Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Residenciais contemplarão famílias em vulnerabilidade social de Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

953 famílias serão contempladas com habitações nos Residenciais Pomares de Petrolina e Novo Tempo V e VI. Elas são parte do grupo em vulnerabilidade social e hoje, moram em áreas de risco. As habitações foram aprovadas pelo Governo Federal para atender esse público alvo.

Segundo Thulio Teobaldo, secretário-executivo de Habitação, não haverá período de inscrições aberto para o público em geral. “A equipe da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação realizou o cadastramento prévio dessas pessoas in loco nas referidas comunidades, onde foi possível constatar que os inscritos, de fato, atendem os requisitos para serem beneficiários do programa“, disse.

De acordo com a Prefeitura, a lista dos contemplados será divulgada após os cadastrados passarem por todas as etapas comprobatórias. Têm prioridade famílias com idosos; crianças com microcefalia; mulheres protegidas por medidas protetivas; mães solteiras; e pessoas incapacitadas para o trabalho.

Obras do Residencial Pomares avançam para contemplar mais de 450 famílias em Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

As 496 casas de 42m² estão ganhando forma no Residencial Pomares de Petrolina I, localizado próximo ao Residencial Nova Petrolina. As obras estão avançadas, cerca de 50% do projeto já foi executado, seguindo o cronograma previsto. Em breve, mais de duas mil pessoas devem ser beneficiadas com o programa Minha Casa, Minha Vida.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Giovanni Costa, serão contempladas famílias que moram em áreas de risco ou em ocupações irregulares. “O propósito do prefeito Miguel Coelho é entregar moradias dignas para as pessoas que realmente precisam e se enquadram no perfil do programa”, pontua.

O Governo Federal investiu R$ 40 milhões no Residencial Pomares de Petrolina I. Ao todo, serão 62 blocos, com oito casas em cada. Os imóveis dispõem de sala, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço. O empreendimento também vai contar com pavimentação das vias, instalação das redes de esgoto e iluminação, bem como linhas de transporte coletivo. Mais de 450 famílias que moram em situação de risco serão beneficiadas com as casas.

Incêndio assusta moradores do Residencial Vivendas; Bombeiros estão no local

Bombeiros estão no local (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um incêndio em um apartamento no Residencial Vivendas 1, em Petrolina assustou moradores do conjunto habitacional. As chamas teriam se iniciado pouco antes de 9h40, provocando correria nas residências vizinhas.

Nossa produção entrou em contato com o Corpo de Bombeiros Militar de Petrolina, que informou ter deslocado uma equipe ao Vivendas 1. Os bombeiros continuam no local, mas até o momento não há informações oficiais acerca das causas do incêndio e registro de feridos.

Os próprios moradores acionaram a equipe que prontamente se deslocou ao endereço. O Blog segue acompanhando a situação.

Jovens são mortos a tiros, em Casa Nova

(Foto: Ilustração)

Um duplo homicídio foi registrado em Casa Nova (BA) na noite da última quarta-feira (3). De acordo com informações repassadas à nossa produção, as vítimas tinham 17 e 22 anos.

Matheus Ferreira e Anderson Onofre estavam conversando na calçada de um conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida quando foram atingidos por disparos de arma de fogo.

O crime foi registrado por volta de 22h30. Um Toyota Corolla prata foi visto na cena do crime. Segundo testemunhas, homens encapuzados estavam no veículo e dispararam contra os jovens. Os corpos foram trazidos ao Instituto Médico Legal (IML) de Juazeiro.

Escrituras de conjuntos habitacionais devem ser entregues a partir desse mês em Petrolina

(Foto: Ilustração)

Após reunião entre representantes da Prefeitura de Petrolina e da Caixa Econômica Federal, nessa quinta-feira (16), ficou assegurada a emissão das escrituras das casas de todos os conjuntos habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida. Os títulos devem ser entregues aos donos dos imóveis a partir deste mês.

“Continuamos firmes no propósito de fazer o maior programa de regularização fundiária da história do município, com o programa Petrolina Legal. O prefeito Miguel Coelho quer dar dignidade a tantas famílias que suaram e trabalharam duro para conquistar a casa própria”, disse Giovanni Costa, secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação.

