Concerto gratuito do Projeto Parque Sonoro animou o público petrolinense neste domingo

(Foto: ASCOM)

O projeto Parque Sonoro levou a Camerata 21 de Setembro ao Parque Josepha Coelho, neste domingo (22). A sinfônica tocou da música clássica, passando pelo samba e até pelo rock e fez a alegria de pessoas de todas as idades que foram prestigiar.

Com caráter didático, a plateia ainda pode interagir com os músicos e conhecer um pouco de cada instrumento após a apresentação. Nesta edição, a Camerata 21 de Setembro teve como regente o maestro Maicon Novaes.

O projeto é uma realização da Prefeitura de Petrolina (PE), através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (Seculte).

No próximo domingo (29), o Parque Sonoro se despede desta temporada com a apresentação da Philarmônica 21 de Setembro, às 10h, no Parque Josepha Coelho.

Concerto reverencia músicos sertanejos no parque Josepha Coelho

(Foto: ASCOM)

Neste domingo (15), o parque Josepha Coelho, em Petrolina, recebeu a orquestra Novos Talentos, da Fundação Nilo Coelho. Com um concerto que homenageou o sertanejo, o repertório trouxe sucessos como Asa Branca, de Luiz Gonzaga e Lamento Sertanejo, de Dominguinhos.

O evento faz parte do projeto Parque Sonoro da Prefeitura de Petrolina através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (Seculte).

O projeto continua no próximo domingo (22), com a Camerata 21 de Setembro e encerra a temporada no 29 de abril. As apresentações ocorrem sempre às 10h, no parque Josepha Coelho e são de graça.

Prefeitura de Petrolina traz concerto gratuito homenageando a música nordestina

Domingo (15) é dia de música no Parque Josepha Coelho. A Prefeitura de Petrolina traz, às 10h, o projeto Parque Sonoro com a orquestra Novos Talentos, da Fundação Nilo Coelho. O repertório desta edição faz homenagem ao sertanejo, com canções de músicos do Nordeste.

Segundo o secretário de Cultura, Turismo e Esportes, Emício Júnior, o Parque Sonoro tem a proposta de inovar com um novo repertório a cada semana.

“Até o final de abril, temos um concerto completamente diferente para o público semanalmente. Nesta edição, as músicas serão de grandes nomes, como Luiz Gonzaga e Dominguinhos, que cantam a vida e a história do homem sertanejo”, anuncia.

O Parque Sonoro é uma realização da Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE). Confira as datas das próximas apresentações, sempre às 10h, no Parque Josepha Coelho:

  • 22/04 – Camerata 21 de Setembro
  • 29/04 – Philarmônica 21 de Setembro

Petrolina: Projeto Parque Sonoro oferece música de graça no Parque Josepha Coelho aos domingos

Um programa bacana para toda a família começou a ser desenvolvido no Parque Josepha Coelho, em Petrolina (PE). É o Projeto Parque Sonoro, que está levando música de qualidade, de graça, a população.

O primeiro grande espetáculo foi neste domingo (8). Cerca de 150 pessoas foram prestigiar a Orquestra do Sertão Opus 68 que levou música clássica para perto da comunidade. Logo no início do concerto, o público foi presenteado com a música Open String Suite Op.2, do artista da região Andrey Conceição.  O repertório seguiu com canções eruditas como Ave Maria e até o tema da série de TV, Game Of Thrones.

O Parque Sonoro é uma realização da Prefeitura de Petrolina, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE), que tem como proposta levar neste mês de abril, o melhor da música instrumental de boa qualidade à sociedade. As apresentações acontecerão no Parque Josepha Coelho.

Confira as próximas apresentações do Parque Sonoro, sempre aos domingos, às 10h:

• 15/04: Orquestra de Câmara Novos Talentos – Fundação Nilo Coelho

• 22/04: Camerata 21 de Setembro

• 29/04: Philarmônica 21 de Setembro

Compositor juazeirense quer curso superior de música na Univasf em Juazeiro

Maurício Dias, compositor e músico. (Foto: Internet)

O músico e compositor juazeirense, Maurício Dias, mais conhecido como Mauriçola, disse que vai pedir o apoio do prefeito Paulo Bonfim para reivindicar, junto ao Ministério da Educação, um curso superior de música, na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), campus de Juazeiro (BA).

Mauriçola quer aproveitar a vinda do Ministro da Educação, a Juazeiro na próxima terça-feira (27), para fazer o pedido pessoalmente a Mendonça Filho. O ministro estará em Juazeiro para autorizar o funcionamento da faculdade de Medicina Estácio de Sá.

