Em Petrolina, ministro confirma continuidade do Minha Casa, Minha Vida

Petrolina ganhará 500 unidades em 2020 (Foto: Ilustração)

Durante sua passagem por Petrolina na segunda-feira (9), o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto anunciou que o programa habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, continuará em 2020. Com débitos a pagar ainda nesse ano, ele afirmou que o Governo Federal priorizará as obras já em execução no próximo.

LEIA TAMBÉM:

Ministro do Desenvolvimento Regional anuncia mais de R$ 86 milhões para pavimentação de Petrolina

“A informação é que aqui temos  500 casas ficando prontas. O objetivo principal e a prioridade do Governo é a manutenção da execução das obras. Fizemos um esforço durante todo ano, felizmente agora em dezembro muito recurso chegou, o que garante a continuidade”, antecipou.

A expectativa é que as 500 unidades de Petrolina sejam entregues em 2020, quando o ministro retornará para inaugurá-las. “Tudo que está em execução, vai continuar em execução. Aquelas dívidas que existiam vão ser todas pagas até o final do ano. Ano que vem tem mais, o programa continua. São 283 mil unidades em construção em todo Brasil, o dado robusto é que logo 500 unidades estarão prontas e vamos voltar a Petrolina para inaugurar essas casas”, finalizou.

Governo anuncia novo programa habitacional neste mês, diz ministro

A expectativa do governo é que o novo programa resulte na construção de 400 mil unidades já em 2020. (Foto: Ilustração)

O governo federal anuncia neste mês a reformulação do programa habitacional Minha Casa Minha Vida, que passa a ter como prioridade municípios com até 50 mil habitantes. Uma das principais novidades é que o beneficiário terá mais liberdade para definir como será o imóvel. O assunto está entre os que o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, abordará no programa Brasil em Pauta, da TV Brasil, que vai ao ar nesta terça-feira (3), às 22h.

No atual formato, o beneficiário recebe a casa pronta da construtora. Com o novo programa, que ainda não teve o nome definido, o beneficiário receberá um voucher (documento fornecido para comprovar um pagamento ou comprovante que dá direito a um produto) para definir como a obra será tocada, o que inclui a escolha do engenheiro e a própria arquitetura do imóvel.

Segundo Canuto, a disponibilização de um voucher permitira àquele que vai receber a unidade habitacional participar da construção, escolher onde a casa será feita e até mesmo o projeto da casa. “Muitas vezes a família precisa ou quer uma casa mais simples e maior. Outra, com cômodos menores e mais qualidade de acabamento. A gente quer deixar isso a critério do beneficiário”, afirmou.

LEIA MAIS

Susto: ventania destelha casa no Residencial Vivendas, em Petrolina

Ventania assustou moradores, mas não houve feridos

Os moradores do Residencial Vivendas, em Petrolina passaram por um susto na tarde de terça-feira (12). Uma ventania destelhou uma casa localizada no Bloco Rio Preto. Apesar do susto, uma leitora disse ao Blog Waldiney Passos que ninguém se feriu.

Hoje os moradores entraram em contato com nossa equipe para saber a quem recorrer para fazer o reparo da telha. “Gostaríamos de saber se nós temos direito de cobrar alguma coisa, os moradores acham que não, mas precisamos tirar essa dúvida”, disse a leitora.

Reparo junto à Caixa

Nossa Produção entrou em contato com a Prefeitura de Petrolina, que trouxe uma boa notícia. Por se tratar de uma residência do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, há como pedir o conserto juntamente à Caixa Econômica Federal.

Contudo, o banco somente acionará a empresa responsável pela construção se o morador estiver adimplente com suas obrigações financeiras. O Blog procurou a Caixa para saber se há um prazo para execução do reparo e quando uma equipe poderia ir ao local, mas até o momento não tivemos resposta.

Após fiscalizações, casas ocupadas irregularmente são entregues a beneficiários do Minha Casa Minha Vida em Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

O sorriso não sai do rosto de Adriana Coelho Ferreira, auxiliar de serviços gerais, que se mudou para o Residencial Vivendas I, em Petrolina (PE), há alguns dias. Desde 2009 ela se inscrevia nos programas habitacionais do Governo Federal, entretanto, nunca havia sido contemplada. Dez anos depois, graças ao trabalho de fiscalização da Prefeitura de Petrolina, seu sonho se realizou.

