Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Manoel da Acosap troca farpas com Cristina Costa após vereadora apresentar requerimento sobre reajuste dos Agentes Comunitários de Saúde

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Cristina Costa (PT) e Manoel da Acosap (PTB) protagonizaram uma cena que deixou vereadores e público presente na Câmara de Vereadores na manhã de hoje (14) sem entender  o que estava acontecendo. Tudo começou quando a petista apresentou um Requerimento no qual solicitou ao secretário municipal de Planejamento e Gestão Administrativa informações sobre o repasse do aumento salarial concedido aos Agentes Comunitários de Saúde, garantido através da Lei Federal nº 13.708/2018.

O pedido de Costa nada tinha de anormal, afinal é prerrogativa dos legisladores solicitarem informações ao Poder Público. Contudo, Manoel – que é agente comunitário de saúde – não recebeu bem o pedido e se mostrou incomodado com a reivindicação da edil.

Utilizando sua palavra, ele direcionou sua fala ao PT e ao governo de Dilma Rousseff. Quando Cristina pediu a palavra para esclarecer sua solicitação, Acosap mandou a colega “se colocar no lugar dela”, ouvindo de volta da vereadora que ela jamais “baixará a cabeça para machista”.

LEIA MAIS

Bancada de situação cobra Governo de Pernambuco sobre repasses ao Hospital Dom Tomás

Para vereadores da situação, Governo do Estado é o responsável por falta de medicamentos no HDT (Foto: Blog Waldiney Passos)

A realidade do Hospital Dom Tomás (HDT), referência no tratamento de pacientes com câncer em Petrolina e Bahia é delicada. Há exatamente um mês o Blog Waldiney Passos mostrou com exclusividade a falta de medicamentos a pacientes de quimioterapia e nada mudou até o momento.

Sem medicamentos os doentes estão com seu tratamento prejudicado e na visão dos vereadores da bancada governista de Petrolina, a culpa é do Governo do Estado. “O Hospital Dom Tomás é de referência, atende não só Petrolina, mas toda região. Da Bahia ao Piauí e chegou a hora dessa Casa chamar atenção dos deputados que estão pertinho do governador Paulo Câmara, pra que eles cobrem uma emenda do senador Fernando Bezerra Coelho que está lá no Estado. [A verba] não é do Estado, é do Governo Federal”, disse Zenildo Nunes (PSB).

LEIA TAMBÉM:

Segundo APAMI, Governo do Estado não fez repasse de recursos liberados em 2016

Secretaria Estadual de Saúde se pronuncia sobre falta de medicamentos no Hospital Dom Tomás

Pacientes denunciam falta de medicamentos no Hospital Dom Tomás

Presidente em exercício na sessão de quinta-feira (28), Ronaldo Souza (PTB) afirmou que a Comissão de Saúde da Câmara constatou o “colapso” da unidade e em seguida, Manoel da Acosap (PTB) apresentou um breve relatório da análise feita pelos colegas.

LEIA MAIS

ExpoCaroá é incluída no calendário oficial de eventos de Petrolina

(Foto: Reprodução/TV Grande Rio)

O calendário oficial de eventos de Petrolina ganhou mais componente. Depois de aprovado na Câmara de Vereadores, o prefeito Miguel Coelho sancionou a Lei Municipal nº 3.140/2019 na qual inclui a Exposição de Caprinos e Ovinos de Caroá (ExpoCaroá) na programação.

A lei foi proposta pelo vereador Manoel da Acosap (PTB), no final de 2018 e publicada no Diário Oficial de quinta-feira (10). O evento é realizado anualmente no primeiro fim de semana de agosto, na Vila Caroá, interior de Petrolina.

Com a inclusão da ExpoCaroá no calendário oficial de eventos fica o Poder Executivo responsável por “fazer ampla divulgação nos meios de comunicação”, sobre a exposição.

Manoel da Acosap justifica decisão de não compor Mesa Diretora da Câmara: “Não sou vaidoso”

(Foto: Blog Waldiney Passos)

No biênio 2019/2020 o vereador Manoel da Acosap (PTB) estará na “planície” e não fará mais parte da Mesa Diretora. Durante a cerimônia de posse dos colegas que vão comandar os trabalhos na Casa Plínio Amorim o edil comentou sua decisão.