Segundo o secretário executivo de habitação, Thulio Teobaldo, algumas pessoas que foram contempladas com as casas dos residenciais precisam regularizar os pagamentos das parcelas em atraso, junto à instituição financeira, para receberem o título.

LEIA MAIS

Caixa aumenta valor de imóveis financiados pelo Minha Casa Minha Vida

(Foto: Ilustração)

As famílias de baixa renda de cidades de até 50 mil habitantes terão acesso a mais financiamentos do Minha Casa Minha Vida (MCMV). O banco aumentou o valor de imóveis financiados para as faixas 2 e 3 do programa habitacional. Paralelamente, a instituição elevou o valor do subsídio para a faixa 2 em cidades de até 20 mil habitantes.

As novas regras foram publicadas ontem(8) em instrução normativa do Ministério do Desenvolvimento Regional. Em nota, a Caixa Econômica Federal informou que as novas condições permitirão ao banco consumir todo o orçamento disponível para este ano no financiamento de moradias para a população de baixa renda.

“Com essas novas condições, a Caixa está com capacidade plena para atender a demanda por moradia no mercado imobiliário e aplicar todo o orçamento disponível para 2019, promovendo o aquecimento da economia, gerando empregos e rendas, além de contribuir para a redução do déficit habitacional do país”, destacou o banco no comunicado.

LEIA MAIS

Prefeitura e Caixa discutem liberação de imóveis e emissão de documentos para moradores do MCMV em Petrolina

(Foto: Ascom)

Um encontro realizado ontem (21) resultou em expectativas para quem precisa de uma moradia em Petrolina (PE). A prefeitura e a Caixa Econômica Federal abriram um diálogo a fim de agilizar a liberação de imóveis que se encontram com irregularidades nos residenciais do programa ‘Minha Casa Minha Vida’ no município. A ideia é desburocratizar o trâmite para que novas famílias possam ser indicadas para ocupar imóveis que se encontram vazios, ociosos ou invadidos e até mesmo que tenham sido alugados ou vendidos irregularmente.

Participaram da reunião o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDURBH), Giovanni Costa, o secretário-executivo de Habitação, Thúlio Teobaldo, além do Gerente de Filial da Gerência Executiva de Habitação da Caixa Econômica Federal, Leonardo da Silva Menezes e a Assistente de Projetos Sociais, Carmem Lúcia Maria de Aquino.

Durante a reunião, ainda foi discutida junto à Caixa a necessidade da criação de uma força-tarefa, em parceira com o município, para agilizar a emissão dos títulos de posse dos beneficiários dos residenciais. O objetivo é ampliar a quantidade de moradores que vão ter os documentos que atestam a propriedade dos imóveis, dentro das ações do programa Petrolina Legal.

LEIA MAIS

“Sonho da casa própria”: começam as obras do Minha Casa Minha Vida Rural em Petrolina

23 famílias da zona rural de Petrolina ganham novas moradias equipadas com cisternas para armazenamento de água. (Foto: ASCOM)

Inicialmente 23 famílias que moram na zona rural de Petrolina (PE), foram beneficiadas pelo Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR), popularmente conhecido como ‘Minha Casa Minha Vida Rural’. Ao todo, 12 unidades habitacionais começaram a ser construídas na comunidade de Poço Dantas, no distrito de Cristália, e outras 11 em Cacimba do Baltazar, no povoado do Capim. As obras tiveram início na última sexta-feira (14) e devem ser concluídas dentro do prazo de oito meses. O trabalho é supervisionado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (SEDURBS), através da secretaria-executiva de Habitação.

Cada casa tem uma área total de aproximadamente 54m². O imóvel é composto de sala, dois quartos, banheiro, cozinha e uma área de serviço. Estes três últimos possuem revestimento cerâmico nas paredes, assim como o piso de todos os cômodos. O banheiro é forrado e equipado com chuveiro, enquanto que o imóvel ainda possui uma caixa d’água de 500 litros, calçada ao redor, fossa séptica, sumidouro e acessibilidade para deficientes físicos. Cada unidade habitacional, ainda vai contar com uma cisterna para armazenamento de água.