A nova moradia para Adriana só foi possível por causa das ações fiscalizadoras da prefeitura que permitiram que estas moradias fossem entregues a quem necessita. Entre as regras do contrato estabelecidas pelo programa ‘Minha Casa, Minha Vida’ estão: não vender, alugar ou abandonar a moradia pelo período de dez anos, período em que o imóvel é quitado.

“Nosso papel é identificar esses imóveis e notificar a instituição financeira responsável pelo empreendimento, para que se dê entrada na anulação do contrato. Só neste ano, mais de 200 foram notificados, mas é um processo demorado, que compensa quando vemos pessoas que realmente precisam ocupando a casa”, informa o secretário executivo de Habitação, Thulio Teobado.

LEIA MAIS

Petrolina: Moradores de ocupações pré-cadastrados no Minha Casa, Minha Vida devem procurar a Sedurbh para concluir inscrição no programa

(Foto: Ascom/PMP)

Os moradores das ocupações irregulares e áreas de risco de Petrolina (PE) que foram pré- cadastrados no programa Minha Casa, Minha Vida em 2019, precisam comparecer à Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedurbh), até o próximo dia 17, levando os documentos pessoais, para verificar se há alguma irregularidade e concluir a inscrição. A Sedurbh está localizada na Avenida da Integração Geraldo Coelho, nº 498. O horário de atendimento é das 8h às 14h.

É necessário apresentar RG, CPF e o Número de Identificação Social (NIS). De acordo com o secretário executivo de Habitação, Thulio Teobaldo, apenas as pessoas que ainda não trouxeram os documentos devem comparecer. “Quando começamos a incluir os cadastros no sistema, identificamos algumas contradições entre as fichas e os dados do Cadastro Único. É importante que todos compareçam para verificar sua situação, mas estamos com dificuldades para contactar essas pessoas”, explica o secretário.

Ao comparecer na sede da Sedurbh, o interessado deve procurar a Secretaria Executiva de Habitação. Se for identificada alguma irregularidade no cadastro, será agendado um atendimento na Casa Bolsa para atualização do Cad Único e conclusão da inscrição.

“Nós queremos justiça social”, afirma Gilmar Santos sobre polêmica fala em audiência

A fala do vereador Gilmar Santos (PT) na audiência pública sobre habitação em Petrolina, realizada em Petrolina na última sexta-feira (13) ainda repercutiu na Câmara de Vereadores na sessão de ontem (17). O vereador afirmou que sua colocação foi uma de protesto.

“Quando colocamos a necessidade de ocupação nós estamos considerando essas milhares de famílias que estão em situação de desespero aguardando que a Justiça resolva esses problemas de irregularidades e possíveis fraudes. Nós  sabemos que pessoas nunca necessitaram de casa e foram beneficiadas. Consideramos injusta essa situação, casas desocupadas onde beneficiários já têm casa e milhares de famílias [vivem] em situação de desespero“, afirmou.

LEIA TAMBÉM:

Vereador Gilmar Santos incentiva ocupação de residências do Minha Casa, Minha Vida em Petrolina

Gilmar refutou a ideia de que ele estaria incentivando invasões e conflitos. “Nossa colocação é uma forma de protesto, de indignação e desabafo. Esperamos que essas pessoas que precisam de casa no Minha Casa, Minha Vida se organizem. Nós não estamos incentivando violência e conflito, nós queremos justiça social”, disse.

Nessa quarta-feira (18) o vereador emitiu uma nota mais uma vez esclarecendo sua fala. Leia a nota a seguir:

LEIA MAIS

População acompanha em peso audiência sobre habitação em Petrolina

Debate conta com presença da Prefeitura, bancos e vereadores (Foto: Blog Waldiney Passos)

Desde às 9h dessa sexta-feira (13) a Câmara de Vereadores de Petrolina está debatendo o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. Além dos vereadores, a população petrolinense acompanha em peso o debate que busca solucionar o problema das invasões e irregularidades encontradas no município.