Manoel foi um dos principais responsáveis pelo projeto da reforma administrativa, que segundo ele resultou em desgaste com os colegas, em especial o presidente da Câmara, Osório Siqueira (PSB). Para Manoel a opção de não compor a Mesa foi pensada em abrir espaço aos companheiros de partido.

“Quero agradecer a cada um de vocês pela confiança. Não estou aqui porque não quis,  eu não sou vaidoso, eu acho que teria que dar oportunidade a quem queria estar ai, que era os membros do meu partido. Para o bom andamento da Casa e abrir oportunidade para os membros do próprio partido, eu decidi descer para a planície“, destacou.

Osinaldo Souza (PTB) que é companheiro de partido de Manoel agradeceu a atitude do colega. “O vereador não fez questão nenhuma, foi muito gentil na hora da composição da Mesa em que eu pedi a 1ª secretaria. Em qualquer cargo que Manoel queira dentro do partido ele tem meu apoio. Ele foi muito humano e gentil”, afirmou Osinaldo.

Além de Osinaldo o PTB terá Ronaldo Souza compondo a Mesa, no cargo de primeiro vice-presidente. A nova Mesa Diretora fica no comando da Câmara até o dia 31 de dezembro de 2020.

Vereadores rejeitam discussão sobre projeto de Ronaldo Silva, matéria deve ficar para 2019

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A última sessão legislativa de 2018 na Casa Plínio Amorim foi marcada pela tranquilidade dos discursos de fim de ano e a votação de projetos de lei do Legislativo. Seis matérias estavam na ordem do dia e foram analisadas, terminando com votação unânime de 17 votos a zero.

No entanto, após a votação o vereador Ronaldo Silva (PSDB) tentou colocar em análise uma matéria de sua autoria e encontrou resistência dos colegas, inclusive da bancada de situação. O projeto buscava “capacitação das merendeiras”, justificou o edil.

De acordo com Ronaldo a matéria visa orientar os profissionais que atuam nas escolas e creches municipais, dando orientações a essas merendeiras sobre a manipulação de alimentos. Apesar da tentativa de colocar o projeto em votação a matéria foi rejeitada pelos colegas.

LEIA MAIS

Cristina Costa celebra vitória na Justiça, Manoel afirma que ainda há processos em julgamento

Edis se envolveram em confusão durante programa (Foto: Blog Waldiney Passos)

A última sessão de 2018 na Casa Plínio Amorim foi marcada pela notícia de que o vereador Manoel da Acosap (PTB) foi condenado em primeira instância no processo contra a colega Cristina Costa (PT), em relação a um caso registrado em 2017.

Costa usou a Tribuna Livre para publicizar o resultado expedido pelo Juiz de Direito Paulo de Tarso, do Juizado Especial Criminal de Petrolina, na qual fica determinada a detenção de três meses ou serviço comunitário ou pagamento de salários mínimos a Manoel por agredir fisicamente a vereadora. Segundo a edil não houve prazer em ler a sentença e seu gesto foi uma forma de mostrar que “ninguém está acima da lei”.

LEIA TAMBÉM:

Manoel da Acosap é condenado a pagar 10 salários mínimos para Cristina Costa após confusão

Exemplo às vítimas

Em conversa com a imprensa a vereadora disse que o processo em questão foi movido por Manoel, alegando que ele teria sido agredido por ela e espera que a decisão sirva de exemplo para outras mulheres. “Essa condenação vem fazer com que as mulheres que são agredidas pelos homens possam não baixar a cabeça. [Agi] Como mulher parlamentar, para dar exemplo para as mulheres que não tem força, ninguém está acima da lei. Eu fiz esse anúncio as mulheres, nós não podemos ser submissas”, disse Costa.

