“São quatro anos de dor, de muita saudade”, diz Lucinha Mota durante manifesto

Manifestação aconteceu na Praça Dom Malan, na Igreja Catedral de Petrolina.

No final da tarde dessa terça-feira (10), a família de Beatriz, juntamente com apoiadores do grupo “Somos Todos Beatiz”, realizaram uma manifestação para relembrar os quatro anos da morte da garota, que foi brutalmente assassinada dentro do Colégio Maria Auxiliadora.

Foi realizada uma exposição com fotos dos sete anos de Beatriz e dos quatro anos de luta, após a sua morte. Segundo Lucinha Mota, mãe de Beatriz, a exposição serviu para explicar para as pessoas toda a trajetória desses quatros anos.

Ainda de acordo com Lucinha, no entendimento da família, que realiza um trabalho paralelo de investigação, a impressão é de que o caso já foi solucionado. “A impressão que eu tenho é que, logo nos primeiros dias do crime, a polícia conseguiu identificar os assassinos de Beatriz e, não sei o porquê, não sei quem está financiando tudo isso para tentar colocar uma pedra no caso”, disse.

LEIA MAIS

Caso Beatriz: há quatro anos sem solução, grupo realiza manifestação em busca de justiça

O caso completa quatro anos nesta terça-feira (10). (Foto: Blog Waldiney Passos)

Nesta terça-feira (10) faz quatro anos que a garota Beatriz Mota foi brutalmente assassinada dentro do Colégio Maria Auxiliadora. Ainda sem resposta, o caso é coberto por fatos intrigantes, que dificultam o desfecho do crime que chocou todo o país.

Em busca de justiça, o grupo Somos Todos Beatriz, juntamente com a família da garota, realiza, nesta terça, uma nova manifestação, a partir das 17h, na Praça Dom Malan, em frente ao Colégio Maria Auxiliadora. Os protestos acontecem com uma mostra de fotos pessoais de Beatriz e da trajetória de luta do grupo que clama por justiça.

“A família da Beatriz Angélica Mota e o grupo Somos Todos Beatriz convidam toda população do Vale do São Francisco para participar de mais um manifesto por justiça. 4 anos sem Beatriz. Venha fazer parte dessa luta por justiça’, diz o convite para a manifestação.

Relembre o caso

Beatriz Mota tinha 7 anos quando foi brutalmente assassinada. Seu corpo foi encontrado em 10 de dezembro de 2015, com marcas de mais de quarenta facadas.

A garota sumiu durante festa na instituição de ensino em que estudava, o Colégio Nossa Senhora Maria Auxiliadora, em Petrolina.

Auxiliares de serviços gerais das escolas estaduais de Pernambuco cobram pagamento de salário e iniciam paralisação no Sertão

Grupo iniciou paralisação nessa quinta-feira, 21, em Petrolina (Foto: Blog Waldiney Passos)

2019 vai chegando ao fim, mas os trabalhadores e trabalhadoras terceirizados do Sertão continuam na luta para receber seus salários em dia. Nessa quinta-feira (21), as auxiliares de serviços gerais contratadas pela empresa Soluções para atuar nas escolas estaduais de Pernambuco iniciaram uma paralisação.

O grupo cobra o pagamento do salário de outubro, que está há mais de 15 dias em atraso. O 13º segue sem previsão de ser pago e as funcionárias então resolveram cruzar os braços. “Estamos falando com a secretaria de Educação e com a empresa Soluções, mas não deram nenhuma solução ainda. Fizemos uma assembleia há três dias, passamos o prazo até ontem para pagar e se não houvesse o pagamento, seria feita a paralisação. Ninguém resolveu e fizemos a paralisação”, explicou o presidente do Sindicato Intermunicipal dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Limpeza Urbana e Condomínios do Sertão Pernambucano (Siemaco), João Soares.

