Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Grávida que aguardava cesárea no Dom Malan passa bem após parto

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Após dois dias aguardando atendimento no Hospital Dom Malan/IMIP, em Petrolina, Leidivânia Leite de Souza teve seu bebê. O Blog Waldiney Passos mostrou a história da gestante no sábado (16), mostrando o apelo de sua cunhada que denunciou a demora na realização da cesariana.

LEIA TAMBÉM:

Acompanhante afirma que grávida está há dois dias aguardando atendimento no Hospital Dom Malan

Leidivânia deveria ter sido atendida na manhã do sábado, mas precisou aguardar até o final da tarde para fazer a cirurgia. A assessoria de Comunicação do Dom Malan disse ao Blog que a paciente havia dado entrada no centro cirúrgico por volta de 17h40.

Em contato com nossa produção nessa segunda-feira (18) a família de Leidivânia relatou que a paciente passa bem após ter dado à luz, assim como sua filha. Elas devem receber alta ainda hoje.

Acompanhante afirma que grávida está há dois dias aguardando atendimento no Hospital Dom Malan

(Foto: Arquivo)

O atendimento no Hospital Dom Malan/IMIP voltou a ser questionado pelos petrolinenses nesse sábado (16). A acompanhante de uma grávida procurou o Blog Waldiney Passos no final da manhã, denunciando o descaso com sua cunhada.

Leidivania Leite de Souza está há dois dias na unidade sem receber atendimento. De acordo com sua cunhada a gestante não pode ter o parto normal. Apesar de o parto ter sido agendada para 8h de hoje, até 12h Leidivania segue na sala de triagem.

“Está com dois dias que ela está lá, eles sabem que é cesariana, foi encaminhado pelo postinho. Estão fazendo as cesarianas da SAMU dizendo que é urgência, o caso dela é complicado e eles só adiando o parto”, disse a cunhada de Leidivania.

Nossa produção entrou em contato com o HDM, que está apurando a situação e em breve enviará resposta oficial sobre a denúncia apresentada na matéria.

Já é carnaval no Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina

(Foto: Ascom)

A folia de momo começou mais cedo este ano no Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina e o carnaval da pediatria animou a todos nesta terça-feira (26), com o bloco “Mamãe não vai”.

A festa, que foi promovida pela equipe multiprofissional do HDM, contou com o apoio do projeto “Quem canta, seus males espanta”, do curso de licenciatura em música do IF Sertão Pernambuco, que já desenvolve um trabalho voluntário no hospital desde agosto do ano passado.

Munidos de instrumentos musicais, adereços, fantasias, brilho e muita alegria, o bloquinho fez um verdadeiro carnaval. As marchinhas e melodias infantis deram o tom da comemoração.

“Sempre que o grupo do IF Sertão vem aqui é ótimo, pois muda o clima da enfermaria. As crianças ficam mais felizes e serenas. Então, poder tê-los aqui animando o nosso carnaval é muito bom”, ressaltou a enfermeira gerente da pediatria, Roberta Rosa.

LEIA MAIS

Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina apoia a campanha “Fevereiro Laranja”

(Foto: Internet)

Como de costume, o Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina (PE) apoia uma nova causa. Este mês, a unidade materno-infantil está engajada na campanha “Fevereiro Laranja” – um alerta para o combate a leucemia (tipo de câncer sanguíneo). ​
​​
“A iniciativa tem como objetivo estimular o diagnóstico precoce e a doação de medula óssea, pois a leucemia é uma doença que se inicia justamente nesse local, onde o sangue é produzido”, esclarece a oncologista pediátrica do HDM, Michelle Ribeiro. ​
​​
Esse tipo de câncer acomete os leucócitos, também conhecidos como glóbulos brancos, que começam a se reproduzir de maneira descontrolada, dando início aos primeiros sinais da leucemia, que são: anemia, palidez, sonolência, fadiga, palpitação, sangramentos na gengiva e nariz, manchas roxas na pele ou pontos vermelhos.​

LEIA MAIS

Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina abre processo seletivo para eletricista

(Foto: Arquivo)

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina (PE) abriu inscrições para o processo seletivo simplificado, com quatro vagas para eletricista. Para participar, o candidato deve inscrever seu currículo no site do IMIP.

Após a triagem curricular, os concorrentes serão convocados para a segunda etapa. Na oportunidade da entrevista o candidato deve apresentar certificado do curso de eletricista e comprovante da NR 10 atualizado.

Todos os classificados farão parte de um cadastro de reserva. O processo seletivo simplificado tem duração de seis meses.

Balanço 2018: HDM/IMIP de Petrolina registra aumento em todos os atendimentos e serviços 

(Foto: Arquivo)

Há quase dez anos o Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina (PE) aceitou o desafio de atender a uma população de aproximadamente 2 milhões de pessoas, de mais de 50 municípios, e ser a referência em alto risco materno-infantil para a Rede de Saúde Pernambuco-Bahia (PEBA). Desde então, a unidade hospitalar vem se superando nas suas lutas diárias. Prova disso é que o número de atendimentos e serviços vem aumentando gradativamente.