LEIA MAIS

Manoel da Acosap é condenado a pagar 10 salários mínimos para Cristina Costa após confusão

Manoel da Acosap fala à imprensa sobre sentença. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Foi divulgada no início desta semana no Diário de Justiça do Estado de Pernambuco, a sentença em desfavor do vereador Manoel da Acosap (PTB), pelo crime de lesão corporal contra a vereadora do Partido dos Trabalhadores (PT), Cristina Costa.

Após confusão, durante entrevista no programa “Super Manhã” na Rádio Jornal, com Waldiney Passos, no dia 06 de janeiro de 2017, a Vereadora Cristina Costa entrou com um processo na Justiça acusando o parlamentar de lesão corporal. O episódio polêmico de troca de agressões, aconteceu após uma discussão sobre os atrasos nos salários dos servidores de Petrolina (PE).

LEIA TAMBÉM:

Após discussão, vereadores Cristina Costa e Manoel da Acosap trocam agressões

Ouça áudio da discussão entre Cristina Costa e Manoel da Acosap durante entrevista na Rádio Jornal

Vereadora Cristina Costa registra Boletim de Ocorrência na delegacia de polícia contra Manoel da Acosap

A sentença foi dada pelo Juiz de Direito Paulo de Tarso Duarte Menezes da 2ª Vara do Juizado Especial Criminal da Comarca de Petrolina. Na decisão o Juiz considerou que o fato, mesmo violento, é de menor potencial ofensivo, e ainda ressaltou que o réu não é reincidente. Nestas circunstância, o Juiz resolveu substituir a pena de três meses de detenção, por uma multa no valor de 10 salários mínimos.

LEIA MAIS

Presidente da CONACS recebe Título de Cidadã Petrolinense

Participaram da sessão solene, a presidente da Acosap, Elizete de Souza, diretores da Acosap e agentes comunitário de saúde.

Na última sexta-feira (07), durante a Sessão Solene realizada na sede da Associação de Agentes Comunitários de Petrolina (ACOSAP), o vereador Manoel da ACOSAP (PTB) entregou o Título de Cidadã Petrolinense e outorga da Medalha Dom Malan a Ilda Angélica dos Santos Correia, presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de combate de Endemias (CONACS),

Segundo o vereador Manoel, a entrega foi um momento de retribuição pelo apoio da CONACS aos vereadores da cidade. “Quero dizer com enorme orgulho que nos sentimos privilegiados de poder contar com a presença da Senhora Ilda Angelica Correia que luta e acredita em nosso trabalho e nos apoia todos os dias na nossa jornada diária”, disse.

Manoel aproveitou a ocasião para agradecer a presença dos agentes comunitários de saúde o evento, e ainda renovou seus protestos a favor e dessa classe trabalhadora, que atua de forma tão próxima da população, bem como reafirmou sua admiração pelos profissionais de um modo geral.

Manoel da Acosap apresenta Moção de Pesar a família morta em acidente no N4 e cobra autoridades

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O trágico acidente que vitimou mãe e filho no último domingo (8) na PE-647, entrada do Projeto Senador Nilo Coelho – Núcleo 04 repercutiu na Câmara de Vereadores de Petrolina. Manoel da Acosap (PTB) apresentou uma Moção de Pesar aos familiares de Josicleide Cordeiro de Magalhães e seu filho Ruan Pedro de Magalhães.

Manoel foi vizinho de Josicleide e se emocionou ao apresentar o Requerimento nº 274/2018. Segundo o edil, é de extrema urgência alguma providência para melhorar a sinalização no local. “É questão de vida, as autoridades competentes tomem providência o mais urgente”, afirmou.

Ainda de acordo com Manoel, outras agrovilas e estradas da zona rural possuem redutores de velocidade e sinalização, menos a rodovia do N4. “A única rodovia que não tem sinalização e essa do N5 e N4, as vidas que se foram não voltam mais” e completou que aquela estrada “é o corredor da morte”.

A Moção foi aprovada por 12 votos a zero, juntamente com as Indicações e demais Requerimentos colocados em pauta nessa terça-feira (11).

