Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Doadores de medula óssea têm direito a isenção nos concursos públicos, em Petrolina

Lei busca incentivar doação de medula óssea em Petrolina

Ontem (10) o Blog mostrou a campanha de amigos e familiares de Denise Nancy, servidora pública que luta contra a leucemia. Ela precisa encontrar um doador de medula óssea compatível para combater a doença. Poucas pessoas sabem, mas Petrolina tem uma lei municipal para incentivar esse tipo de doação.

No último dia 3 de julho foi sancionada a Lei n° 3.204/2019, de autoria da vereadora Cristina Costa (PT). A matéria foi aprovada na última sessão do primeiro semestre e garante isenção da taxa de inscrição nos concursos municipais de Petrolina.

LEIA TAMBÉM:

Família de Petrolina inicia campanha de conscientização sobre doação de medula óssea

Para isso o concurseiro deverá estar cadastrado no Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea (REDOME).  “O projeto nasceu das demandas colhidas nas visitas aos hospitais. A isenção de taxa na inscrição para concurso público já existe para outros doadores, nós estamos acrescentando os de medula“, explicou Costa.

LEIA MAIS

Familiares pedem doação de sangue a paciente de Afrânio internado no Dom Malan

A produção do Blog foi procurada nessa sexta-feira (4) por amigos e familiares do jovem Nailton de Jesus Nascimento, morador de Afrânio, cidade vizinha a Petrolina. Ele está internado no Hospital Dom Malan/IMIP e precisa de doações de sangue.

Nailton tem 16 anos, descobriu um tipo de câncer no sangue e está internando para tratamento há 15 dias. Longe de casa ele precisa do apoio da comunidade local. Qualquer tipo sanguíneo é aceito, já que também poderá atender a outros pacientes da unidade.

Para ajudar Nailton basta ir Hemocentro Regional de Petrolina, o Hemope e fornecer o nome completo do paciente. Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos, ter no mínimo 50 kg, estar bem alimentado, não ter ingerido bebida alcoólica e drogas e apresentar documentação pessoal com foto.

Dia Nacional do Doador de sangue: UPAE/IMIP de Petrolina reforça o apelo por doações

(Foto: Internet)

Para reforçar a importância da doação de sangue, sensibilizar novos doadores e fidelizar os que já existem, a data de 25 de novembro ficou instituída no Brasil como Dia do Doador Voluntário de Sangue. E, neste dia, a Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP) chama a atenção da população para esse gesto de amor, que pode salvar muitas vidas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o percentual ideal de doadores para um país esteja entre 3,5% e 5% de sua população. No Brasil, esse número é preocupante, pois não chega a 2%. Esta quantidade ainda sofre uma queda alarmante durante os feriados e as férias, períodos em que os hemocentros operam com menos do mínimo necessário.

LEIA MAIS

Família realiza campanha de doação de sangue para mulher vítima de aneurisma

Nilda Nunes de Oliveira Moraes. (Foto: Arquivo da família)

Nilda Nunes de Oliveira Moraes, conhecida popularmente como “Nildinha”, moradora de Juazeiro (BA), sofreu um aneurisma e está necessitando de doações de sangue. Ela está internada no Hospital Universitário de Petrolina (PE), seu tipo sanguíneo é AB-.

Pelas redes sociais, familiares de Nildinha estão realizando a campanha para encontrar doadores, já que o estoque do Hemope está praticamente zerado e  não atende a necessidade da paciente. Segundo a família, os fatores sanguíneos compatíveis são: A- /B-/ O-/ e AB-.

Aos que estejam dispostos a se solidarizarem com a família, basta ir ao Hemope e fazer a doação. De acordo com os familiares da paciente,  para os doadores que não têm condições de se deslocarem até o Hemope, está sendo disponibilizado o transporte. Para maiores informações entrar em contato, através dos telefones (74) 988148261/(74) 988053572.

Campanha Nacional de Doação de Sangue já começou em todo o país; é o Junho Vermelho

(Foto) Ilustrativa)

Desde esta sexta-feira, dia, 1º de junho, que começou em todo o país o Movimento Eu Dou Sangue. São ações da campanha Junho Vermelho em todo Brasil, que tem o objetivo de conscientizar a população sobre a importância da doação sangue.

A ação é fundamental para os bancos de sangue, que, além de já enfrentarem a baixa adesão de doadores nesta época do ano, estão com seus estoques comprometidos por conta da greve dos caminhoneiros.

