Igeprev antecipa 13º salário a aposentados e pensionistas de Petrolina

13º começa a ser pago hoje (Foto: ASCOM)

Uma boa notícia aos aposentados e pensionistas de Petrolina. O Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev) antecipou o 13º salário a esse grupo, que começou a receber o benefício nessa quarta-feira (4).

Dessa forma as compras de final de ano já podem ser antecipadas. De acordo com o Igeprev, mais de R$ 2 milhões deverão ser injetados na economia do município. No balanço do instituto, 1.109 aposentados e 282 pensionistas serão contemplados com a antecipação.

A primeira parcela do 13º foi paga em junho. “Essa antecipação é fruto de uma boa gestão, mas acima de tudo um gesto de respeito e reconhecimento à categoria“, comemora o diretor-presidente do Igeprev, Willames Barbosa.

Aposentados e pensionistas do Igeprev têm salários antecipados devido ao ‘Dia do Servidor’

(Foto: ASCOM)

Centenas de petrolinenses já estão comemorando o ‘Dia do Servidor’, celebrado na próxima segunda-feira (28). É que, devido à data festiva, o Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev) antecipou os salários de 1.087 aposentados e 286 pensionistas ligados ao instituto.

Os pagamentos já estão sendo disponibilizados desde essa terça-feira (22) injetando cerca de R$ 4 milhões na economia da cidade. De acordo com o diretor-presidente do Igeprev, Willames Barbosa, a antecipação foi feita para permitir um feriado mais tranquilo aos aposentados e pensionistas do município de Petrolina.

“O instituto tem mantido seu compromisso com muita responsabilidade com os nossos aposentados e pensionistas e essa antecipação representa um gesto de respeito. Com isso, podemos permitir que centenas de famílias possam programar um feriado mais tranquilo e divertido como eles merecem”, disse Willames Barbosa.

Censo Previdenciário de servidores municipais de Petrolina é prorrogado

(Foto: Ascom)

Após recadastrar quase 4 mil servidores municipais em Petrolina, o Instituto de Gestão Previdenciária do Município (Igeprev) prorrogou o prazo do Censo Previdenciário que vem sendo realizado desde julho. O censo que seria encerrado nesta sexta-feira (13), foi prorrogado até 13 de novembro e deve recadastrar 5.451 servidores ao todo.

O censo é obrigatório e deve ser feito de forma presencial na sede do Igeprev, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30. O serviço deve ser feito pelos servidores ativos, aposentados e pensionistas. Para garantir atendimento é preciso agendar o serviço até o dia 31 de outubro pela internet.

LEIA MAIS

Servidores municipais de Petrolina devem fazer atualização cadastral no Igeprev

Quem não fizer atualização terá pagamento bloqueado (Foto: ASCOM)

Algo inédito em Petrolina está sendo realizado pelo Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev). Servidores ativos, aposentados e pensionistas estão sendo convocados para um censo que busca atualizar o cadastro dos mesmos.

Devem participar do levantamento, servidores da Câmara Municipal, autarquias e fundações vinculadas ao Igeprev. Segundo a Prefeitura, “o censo que é obrigatório deve ser feito de forma presencial na sede do Igeprev entre os dias 29 de julho e 13 de setembro de segunda a sexta-feira das 8h às 17h30”.

No entanto, é necessário agendar atendimento até 30 de agosto na internet. Quem não puder comparecer ao Igeprev deverá atualizar o cadastro mediante procuração ou solicitar visita domiciliar, desde que residam em Petrolina ou Juazeiro (no caso de doentes).

A gestão municipal ressalta que “quem não realizar o Censo Previdenciário poderá ter o pagamento bloqueado até o seu comparecimento ao Instituto”.

Prefeitura de Petrolina convoca psicólogos e assistentes sociais aprovados em concurso

(Foto: ASCOM)

O Diário Oficial de terça-feira (16) traz a convocação de psicólogos e assistentes sociais aprovados no concurso público da Prefeitura de Petrolina.

Os 12 profissionais devem comparecer ao Instituto de Gestão Previdenciária (Igeprev) em até 30 dias a contar do recebimento da carta convocatória.

Os convocados deverão realizar uma série de exames solicitados no edital e após cumprir com as determinações, entregar a documentação exigida na Secretaria de Saúde.

Confira a lista dos candidatos, a documentação e exames exigidos pela Prefeitura.

Aposentados e pensionistas do Igeprev têm salários antecipados em Petrolina

(Foto: ASCOM)

Depois de antecipar a primeira parcela do 13º salário, o Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev) anuncia outra boa notícia aos aposentados e pensionistas: os salários relativos ao mês de junho também foram antecipados para esta terça-feira (18).

De acordo com o diretor-presidente do Igeprev, Willames Barbosa, os salários estavam agendados somente para o dia 29 de junho, mas o Instituto conseguiu antecipar os salários, contemplando 1.044 aposentados e 279 pensionistas.