Minuta sobre reforma administrativa gera polêmica, mas Osório afirma que processo é conduzido corretamente pelo jurídico

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A reforma administrativa na Câmara de Vereadores de Petrolina deve sair do papel em 2019, tanto que na semana passada os edis se reuniram na véspera do feriado do dia 15 para elaborar a comissão responsável pelo tema. Contudo o processo foi alvo de críticas na sessão de ontem (22), quando Ruy Wanderley (PSC) e Maria Elena de Alencar (PRTB) mostraram descontentamento com uma atitude do presidente da Casa Plínio Amorim, executada na quarta-feira (21).

“Quero externar minha tristeza com a Mesa Diretora quando, do entendimento da semana passada que nós discutimos na reunião. No final da reunião que nós tivemos foi definido uma comissão de sete vereadores e no dia de ontem [21/11] eu tomei conhecimento que a Mesa Diretora através do presidente baixou uma portaria com quatro vereadores”, explicou Ruy.

Para o edil causa estranheza a exclusão de alguns membros. “Não estou desqualificando nenhum dos quatro vereadores que foram escolhidos, mas eu acho estranho quando o vereador que mais trabalhou na reforma administrativa [Manoel da Acosap] não faz parte da comissão, quando um ex-presidente Maria Elena não faz parte e quando esse vereador que já foi presidente não faz parte da comissão”, pontuou.

LEIA MAIS

Projetos do Executivo e Legislativo serão analisados na sessão de hoje (20), na Câmara de Vereadores de Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Depois do feriado prolongado os vereadores de Petrolina retornam às atividades na sessão dessa terça-feira (20), para analisar seis projetos de lei colocados em pauta. Três matérias são de autoria do Executivo e propõem a criação do cargo de condutor de veículos de urgência e emergência (PL nº 070/2018); vaga de professor intérprete e instrutor de LIBRAS (PL nº 071/2018) e o cargo de auxiliar de saúde bucal (PL nº 072/2018).

Os três projetos deram entrada na Casa Plínio Amorim na última terça-feira (13) e já foram analisados pelas comissões. As votações devem ser feitas em 1º e 2º turno, necessitando a aprovação da maioria nas duas para ser aprovado.

Do Legislativo também constam na pauta três matérias: uma concessão de Título de Cidadão Petrolinense e Medalha de Honra ao Mérito a Dejaci Pereira da Costa, de autoria de Manoel da Acosap (PTB); e denominação de via pública no bairro Vila das Imbiras, cujo autor é Ibamar Fernandes (PRTB).

Além disso os edis apresentaram 20 Indicações e cinco Requerimentos. Às 10h está agendada a participação do grupo de trabalho de Manta de Petrolina, a pedido dos vereadores Aero Cruz (PSB) e Maria Elena de Alencar (PRTB).

Vereadores têm atrito durante justificativa de Requerimento na Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Sem Projetos de Lei na pauta da sessão dessa terça-feira (6) os vereadores de Petrolina justificaram suas 18 Indicações e três Requerimentos. Um deles, o de número 221/2018 de Paulo Valgueiro (MDB) gerou um pequeno atrito entre Ronaldo Souza (PTB) e Manoel de Acosap (PTB), chamando atenção dos edis e do público presente.

Autor do pedido, Valgueiro solicitou a realização de uma audiência pública para discutir a situação do abastecimento de água no distrito de Rajada. Ficaram convocados os deputados federais Gonzaga Patriota e Fernando Monteiro, representantes da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e outros políticos da região.

“A gente pede essa audiência para o mais tardar em dezembro. As famílias têm pagado as contas da Compesa, a água não está chegando nas casas”, disse o líder da oposição. Em seguida, Acosap que foi co-autor do pedido também falaria, mas Cancão tomou a frente.

LEIA MAIS

Projetos de Lei são colocados em votação e aprovados por unanimidade na Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Na pauta da sessão dessa quinta-feira (13) não constavam Projetos de Lei na Ordem do Dia, mas após a análise e aprovação das Indicações e Requerimentos, o presidente da Câmara de Vereadores, Osório Siqueira (PSB) colocou em votação duas matérias do Legislativo.