O músico lembra que, há tempos, junto com os amigos Joselino Oliveira e Aurílio dos Santos, fez este pedido ao primeiro reitor da Univasf.

Segundo Mauriçola, Juazeiro tem direito a um curso superior de música “Por merecimento histórico”! Uma vez que é a terra de tantos grandes músicos brasileiros, a exemplo do gênio criador da “bossa nova” João Gilberto, que está com 87 anos de idade.

“Até hoje única música brasileira admirada, estudada e respeitada pelos maiores músicos em todo o mundo, é a música de João Gilberto. Se houvesse o Brasil de Villa Lobos e Tom Jobim, não seríamos o país da corrupção e violência”, enfatiza Maurício Dias.

Música o Brasil dos Invisíveis foi a vencedora do festival Edésio Santos da Canção

(Foto: ASCOM)

A noite do último sábado (02) foi de festa no Centro de Cultura João Gilberto em Juazeiro. Os doze artistas classificados nas eliminatórias subiram ao palco para disputar o prêmio máximo do maior festival de música do Vale do São Francisco. O Festival Edésio Santos da Canção.

No final, os jurados apontaram a música O Brasil dos Invisíveis, de Zebeto Correa, como a grande campeã. O segundo lugar ficou a música Cada Um, de Manuca Almeida e Alexandre Leão, e o terceiro lugar foi para a música Quintal, de Moésio Belfort e Eneida Trindade.

Esse ano o Edésio Santos além de homenagear os 80 anos de Luiz Galvão, homenageou também pessoas que tiveram influência na cena musical de Juazeiro, dando seus nomes aos troféus. 1º lugar foi Troféu Luiz Galvão – 80 Anos de Poesia e Música, 2º lugar: Troféu Moanilton Mesquita Lopes, 3º lugar: Troféu Sargento Bispo, Melhor Música Local: Troféu Antônio Carlos Tatau, Melhor Intérprete: Troféu Toinho de Zé Maguin e Júri Popular: Troféu Hilton Bolão.

O primeiro colocado recebeu R$10 mil reais em dinheiro. O segundo ganhou R$ 8 mil reais e o terceiro R$6 mil reais. O melhor intérprete levou R$ 3 mil, melhor música local ficou com R$ 4 mil e a escolha do Júri Popular levou R$ 1 mil.

Presente no Festival, o prefeito Paulo Bonfim elogiou o evento. “Foi uma festa muito bonita e com participação efetiva do público, o que é mais importante. O Edésio Santos tem vida longa e Juazeiro merece que ele seja realizado, pois está ligado diretamente ao que a cidade respira: música, alegria, cultura. A organização está de parabéns, assim como todos os músicos que participaram”, conclui o Paulo Bomfim.

Para o Músico, Sociólogo e Antropólogo Paulo Soares, a realização do Festival Edésio Santos é uma forma de manter viva a essência musical da cidade. “Há o fortalecimento dessa cultura e isso é muito importante. Além disso, faz com que haja uma interação social, as pessoas se encontram, conhecem outros sons, outros estilos musicais. E o poder público tem mesmo obrigação de fomentar esse tipo de política pública, que oportuniza momentos como o do Festival Edésio Santos da Canção”, disse.

Confira a classificação:

– Primeiro lugar: O Brasil dos Invisíveis, de Zebeto Correa

– Segundo lugar: Cada um, de Manuca Almeida e Alexandre Leão

– Terceiro lugar: Quintal, de Moésio Belfort e Eneida Trindade

– Melhor música local: Perfume do passado, de João Gilberto e Mariano

– Melhor Intérprete: Andreza Santos

– Júri Popular: a música Juazeiranidade, de Fatel.

Petrolina: moradores de rua têm vidas transformadas através da música no Centro Pop

A música e seu poder de transformação tem sido uma ferramenta de resgate social em Petrolina. (Foto: ASCOM)

Um projeto desenvolvido pela prefeitura, no Centro Pop, tem dado a vários moradores de rua a oportunidade não só de aprender a tocar instrumentos, mas também de retornar ao convívio social.

Batizado de ‘Batuque Social’, o projeto vem reunindo mais de 15 usuários do Centro Pop que participam das oficinas de música três vezes por semana. Além das aulas, os beneficiários também aprenderão a confeccionar seus próprios instrumentos com materiais recicláveis.

Implantado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, a iniciativa já apresentou resultados positivos aumentando o tempo de permanência dos usuários dentro do equipamento social. A psicóloga e gerente da unidade, Laise Macedo, lembra que os momentos de socialização proporcionados durante as oficinas são fundamentais para resgatar as pessoas da situação de rua.