Willames lembra ainda que essa antecipação deve injetar cerca de 2.917.965,79  na economia de Petrolina. “Com muito compromisso, o instituto antecipou no início de junho uma parte do décimo terceiro salário das categorias e agora essa antecipação de salário chegam para permitir que os aposentados e pensionistas tenham um salário bem tranquilo”, disse Willames Barbosa.

Aposentados e pensionistas da Prefeitura de Petrolina já podem sacar a primeira parcela do 13º 

(Foto: Internet)

Aposentados e pensionistas ligados ao Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev) já têm bons motivos para se animar. É que o instituto antecipou a primeira parcela do 13º salário dos aposentados que já começou a ser pago nesta quinta-feira (6).

De acordo com o diretor-presidente do Igeprev, Willames Barbosa, 1.039 aposentados e 280  pensionistas estão sendo contemplados com a antecipação. A estimativa é de que essa antecipação injete quase R$ 2 milhões na economia do município que já registra avanços significativos neste período junino.

LEIA MAIS

Prédio do Igeprev passa por manutenção; conclusão da obra está prevista para o mês de julho

(Foto: Ascom)

Em breve, o Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev) ganhará uma mudança no visual. As partes externas e internas do prédio já começaram a receber o serviço de manutenção da pintura para tornar o ambiente ainda mais agradável.

O serviço está sob responsabilidade do instituto, e a obra está sendo executada com recursos próprios, com conclusão prevista para o mês de julho. Segundo o diretor-presidente do Igeprev, Willames Barbosa, a ideia é trazer mais conforto aos milhares de servidores inativos que buscam atendimento no Igeprev.

O Igeprev atende a 1.016 aposentados e 279  pensionistas do município. No local é possível usufruir de serviços como: perícia médica; análise e concessões de benefícios previdenciários; análise dos benefícios funcionais; a consultas e simulações dos benefícios.

Petrolina encerra 2018 com contas em dia, salários de dezembro foram antecipados pela gestão

(Foto: Ascom)

A administração municipal de Petrolina encerrou 2018 com as contas em dia. Além de ter as contas no azul a Prefeitura antecipou o salário de dezembro a mais de sete mil servidores para quinta-feira (27), injetando R$ 17 milhões na economia local.

“Muitas cidades e estados não conseguem pagar os salários em dia, isso traz uma grande insegurança para os servidores e afeta até a credibilidade da gestão. Aqui em Petrolina conseguimos equilibrar as contas mesmo com uma herança de dívidas milionárias, e ainda conseguimos fazer grandes investimentos na saúde, educação, pavimentação, iluminação entre tantas demandas do dia a dia. Então, podemos dizer que fizemos o dever de casa e entregamos muito mais do que apenas pagar salário em dia”, destacou o prefeito Miguel Coelho.

Aposentados e pensionistas também foram contemplados. O Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev) contemplou 1.016 aposentados e 279 pensionistas, injetando cerca de R$ 2.746.794,22 na economia.

Mais de mil aposentados e pensionistas do Igeprev terão salários antecipados em Petrolina

Igeprev consegue antecipar os benefícios dos 1.016 aposentados e 279 pensionistas de Petrolina (Foto: ASCOM)

Depois de antecipar a segunda parcela do 13º salário, o Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev) anuncia outra boa notícia aos aposentados e pensionistas: os salários relativos ao mês de dezembro também foram antecipados para esta terça-feira (18).

De acordo com o diretor-presidente do Igeprev, Willames Barbosa, os salários estavam agendados somente para o dia 20 de dezembro, mas o Instituto conseguiu antecipar os benefícios dos 1.016 aposentados e 279  pensionistas do município.

Willames lembra ainda que a segunda parcela do 13º foi paga, antecipadamente, no dia 5 de dezembro e que a folha especial alcança a soma de R$ 2.746.794,22. Segundo ele, a antecipação deve garantir um fim de ano mais tranquilo aos antigos servidores. “Essas antecipações vão possibilitar ao servidor inativo mais tranquilidade para usufruir as festas de fim de ano. Acima de tudo, é um sinal de respeito às pessoas que tanto contribuíram com o desenvolvimento do nosso município”, disse.

Cristina Costa pede acesso a balancetes do IGEPREV entre 2011 e 2013

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Ausente na sessão de terça-feira (7) a vereadora Cristina Costa (PT) apresentou seus Requerimentos e Indicações do primeiro encontro do atual semestre hoje (9). Um dos pedidos da oposicionista tratava do Instituto de Gestão de Previdência de Petrolina (IGEPREV), no qual solicita os balancetes financeiros de 2011 a 2013.

Na terça-feira seu companheiro de oposição, Paulo Valgueiro (MDB) havia cobrado da Prefeitura de Petrolina acesso aos documentos, coletados após uma auditoria realizada na atual gestão de Miguel Coelho.

LEIA TAMBÉM:

Líder da situação, Aero Cruz afirma que relatório responsável por identificar rombo no IGEPREV será apresentado aos vereadores

“Estamos primando pela verdade para que a gente possa discutir transparentemente junto ao Sindicato [dos servidores municipais], com o Executivo e com o próprio Legislativo”, destacou. Segundo Costa, servidores já haviam buscado seu gabinete para tratar do tema com a oposicionista.