Os Projetos de Lei nº 021/2018, de autoria do vereador Paulo Valgueiro (MDB) e 017/2018/2018 de Manoel da Acosap (PTB) tiveram pareceres aprovados pelas comissões e entraram na Ordem. As matérias propunham, respectivamente, a concessão de Medalha de Honra ao Mérito Legislativo Dom Malan ao blogueiro Carlos Wanderley Alves de Carvalho Filho e denominação da Quadra Poliesportiva localizada no Bairro Cosme e Damião, Quadra Amilton Ambrosio de Carvalho.

As duas matérias foram aprovadas por 16 votos a zero, enquanto que as 14 Indicações e o Requerimento de Valgueiro foram aprovados por 15×0. O restante da sessão seguiu com uso da Tribuna Livre por parte dos edis.

Vereadores de Petrolina votam 4 Projetos de Lei do Legislativo na sessão desta terça (27)

(Foto: Blog Waldiney Passos)

A última sessão ordinária de fevereiro na Casa Plínio Amorim traz para votação quatro propostas do Legislativo. Na sessão desta terça-feira (27), os edis vão analisar Projetos de Lei (PL) dos colegas, além das Indicações e Requerimentos. O Executivo não colocou PLs para votação.

De autoria do vereador Alex de Jesus, o Projeto de Lei nº 147/2017 institui o mês de mobilização de todos pelo Fim da Violência contra as Mulheres (Campanha Laço Branco). Os vereadores Manoel da Acosap e Ronaldo Souza (Ronaldo Cancão) criaram o Projeto de Lei nº 004/18, que denomina via pública o trecho compreendido da BR 407, do Posto Asa Branca até o C-1 de Avenida Deputado Osvaldo Coelho.

LEIA MAIS

Briga entre vereadores: Osório afirma que só pode coibir excessos quando os fatos ocorrerem no “recinto da câmara”

Presidente Osório Siqueira (PSB), conclama todos vereadores a devida serenidade no trato das intricadas questões políticas e demandas sociais, assegurando a garantia da livre expressão fundada na urbanidade e respeito entre os pares do Poder Legislativo/Foto: Arquivo Blog Waldiney Passos

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Petrolina se pronunciou através de nota sobre a discussão entre os Vereadores Cristina Costa (PT) e Manoel da Acosap (PTB), ocorrida na última sexta-feira (6), quando da participação em entrevista na Rádio Jornal. Conforme a nota, o Regimento Interno da Casa, ao tratar do Decoro Parlamentar, concede ao Presidente do Poder Legislativo, que de Ofício tome providências visando coibir excessos desde que os fatos ocorram no “recinto da câmara”.

Confira a íntegra da nota:

Em face dos fatos noticiados pela imprensa local, que tiveram como palco os estúdios da Rádio Jornal do Comércio Petrolina, Programa “Super Manhã”, veiculado das 09h00min às 11h00min e apresentado por Waldiney Passos, no dia 06 de janeiro do corrente ano, no qual estiveram envolvidos o vereador Manoel da ACOSAP – PTB e a vereadora Cristina Costa, do PT, dando conta de supostas agressões verbais e físicas, venho a público prestar os seguintes esclarecimentos:

  1. O Regimento Interno da Casa, ao tratar do Decoro Parlamentar, concede ao Presidente do Poder Legislativo, que de Ofício tome providências visando coibir excessos desde que os fatos ocorram no “recinto da câmara”, consoante Art. 67, I a VII, combinados, ainda, com o Art. 20, Inciso I e seguintes da Lei Orgânica Municipal.
  2. Eventuais atos que atentem contra os deveres inerentes aos respectivos mandatos e ao decoro parlamentar, quando formalizados à Presidência do Poder Legislativo, esta tomará as providências imprescindíveis à apuração, garantindo-se aos envolvidos o direito ao contraditório e a ampla defesa.

Diante do exposto, conclama a todos os vereadores, em particular, aos diretamente envolvidos no episódio, a devida serenidade no trato das intricadas questões políticas e demandas sociais, assegurando a garantia da livre expressão fundada na urbanidade e respeito entre os pares do Poder Legislativo.

Gabinete da Presidência, em 09 de janeiro de 2017.

OSÓRIO FERREIRA SIQUEIRA

Presidente

12