Solenidade na Codevasf marca inauguração de Bloco Administrativo Osvaldo Coelho

Solenidade marcou inauguração de Bloco Administrativo, entrega do Pontal entre outros serviços (Foto: Blog Waldiney Passos)

Depois de adiar sua visita a Petrolina, prevista para acontecer na última sexta-feira (30), o ministro da Integração Nacional, Antônio de Pádua cumpriu uma extensa agenda de compromissos na cidade nessa manhã (3). Acompanhado do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), do deputado estadual eleito Antônio Coelho (DEM) e do prefeito Miguel Coelho, Pádua inaugurou o Bloco Administrativo da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) que levará o nome do deputado federal Osvaldo Coelho.

Além da inauguração, Pádua aproveitou sua passagem para inaugurar a automação do sistema de operação do Projeto de Irrigação Senador Nilo Coelho (PNC)/Núcleo C1, anunciar o lançamento de editais e autorizações para investimentos nos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário de sete municípios, assinar a autorização para a construção do prédio anexo na sede da Codevasf, a licitação para o abatedouro frigorífico de Dormentes, assinar convênios para a abertura de poços artesianos, reforma e revitalização das feiras da Cohab Massangano e da Areia Branca e pavimentação de vias no Projeto de Irrigação Maria Tereza/Petrolina.

Abatedouro de caprinos e ovinos em Dormentes

Outro item presente na pauta era a entrega dos títulos de posse dos 299 colonos e 19 empresas no Projeto Pontal. Superintendente da Codevasf em Petrolina, Aurivalter Cordeiro foi o primeiro a discursar na solenidade e celebrou a implantação do abatedouro em Dormentes. “Hoje o senhor está fechando com chave de ouro a implantação de um abatedouro no município de Dormentes que terá toda a documentação exigida pelo ministério”, disse.

LEIA MAIS

Funcionários de escolas municipais de Petrolina recebem bonificação por eficiência no trabalho

(Foto: Inernet)

A Prefeitura de Petrolina paga, a partir desta quinta-feira (28), o Prêmio Gestão Escolar – Troféu Eficiência Deputado Osvaldo Coelho 2016.

Os trabalhadores das escolas com índice ‘verde’ receberão 60% do valor de seu vencimento e os de categoria ‘amarela’, 35% do valor de seu vencimento.

Com 94,1 pontos, o Centro de Educação Infantil (CMEI) Irmã Dourado, no Jardim São Paulo, zona urbana de Petrolina, obteve o maior grau de eficiência.

Ao total, 46 unidades ficaram com classificação verde e 56 com a amarela. Nesta edição, nenhuma escola foi classificada na categoria ‘vermelha’.

O Prêmio Troféu Eficiência Deputado Osvaldo Coelho foi uma estratégia criada pela Secretaria de Educação de Petrolina, com o objetivo de incentivar práticas inovadoras na gestão das Unidades de Ensino e valorizar a eficiência nos serviços públicos do Sistema Educacional.

LEIA MAIS

Missa marca dois anos da morte do ex-deputado Osvaldo Coelho em Petrolina

(Foto: Reprodução/Guilherme Coelho)

Nesta quarta-feira (1) parentes, amigos e admiradores do ex-deputado Osvaldo Coelho participam de missa em sua homenagem na Igreja Matriz, em Petrolina.

Em rede social, o deputado Guilherme Coelho publicou uma mensagem em homenagem ao pai:

O dia amanheceu com gosto de Saudades. Como esses dois anos passaram rápido…. Hoje, em meio à crise política, impossível não lembrar que Osvaldo Coelho sempre foi um diferencial. Não somente pelas obras que fez no Nordeste, mas pela sua postura íntegra, correta. Era intolerante à corrupção, pois sabia o quanto ela é prejudicial ao nosso progresso. Bons tempos de Osvaldo Coelho…. Vamos em frente, sempre nos inspirando em você, papai”, escreveu Guilherme Coelho.

A missa acontecerá às 17h, na Igreja Matriz.

Guilherme Coelho lembra do ex-deputado Osvaldo Coelho durante cerimônia de autorização do campus da Univasf em Salgueiro

Inicialmente o campus vai oferecer os cursos de Ciências da Computação e Engenharia da Produção. (Foto: Divulgação)

Durante a manhã de sexta-feira (25), uma cerimônia celebrou a autorização do novo campus da Univasf em Salgueiro. O evento reuniu diversos políticos entre eles o Deputado Federal Guilherme Coelho (PSDB) o Ministro Mendonça (DEM), do Senador Fernando Bezerra (PSB), Gonzaga Patriota (PSB) e o Prefeito de Salgueiro Clebel Cordeiro (PMDB).