LEIA MAIS

Após morte de colega, entregadores de delivery fazem manifestação na Câmara de Petrolina

Grupo lembrou morte de entregador de pizza (Foto: Blog Waldiney Passos)

Um grupo de motoboys e entregadores está na Câmara de Vereadores de Petrolina nesse momento, para chamar atenção dos edis. Os profissionais querem a regularização da categoria e também lembra a morte de um colega, ocorrência que ganhou repercussão na cidade nos últimos dias.

LEIA TAMBÉM:

Plantão policial: motorista que colidiu veículo com entregador de pizza está sob custódia

Entregador de pizza é assaltado durante o trabalho em Juazeiro

Os manifestantes levaram cartazes, reivindicando a criação de um Sindicato e o reconhecimento da profissão. O grupo é predominantemente formado por jovens, que encontram nas entregas de moto uma maneira de ganhar a vida.

Eles aguardam um espaço na Tribuna Livre, para apresentar suas demandas. Hoje (19) o vereador Paulo Valgueiro (MDB) apresentou um Requerimento justamente cobrando a regularização da categoria.

Monumento da Muriçoca deve desfilar no dia 7 de setembro em Juazeiro

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Após a “Carreata da Muriçoca”, realizada na última quinta-feira (5), percorrendo vários bairros de Juazeiro (BA), o autor do monumento e demais simpatizantes convocam a população juazeirense para desfilar com a “muriçoca gigante” durante a programação do 7 de setembro neste sábado (7).

LEIA TAMBÉM:

“Carreata da Muriçoca” reúne dezenas de juazeirenses

“Convidamos a todos os juazeirense para ir às ruas neste 7 de Setembro, no desfile cívico da cidade de Juazeiro, para o Manifesto da Muriçoca. Traga sua raquete, seu mosquiteiro, seu Baygon, mas não deixe de participar”, diz o convite que circula nas redes sociais, e grupos de WhatsApp.

O monumento da muriçoca, de autoria do mototaxista Rafael Pereira, é o centro de uma polêmica que envolve a prefeitura municipal de Juazeiro, desde que a obra foi retirada das proximidades da Rodoviária da cidade, e posteriormente incinerada pela prefeitura. A “muriçoca gigante” é a mais nova obra do mototáxi, inconformado com a destruição de sua primeira criação.

“Carreata da Muriçoca” reúne dezenas de juazeirenses

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Dezenas de pessoas participaram da “Carreata da Muriçoca”, realizada na noite da última quinta-feira (5), em Juazeiro (BA). A manifestação organizada pelas redes sociais tinha reuniu juazeirenses descontentes com a retirada do monumento da muriçoca da Rodoviária.

LEIA TAMBÉM:

Em protesto contra ação da prefeitura, ‘carreata da muriçoca’ acontece nesta quinta-feira em Juazeiro

A obra do artista plástico Rafael Pereira foi recolhido ao depósito municipal e posteriormente destruída. O juazeirense queria fazer uma crítica à gestão municipal, já que os turistas que chegam de ônibus são recepcionados pelo inseto no terminal rodoviário.

Os manifestantes seguiram a muriçoca gigante – novamente construída por Rafael – pelas principais ruas e avenidas de Juazeiro, chamando atenção do Poder Executivo.

Moradores do N1 e N3 fazem manifestação após morte de motociclista

Veículos estão parados devido a manifestação de moradores (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um dia após o acidente que vitimou Geovânia Pereira dos Santos Silva, de 44 anos, os moradores dos Projeto Senador Nilo Coelho – Núcleo 01 e Núcleo 03 fazem nesse momento uma manifestação interditando a via na qual a morte aconteceu. Os moradores reivindicam melhorias na estrada que liga o N1 ao N3.

LEIA TAMBÉM:

Mulher morre em grave acidente de trânsito no interior de Petrolina

Os buracos na pista dificultam o trânsito de veículos e colocam em risco os motoristas e motociclistas. O grupo interditou a estrada com pedaços de galhos e cobram do Poder Público providências para melhorar a qualidade da via. Os manifestantes ainda estão no local e o trânsito está parado.

