Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Mais Médicos: vagas do Norte e Nordeste têm maior índice de desistências

Norte e Nordeste concentram a maior parte das vagas com desistências no programa federal Mais Médicos. Dos 842 postos antes ocupados por profissionais cubanos e agora sem inscritos nos editais do Governo Federal, 85% estão no Norte e 51% no Nordeste.

Amazonas e Pará são os estados mais prejudicados com a falta de médicos e os dados do Ministério da Saúde mostram ainda que, um em cada quatro postos sem inscritos está em distrito sanitário indígena. Elas estão espalhadas no Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Por outro lado, nenhuma vaga no Sudeste ficou sem interessado. Já na região Sul, somente 62 vagas no Rio Grande do Sul não tiveram inscritos. Nos locais sem médicos o atendimento está sendo prejudicado, a exemplo de Paragominas, no Pará.

O município tem o maior número de vagas sem inscritos: 240 no total. Segundo o coordenador da Atenção Primária de Saúde do município, Roberto Gomes, a saída dos cubanos do Brasil representa uma perda a ser corrigida apenas quando os novos profissionais ocuparem as vagas. “Contamos que os médicos venham e fiquem no município. Eles fazem parte do nosso planejamento da atenção básica e a população conta com isso”, disse,

Com informações de A Tarde

Julho Amarelo: lei institui campanha de combate a hepatites virais

(Foto: Reprodução/Internet)

Foi sancionada nessa sexta-feira (11) pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL), no Diário Oficial da União, a lei que institui o Julho Amarelo, mês dedicado ao combate das hepatites virais. A campanha tem caráter nacional e deverá ser realizada nos 26 estados e no Distrito Federal.

A hepatite viral é um problema global, transmitida por um vírus ou uso de remédio, álcool e drogas, provocando inflamação no fígado. Por ser uma doença silenciosa o Ministério da Saúde faz o alerta aos brasileiros, que devem ficar atentos aos sintomas.

Cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras são alguns dos indícios de que o fígado não vai bem e requer atenção médica. As hepatites mais comuns no Brasil são A, B e C.

“Elas correm o risco de as doenças evoluírem (tornarem-se crônicas) e causarem danos mais graves ao fígado, como cirrose e câncer. Por isso, é importante ir ao médico regularmente e fazer os exames de rotina que detectam a hepatite”, destaca o ministério.

Com informações de A Tarde

Para novo ministro da Saúde, prevenção a doenças sexualmente transmissíveis deve ser feita sem “invadir” lares

(Foto: Reprodução/Facebook)

Futuro ministro da Saúde na gestão de Jair Bolsonaro (PSL), o médico e deputado federal Luiz Henrique Mandetta afirma que o governo precisa voltar a estimular políticas de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo Mandetta afirmou que é dever do Estado tomar cuidado para não ofender as famílias. “Vamos ter que ver a maneira como isso se dá sem ofender as famílias, sem ofender aqueles que entendem que isso possa ser uma invasão do Estado em seu ambiente familiar. Mas de alguma maneira temos que disponibilizar isso, tem que estar mais próximo das pessoas”, destacou.

Mandetta faz ainda críticas à atual política de controle do HIV. “Temos que rever o padrão de comunicação [da política de prevenção do HIV]. Como falo sobre sífilis e Aids para um adulto jovem? A linguagem atual claramente não está surtindo efeito. Será que temos que fazer rodas de conversa? Será que temos que provocar as famílias para que elas discutam isso dentro de suas casas? Como dizer para esse jovem que a sexualidade é boa e deve ser exercida na sua plenitude, mas que há riscos que passam por essas doenças sexualmente transmissíveis?”, afirmou o ministro.

Na entrevista Mandetta também disse que deve revogar o programa Mais Médicos, criado na gestão do Partido dos Trabalhadores. Recentemente as mudanças no programa resultaram na saída de profissionais cubanos do país, mas muitas localidades no interior do país estão sem médicos.

Com informações da Folha de São Paulo

Médicos estrangeiros têm até janeiro para escolher posto de trabalho

O Ministério da Saúde prorrogou o prazo para escolha de vagas por médicos formados fora do país e que já enviaram documentação para participar do Programa Mais Médicos. Os estrangeiros têm os dias 30 e 31 de janeiro para optar por uma das localidades em aberto.

10.205 profissionais brasileiros e estrangeiros com habilitação para exercício da medicina no exterior (sem registro no Brasil) completaram a inscrição no programa, afirma o Governo Federal. As documentações ainda estão em análise.