Representantes dos moradores, de bancos e da Prefeitura debatem formas de combater as vendas e aluguéis ilegais, um grande problema enfrentado pelo Minha Casa, Minha Vida desde a sua criação.

Autor do pedido da audiência, Ronaldo Silva (PSDB) havia feito um levantamento indicando uma média de três mil habitações irregulares apenas em Petrolina e quer encontrar uma solução a essa dor de cabeça.

Petrolina: Audiência Pública debate programa habitacional nessa sexta-feira

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Logo mais às 9h a Câmara de Vereadores de Petrolina realizará uma audiência pública. O tema dessa sexta-feira (13) é o programa Minha Casa, Minha Vida do Governo Federal. O debate foi proposto por Ronaldo Silva (PSDB) e contará com a participação popular.

LEIA TAMBÉM:

Ronaldo Silva espera que audiência seja “dia de sorte” a quem precisa de moradia no Minha Casa, Minha Vida

As lideranças comunitárias dos residenciais em Petrolina participarão da audiência, para apresentar as demandas da população sobre o programa habitacional. Representantes da Caixa Econômica Federal, da Prefeitura e de construtoras contratadas na execução dos projetos também estarão presentes.

O objetivo do vereador é encontrar uma solução às irregularidades do programa aqui em Petrolina, onde usuários ganharam as habitações e acabaram vendendo e outro problema preocupante, as invasões em residenciais.

Residenciais contemplarão famílias em vulnerabilidade social de Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

953 famílias serão contempladas com habitações nos Residenciais Pomares de Petrolina e Novo Tempo V e VI. Elas são parte do grupo em vulnerabilidade social e hoje, moram em áreas de risco. As habitações foram aprovadas pelo Governo Federal para atender esse público alvo.

Segundo Thulio Teobaldo, secretário-executivo de Habitação, não haverá período de inscrições aberto para o público em geral. “A equipe da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação realizou o cadastramento prévio dessas pessoas in loco nas referidas comunidades, onde foi possível constatar que os inscritos, de fato, atendem os requisitos para serem beneficiários do programa“, disse.

De acordo com a Prefeitura, a lista dos contemplados será divulgada após os cadastrados passarem por todas as etapas comprobatórias. Têm prioridade famílias com idosos; crianças com microcefalia; mulheres protegidas por medidas protetivas; mães solteiras; e pessoas incapacitadas para o trabalho.

Obras do Residencial Pomares avançam para contemplar mais de 450 famílias em Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

As 496 casas de 42m² estão ganhando forma no Residencial Pomares de Petrolina I, localizado próximo ao Residencial Nova Petrolina. As obras estão avançadas, cerca de 50% do projeto já foi executado, seguindo o cronograma previsto. Em breve, mais de duas mil pessoas devem ser beneficiadas com o programa Minha Casa, Minha Vida.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Giovanni Costa, serão contempladas famílias que moram em áreas de risco ou em ocupações irregulares. “O propósito do prefeito Miguel Coelho é entregar moradias dignas para as pessoas que realmente precisam e se enquadram no perfil do programa”, pontua.

O Governo Federal investiu R$ 40 milhões no Residencial Pomares de Petrolina I. Ao todo, serão 62 blocos, com oito casas em cada. Os imóveis dispõem de sala, dois quartos, banheiro, cozinha e área de serviço. O empreendimento também vai contar com pavimentação das vias, instalação das redes de esgoto e iluminação, bem como linhas de transporte coletivo. Mais de 450 famílias que moram em situação de risco serão beneficiadas com as casas.

Incêndio assusta moradores do Residencial Vivendas; Bombeiros estão no local

Bombeiros estão no local (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um incêndio em um apartamento no Residencial Vivendas 1, em Petrolina assustou moradores do conjunto habitacional. As chamas teriam se iniciado pouco antes de 9h40, provocando correria nas residências vizinhas.

Nossa produção entrou em contato com o Corpo de Bombeiros Militar de Petrolina, que informou ter deslocado uma equipe ao Vivendas 1. Os bombeiros continuam no local, mas até o momento não há informações oficiais acerca das causas do incêndio e registro de feridos.

Os próprios moradores acionaram a equipe que prontamente se deslocou ao endereço. O Blog segue acompanhando a situação.

