Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Homem é preso após agredir irmã grávida e mãe com faca em Santa Maria da Boa Vista

Na tarde dessa segunda-feira (24), por volta das 14h, a Polícia Militar foi acionada para verificar uma ocorrência de violência doméstica no Assentamento Aquarius, zona rural de Santa Maria da Boa Vista (PE).

Ao chegar no local, o suspeito, identificado como Manoel Max Ferreira da Silva, de 28 anos, tentou empreender fuga, mas foi capturado pelos policiais. O acusado apresentava escoriações no momento da prisão, devido a luta corporal com familiares.

Ao retornar à residência, foi relatado que o suspeito tentou agredir seus familiares com uma faca, chegando a agredir sua irmã que estava grávida e sua mãe. Os policiais encontraram a faca utilizada nas agressões, além de oito pés de maconha.

Diante dos fatos todos os envolvidos, juntamente com o material apreendido, foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Cabrobó, resultando no flagrante e o recolhimento do acusado.

“Escorreguei, ele caiu e fui para casa”, diz mãe de bebê encontrado afogado em lagoa de Juazeiro

Corpo do bebê foi encontrado boiando em uma lagoa. (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Nessa segunda-feira (20), o corpo de um bebê de um ano foi encontrado por populares boiando em uma lagoa, nas proximidades do Residencial São Francisco, em Juazeiro (BA).

Após investigações, a polícia apresentou Marília Santos Silva, mãe da criança, na delegacia. Segundo a genitora da vítima, ela teria saído para caminhar com o bebê, quando escorregou e o menino caiu na lagoa.

LEIA TAMBÉM

Juazeiro: Corpo de criança é encontrado em lagoa próximo ao Residencial São Francisco

Ao invés de pedir ou prestar ajuda, Marília simplesmente foi para casa. Questionada sobre o motivo de não ter voltado para salvar o bebê, a mãe afirmou que ficou “agoniada sem saber para onde ir”.

Mãe agradece ajuda do HDM com filha prematura

Mãe e filha deram entrada no HDM no dia 20 de março de 2018 e tiveram alta no dia 24 de maio.

Após um ano de luta e esperança, Isabella Luiza Araújo agradeceu ao Hospital Dom Malan/IMIP de Petrolina pela ajuda da unidade em salvar a vida da sua filha, a pequena Laura, que nasceu prematura e completou um ano no último dia 20 deste mês.

“Quando ela nasceu, com apenas 28 semanas e 820g, achamos que ela não fosse sobreviver. Mas, nos apegamos a Deus nesse momento e ele nunca mais nos deixou duvidar”, disse a mãe em seu relato feito nas redes sociais esta semana.

Além da prematuridade, Laura teve que enfrentar uma hipotermia grave, precisou da ajuda de aparelhos para respirar e de uma sonda para se alimentar, teve icterícia grave, quadros de cianose, apnéia, infecção hospitalar e três paradas cardíacas.

“Não tenho dúvida de que a vida dela é um milagre. Deus sempre esteve com a gente. A assistência e o apoio que nós recebemos do Hospital Dom Malan e de todos os profissionais foram instrumentos para a vitória. Então, não tenho nem palavras para agradecer”, afirmou Isabella.

LEIA MAIS

Pai é preso em Juazeiro acusado de agredir filho de apenas 1 ano

Um homem foi preso na noite de quarta-feira (16) em Juazeiro (BA) sob a acusação de agredir seu filho de apenas 1 ano e 10 meses. De acordo com a PET0 76ª CIPM, Edson Fabricio Campos Silva foi detido na casa de familiares, na Travessa Raio do Sol, após a mãe da vítima acionar a polícia.

Ana Carla Silva e Souza relatou aos policiais que Edson teria agredido o filho do casal na residência onde moram, no bairro Codevasf. O bebê apresentava marcas roxas nas nádegas e Edson negou ter batido no seu filho. Todos os envolvidos na ação foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil, onde foi realizado o exame de corpo de delito na vítima.

Jovem é preso suspeito de estuprar própria mãe no Agreste de Pernambuco

Um jovem de 18 anos foi preso após ser acusado de estuprar a própria mãe, em Águas Belas, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a delegada Thatianne Macedo, responsável pelo caso, a agricultora, de 48 anos, sofreu o abuso sexual na frente da filha mais nova, de 11 anos.

Segundo as informações da vítima, o filho chegou em casa, na madrugada do domingo (22), sob efeitos de drogas e bebida alcoólica, por volta das 2h. Ele ficou estressado quando a mãe pediu para ele parar de apagar a luz e a ameaçou com a faca. Logo depois, cometeu o crime.

A mulher fugiu com a filha para um matagal, onde passaram a noite. Ao amanhecer, as duas foram à Delegacia de Águas Claras e registraram queixa. A vítima, em estado de choque, foi levada para um hospital local, passou por exames e está bem.