“Quanto mais tempo eles permanecem aqui, acompanhados e em momentos de interação, maior será a possibilidade de resgate social. Estas oficinas fazem parte de um trabalho humanizado que foi implantado aqui no Centro Pop, onde oferecemos as aulas de música, sessão de cinema e diversas outras atividades para incentivar o talento deles”, explica.

Ressocialização

Também fazem parte do trabalho de ressocialização, a oferta de oficinas de artesanato, confecção de sabonetes e aulas de violão. Assistido no Centro Pop, Nascimento José de Lima, elogia o atendimento recebido no local.

“Depois que eu vim aqui para o Centro Pop realmente mudou minha vida. Todo mundo me trata como se eu fosse uma pessoa da família, eu respeito todo mundo e vejo que também sou considerado, é muito bom”, disse.

O Centro Pop funciona na Rua Padre Fraga, nº 395, centro de Petrolina. No local, as pessoas em situação de rua tomam café da manhã e também recebem fichas diárias para almoço e jantar no Restaurante Popular.

O equipamento, que funciona de segunda a sexta-feira das 8h às 17h, também disponibiliza local para banho e lavagem de roupas, doação de roupas e serviços  como cadastramento para o programa Bolsa Família além de orientação para a recuperação de dependentes químicos, caso seja necessário.

Agenda Cultural: confira a programação deste final de semana

Sexta-feira (10/11)

  • Concertos Itinerantes e Populares: Philarmônica e Camerata Jovem 21 de setembro faz apresentação, às 19h, no monumento “Eu Amo Petrolina”, na Orla de Petrolina.

Sábado (11/11)

  • Cine Raiz: Dentro da mostra ‘Coleção Sergio Leone: Velho Oeste’, será exibido às 18h, o filme ‘Por um Punhado de Dólares’. A exibição é gratuita e acontece no espaço Janela 353, localizado no Centro de Petrolina.
  • Vidas: O cantor Nilton Freittas lança o seu novo CD em evento, às 21h, na Chácara Bougainville em Juazeiro.

Cinema

  • Petrolina

Missão Cegonha (Dub)
Tempestade: Planeta em Fúria (Dub/Leg)
A Noiva (Dub/Leg)
Dona Flor e seus Dois Maridos (Nac)
Thor: Ragnarok (Dub/Leg)
Pica Pau (Dub)
Pai em Dose Dupla 2 (Dub)

  • Juazeiro

Minha Mãe É Uma Peça 2 (Nac)
Thor: Ragnarok (Dub 3D)
D.P.A – Detetives do Prédio Azul (Nac)
Bingo: O Rei das Manhãs (Nac)
Tempestade: Planeta em Fúria (Dub)
Meus 15 Anos (Nac)
Divórcio (Nac)
Lino (Nac)
Polícia Federal – A Lei é Para Todos (Nac)
Liga da Justiça (Dub 3D)
Dona Flor e Seus Dois Maridos (Nac)
Eu Fico Loko (Nac)
Gosto se Discute (Nac)

Agenda Cultural: confira a programação deste final de semana

Sábado (21/10)

  • Cine Raiz: O espaço Janela 353, exibe ‘Cadernos de Poesia’ de Maria Bethânia, dentro da Mostra Homenagens, às 18h. Entrada gratuita.

Domingo (22/10)

  • 3ª Pedalada Outubro Rosa: A equipe ‘Pedal Rosa’ promove um passeio ciclístico beneficente. A inscrição custa $ 10,00 + 2kg de alimentos não perecíveis que serão doados.
  • 3ª OktoberFest: O festival acontece a partir das 16h, na Haus Bier, Orla 1. A programação conta com competições e diversos tipos de cerveja.

Cinema

Petrolina

Pica-Pau (Dub)
A Morte Te Dá Parabéns! (Dub)
Como se Tornar o Pior Aluno da Escola (Nac)
Tempestade: Planeta em Fúria (Dub)
Além da Morte (Dub)

Juazeiro

Pica-Pau (Dub)
A Morte Te Dá Parabéns! (Dub)
Como se Tornar o Pior Aluno da Escola (Nac)
As Aventuras do Capitão Cueca – O Filme (Dub)
Tempestade: Planeta em Fúria (Dub)
Além da Morte (Dub)

Artistas e pesquisadores debatem presença do brega em festas promovidas pelo Estado

Desde o mês de maio, o ritmo entrou para a lista de expressões artísticas pernambucanas, por meio da Lei Estadual nº 16.044/2017

Após incluir o brega no rol de expressões artísticas pernambucanas, em maio deste ano, a Assembleia Legislativa abre espaço para discussão sobre esse ritmo musical. Em audiência pública, nesta segunda (25), a Comissão de Cidadania reuniu-se com artistas e pesquisadores para debater políticas públicas que integrem o brega às festividades promovidas pelo Estado. O colegiado ainda pretende contribuir para o desenvolvimento de um manifesto sobre o tema.