O líder da situação, Aero Cruz (PSB) já havia informado ao Blog Waldiney Passos que o relatório feito pela Prefeitura de Petrolina será apresentado, a fim de esclarecer quaisquer dúvidas.

O Requerimento nº 142/2018, proposto pro Cristina foi aprovado por 19 votos a zero. As demais Indicações e Requerimentos – com exceção dos propostos por Cícero Freire (PR) foram aprovados com o mesmo resultado.

Aero Cruz afirma que IGEPREV não passa por dificuldades, apesar de rombo identificado pela Prefeitura

(Foto: Reprodução/Internet)

O tema Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (IGEPREV) foi colocado em discussão na sessão de terça-feira (7) pela oposição de Petrolina. Líder da Situação, Aero Cruz (PSB) falou sobre o assunto e disse que, apesar do rombo de R$ 13 milhões o IGEPREV não passa por dificuldades.

LEIA TAMBÉM:

Líder da situação, Aero Cruz afirma que relatório responsável por identificar rombo no IGEPREV será apresentado aos vereadores

Auditoria do IGEPREV revela prejuízo de aproximadamente R$ 13 milhões no governo de Júlio Lossio

“O IGEPREV ele não passa por dificuldade. Teve esse prejuízo, mas não está passando por dificuldade. Esse valor de R$ 13 milhões, é uma obrigação nossa e obrigação do prefeito Miguel Coelho encaminhar para os órgãos fiscalizadores, que é o Ministério Público Federal, Ministério Público Federal e Tribunal de Contas para que daqui a um ano não seja cobrado porque levantou esse rombo de R$ 13 milhões e não comunicou aos órgãos”, disse a nossa equipe.

LEIA MAIS

Líder da situação, Aero Cruz afirma que relatório responsável por identificar rombo no IGEPREV será apresentado aos vereadores

Aero disse que agora é o momento de apresentar informações à comunidade (Foto: Blog Waldiney Passos)

Um dos temas colocados em pauta na sessão dessa terça-feira (7) pelos vereadores da oposição foi o déficit do Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (IGEPREV). Cristina Costa (PT) e Paulo Valgueiro (MDB) apresentaram dois Requerimentos, nos quais solicitam do Poder Executivo os balancetes de 2011 e 2013 e as aplicações do fundo de investimento no mesmo período, respectivamente.

LEIA TAMBÉM:

Ex-gestores do IGEPREV rebatem acusações de rombo no instituto durante gestão de Lóssio

Auditoria do IGEPREV revela prejuízo de aproximadamente R$ 13 milhões no governo de Júlio Lossio

Em conversa com o Blog Waldiney Passos, o líder da situação, vereador Aero Cruz (MDB) afirmou que será apresentado o relatório a todos os membros da Casa Plínio Amorim. O assunto veio a público no dia 30 de julho, após uma auditoria realizada pelo atual governo de Miguel Coelho.

“É de grande importância esses Requerimentos, já falei para a bancada e coloquei para eles que a gente vai aprovar. É uma oportunidade passar para a oposição, como também para a população tudo que aconteceu, porque foi feito um levantamento e consta que as empresas onde foram aplicados esses 13 milhões do IGEPREV, essas empresas faliram”, disse.

LEIA MAIS

Ex-gestores do IGEPREV rebatem acusações de rombo no instituto durante gestão de Lóssio

(Foto: ASCOM)

O vereador Paulo Valgueiro (MDB) e Ney Siqueira, ex-gestores do Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (IGEPREV) emitiram uma nota rebatendo as acusações da atual gestão da cidade, que afirmou ter encontrado um rombo de R$ 13 milhões no instituto.

LEIA TAMBÉM:

Auditoria do IGEPREV revela prejuízo de aproximadamente R$ 13 milhões no governo de Júlio Lossio

Na nota, os dois afirmam que todas as decisões na gestão de Júlio Lóssio foram tomadas coletivamente no IGEPREV e nunca houve qualquer desvio de verba. Confira a íntegra da nota:

LEIA MAIS

Auditoria do IGEPREV revela prejuízo de aproximadamente R$ 13 milhões no governo de Júlio Lossio

As irregularidades encontradas foram feitas durante a gestão de Lossio. (Foto: ASCOM)

Uma auditoria realizada pelo Instituto de Gestão Previdenciária do Município de Petrolina (Igeprev) revelou prejuízos de aproximadamente R$ 13 milhões aos cofres do órgão. De acordo com levantamento, as perdas são provenientes de aplicações feitas entre os anos de 2011 e 2013, durante a gestão do ex-prefeito Júlio Lossio.

Uma das irregularidades identificadas foi o direcionamento de recursos para fundos de investimentos não recomendados, como explica o diretor-presidente do Igeprev, Willames Barbosa.

“Fizemos um levantamento minucioso e identificamos uma relação de fundos de investimentos de alto risco que vêm causando sucessivas perdas financeiras para o Igeprev, algumas delas, já provocaram, inclusive, o cancelamento precoce desses investimentos que dificilmente poderão ser recuperados”, explica o diretor.

LEIA MAIS
12