Jovens são mortos a tiros, em Casa Nova

(Foto: Ilustração)

Um duplo homicídio foi registrado em Casa Nova (BA) na noite da última quarta-feira (3). De acordo com informações repassadas à nossa produção, as vítimas tinham 17 e 22 anos.

Matheus Ferreira e Anderson Onofre estavam conversando na calçada de um conjunto habitacional do Minha Casa, Minha Vida quando foram atingidos por disparos de arma de fogo.

O crime foi registrado por volta de 22h30. Um Toyota Corolla prata foi visto na cena do crime. Segundo testemunhas, homens encapuzados estavam no veículo e dispararam contra os jovens. Os corpos foram trazidos ao Instituto Médico Legal (IML) de Juazeiro.

Escrituras de conjuntos habitacionais devem ser entregues a partir desse mês em Petrolina

(Foto: Ilustração)

Após reunião entre representantes da Prefeitura de Petrolina e da Caixa Econômica Federal, nessa quinta-feira (16), ficou assegurada a emissão das escrituras das casas de todos os conjuntos habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida. Os títulos devem ser entregues aos donos dos imóveis a partir deste mês.

“Continuamos firmes no propósito de fazer o maior programa de regularização fundiária da história do município, com o programa Petrolina Legal. O prefeito Miguel Coelho quer dar dignidade a tantas famílias que suaram e trabalharam duro para conquistar a casa própria”, disse Giovanni Costa, secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação.

Segundo o secretário executivo de habitação, Thulio Teobaldo, algumas pessoas que foram contempladas com as casas dos residenciais precisam regularizar os pagamentos das parcelas em atraso, junto à instituição financeira, para receberem o título.

LEIA MAIS

Caixa aumenta valor de imóveis financiados pelo Minha Casa Minha Vida

(Foto: Ilustração)

As famílias de baixa renda de cidades de até 50 mil habitantes terão acesso a mais financiamentos do Minha Casa Minha Vida (MCMV). O banco aumentou o valor de imóveis financiados para as faixas 2 e 3 do programa habitacional. Paralelamente, a instituição elevou o valor do subsídio para a faixa 2 em cidades de até 20 mil habitantes.

As novas regras foram publicadas ontem(8) em instrução normativa do Ministério do Desenvolvimento Regional. Em nota, a Caixa Econômica Federal informou que as novas condições permitirão ao banco consumir todo o orçamento disponível para este ano no financiamento de moradias para a população de baixa renda.

“Com essas novas condições, a Caixa está com capacidade plena para atender a demanda por moradia no mercado imobiliário e aplicar todo o orçamento disponível para 2019, promovendo o aquecimento da economia, gerando empregos e rendas, além de contribuir para a redução do déficit habitacional do país”, destacou o banco no comunicado.

LEIA MAIS

Prefeitura e Caixa discutem liberação de imóveis e emissão de documentos para moradores do MCMV em Petrolina

(Foto: Ascom)

Um encontro realizado ontem (21) resultou em expectativas para quem precisa de uma moradia em Petrolina (PE). A prefeitura e a Caixa Econômica Federal abriram um diálogo a fim de agilizar a liberação de imóveis que se encontram com irregularidades nos residenciais do programa ‘Minha Casa Minha Vida’ no município. A ideia é desburocratizar o trâmite para que novas famílias possam ser indicadas para ocupar imóveis que se encontram vazios, ociosos ou invadidos e até mesmo que tenham sido alugados ou vendidos irregularmente.

Participaram da reunião o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDURBH), Giovanni Costa, o secretário-executivo de Habitação, Thúlio Teobaldo, além do Gerente de Filial da Gerência Executiva de Habitação da Caixa Econômica Federal, Leonardo da Silva Menezes e a Assistente de Projetos Sociais, Carmem Lúcia Maria de Aquino.

Durante a reunião, ainda foi discutida junto à Caixa a necessidade da criação de uma força-tarefa, em parceira com o município, para agilizar a emissão dos títulos de posse dos beneficiários dos residenciais. O objetivo é ampliar a quantidade de moradores que vão ter os documentos que atestam a propriedade dos imóveis, dentro das ações do programa Petrolina Legal.

LEIA MAIS
123