Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Celpe promove troca de lâmpadas de LED em Petrolina até esta sexta

Uma equipe da Companhia também ficará disponível para realizar os atendimentos comerciais da Celpe.

A partir desta terça-feira (13), o projeto “Energia com Cidadania” da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) estará em Petrolina (PE) para promover a troca de lâmpadas LED, orientações sobre consumo eficiente de energia e atendimentos comerciais da concessionária.

As ações estão sendo realizadas na Rua Mar Bering, em frente à Escola Estadual Antonio Cassimiro, e seguem até a próxima sexta-feira (16). Para realizar a troca de lâmpadas ineficientes como as fluorescentes, incandescentes ou halógenas, de potência igual ou superior a 15 Watts, por LED, o morador precisa obedecer ao limite de cinco unidades por cliente.

Para receber o benefício, é obrigatório residir na região, ser morador de comunidade popular ou estar cadastrado na Tarifa Social de Energia, além de comparecer ao local com as lâmpadas antigas a serem entregues e estar munido da fatura do mês de julho paga e sem débitos anteriores.

LEIA MAIS

Avenida Cardoso de Sá recebe nova iluminação de LED

Mais um trecho da Cardoso de Sá com iluminação em LED.

A nova rede de lâmpadas mais potentes (em LED) na avenida Cardoso de Sá, em Petrolina (PE), já está funcionando. O novo trecho contemplado segue da entrada da cidade até o Batalhão do Exército. Até o final de maio, toda a avenida deve estar com a nova iluminação.

“É uma obra que traz mais segurança, melhora a visibilidade para motoristas, ciclistas e deixa toda essa região mais bonita, valorizada. Então, o programa Mais Luz é muito além de uma instalação de postes, trata-se de uma ação estruturadora com vários benefícios para a cidade”, enumera o prefeito Miguel Coelho.

O deputado federal Fernando Filho também acompanhou o funcionamento da nova iluminação da Cardoso de Sá e adiantou que vai buscar recursos para ampliar as ações da Prefeitura de Petrolina para o setor.

LEIA MAIS

Prefeitura de Cabrobó investe em LED para iluminação pública

(Foto: Reprodução)

Com expectativa de trocar 4.800 lâmpadas convencionais por luminárias de LED, a prefeitura de Cabrobó iniciou a primeira etapa do projeto nesta terça-feira (29).

Neste primeiro momento a troca foi realizada no bairro Beira Rio, que já conta com 100% da iluminação com LED. A meta de trocar 1000 lâmpadas na sede e interior do município até o final do ano.

UPAE/IMIP de Petrolina segue orientação do Inmetro e adere ao uso das lâmpadas de LED

lampada

A recomendação do Inmetro é de que o consumidor opte pelas fluorescentes compactas, que duram de 8 a 10 vezes mais e consomem 4 vezes menos energia, ou pelas lâmpadas LED, que os fabricantes indicam durar 25 mil horas ou mais./ Foto: assessoria

A Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP) fechou o mês de junho com 80% da meta da troca das lâmpadas fluorescentes pelas de LED alcançada. A boa notícia chegou no dia que começou a valer a proibição da venda de lâmpadas incandescentes com potência de 41 a 60W, que não atendam aos níveis de eficiência energética determinado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

De acordo com a supervisora operacional, Fabíola dos Santos, apesar da unidade de saúde nunca ter utilizado as lâmpadas incandescentes, é importante chamar a atenção da população para o cumprimento do cronograma estabelecido pelo governo na Portaria Interministerial Nº 1.007, de 2010, que fixou os índices mínimos de eficiência luminosa para fabricação, importação e comercialização desse tipo de lâmpada. A substituição no Brasil está sendo feita de forma gradativa desde 2014. 

LEIA MAIS

Lâmpadas incandescentes serão vendidas até o final do mês no país

Luz

A restrição foi estabelecida em uma portaria interministerial de 2010, que tem como objetivo minimizar o desperdício no consumo de energia elétrica./ Foto: arquivo

As lâmpadas incandescentes não vão mais ser vendidas no Brasil a partir do dia 30 de junho. Os estabelecimentos, importadores e fabricantes serão fiscalizados pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), e quem não atender à legislação poderá ser multado.

A restrição foi estabelecida em uma portaria interministerial de 2010, que tem como objetivo minimizar o desperdício no consumo de energia elétrica. Uma lâmpada fluorescente compacta economiza 75% em comparação a uma lâmpada incandescente de luminosidade equivalente. Se a opção for por uma lâmpada de LED, essa economia sobe para 85%.

“A proibição da venda das lâmpadas incandescentes no país ajuda a estimular a adoção de opções mais econômicas e duráveis, como o LED, já adotado amplamente em outros países como China, Índia, Reino Unido, Estados Unidos, Canadá, Cuba, Austrália, Argentina, Venezuela, na União Europeia”, informa o Ministério de Minas e Energia.

Com informações de Agência Brasil