O acusado foi encontrado em um imóvel abandonado, atrás da casa onde morava. Foram encontradas também duas pedras de crack e duas facas. Ele não resistiu à prisão e, quando questionado sobre o que havia acontecido, confirmou a versão da mãe.

O rapaz foi encaminhado para a Delegacia de Plantão de Garanhuns, também no Agreste, onde foi autuado por estupro e enquadrado na Lei Maria da Penha

Lagoa Grande: homem é preso após agredir a própria mãe

(Foto: Internet/Ilustração)

Na madrugada desse domingo (15) policiais militares prenderam um homem de 25 anos em Lagoa Grande. Wiltermberg da Silva foi denunciado por vizinhos após ter agredido sua mãe.

A Rocam foi acionada e constatou a veracidade dos fatos, que aconteceram no Bairro Estátua. Wiltermberg desferiu socos e cotoveladas na vítima.

Ele foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Cabrobó. A PM não informou o estado de saúde da mãe do agressor.

Policiais da 75ª CIPM flagram mãe alcoolizada com criança no colo durante Micareta de Feira

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Uma ocorrência registrada na noite do sábado (21) chamou atenção dos policiais da 75ª CIPM que estavam trabalhando na Micareta de Feira de Santana.

Os PMs flagraram uma mãe alcoolizada, com uma criança sem seu colo e prontamente os agentes acionaram o Conselho Tutelar da cidade.

Segundo a assessoria de comunicação da 75ª CIPM, a ocorrência chegou até os policiais por meio de foliões. Ao chegarem no local, a mãe da criança quase não conseguia segurar a criança, devido a seu estado. A mãe e a menor foram encaminhadas até um posto da PM.

A criança foi atendida pelas equipes de plantão até a chegada do Conselho Tutelar. No entanto, a 75ª CIPM não soube informar se a mãe responderá criminalmente pela atitude.

Cabo do exército desaparecido foi ameaçado por vereador e sofreu atentado antes de desaparecer, afirma líder comunitário de Izacolândia

Liderança de Izacolândia e mãe do cabo durante entrevista. (Foto: Waldiney Passos)

A mãe do Cabo do Exército do 72° Batalhão de Infantaria Motorizado, que está desaparecido desde o dia 17 de fevereiro deste ano, Maria Lucineide de Sousa Pinto, apresentou novos fatos sobre o caso durante entrevista ao programa ‘Super Manhã’, com Waldiney Passos, na Rádio Jornal de Petrolina, na manhã desta quarta-feira (14). Maria esteve no programa juntamente com o líder comunitário de Izacolândia, Júlio César.

Segundo o líder, Oldemárcio de Sousa Pinto, conhecido como Marcinho, morador do distrito de Izacolândia, havia sido ameaçado pelo vereador Domingos de Cristália antes de desaparecer e teria sofrido um atentado. Ainda segundo Júlio, o Cabo teria ido a sua casa na quinta-feira, dois dias antes de desaparecer, e avisado que o líder tivesse cuidado, pois teria sofrido uma emboscada e sido perseguido em Petrolina.

“Ele me chamou para entrar no carro e avisou que estava preocupado, com medo e que estava em busca de um meio de garantir sua segurança. Meu pai, que me viu entrar no carro, ficou preocupado pela expressão dele enquanto conversava comigo”.

De acordo com o líder do distrito, Oldemárcio foi testemunha em um processo eleitoral. O Cabo teria colhido e deflagrado provas contra o vereador Domingos, que teria cometido crime eleitoral. No processo em questão, o militar teria atuado como testemunha no Boletim de Ocorrência. “Ele foi ouvido no processo em cinco audiências que aconteceram. A primeira audiência durou cerca de 7 horas, a segunda 4 horas e as demais 2 horas”, disse Júlio.

O líder afirma que também chegou a ser ameaçado juntamente com sua família. “Além de ter sido testemunha física em um momento em que fui ameaçado durante a última eleição, ele me defendeu dessas pessoas que foram levar um recado ameaçador afirmando que se a gente denunciasse, não escaparia nem sequer as famílias dos envolvidos. Esse respingo do passado foi um recado objetivo, foi um recado claro, isso eu não vou negar”, afirmou.

Segundo a mãe do Cabo, ele era uma pessoa que não tinha inimizades e o único problema que teria com alguém era justamente esse com o vereador. “Era uma pessoa de muitas amizades, casada e com filho de cinco anos. Não tinha inimigos”, disse.

Questionada sobre a possibilidade de achar o filho com vida, a mãe do Cabo afirmou que acredita que ele esteja vivo. “Por que alguém irira tirar a vida dele? Era um menino que todos gostavam dele. Para quê?”. A respeito do desaparecimento estar relacionado com o processo eleitoral de Domingos de Cristália a mãe afirmou que tem suspeitas que possa haver ligação.