Em protesto contra ação da prefeitura, ‘carreata da muriçoca’ acontece nesta quinta-feira em Juazeiro

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Desde a retirada do “monumento da muriçoca” da Rodoviária de Juazeiro (BA), realizada no mês passado pela prefeitura, a população juazeirense divide opiniões e tece críticas sobre a atitude da gestão municipal, contra a obra do mototaxista Rafael Pereira da Cruz.

LEIA TAMBÉM:

Retirada de ‘Monumento da muriçoca’ na rodoviária de Juazeiro repercute nas redes sociais 

Além do recolhimento da obra, informações extraoficiais dão conta de que o monumento foi incinerado pela prefeitura. Inconformado, Rafael Pereira criou um monumento maior, vídeos que circulam nas redes sociais estão divulgando a obra que promete impactar ainda mais.

Com a nova obra finalizada, um movimento intitulado: “Carreata da Muriçocona”, está marcado para esta quinta-feira (5). De acordo com os organizadores, a concentração será às 18h, na Rodoviária de Juazeiro. A muriçoca gigante deve percorrer as principais ruas da cidade.

Lideranças planejam manifestação durante vinda do governador Paulo Câmara à Petrolina

Nas redes sociais lideranças comunitárias da cidade têm convocado a sociedade para participar na próxima quarta-feira (21), quando da vinda do governado  Paulo Câmara à Petrolina, para participar de mais uma rodada do seminário Todos por Pernambuco, de uma manifestação para protestarem contra os descasos do hospital Dom Malan/Imip.

É grande o número de críticas ao nosocômio por não atender bem as pacientes que procuram a unidade para realização de partos.

Na convocação, as lideranças conclamas toda sociedade a apoiar o movimento na tentativa de sensibilizar o governador, já que uma das promessas de campanha do Paulo Câmara foi a construção de um Hospital da Mulher aqui em Petrolina.

Após manifestação, prefeitura de Petrolina adia cadastramento de motoristas de aplicativo

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Na manhã desta terça-feira (6), cerca de 100 motoristas de aplicativo fizeram uma manifestação em Petrolina (PE), para reivindicar o adiamento do início do decreto que regulamenta este trabalho na cidade, previsto para entrar em vigor nesta sexta-feira (9). A concentração aconteceu em frente ao Parque Municipal Josefa Coelho.

A categoria também é contra alguns pontos do decreto, como a cobrança de uma taxa anual de vistoria, a limitação do ano do veículo utilizado no transporte e a restrição de alguns aplicativos.

Em nota, a Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (AMMPLA) informou em acordo com a categoria, o cadastramento dos motoristas de aplicativo será adiado por quarenta dias, e dentro deste prazo, os motoristas deverão criar uma associação e encaminhar a pauta com todas as reivindicações. Assim, a Ammpla irá analisar a possibilidade de alteração do decreto.

Moradores do Nova Vitória prometem interditar BR-407 na tarde desta sexta

Moradores do bairro Nova Vitória, em Juazeiro (BA), decidiram realizar uma manifestação em frente ao Juá Garden Shopping na tarde desta sexta-feira (02), a partir das 14h. Segundo informações, os populares vão protestar contra o Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE).

A pauta do manifesto é o fato da companhia de saneamento estar a pouco metros do bairro e não realizar as ligações domiciliares. Como já foram enviados diversos ofícios à empresa e não houve resposta, os moradores decidiram parar a BR-407 para chamar a atenção das autoridades responsáveis.

Em um vídeo que circula pelas redes sociais, os manifestantes aparecem levando pneus para interditarem a via. “Nós somos da comunidade Nova Vitória e estamos passando sede. Vamos fechar a BR em frente ao shopping de Juazeiro”.

Proprietários de Vans fazem protesto em Petrolina contra lei federal

Na manhã desta quinta-feira (01), vários motoristas de Vans de transporte complementar interestadual realizaram uma manifestação contra a Lei Federal 13.855, que dispõe sobre transporte escolar e transporte remunerado não autorizado.