Os postos de trabalho em aberto são referentes a áreas não ocupadas na segunda seleção. Segundo o Ministério da Saúde candidatos que desistirem dos postos terão as vagas colocadas de volta ao edital do Mais Médicos e o sistema será atualizado com as vagas disponíveis para os profissionais formados no exterior.

Com informações do Diário de Pernambuco

SUS disponibilizará dois medicamentos para doenças raras

(Foto: Agência Brasil)

Em até 180 dias o Sistema Único de Saúde (SUS) passará a ofertar os medicamentos alfaelosulfase e galsulfase para o tratamento de pacientes com mucopolissacaridose tipos IV e VI, respectivamente. A portaria que incorpora os insumos na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename) foi publicada na quinta-feira (20) no Diário Oficial da União.

Com isso o Governo Federal estima que alfaelosulfase possa atender a 153 pacientes de todo o país diagnosticados com o tipo IV de mucopolissacaridose e outros 183 sejam contemplados com a galsulfase. “Muito embora sejam individualmente raras, como um grupo elas acometem um percentual significativo da população, o que resulta em um problema de saúde relevante”, afirmou o Ministério da Saúde.

São consideradas doenças raras as que apresentam ampla diversidade de sinais e sintomas que variam não só de doença para doença, mas também de pessoa para pessoa. Elas afetam até 65 pessoas em cada 100 mil indivíduos, ou seja, 1,3 pessoa para cada 2 mil indivíduos.

Com informações do Diário de Pernambuco

30% dos profissionais inscritos no Mais Médicos não se apresentam

Cerca de 30% das vagas abertas no programa Mais Médicos a profissionais brasileiros não foram preenchidas. A situação fez o Ministério da Saúde prorrogar o prazo para apresentação dos médicos até esta terça-feira (18). De acordo com a pasta, dos 8.411 médicos inscritos no edital, 2.520 não compareceram nem iniciaram as atividades nas cidades até as 17 horas de ontem.

106 vagas do edital não foram procuradas pelos profissionais, a maioria em distritos sanitários indígenas. Na sexta-feira (14) o ministério também prorrogou o prazo a brasileiros e estrangeiros formados no exterior que tenham interesse em participar do programa.

Finalizado o período para apresentação dos brasileiros e de inscrição dos formados no exterior, as vagas remanescentes serão ofertadas de acordo com o seguinte cronograma: nos dias 20 e 21, médicos com registro brasileiro poderão escolher municípios com postos vagos e, nos dias 27 e 28, será a vez dos profissionais brasileiros formados no exterior.

Para os profissionais estrangeiros formados no exterior, a escolha de vagas será nos dias 3 e 4 de janeiro do ano que vem.

Com informações do Diário de Pernambuco

Miguel Coelho celebra portaria do Governo Federal que autoriza mudança de função a UPAs não utilizadas

Petrolina já tem UPA e UPAE funcionando e novo prédio servirá para Casa de Parto (Foto: Internet)

Durante a visita sua visita à Petrolina nessa quinta-feira (22), o ministro da Saúde Gilberto Occhi conheceu o canteiro de obras da Casa de Parto, onde antes funcionaria uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Essa mudança de função poderá ser repetida em outros municípios do país após o Governo Federal publicar uma portaria oficializando a medida, assinada por Occhi.

LEIA TAMBÉM:

Ministro da Saúde visita Petrolina, anuncia serviços e habilitação do Hospital Dom Tomás

Estima-se que 145 UPAs estão prontas no Brasil, porém sem funcionar. Somente em Pernambuco são nove unidades, uma delas aqui na cidade e na sua fala durante a solenidade no Hospital Dom Tomás, Miguel Coelho agradeceu ao ministro Occhi por autorizar a mudança de função das UPAs.

LEIA MAIS

No primeiro dia de inscrições site do Mais Médicos fica fora do ar; número de acessos causou instabilidade

As inscrições para o programa Mais Médicos tiveram início nessa quarta-feira (21) e já no primeiro dia o site ficou fora do ar. O motivo, segundo o Ministério da Saúde, foi a quantidade de acessos. Somente na primeira hora foram contabilizados mais de dois mil registros de profissionais.

O edital publicado pelo Governo Federal prevê o preenchimento de 8.517 vagas desocupadas por médicos cubanos, divididas em 2.824 municípios brasileiros. As inscrições seguem até o dia 25 de novembro, exclusivamente via internet.

