Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Sobe para 160 número de mortos identificados em Brumadinho

(Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros de Minas Gerais)

Subiu para 160 o total de óbitos identificados após o rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG). De acordo com balanço divulgado hoje (11), pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, nove mortos ainda não foram identificados e 160 pessoas seguem desaparecidas – entre funcionários da Vale, terceirizados que prestavam serviços à mineradora e membros da comunidade.

No 18º dia de buscas, as operações contam com um efetivo de 376 homens, incluindo 158 militares de Minas Gerais, 132 de outros estados e 63 da Força Nacional. Há também 22 voluntários que auxiliam as equipes. A tragédia deixou ainda 138 pessoas desabrigadas.  

LEIA MAIS

Número de mortos em Brumadinho sobe para 37; buscas são interrompidas em decorrência do risco de rompimento de outra barragem

(Foto: Internet)

Na manhã deste domingo (27), o Corpo de Bombeiros informou, que o número de pessoas que morreram em decorrência do rompimento da barragem em Brumadinho (MG), subiu para 37. Outras 192 foram resgatadas. As buscas por novas vítimas foram interrompidas na madrugada de hoje por conta do risco iminente de rompimento de outra barragem pertencente à Vale na cidade.

O número de desaparecidos não foi atualizado nesta manhã. No último balanço, divulgado na noite de sábado (26), 296 pessoas foram consideradas desaparecidas pelos Bombeiros.

Risco de rompimento da barragem VI

Menos de 48 horas depois da tragédia na Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), por volta das 5h30 da manhã de hoje (27) a companhia Vale voltou a acionar as sirenes de alerta. Os moradores que estavam na área foram retirados do local. Em comunicado, a Vale informou que foi detectado aumento dos níveis da água na região.

LEIA MAIS