) ”. Gilmar respondeu,

Após o fim da sessão, Ronaldo falou sobre o desentendimento com Gilmar. “Demagogo é ele, dando uma de bom moço aqui dentro. Aqui ele vai ouvir e vai ter que se enquadrar no regimento nosso e não no regimento dele. Ele tem que dar aula de educação na escola onde ele trabalha e não aqui dentro. Aqui é o legislativo e cada um defende a sua bandeira e a minha é a do povo de Petrolina”.

Gilmar também se pronunciou contra Ronaldo. “Ronaldo Silva, em um primeiro momento, se comporta com estupidez, grita, esbraveja, mas depois se comporta como vítima e como defensor da justiça. Não pode uma pessoa que tem essa bipolaridade estar representado a população de Petrolina”.

Vereadores fazem minuto de silêncio em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Os vereadores da Câmara Municipal de Petrolina fizeram um minuto de silêncio em homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia, mulher do ex-presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, durante a primeira sessão ordinária da Casa em 2017. A ação aconteceu após requerimento do vereador Gilmar Santos (PT).

O petista falou sobre o companheirismo da Marisa com Lula e das lutas da ex-primeira-dama em defesa dos mais pobres. “Essa perda que nós tivemos da esposa do presidente Lula, Marisa Letícia, é representativa. Não é apenas uma mulher que foi companheira de um político ou de um cidadão brasileiro, mas uma mulher que assumiu, durante a trajetória do presidente Lula, um companheirismo nessa luta e a defesa, especialmente, da população mais pobre do Brasil. Gostaria de convidar a todos para a gente colocar esse sentimento de solidariedade e fazer um minuto de silêncio”, afirmou.

 

Durante cerimônia de posse, Gilmar Santos cumprimenta família Coelho e é ovacionado pela plateia

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Durante a diplomação dos vereadores e do prefeito de Petrolina (PE), Gilmar Santos (PT) surpreendeu a todos ao negar cumprimentar o deputado Guilherme Coelho, o ministro Fernando Filho e o senador Fernando Bezerra Coelho.

Contudo, durante a posse, neste domingo (01), sua atitude foi diferente. Ovacionado pela plateia, o parlamentar cumprimentou toda a família Coelho que compunha a mesa e arrancou sorrisos do senador Fernando Coelho ao falar algo no seu ouvido.

Em conversa com a impressa, o professor reafirmou o motivo de sua atitude na diplomação e o que ele teria dito ao cumprimentar os políticos “Desejei boa sorte e reafirmei que o meu gesto foi político. O maior objetivo nosso é defender o interesse coletivo, o interesse da população”.

Ainda sobre a sua atitude, Gilmar afirmou que o protesto continua e que isso será refletido durante a sua gestão na Casa Plínio Amorim.

“As pessoas protestam um dia, elas não vivem protestando toda hora, portanto o nosso gesto foi simbólico o nosso protesto continua, na medida em que a gente for apresentar propostas para a cidade que em algum momento vai divergir, das que eles apresentam. A intenção vai ser sempre defender o que é melhor para a educação”.

Gilmar foi citado durante o discurso de posse de Miguel Coelho, quando o prefeito falou sobre educação. Ele acredita que a referência aconteceu tanto por sua formação profissional, quanto pelo o passado dos dois.

“A referência vem da minha formação, sou professor, sou profissional da educação. Creio que essa referência vem também da sala de aula, eu fui professor de Miguel e creio também que é uma provocação, para que a gente possa debater cada vez mais a vida dos educadores e a vida das crianças”, finalizou o vereador.

Em Casa Nova, vereador Gilmar declara apoio a Anisio Viana

anisio baba

O parlamentar afirmou que está apoiando a coligação ‘É Hora de Defender Casa Nova’, que tem como candidato Anisio Viana (PSDB)./ Foto: assessoria

Na sessão da Câmara de Vereadores de Casa Nova nesta semana, o vereador Gilmar (PR), mais conhecido como Babá, manifestou a sua posição pessoal em relação às candidaturas a prefeito da cidade. O parlamentar afirmou que está apoiando a coligação ‘É Hora de Defender Casa Nova’, que tem como candidato Anisio Viana (PSDB).

Segundo Anisio, a chegada do vereador ao grupo é motivo de bastante alegria, mas também de responsabilidade. “Estou muito feliz com essa manifestação do grande vereador da nossa cidade, Gilmar. Sua chegada é a prova que nosso projeto de reescrever a história e trazer um futuro melhor para nosso povo está empolgando toda a cidade. Juntos, vamos trabalhar para fazer Casa Nova voltar a sorrir”, comentou Viana.

LEIA MAIS

Juízes acusam Gilmar Mendes de agir contra a lava-jato

(Foto: Internet)

O presidente da Associação, João Ricardo Costa, fez diversas insinuações contra Mendes. (Foto: Internet)

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) enviou uma nota de repúdio contra o ministro do STF, Gilmar Mendes. A AMB acusou o ministro de se aproveitar de um “momento fundamental para a democracia para buscar espaço midiático”.

“É lamentável que um ministro do STF, em período de grave crise no País, milite contra as investigações da Operação Lava Jato, com a intenção de decretar o seu fim, e utilize como pauta a remuneração da magistratura. O ministro defende financiamento empresarial de campanha e busca descredibilizar as propostas anticorrupção que tramitam no Congresso Nacional, ao invés de colaborar para o seu aprimoramento”, diz a nota da AMB.

Mendes também criticou os procuradores do Ministério Público e o pacote das dez medidas anticorrupção.

LEIA MAIS