A previsão é que os médicos iniciem seus trabalhos em 3 de dezembro. De acordo com o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, caso as vagas não sejam preenchidas na totalidade elas serão oferecidas por meio de um novo edital a ser lançado no próximo dia 27. “Estamos disponibilizando um sistema que o médico poderá acessar, fazer seu cadastro e escolher o estado e cidade que quer atuar”, disse.

Sobre a instabilidade no site do programa o Ministério da Saúde divulgou a seguinte nota:

LEIA MAIS

Seleção para preencher vaga de cubanos no Mais Médicos acontecerá ainda em novembro

(Foto: Ismael Francisco)

Com a volta dos médicos cubanos o Ministério da Saúde do Brasil informou na manhã de hoje (16) que a nova seleção para contratar profissionais brasileiros no programa Mais Médicos está prevista para acontecer ainda em novembro.

O governo cubano anunciou sua saída do programa na quarta-feira (14) e atribuiu a decisão de sair do programa após “declarações ameaçadoras e depreciativas” do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). De acordo com o Ministério da Saúde, a formulação do edital para substituição dos profissionais será finalizada ainda hoje.

“O Ministério da Saúde realizará reunião com a Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) para a definição da saída dos médicos cubanos e entrada dos profissionais brasileiros que serão selecionados por edital. Será finalizada a proposta de edital para selecionar profissionais para as 8.332 vagas que serão deixadas pelos médicos cubanos”, afirma em nota.

De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), a saída de cubanos do Mais Médicos afetará 28 milhões de pessoas. “A seleção de profissionais brasileiros em primeira chamada do edital será realizada ainda no mês de novembro e o comparecimento aos municípios, imediatamente após a seleção”, completou o Ministério da Saúde.

Com informações do Correio Braziliense

Atenção Básica de Petrolina se destaca como a melhor de Pernambuco

(Foto: Ascom)

Uma avaliação do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), realizado pelo Ministério da Saúde colocou Petrolina no 1º lugar em Pernambuco e o 8º no Brasil. O levantamento foi realizado em 2017 e é utilizado para avaliar a qualidade do serviço.

Durante o ano passado foram avaliadas as equipes de saúde da família, estruturas e equipamentos das unidades de saúde. Seguindo os critérios do Ministério da Saúde, a classificação se dá como ‘Ótimo’, ‘Muito Bom’, ‘Bom’ ou ‘Regular’ e quanto melhor o desempenho, mais incentivos financeiros serão repassados aos municípios.

Na avaliação de 2017, Petrolina alcançou 3 ‘Ótimos’, cerca de 30 ‘Muito Bons’, cerca de 30 ‘Bons’ e apenas 5 ‘Regular’, superando 2015. Dessa forma, o repasse, que era de R$ 218.300,00 cresceu 120%, subindo para R$ 496.145,00.

“Estamos muito satisfeitos com o primeiro lugar da nossa Atenção Básica em Pernambuco e a oitava no país. Isso se deve principalmente ao empenho de todas as pessoas que trabalham na atenção básica do município. Trabalhamos diariamente para melhorarmos ainda mais os nossos indicadores, ofertando uma saúde pública de qualidade à população petrolinense e desejamos ser não somente a melhor Atenção Básica do Estado, mas sim do país”, destacou a secretária de Saúde, Magnilde Albuquerque.

Brasil já registrou 822 casos de sarampo, Campanha Nacional começa no dia 6 de agosto

(Foto: FABIO MOTTA/ESTADÃO)

O Ministério da Saúde anunciou nessa terça-feira (31) que o país tem confirmados 822 casos de sarampo. O número representa um salto em comparação aos 667 do último balanço, divulgado no dia 18. Preocupado com os números, o Governo Federal busca trabalhar com um mutirão para a Campanha Nacional de imunização contra sarampo e poliomielite.

Precisam ser vacinadas crianças entre 1 ano e menores de 5, na campanha que será iniciada no dia 6 de agosto e segue durante todo o mês. A meta é vacinar mais de 11,2 milhões de crianças no país, cujo Dia D está marcado para 18 de agosto.

“Os casos de sarampo e de pólio foram banidos das doenças existentes no País há alguns anos e (houve) a queda da cobertura vacinal. As possíveis causas da queda são o sucesso da vacina, que faz com que as doenças desapareçam, o desconhecimento individual sobre o benefício da vacina e o horário de funcionamento das unidades de vacinação, que é incompatível com as atividades das famílias. O quarto item são as notícias falsas”, disse o ministro Gilberto Occhi.