Os manifestantes se reuniram em frente ao posto Paizão, em Petrolina (PE), e seguiram até Juazeiro (BA). Em vídeo enviado ao nosso blog, gravado por Felipe Bione, é possível identificar muitas vans ocupando uma das vias da ponte Presidente Dutra. Segundo Carlos Pereira, que é proprietário de van, a lei só considera transporte legal ônibus rodoviários.

“Para eles, nós somos transportes piratas. Quem não é ônibus rodoviário. Vamos nos organizar ainda mais para que possamos chamar a atenção das autoridades. Aqui no Vale do São Francisco são de 4.500 a 5.000 motorista de vans e proprietários que geram emprego”, afirmou.

LEIA MAIS

Caso Beatriz: “O que se tem feito para prender Alisson?”, questiona Sandro Romilton

Família de Beatriz cobra respostas sobre morte da garota (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Caso Beatriz voltou a ser destaque na imprensa local nessa semana, novamente tendo Alisson Henrique de Carvalho no centro das atenções. O ex-funcionário do Colégio Nossa Senhora Maria Auxiliadora é suspeito de apagar imagens das câmeras de segurança no dia em que Beatriz Angélica Mota foi morta, em 2015 e segue foragido.

LEIA TAMBÉM:

Caso Beatriz: “A impressão que eu tenho é que não estão fazendo é nada”, desabafa Lucinha Mota

Na quinta-feira (18) os pais de Beatriz receberam informações sobre a possível localização de Alisson. A Polícia Civil de Pernambuco, no entanto, não conseguiu localizá-lo na residência. A atuação da instituição de segurança foi criticada pelos pais da garota, conforme mostramos ontem.

Pai de Beatriz, Sandro Romilton conversou com o Blog Waldiney Passos e voltou a questionar a capacidade da Polícia Civil em continuar à frente do caso que completará quatro anos em dezembro.

LEIA MAIS

Juazeiro: carrinheiros do Mercado do Produtor farão nova manifestação nesta quinta-feira

Categoria faz segunda manifestação em menos de um mês (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Os carrinheiros e carregadores que atuam no Mercado do Produtor de Juazeiro (BA) farão nesta quinta-feira (18) mais uma manifestação. A categoria cobra melhorias nas condições de trabalho na unidade. A concentração acontece à 2h, no Ceasa.

LEIA TAMBÉM:

Carregadores fazem manifestação em Juazeiro cobrando melhorias no Mercado do Produtor

Por volta de 7h o grupo deve seguir pelas ruas de Juazeiro até o Paço Municipal, para cobrar diálogo com representantes da Prefeitura. Essa é a segunda manifestação da categoria apenas em julho. No último dia 8 eles chegaram a ter uma reunião com membros do Poder Executivo.

Contudo, ao que tudo indica Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar e Empreendedores Rurais do Município de Juazeiro (Sintraf) e Prefeitura não chegaram a um acordo.

Carregadores fazem manifestação em Juazeiro cobrando melhorias no Mercado do Produtor

Carrinheiros cobram melhorias (Foto: Reprodução/WhatsApp)

A segunda-feira (8) em Juazeiro (BA) começa com manifestação dos carrinheiros e carregadores no Mercado do Produtor. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar e Empreendedores Rurais da cidade (Sintraf), o poder público está sendo omisso com a categoria.

Os carrinheiros saíram do Ceasa no começo da manhã e seguiram pelas ruas de Juazeiro, rumo à Prefeitura. Agora pouco o Blog conseguiu contato com os manifestantes. O grupo já estava pelo Centro, nas proximidades do Paço Municipal.

Entre as demandas dos manifestantes estão a entrada dos carroceiros no Mercado, melhorias na infraestrutura como iluminação pública e sinalização no entreposto e proximidades. Nossa produção ainda não obteve informações se alguém da Prefeitura de Juazeiro se reunirá com os manifestantes.

123