Operação da PF prende duas pessoas ligadas a candidaturas laranjas do PSL

Assessor do ministro Antônio é um dos presos (Foto: Agência Brasil)

A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (27) uma operação contra um assessor especial e dois ex-assessores do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. A ação está sendo realizada em Brasília e Minas Gerais, tendo como alvo candidaturas de laranjas do PSL na eleição de 2018.

Duas pessoas foram presas na operação. A investigação teve início após a Folha de São Paulo publicar uma matéria em fevereiro desse ano. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão, autorizados pela Justiça de Minas Gerais.

Foram presos Mateus Von Rondon Martins, assessor especial no Ministério do Turismo e um dos mais próximos aliados de Álvaro Antonio; e Roberto Silva Soares, conhecido como Robertinho Soares, coordenador da campanha de Álvaro Antônio no Vale do Aço. (Com informações da Folha PE).

PF faz operação na sede do PSL de Minas Gerais

(Foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)

Equipes da Polícia Federal estão na sede do PSL de Minas Gerais na manhã dessa segunda-feira (29), para apurar suspeitas de irregularidades na aplicação de recursos em campanhas eleitorais de candidatas do partido no Estado.

As investigações fazem parte da “Operação Sufrágio Ostentação”, deflagrada hoje. Foram apreendidos documentos sobre a produção de material gráfico de campanhas eleitorais. A PF cumpriu sete mandados de busca e apreensão expedidos pela 26ª Zona Eleitoral de Belo Horizonte.

A assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE/MG) informou que o processo tramita em segredo de Justiça e não pode fornecer informações a respeito da Operação.

O suposto esquema de corrupção tem o nome do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio no centro das atenções. Ele é suspeito de patrocinar um esquema de candidaturas laranjas durante a campanha de 2018, fato negado por ele. (Com informações de O Estado de MG e Valor Econômico).

Ministro de Turismo é exonerado, mas ele afirma que voltará ao cargo na quinta

Ministro afirmou que exoneração é temporária (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Envolvido em uma polêmica, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio foi exonerado do seu cargo nessa quarta-feira (6). O decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi publicado no Diário Oficial de hoje, mas segundo Marcelo sua exoneração é temporária.

Ele afirmou em suas redes sociais que foi exonerado apenas para tomar posse como deputado federal, já que não pôde fazê-lo anteriormente por problemas de saúde. Marcelo Antônio viu seu nome envolvido em um desvio de verbas do Fundo Partidário durante sua campanha.

Segundo o jornal Folha de São Paulo o ministro usou laranjas para desviar verbas do Fundo. Ele negou as acusações e disse estar sendo vítima de perseguição. Hoje o ministro escreveu que “Em tempos de fake news, importante avisar: Hoje tomo posse na Câmara dos Deputados e amanhã retorno às atividades frente ao Ministério do Turismo”.

Feriados de maio devem injetar R$ 9 bilhões na economia brasileira

(Foto: Ilustração)

O mês de maio se inicia nesta terça-feira (1º), com o feriado do Dia do Trabalho. Alguns municípios vão enforcar a segunda-feira (30), criando um feriadão. Essa decisão deve tornar o mês lucrativo para o setor de turismo.

O Ministério do Turismo estima que sejam injetados R$ 9 bilhões no próximo mês, R$ 4,5 milhões somente no setor de viagens. Isso porque em maio também há o feriado de Corpus Christi, numa quinta-feira e possivelmente será enforcado.

O levantamento foi feito em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e indica que o número de viagens em maio deve superar as que serão feitas durante novembro, quando também haverá dois feriados prolongados (Finados e Proclamação da República).

De acordo com o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, as datas são importantes para incentivar os turistas a conhecerem novos destinos dentro do Brasil e favorecer a economia local. “O valor que será arrecadado comprova que as datas devem ser aproveitadas para ampliar o faturamento no turismo e impactar outras áreas de comércio como transportes e alimentação”, destacou.

Com informações do Diário de Pernambuco

São João de Petrolina entra para o calendário nacional de festejos do Ministério do Turismo

(Foto: Arquivo)

O São João de Petrolina entrou para o rol das grandes festas brasileiras e agora faz parte do calendário nacional de festejos juninos do Ministério do Turismo. A informação foi divulgada nesta terça-feira (6) pela prefeitura.

 Este ano o Ministério do Turismo, destacou, em seu Calendário Nacional de Eventos, 96 festejos em 87 cidades de 21 estados brasileiros das cinco regiões do país. Todos os festejos foram cadastrados no site da Ministério por gestores, organizadores e produtores. Para a seleção dos destinos foram considerados fatores como o fluxo turístico das festas, bem como o roteiro de visita proposto para realização da visita, ao festejo em si, e também à comercialização e promoção da festa e do destino.

 De acordo com o prefeito, a inclusão do município no calendário nacional representa o fortalecimento do evento e perspectiva para atração de mais turistas e investidores. “Nossa ideia é consolidar o São João como um dos maiores eventos do Brasil de forma planejada é responsável. Essa notícia comprova que estamos no caminho certo e Petrolina tem tudo para se posicionar num patamar ainda mais elevado como rota turística não somente no São João mas o ano inteiro”, comemorou o prefeito.

 Os festejos de Petrolina já começaram pelo São João dos Bairros que vem movimentando cerca de 6 mil pessoas, por noite, em diferentes pontos da cidade. Mas, a contagem regressiva é para programação do Pátio de Eventos Ana das Carrancas que trará grandes nomes como Luan Santana, Simone e Simaria, Matheus e Kauan, Jorge e Mateus, Bruno e Marrone, além do fenômeno Marília Mendonça.

 A programação contempla ainda nomes de peso do forró como o Wesley Safadão, Aviões do Forró, Solange, Magníficos e os forrozeiros da região representados pelo Forró Pega Leve, Flávio Leandro e Targino Gondim. Tem espaço ainda para o grande nome do arrocha, Pablo e a irreverência do cantor Bell. A expectativa é que 50 mil a 70 mil pessoas por noite acompanhem as apresentações.