Pesquisa realizada no ano passado, encomendada pelo Movimento, em parceria com o Instituto Datafolha, indicou que o brasileiro não costuma doar sangue: cerca de 92% dos entrevistados declararam que não participaram de doações nos últimos 12 meses.

LEIA MAIS

Paciente em estado grave precisa de doação de sangue com urgência

(Foto) Ilustrativa)

A família de Leandro de Souza Costa está pedindo a contribuição de doadores de sangue do tipo B+, para que possam faz doação no HEMOPE em Petrolina (PE).

Leandro está internado na UTI do Hospital Regional de Juazeiro (BA) e precisa com urgência de plaquetas e hemácias. Por isso, o HEMOPE precisa de doação de sangue com o mesmo tipo do paciente, para que possa separar as plaquetas e as hemácias. No HEMOBA em Juazeiro não tem esse tipo de sangue.

Quem puder ajudar, deve ir urgente ao HEMOPE que fica no centro de Petrolina, atrás do Hospital Dom Malan.

Paciente lança campanha para receber doação de sangue e medula óssea

Precisando de doação de sangue e de medula óssea, a família da paciente Laila Vale Kazahaya, lançou em redes sociais e de relacionamentos, uma campanha para sensibilizar doadores.

Pode ser qualquer tipo de sangue. Quem puder contribuir basta ir ao Hemoba, em Juazeiro (BA), nos horários de 08h às 11h30 e 14h às 16h30 ou no Hemope, em Petrolina (PE) no horário entre 8h às 12h. É necessário informar o nome completo da paciente.

O seu gesto pode salvar uma vida.

Leitor denuncia problemas na estrutura do HEMOPE Petrolina

(Foto: José Filho)

Um leitor entrou em contato com a nossa redação e denunciou problemas no ar condicionado da sala de espera do Hemocentro Regional Petrolina (HEMOPE).

José Filho é doador de sangue e durante a espera para fazer o procedimento os doadores ficam no calor pois os aparelhos de ar condicionado ficam desligados, já que estão com defeito.

Ele nos enviou uma foto de um aparelho aberto à espera de conserto. “Desta forma as pessoas vão terminar desistindo de fazer doações de sangue”, comentou. Nós tentamos contato com a assessoria de imprensa do HEMOPE mas não conseguimos resposta.

Campanha busca doadores de sangue para ex-atleta em Petrolina

(Foto: Divulgação)

Familiares e amigos iniciaram uma campanha solidária de doação de sangue para o ex-atleta Luiz Gerônimo de Souza Santos.

Diagnosticado com anemia crônica, Luiz está internado no Hospital Universitário (HU-Univasf) e precisa de doadores. Para participar da corrente de solidariedade, basta ir ao HEMOPE, localizado na Rua Pacífico da Luz, Centro de Petrolina. É importante informar o nome de Luiz no ato.

Médicos doam sangue no segundo dia de paralisação em Petrolina

(Foto: Divulgação/Simepe)

A paralisação dos médicos do município continua, nesta quarta-feira (26) o grupo participou da campanha “Doando Sangue pela Saúde”, no Hemope de Petrolina. A greve teve início na terça-feira (25).

Durante a campanha de doação de sangue, 50 médicos participaram da iniciativa doando e realizando cadastro para doação de medula óssea. A expectativa do grupo é que ao longo do dia, outros 30 profissionais participem da campanha.

Família pede doação de sangue para adolescente de Afrânio internado em Petrolina

(Foto: Divulgação)

Familiares e amigos de Nailton de Jesus Nascimento, de 14 anos, buscam doadores de sangue tipo O+, devido à ausência do tipo sanguíneo no Hemope Petrolina.

O adolescente, que é natural de Afrânio está internado no Hospital Dom Malan e precisa de doação de sangue, que está em falta tanto no Hemope, quanto no Hemoba. A família ainda informa, que independentemente do tipo sanguíneo outros tipos poderão ser doados para outras pessoas que necessitam na região.

Leitor reclamada de atendimento no Hemope Petrolina

(Foto: Divulgação)

Nossa equipe recebeu uma denúncia, nesta quarta-feira (28), de um leitor do blog, que reclama do atendimento do Hemocentro Regional Petrolina (Hemope). Segundo a denúncia, o número de fichas não atende à demanda do local.

A denúncia foi feita por Umberto de Oliveira, que esteve no Hemope hoje, por volta das 10h30, para doar sangue a um familiar, entretanto ao chegar no local não conseguiu fazer a doação.

“Fui doar sangue para o meu primo, no entanto chegando lá fiquei sem entender. A gente vê propaganda falando para doar sangue, mas no Hemope Petrolina só tem 60 fichas, é uma incoerência tremenda! ”, afirmou através de mensagem.