Com a aprovação da Lei Estadual nº 16.044/2017, de iniciativa do deputado Edilson Silva (PSOL), que também preside a Comissão, as apresentações de artistas que cantam o ritmo passaram a ter direito a recursos do Governo Estadual. De acordo com o parlamentar, antes da nova legislação, o brega ficava excluído de ciclos como o Carnaval e o São João. “Fui procurado pelos cantores, que reivindicavam a participação nos polos carnavalescos e, desde então, o tema se tornou uma de minhas bandeiras, pois acredito que, a partir do fortalecimento do ritmo, poderemos encontrar solução para muitos dos problemas que vivemos no Estado hoje”, destacou.

Os artistas presentes ao encontro também fizeram a defesa do ritmo. “Nem todo mundo gosta, mas é preciso respeitar”, ponderou a cantora Nêga do Babado. Acerca da valorização do brega, ela avaliou que o caminho pode ser longo. “Se comparar o que pagam para bandas de outros ritmos ou mesmo de fora do Estado, recebemos 20 vezes menos. A gente aceita porque sabe que o povo está esperando pelo nosso show”, relatou.

A discriminação em relação ao estilo musical também fez parte do debate. “A perseguição da classe média aos movimentos como o brega, o rap e o funk é o mesmo sofrido por Bezerra da Silva, por exemplo, quando iniciou a carreira. Precisamos valorizar as vozes da periferia”, pontuou Edilson Silva. “Se alguém tem dúvida da importância do brega para a cultura pernambucana, é só ir em qualquer município para escutar músicas do ritmo sendo cantadas pela população”, desafiou Pallas Pinho, vocalista da banda Ovelha Negra.

LEIA MAIS

Juazeiro: Lei proíbe música que incentive a violência contra as mulheres, homofobia e discriminação

(Foto: ASCOM)

A Câmara Municipal de Juazeiro aprovou na Sessão Ordinária desta segunda-feira (11), o Projeto de Lei N° 3.339/2017, que proíbe os artistas contratados pelo Município de executarem músicas, danças ou coreografias que incentivem a violência contra as mulheres, manifestem homofobia ou discriminação racial.

O projeto é fruto de amplo debate com a Prefeitura de Juazeiro, Ministério Público, Conselhos municipais e instituições da sociedade civil organizada. Começou a ser discutido em março deste ano pelo vereador licenciado e Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP), Tiano Félix (PT), recebeu o apoio, como coautoria do vereador Charles Leal (PDT).

Outros Projetos

Foram aprovados, também por unanimidade, o Projeto de Lei Nº 3.334/2017, do vereador Aníbal Araújo (PTC), que denomina o calçadão na Rua 05, do bairro Alto do Cruzeiro, Genivaldo da Conceição Silva e o Projeto de Nº 3.335/2017, de autoria do vereador, Joseilson Marcelino (PTB), que dispõe sobre adaptação de sinais sonoros nos semáforos instalados na área urbana de Juazeiro.

Ao final da sessão por proposta do Presidente Alex Tanuri (PSL), vereadores e assistentes fizeram um minuto de silêncio em homenagem à mãe da Vereadora Tia Célia (PTC). A mãe da vereadora faleceu sábado (09).

P1 rappers pede ajuda para dar seguimento a projetos em Salvador; Confira o vídeo

Grupo está em Salvador desenvolvendo novos projetos. (Foto: Facebook)

O P1 rappers, grupo de rap de Juazeiro, está em Salvador realizando algumas apresentações, divulgando os trabalhos realizados no Vale do São Francisco e buscando mais espaço para a banda. Com novos projetos para levar o P1 a alcançar outros rumos, um dos integrantes do grupo, o vocalista Euri, divulgou um vídeo pedindo uma ajuda para que a equipe se mantenha na capital baiana.