O investimento total ultrapassa os R$ 800 mil. Cada unidade habitacional está orçada em R$ 34.200, enquanto que as cisternas saem a R$ 2.500 cada. De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, Giovanni Costa, a iniciativa reforça o compromisso da Prefeitura de Petrolina em reduzir o déficit habitacional do município. “Tirando as famílias que moram em situação de risco e que vão ser contempladas pelo Residencial Pomares de Petrolina que já está em construção, faltava uma ação que beneficiasse as famílias da zona rural. Ainda em campanha, o prefeito Miguel Coelho foi sensível à essa situação e prometeu levar o Minha Casa Minha Vida para a zona rural. Assim foi feito e agora as famílias estão um passo mais perto de realizar o sonho da casa própria”, comemora Costa.

Caixa suspende Minha Casa Minha Vida para faixa intermediária

(Foto: Ilustração)

A Caixa Econômica Federal anunciou na terça-feira (13) que suspendeu, por falta de recursos, a contratação de novas unidades habitacionais do programa “Minha Casa Minha Vida” para a faixa 1,5, voltada para famílias com renda mensal máxima de até R$ 2,6 mil.

De acordo com o banco, o orçamento para esta linha de crédito imobiliário foi “utilizado em sua totalidade” e as contratações do programa para esta faixa serão retomadas no início de 2019.

LEIA MAIS

Prefeitura entrega casa à família substituta do residencial Mairi

(Foto: Ilustração)

A secretária de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade Cida Gama, entregou nesta quinta-feira (28) as chaves da casa para mais uma família substituta do Residencial Mairi. Houve desistência da família contemplada anteriormente e a primeira família da lista de espera foi convocada.

Seu Josemar Vieira, reciclador que mora atualmente com um dos netos em uma casa de taipa no bairro Nova Esperança, foi o contemplado substituto e comemorou a conquista da nova residência. “Vou me mudar ainda hoje! Pretendo cuidar e zelar dessa casa que agora será nosso novo lar”, afirmou.

O município de Juazeiro conquistou nos últimos oito anos o maior volume de casas populares de sua história, sendo 11 mil no total, dentre elas o residencial Mairi que atende, especificamente, famílias que viviam na área da poligonal, composta por 12 bairros localizados na área da intervenção urbana.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro convoca família substituta para Residencial Mairi

Os sorteados do residencial Mairi são especificamente famílias que viviam na área da poligonal. (Foto: ASCOM)

A prefeitura de Juazeiro (BA), através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) convocou mais uma família para substituir um contemplado anterior do Residencial Mairi, que faz parte do programa “Minha Casa, Minha Vida”, por motivo de desistência.

A família de Josemar Vieira dos Santos, CPF: 97118052515, estava na lista de espera e deve se dirigir à Caixa Econômica Federal para assinatura do contrato já disponível na agência Velho Chico, na Avenida Adolfo Viana.

Os sorteados do residencial Mairi são especificamente famílias que viviam na área da poligonal, composta por 12 bairros localizadas na área onde foi feita a intervenção urbana. Para serem contempladas no Residencial Mairi, as famílias, além de possuírem cadastros precisavam estar em condição de vulnerabilidade, com habitação de risco, casa cedida, de taipa, às margens do canal ou alugada.

Prefeitura de Juazeiro lança programa Cuidar da Gente’ nos residenciais Praia do Rodeadouro e Morada do Salitre

(Foto: ASCOM)

O prefeito Paulo Bomfim lançou esta semana, o programa Cuidar da Gente nos residenciais Praia do Rodeadouro e Morada do Salitre, que tem o objetivo de oferecer ações integradas das secretarias municipais para atender especificamente aos cerca de 50 mil moradores das comunidades do Minha casa Minha Vida

Em Juazeiro, foram conquistadas 11 mil moradias,  o maior programa de habitação popular da história de Juazeiro, e o maior do Nordeste nos Governos Lula e Dilma. Para o prefeito, é necessário haver um programa específico para estas comunidides. “Já iniciamos o Minha Escola Minha Vida, nos residenciais Juazeiro 1,2 e 3, na Itaberaba. Mas vamos ampliar todas as ações de governo e oferecer às pessoas ações de cidadania, como ser parceiro do município”, destaca Paulo Bomfim.