Apelo

Júlio fez um apelo para a sociedade e pediu para que quem tiver notícias, souber do paradeiro do Cabo, “alguma pista, se o viu passar em algum lugar, que possa informar para a família. A família já não aguenta mais. Querem saber se está vivo ou se está morto”.

O líder afirmou ainda que outros fatos estão sendo investigados e que novas provas estão sendo colhidas. Ele preferiu manter em sigilo para não atrapalhar o caso. “Uma emissora nacional está vindo para acompanhar o que aconteceu”.

Atuação Exército

Outro ponto de questionamento do líder foi da inércia do Exército diante do caso. “A gente gostaria que o Exército dê uma posição, pois ele faz parte de um órgão nacional que são as Forças Armadas. Queremos que o Exército tome uma medida maior que auxilie na elucidação do carro (…). Acredito que ele faz parte das Forças Armadas”, disse Júlio.

O caso

O Cabo do Exército do 72° Batalhão de Infantaria Motorizado, localizado em Petrolina (PE), saiu do batalhão por volta das 9h30 da manhã, segundo imagens de câmaras de segurança, do dia 17 de fevereiro deste ano em direção a sua casa no distrito de Izacolândia e não foi mais visto.

Uma semana depois do desaparecimento, o veículo do militar foi encontrado incendiado e totalmente destruído próximo ao distrito de Massaroca, em Juazeiro (BA). O carro estava a mais de 1 km da pista.

Missa sétimo dia mãe de Cristina Costa acontece nesta quarta

Dona Judith e a filha vereadora Cristina Costa. (Foto: Arquivo família)

A missa de sétimo dia da morte de Dona Judith Costa de Carvalho, mãe da vereadora Cristina Costa do Partido dos Trabalhadores em Petrolina (PE), acontece nesta quarta-feira (7). Dona Judith faleceu na última quinta-feira (1º), aos 86 anos.

A celebração acontecerá no Santuário Nossa Senhora das Grotas, em Juazeiro (BA), onde Dona Judith foi presidente da Confraria do Rosário por 15 anos. A missa acontece às 18h. Pela manhã está marcada uma visita de cova às 9h, no Cemitério Central da cidade.

Petrolina: filho ameaça matar mãe e é preso no José e Maria

(Foto: Ilustração)

Nessa segunda-feira (8), cumprindo determinação da Central de Operações do 5º BPM, uma equipe policial se deslocou ao bairro José e Maria para averiguar uma ocorrência de ameaça.

No local do fato, foi constatado que a vítima estava sendo ameaçada pelo seu próprio filho. Segundo informações da mãe, o suspeito havia chegado embriagado e com uma tesoura tentou agredir a mesma, que se trancou em um quarto da casa.

Os policiais conseguiram deter o acusado. Mãe e filho foram conduzidos para Delegacia da Mulher, onde o suspeito foi autuado em flagrante.

Pernambuco: Delegado vai pedir que adolescente que matou a mãe permaneça internado

Segundo informações da Polícia Civil, o rapaz chegou a avisar a avó que a mãe estava passando mal. (Foto: Internet)

O delegado da Polícia Civil de Pernambuco, José Raimundo Barbosa, responsável pelas investigações do assassinato de uma mulher pelo próprio filho, menor de idade, vai pedir ao Ministério Público que o adolescente permaneça na Fundação de Atendimento Sócio Educativo (Funase), no Recife, onde já está internado.

A identidade da vítima é preservada devido à menoridade do suspeito. O velório ocorreu no último dia 26, no cemitério público de Orobó, no Agreste de Pernambuco, onde aconteceu o crime.

O adolescente, de 16 anos, confessou ter matado a própria mãe na última terça-feira (24). Em depoimento, o menor disse que estava sob efeito de drogas. “Ele já tinha passagem pela polícia por agredir a mãe e ficou 45 dias internado por esse motivo. Ele precisa ficar interno para que seja ressocializado, até porque a avó dele (mãe da vítima) não o quer de volta em casa”, comentou o delegado.

LEIA MAIS

Pernambuco: Adolescente de 14 anos mata o pai para defender mãe em Pesqueira

Um adolescente de 14 anos se entregou à polícia após matar o próprio pai em Pesqueira, no Agreste de Pernambuco. O crime aconteceu na residência da família, no bairro Vila Anápolis, na tarde do último sábado (28). Os detalhes, no entanto, só foram divulgados nesta segunda-feira (30).

O pai, um homem de 38 anos, foi baleado com a própria arma. O homem ainda chegou a ser socorrido e levado ao Hospítal Doutor Lídio Parahyba. Em seguida, foi transferido para uma unidade de saúde em Caruaru, também no Agreste, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O garoto disse aos policiais que matou o pai porque ele agredia a mãe. Segundo a Polícia Militar, a arma utilizada no crime não foi encontrada. O garoto teria informado que, após cometer o crime, teria jogado o revólver na calçada.