“Nós estamos em Salvador. Fizemos uma apresentação hoje pela manhã no Congresso do Mab. Vamos fazer outra apresentação hoje na casa preta e uma apresentação dia 10. E nesses dias a gente está tentando descolar mais espaço aqui em Salvador para ficar o maior tempo possível e divulgar o nosso trabalho na capital para alcançar outros rumos. Vamos ficar aqui o máximo de tempo, até quando o dinheiro der. Juntamos dinheiro para passar uma semana, mas o objetivo é passar um mês para expandir e mostrar o trabalho do Vale do São Francisco aqui”, disse Euri ao blog Waldiney Passos.

Aqueles que puderem ajudar podem seguir até a Galeria 4Ms, que fica na R. Lafaiete Coutinho, no bairro Piranga, em Juazeiro.

Confira o vídeo

Morte de Luiz Melodia repercute no meio artístico

O músico lutava contra um câncer que atacou a medula óssea. (Foto: Internet)

Aos 66 anos, faleceu durante a manhã de hoje (4) o cantor, compositor e músico carioca Luiz Carlos dos Santos, o Luiz Melodia. O músico lutava contra um câncer que atacou a medula óssea.

O músico, Gilberto Gil usou sua conta no Twitter para lamentar a morte de Melodia. “Notícia triste na manhã de sexta. Descanse em paz, @MelodiaOficial”, declarou Gil.

Zeca Pagodinho, falou do cantor durante entrevista ao Globo News: “O Morro de São Carlos deve estar triste. Ele não tinha maldade com nada. O negócio dele era cantar samba, e as outras coisas que ele cantava. O negócio dele era cantar, tocar aquele violão maravilhoso…. Não dá para entender”.

Alcione, também lamentou através de entrevista: “Foi um golpe muito grande para a gente. Ele era uma pessoa singular, além de ser um gentleman. Nós já perdemos muita gente boa, e essa foi de matar, de deixar a gente nocauteado. Que descanse em paz” .

A cantora Maria Gadu, usou sua conta no Instagram: “Vou sentir sua falta. Te amo, meu amigo. Eterno.”

Fonte G1

SEDUC de Juazeiro entrega instrumentos musicais aos alunos da Educação Infantil

Participaram do evento o vereador Reinaldo Sabino, pais, alunos, gestores, coordenadores, professores e a equipe da SEDUC. (Foto: ASCOM)

Nesta quarta-feira (02), no Dia Musical no Juá Garden Shopping, os alunos das Escolas de Educação Infantil (EMEIs) receberam as ‘bandinhas rítmicas’, que vão contribuir para as atividades do projeto ‘Musicalização na Educação Infantil – Os Sons no Cotidiano das Crianças’, da Rede Municipal de Ensino de Juazeiro.

A secretária da SEDUC, Lucinete Alves falou sobre a importância do projeto na aprendizagem e parabenizou os gestores, coordenadores e professores pelo excelente trabalho desenvolvido diariamente nas EMEIs.

“A música é um elemento necessário ao desenvolvimento da inteligência e da integração, e o professor percebe como a música pode contribuir de maneira significativa para a aprendizagem. Hoje estamos entregando mais de 50 bandinhas, com vinte instrumentos musicais cada uma, que vai contribuir muito para atividades com os alunos”, destacou Lucinete.

“O objetivo do projeto é desenvolver nas crianças de 0 a 5 anos, o prazer de ouvir música, estimular a concentração, a coordenação motora, socialização, a acuidade auditiva, destreza do raciocínio, a disciplina e o equilíbrio emocional. Além das bandinhas estamos entregando também o CD do projeto com músicas contextualizadas, que vão contribuir para as atividades”, acrescentou a assessora de Educação Infantil da SEDUC, Miranery Amorim.

LEIA MAIS

Pianista Arthur Moreira Lima fará show gratuito em Petrolina

(Foto: ASCOM)

Na próxima semana, o pianista Arthur Moreira Lima apresentará o seu projeto “Um piano pela estrada” em Petrolina (PE). A apresentação é gratuita e vai acontecer na terça-feira (16), às 20h, na Praça Dom Malan.

O momento vai ser uma oportunidade dos petrolinenses que apreciam a música clássica. O concerto de Arthur Moreira Lima traz um repertório rico com músicas de renomados artistas nacionais e internacionais.

A secretária de Cultura, Turismo e Esportes de Petrolina, Maria Elena de Alencar, lembra que o projeto é uma ótima oportunidade de democratização. “Nem sempre as pessoas tem acesso a espetáculos como este que estamos ansiosos para assistir e receber um músico renomado na nossa cidade é um grande orgulho além de ser um momento de democratização”, disse a secretária.

O projeto é realizado pelo Ministério da Cultura e conta com apoio da Prefeitura de Petrolina através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes.

Confira um pouco das música de Arthur Moreira

1234