De acordo com os dados do balanço de 2018, os atendimentos de urgência e emergência saltaram de 111.757 em 2017 para 115.208 no ano passado. O número de partos também aumentou e chegou a 7.173, com uma média de quase 600 por mês; a oferta de consultas ambulatoriais passou de 83.419 para 86.837 em um ano; e o número de cirurgias de urgência e eletivas fechou em 6.322.

LEIA MAIS

Janeiro também é o mês de conscientização sobre o câncer do colo do útero

(Foto: Internet)

Janeiro também é tempo de falar sobre o câncer do colo do útero, o 3º tumor maligno mais frequente na população feminina e a 4ª causa de morte de mulheres por câncer no Brasil, ficando atrás somente do câncer de mama e do colorretal.

Por isso, o coordenador médico do setor de Alto Risco do Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina, Marcelo Marques, faz uma alerta e adere à campanha ‘Janeiro Verde’. “O câncer do colo do útero é facilmente prevenível e depende de políticas públicas eficientes justamente que atuem nessa prevenção”, esclarece.

Esse tumor em questão é causado pela infecção persistente de alguns tipos do Papalomavírus humano – HPV oncogênicos. A infecção genital do HPV é muito frequente e não causa doença na maioria das vezes. Entretanto, em alguns casos, ocorrem alterações celulares que podem evoluir para o câncer. “Essas alterações são descobertas facilmente no exame preventivo, conhecido como Papanicolau, e são curáveis quase que na totalidade dos casos. Nessa perspectiva, um simples exame periódico pode afastar a doença”, informa Marques.

LEIA MAIS

Programa busca incentivar doação de leite materno em Petrolina

Projeto busca criar campanhas educativas a nível municipal (Foto: iStock.com/Getty Images)

As doações no Banco de Leite Materno (Biama) do Hospital Dom Malan, em Petrolina tendem a cair no mês de janeiro, por isso a unidade intensifica o clamor para que mães possam contribuir com o abastecimento e consequentemente, contribuindo com outros bebês atendidos no hospital.

Na tentativa de fortalecer o trabalho do Biama um projeto de lei foi aprovado em dezembro de 2018 na Câmara de Vereadores de Petrolina. A matéria de autoria do vereador Elias Jardim (PHS) cria o Programa de Doação de Leite Materno.

LEIA TAMBÉM:

Estoque do Banco de Leite do Hospital Dom Malan é considerado crítico, Secretaria Estadual de Saúde reforça importância de doação

O PL nº 105/2018 busca conscientizar a população local, através de campanhas publicitárias e educativas, a importância da doação. É prevista a destinação de orçamento municipal para essa atividade que terá caráter permanente e deve fortalecer o trabalho do Banco de Leite.

LEIA MAIS

Jovem morre no HDM quatro dias após dar à luz; hospital afirma que paciente retornou à unidade em estado gravíssimo

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

De acordo com informações da Assessoria de Comunicação do Hospital Dom Malam, em Petrolina (PE), Elaine Ramila de Oliveira Menezes, teve sua primeira entrada registrada no serviço no dia 05 de janeiro. Ainda segundo o hospital, a jovem chegou à unidade já em trabalho de parto avançado. 20 minutos após a sua chegada, o parto foi realizado por via normal.

Na noite de ontem (9), a notícia da morte de Elaine se espalhou pelas redes sociais. Natural de Cabrobó (PE), a jovem deu à luz a uma menina no dia 05 e janeiro como relatou a ASCOM do hospital, e teve alta no dia 06. Segundo o HDM, a jovem eras hipertensa crônica, mas saiu do hospital apresentando um quadro de saúde com boa evolução, estável, pressão arterial adequada e exames complementares realizados.

Depois que recebeu alta, Elaine voltou para Cabrobó. Passados três dias, a jovem retornou para o HDM, em estado grave, como relata a ASCOM do hospital, por meio de nota:

“Elaine retornou ao HDM/IMIP no dia 09 de janeiro, vindo de ambulância de Cabrobó (seu município de origem), sem o acompanhamento de um médico (apenas de uma enfermeira). Ela chegou em estado gravíssimo e apresentou parada cardiorrespiratória imediatamente após a entrada na emergência.  A equipe de saúde tentou reanimá-la por 40 minutos, sem sucesso“.

A nossa equipe de reportagem não conseguiu contato com a família da jovem, reiteramos que o espaço está aberto, caso familiares queiram se pronunciar sobre o fato. Em nota, o HDM informou que “solidariza-se com a família e se coloca à disposição para maiores esclarecimentos relativos a assistência prestada pelo hospital.”

Familiares pedem doação de sangue a paciente de Afrânio internado no Dom Malan

A produção do Blog foi procurada nessa sexta-feira (4) por amigos e familiares do jovem Nailton de Jesus Nascimento, morador de Afrânio, cidade vizinha a Petrolina. Ele está internado no Hospital Dom Malan/IMIP e precisa de doações de sangue.