Após se entregar à polícia, o garoto foi apresentado ao Ministério Público de Pernambuco. Em seguida, foi levado para uma unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase).

Adolescente de 16 anos é suspeito de assassinar a mãe em Orobó

Suspeito, de 16 anos, foi levado para prestar depoimento na Delegacia de Limoeiro.

Um adolescente de 16 anos é o principal suspeito do assassinato da mãe, ocorrido nesta terça-feira (24) no município de Orobó, Agreste de Pernambuco.

A vítima teria sido esganada com a alça de uma bolsa pelo filho, que seria usuário de drogas. As informações foram confirmadas por um dos vizinhos da vítima, o jornalista da Prefeitura de Orobó Edinho Soares. A identidade da vítima foi preservada devido à menoridade do suspeito.

O suspeito foi levado pelo Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati) para o município Limoeiro (a 30 km de distância) para prestar depoimento na delegacia local ao delegado de Orobó, José Raimundo. De acordo com a Delegacia de Orobó, o corpo da mulher foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) do Recife e não tinha perfurações de faca ou bala, mas uma marca no pescoço. A perícia ainda não foi concluída.

LEIA MAIS

Juazeiro: vendedora acusa enfermeira e médico de maltratar filha de 14 anos durante parto

A criança nasceu sem problemas, contudo, no dia seguinte ao parto, a jovem começou a reclamar de dores. (Foto: Internet)

Um médico e uma enfermeira foram acusados por uma vendedora ambulante de ter maltratado sua filha de 14 anos durante o parto da jovem na maternidade de Juazeiro (BA). Segundo a mãe, sua filha contraiu uma infecção devido à falta de cuidados.

Alessandra Pereira afirmou que a filha seguiu até a maternidade para o parto no dia 19 de setembro. “Quando chegou no centro cirúrgico, ela [a filha] estava deitada e já sem forças, fraca. Disse que a enfermeira empurrou a barriga dela para tirar o bebê e o médico, que não sei o nome, puxou, colocou as mãos dentro dela cinco vezes. A gente fica sem entender porque ele fez tudo isso”, reclama.

A criança nasceu sem problemas, contudo, no dia seguinte ao parto, a jovem começou a reclamar de dores. “A gente esperava que eles dessem uma medicação para amenizar o caso dela, mas não deram. Depois, ela apresentou essa infecção e ficou sangrando, com mau cheiro e eles liberaram, deram alta para ela ir para casa”, conta.

Ainda assim a jovem recebeu alta. Uma semana depois a adolescente precisou voltar à maternidade, onde continua internada. “Estava sofrendo. Chorava muito. Minha filha estava num estado que, se a gente não levasse, ela iria morrer em casa. Eu só quero a saúde de minha filha, só isso. O que a minha filha passou é triste. Eu não desejaria para ninguém”, diz Alessandra.

A secretaria de Saúde de Juazeiro respondeu a denúncia e afirmou estar “averiguando a situação”. Além disso, a secretaria pediu para que seja feita “uma análise de toda a assistência que ela está recebendo agora e da que recebeu inicialmente para a gente poder averiguar com rigor essa situação”.

“Ela está internada, está recebendo os cuidados e a gente continua investigando para poder apurar. Os responsáveis serão devidamente responsabilizados diante de cada situação”, disse a superintendente de atenção especializada, Cilene Duarte.

Em Petrolina, mãe busca doação de cama hospitalar para filha com síndrome rara

(Foto: Arquivo Pessoal / Gildete Alves)

Em contato com o blog, Gildete Alves da Silva mãe de Ana Beatriz, busca doações para adquirir uma cama hospitalar flexível, para sua filha com Síndrome de Wolfram.

Ana Beatriz tem apenas 11 anos e há três meses foi diagnosticada com a síndrome que é rara e acomete o sistema nervoso central (SNC), sistema nervoso periférico (SNP) e tecidos neuroendócrinos.

Preocupada com o desenvolvimento da filha, que passa boa parte do tempo acamada, Gildete Alves procurou nossa equipe para divulgar a dificuldade que enfrenta e buscar doações para adquirir uma cama para Ana Beatriz.

Interessados em doar dinheiro ou a cama, podem entrar em contato com a família através do telefone (87) 8839 6253.

Um quarto para Ana Beatriz

Ana Beatriz e sua família vivem em uma residência no Residencial Novo Tempo, localizado no bairro Pedra Linda, em Petrolina. Neste momento, além da cama, Ana Beatriz precisa de um quarto que comporte suas necessidades especiais. Quem tiver interesse em doar dinheiro ou materiais de construção, basta entrar em contato com a família através do telefone 87) 8839 6253.

12