Ainda segundo Umberto, quando chegou ao local as fichas já tinham acabado e, infelizmente, ele não poderá doar outro dia por ter faltado ao trabalho hoje.

Nossa equipe vai entrar em contato com o Hemope para saber detalhes sobre o ocorrido.

Hemope inicia campanha para reforçar estoque de sangue em Petrolina

(Foto: Divulgação)

Com a chegada das festividades juninas a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope) em Petrolina, iniciou uma campanha de convocação para doadores.

Nesta época as ocorrências envolvendo acidentes de trânsito e com fogos de artifício tendem a aumentar e por esse motivo a campanha busca alcançar o maior número possível de doadores. No momento, o estoque disponível no Hemope da cidade é regular. Porém, os tipos sanguíneos mais raros, como o B negativo, estão abaixo da média.

Doações podem ser feitas das 7h às 11h30 no Hemocentro localizado na Rua Pacífico da Luz, Centro.

Encontro entre Odacy Amorim e servidores do Hemope revela a precariedade da instituição

(Foto: Divulgação/Ascom)

O deputado Odacy Amorim (PT), esteve em reunião com servidores da Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco, (Hemope) em Petrolina. O encontro revelou a situação precária da instituição.

Segundo informações divulgadas pelo o deputado, no local é comum a prática de acumulo de função, as anotações ainda são manuais e a energia está sempre caindo.

“A rede de cabeamento e informatização nunca saiu, temos hoje mais de 100 mil fichas em arquivo de papel para as meninas pesquisarem toda vez que chega um doador, e isso atrasa muito o atendimento, tanto é que a gente teve que limitar o atendimento ao público em Petrolina, porque a gente não estava dando conta”, afirmou uma das servidoras, que reclamou ainda do quadro reduzido de funcionários e da falta de incentivos financeiros do Governo do Estado de Pernambuco.

O deputado Odacy Amorim, tomou nota das reinvindicações e deve levar o assunto para Alepe.

“Observei que o Hemope não tem um gerador de energia e isso compromete o trabalho daquele órgão. Vamos ter uma reunião com o pessoal do Recife, ligados a Fundação Hemope para passar um relatório das necessidades da unidade em Petrolina, além disso, defenderei na Alepe a questão do Plano de Cargos e Salários e insalubridades para os funcionários e plantonistas daquele órgão estadual que estão sem receber os incentivos financeiros do Governo, esperamos que possamos mudar essa triste realidade no Hemope do Sertão”, assegurou o deputado Odacy Amorim.

Carnaval: Hemope inicia campanha em busca de doadores para reforçar o estoque de sangue

(Foto: Internet)

Com a chegada do carnaval a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope) em Petrolina, iniciou uma campanha convocando doadores para reforçar o estoque de sangue durante o carnaval 2017. As doações podem ser feitas até a sexta-feira (24).

A campanha começou no início deste mês com cartazes e anúncios para conscientizar a população sobre a importância das doações com o tema: ‘Neste Carnaval vista a camisa da solidariedade’, pretende atrair o maior número de doações possíveis.

A assistente social, Cássia Maria de Menezes afirma que os tipos sanguíneos em estado mais crítico são os negativos.

“O que temos mais dificuldades são os fatores negativos porque são mais raros e mais difíceis. Não temos na mesma quantidade que tem o positivo. O estoque não é suficiente para atender a demanda”, explica.

Ainda de acordo com Cássia, durante a época de festas, as solicitações por bolsas de sangue tendem a aumentar nos hospitais. “Na urgência e emergência, o médico pede logo o fator negativo porque é universal. O problema é que nunca temos o suficiente. O ideal seria ter 40 bolsas no estoque, mas o nosso pedido é sempre para os doadores com tipo sanguíneo tanto negativo quando positivo”, ressalta Cássia.

O Hemope em Petrolina funciona das 7h30 às 11h30 e tem capacidade para atender 60 doadores por dia. O hemocentro fica na Rua Pacífico da Luz, Zona Central de Petrolina.

Para doar é preciso ter no mínimo 16 anos completos e no máximo 69 anos. Para doadores menores de 18 anos, é necessário a presença dos pais ou responsável legal. O doador deve pesar, pelo menos, 50 kg.

Não é recomendado que o doador esteja em jejum ou que faça a doação de sangue após ingerir uma alimentação gordurosa. É aconselhável fazer uma refeição leve antes da doação. Em todos os casos deve ser apresentado um documento oficial, com foto.

Com informações do G1

12