Nailton tem 16 anos, descobriu um tipo de câncer no sangue e está internando para tratamento há 15 dias. Longe de casa ele precisa do apoio da comunidade local. Qualquer tipo sanguíneo é aceito, já que também poderá atender a outros pacientes da unidade.

Para ajudar Nailton basta ir Hemocentro Regional de Petrolina, o Hemope e fornecer o nome completo do paciente. Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos, ter no mínimo 50 kg, estar bem alimentado, não ter ingerido bebida alcoólica e drogas e apresentar documentação pessoal com foto.

Hospital Dom Malan/IMIP recebe Ação Social de Natal da OAB subseção Petrolina 

(Foto: ASCOM)

O Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina (PE) recebeu na última quarta-feira (18), uma Ação Social de Natal da Ordem dos Advogados do Brasil, subseção Petrolina, por intermédio da Escola Superior da Advocacia de Pernambuco (ESA-PE) e apoio das Comissões da Mulher Advogada e da Jovem Advocacia.

O evento teve como público alvo as mães de bebês prematuros que estão internados na Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (UCI), Alojamento Canguru e Berçário Externo da unidade materno infantil, que é referência para mais de 50 municípios da Rede de Saúde Pernambuco-Bahia (Rede PEBA). Durante o encontro, as mães participaram de uma palestra sobre direitos da criança, receberam kits para os bebês (contendo fraldas e materiais de primeira necessidade) e compartilharam um saboroso lanche.
LEIA MAIS

Voluntariado do Hospital Dom Malan realiza treinamento para novos membros

(Foto: ASCOM)

O Voluntariado do Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina realizou, nesta quarta-feira (28.11), um treinamento para os novos integrantes inscritos. Esse tipo de formação acontece semestralmente e tem como objetivo preencher as vagas abertas no grupo.

Participaram desta edição, 20 selecionados dentre os 39 candidatos. “A gente realiza uma triagem e identifica aqueles que realmente têm o perfil do trabalho voluntário. A partir daí nós realizamos o treinamento e a turma nova vai se formando”, esclarece o coordenador do Voluntariado, Rui Holanda.

“O chamamento público periódico tem como objetivo repor o quadro de voluntários, pois alguns acabam saindo, desistindo ou voltando ao trabalho. Hoje nós temos uma equipe formada por 26 voluntários e nós precisaríamos de pelo menos 60 para atender toda a demanda”, ressalta.

Todos os voluntários do HDM têm acima de 21 anos e devem ter disponibilidade de tempo para o desenvolvimento do trabalho filantrópico. O grupo atua fazendo visitas, passando informações, prestando assistência aos pacientes internados, realizando campanhas solidárias, atividades lúdicas e eventos em datas comemorativas.

Paulo Valgueiro explica porque exumação de gestante morta do HDM foi necessária

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Na manhã dessa quarta-feira (25) a Polícia Civil realizou a exumação do corpo de Milian Carvalho da Silva, de apenas 15 anos. A jovem morreu no Hospital Dom Malan/IMIP após complicações no parto e a família aponta negligência da unidade.

Para desvendar o caso, a Justiça de Petrolina decretou a exumação, após pedido apresentado pelo delegado Daniel Moreira. Membro da Comissão Especial de Inquérito, o vereador Paulo Valgueiro (PMDB) comentou a decisão e falou sobre os próximos passos na apuração.

LEIA TAMBÉM:

Exumação do corpo de jovem gestante que faleceu no HDM está acontecendo na manhã desta quarta

“Se tivesse havido a verificação do óbito através do IML na época do fato, não seria necessária a exumação, mas como não foi feito a tempo a verificação do óbito foi necessária a solicitação do delegado com participação nossa para haver a autorização para se exumar e fazer um esclarecimento melhor do fato”, afirmou por telefone ao programa Super Manhã com Waldiney Passos.

LEIA MAIS

Palestra discute consumo de álcool e drogas na gestação

(Foto: Ascom)

Na manhã dessa quarta-feira (11) o Grupo de Apoio às Mães de Prematuros do Hospital Dom Malan/IMIP promoveu uma palestra sobre o consumo de álcool e drogas na amamentação. Realizada na Casa de Apoio, a discussão trouxe informações e orientações às mães.

O GAMP realiza encontros periódicos e discute temas trazidos pelas próprias mães que têm seus filhos internados na unidade. A idealizadora do projeto, Juliana Benevides explica como funciona o grupo. “Temos um cronograma flexível e as ações acontecem de uma a duas vezes por semana. Nesta sexta, por exemplo, teremos um novo encontro às 10h, onde abordaremos a necessidade de cuidarmos do cuidador e a arte da convivência”.

O Grupo foi criado com a missão de incentivar as mães a amamentarem os bebês prematuros e como uma troca de experiência entre os profissionais do HDM.

12