Coordenador geral do programa, o Chefe de Gabinete ressalta que o Cuidar da Gente chegará a todas as comunidades. “O programa vai conter diversas ações de governo. Além de continuar as ações, vamos aproximar mais as pessoas do poder público. Traremos serviços como SAAE em Ação, Meu Bairro Melhor, Caravana da Saúde, e vamos levar a todas comunidades do Minha Casa Minha Vida em Juazeiro”.

Prefeitura de Juazeiro lança programa que atenderá aos residenciais do Minha Casa Minha Vida

(Foto: Ilustração)

Nesta quinta-feira (07), às 18h, no espaço comunitário do Residencial Mairi, o prefeito de Juazeiro Paulo Bomfim, fará o lançamento do Programa Cuidar da Gente. A iniciativa vai integrar ações de diversas pastas da administração municipal.

Nos últimos 10 anos, a cidade de Juazeiro recebeu o maior programa habitacional de sua história. No total foram mais de 11 mil casas entregues através do Programa Minha Casa Minha Vida, durante os governos Lula e Dilma, e dos governadores Jaques Wagner e Rui Costa, beneficiando cerca de 50 mil pessoas.

Ao lançar o Cuidar da Gente, a Prefeitura vai oferecer a essas comunidades atividades de atenção especial aos moradores e aos ambientes físicos dos conjuntos habitacionais.

LEIA MAIS

Secretaria de Juazeiro pede que denúncias sobre uso irregular de residências do “Minha Casa, Minha Vida” sejam feitas na ouvidoria da Caixa

(Foto: ASCOM)

Após denúncia feita a este blog sobre pessoas que estariam vendendo e alugando casa do programa “Minha Casa, Minha Vida”, no residencial Mairi em Juazeiro (BA), a Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) informou, por meio de nota, que denúncias sobre uso irregular de residências do Mairi devem ser formalizadas através da Ouvidoria da Caixa no número 0800 725 7474.

LEIA TAMBÉM

Denúncia: moradora afirma que pessoas estão vendendo e alugando casas do “minha casa, minha vida” em Juazeiro

A partir disso, o banco envia a denúncia para o setor de Habitação da secretaria solicitando que seja feita uma visita social ao imóvel para confirmação. A equipe faz a visita e logo em seguida o banco é comunicamos através de ofício sobre o termo de certificação do imóvel. As denúncias são verificadas a partir do endereço do beneficiário e não por nome. A secretaria informou ainda que o responsável pelo andamento do processo é o banco financiador.

Denúncia: moradora afirma que pessoas estão vendendo e alugando casas do “minha casa, minha vida” em Juazeiro

Venda ou aluguel do imóvel pode acarretar perda da residência. (Foto: Ilustração)

Em denúncia feita ao blog Waldiney Passos, uma moradora do residencial Mairi – que faz parte do programa “Minha Casa, Minha Vida” – , em Juazeiro (BA), afirmou que algumas pessoas, após contempladas, estariam vendendo e alugando suas casas, o que é proibido.

De acordo com a moradora que preferiu não se identificar, uma mulher, que já possui casa própria, teria vendido sua casa no residencial por R$ 5 mil. Além disso, a mãe dessa mulher, que também foi contemplada, teria alugado o seu imóvel a outras pessoas.

“Eu acho isso errado. Tem que dar para quem precisa. Tem muitos que não tem uma casa para morar. Elas ganham para depois vender ou alugar e gastar todo o dinheiro em festas. Isso é uma injustiça”, diz a denúncia.

Perda do imóvel para quem vende

De acordo com a Caixa Econômica Federal, responsável pela manutenção do programa “Minha Casa, Minha Vida”, caso o contemplado ou contemplada oferte o imóvel à venda ou para aluguel, antes da quitação da dívida estará caracterizada a irregularidade.

Neste caso, a Caixa pode pedir na Justiça a retomada do imóvel. É importante destacar que, durante o curso da ação de retomada do imóvel e antes de sua consumação, o beneficiário pode quitar a dívida pelo seu valor integral e, assim, evitar a perda do imóvel.

O blog Waldiney Passos entrou em contato com a prefeitura e aguarda resposta.

123