O investimento para a campanha desse ano é de R$ 160,7 milhões para a aquisição de 28,3 milhões de doses das vacinas.

Ministério da Saúde prorroga campanha de vacinação contra gripe até dia 22 de junho

(Foto: ASCOM)

Pela segunda vez o Ministério da Saúde de Petrolina decidiu prorrogar a campanha nacional de vacinação contra a influenza. O prazo que terminaria amanhã (15), se estendeu até o próximo dia 22. Em Pernambuco, a Secretaria Estadual de Saúde afirma ter imunizado 85,2% do público alvo.

Outros 354.353 pernambucanos devem procurar os postos de saúde dos municípios e se proteger. Crianças, idosos e gestantes não atingiram a meta mínima estipulada pelo Governo Federal e devem correr contra o relógio. Além desse público, a campanha busca imunizar profissionais da saúde, presos e indígenas.

Até o início desse mês Pernambuco registrou 927 casos da síndrome respiratória aguda (Srag), 26 casos foram confirmados como H1N1, 14 da H3N2 e 1 para o vírus sincicial respiratório (VSR).

Hospital Dom Tomás receberá equipamento do Ministério da Saúde

(Foto: Ascom)

O novo ministro da Saúde do governo Michel Temer se encontrou com o senador Fernando Bezerra Coelho nessa semana. Gilberto Occhi anunciou a entrega de um equipamento de radiologia ao Hospital Dom Tomás, que presta assistência oncológica a mais de 1,5 mil pacientes de Petrolina e cidades vizinhas.

Além do equipamento, o Dom Tomás receberá a Certificação Uniacom, concedido a unidades que atendam requisitos para atenção especializada no tratamento de câncer. Occhi também confirmou que os repasses mensais de recursos da Associação Petrolinense de Amparo à Maternidade e à Infância (Apami), que administra o Dom Tomás, será aumentado.

“O ministro demonstrou sensibilidade às demandas e sinalizou para o atendimento delas no menor tempo possível”, disse o senador Fernando Bezerra. O senador apresentou entre 2015 e 2016 emendas parlamentares que somam R$ 3.876.200,00 para aquisição de equipamentos ao Dom Tomás.

Diretor-presidente da Apami, Augusto Coelho comemorou a novidade. “Acreditamos que estes benefícios chegarão, com celeridade, aos milhares de pacientes que tanto precisam da assistência gratuita prestada pelo Hospital Dom Tomás”, afirmou.

Temer dá posse a novos ministros e deve realizar novas alterações no seu governo

(Foto: Alan Santos/Presidência da República)

Em uma cerimônia na manhã dessa segunda-feira (2), o presidente Michel Temer deu posse a dois novos ministros do seu governo. Valter Casimiro da Silva e Gilberto Occhi assumem respectivamente o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, e da Saúde.

O novo presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Souza também tomou posse na cerimônia realizada no Palácio do Planalto. Ele substitui Occhi que foi para a saúde.

Temer ainda deve realizar mais trocas, já que no sábado (7) termina o prazo para de descompatibilização, para os ministros que queiram disputar as eleições de outubro. Uma mudança já acertada é a saída de Dyogo Oliveira do Planejamento para a presidência do BNDES.

Entre os ministros de Temer está o deputado federal licenciado Fernando Filho (MDB) que deve deixar o cargo nessa semana.

Secretaria de Saúde de Petrolina atualiza política de análise sobre mortalidade infantil materna

(Foto: Reprodução)

Uma portaria publicada pela Prefeitura de Petrolina no Diário Oficial da última sexta-feira (23) alterou algumas medidas no trabalho de análise de óbitos infantis, fetais, maternos e de mulheres em idade fértil (MIF), na cidade.

Segundo a Assessoria de Comunicação da Secretaria de Saúde, a Portaria nº 01 de 15 de março desse ano atualiza Política do Ministério da Saúde sobre a redução da mortalidade infantil materna.

Com a medida, passam a integrar o Grupo Técnico profissionais da Vigilância Epidemiológica, da Diretoria de Atenção Básica, da Regulação do Município, da Atenção Primária/Saúde da Família, do Programa Mãe Coruja, da Atenção Hospitalar, da VIII Regional da Saúde, Médicos pediatras e obstetras e codificadores da Saúde Básica.

LEIA MAIS
123