 “Se estivesse vivo, Osvaldo Coelho estaria hoje aqui na primeira fila. Ele sempre defendeu uma universidade no Sertão para os sertanejos, e que a escola tem que ir aonde o aluno está. É exatamente isto que o ministro vem anunciar hoje em Salgueiro”, destacou o deputado Guilherme Coelho.

Atualmente, a Univasf possui seis campi distribuídos em Pernambuco, Bahia e Piauí, e oferece 32 cursos de graduação, dos quais 28 são presenciais e 4 na modalidade de Educação a Distância (EAD). A Universidade também possui 13 programas de mestrado e 5 especializações, sendo 3 EAD.

Osvaldo Coelho é homenageado em solenidade póstuma em Brasília

O político faleceu em 1º de novembro do ano passado, aos 84 anos, após um ataque cardíaco. Foto: divulgação

O político faleceu em 1º de novembro do ano passado, aos 84 anos, após um ataque cardíaco. Foto: divulgação

“Osvaldo Coelho vive em nossa memória porque as ideias que ele abraçava e pelas quais ele lutava são as ideias que nós admiramos e enfrentamos hoje em dia”. Assim pontuou o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) durante sessão especial realizada esta manhã (10), no Plenário Ulisses Guimarães da Câmara dos Deputados, em homenagem ao ex-deputado federal Osvaldo de Souza Coelho, falecido há um ano. “Osvaldo plantou, de forma destemida, os frutos para a minha Petrolina, para o meu Sertão e para o meu estado de Pernambuco”, ressaltou Fernando Bezerra.

Durante a solenidade – que contou com a presença dos ministros pernambucanos Mendonça Filho (Educação), um dos autores do requerimento à sessão especial; Fernando Filho (Minas e Energia); e Bruno Araújo (Cidades) – o senador Fernando Bezerra Coelho lembrou momentos ao lado de Osvaldo Coelho. E destacou a atuação do tio durante a Assembleia Nacional Constituinte, em 1987. “Ele foi um ferrenho e incansável defensor do voto direto e do colégio eleitoral”, destacou. “Osvaldo inspira a luta de muitos de nós por um Brasil mais justo, equilibrado e fraterno”, acrescentou o senador.

LEIA MAIS

Julio Lossio responde provocação de Guilherme Coelho

Após a morte do ex-deputado Osvaldo Coelho ficou visível a disputa interna entre o prefeito de Petrolina Julio Lossio (PMDB) e o vice-prefeito Guilherme Coelho (PSDB), pela herança política do parlamentar.

O fato é que Guilherme é filho de Osvaldo, portanto é o legítimo herdeiro do espólio do pai, mas Julio também se acha no direito de reivindicar esse apoio dos amigos de Osvaldo já que contou com Osvaldo Coelho nas últimas duas eleições, inclusive, na convenção do PMDB, realizada neste sábado (23), no Centro de Convenções de Petrolina, foi exibida uma foto do ex-deputado com a frase de sua autoria “O meu lado é o lado de Julio, que não é o lado de Fernando”, instigando ainda mais a disputa.

 

(Foto: Waldiney Filho)

(Foto: Waldiney Filho)

Poucos dias atrás, no ato em que declarou apoio à candidatura de Miguel Coelho para prefeito de Petrolina, Guilherme disse que o seu pai Osvaldo Coelho só teve um filho e esse é seu único e legítimo herdeiro político. “Osvaldo Coelho não teve dois filhos. Osvaldo Coelho só teve um filho. Osvaldo Coelho não teve dois herdeiros  políticos. Osvaldo Coelho só teve um herdeiro político”, desabafou.

O recado de Guilherme teve endereço certo, o prefeito Julio Lossio, que foi eleito por duas vezes  com o apoio do grupo liderado por Osvaldo Coelho e que após sua morte estaria querendo herdar o espólio político do ex-deputado.

Questionado sobre o assunto, Júlio disse que Osvaldo tem vários herdeiros e que tem uma grande admiração pelo ex-deputado. “Sou um grande admirador de Dr. Osvaldo e posso dizer que nos últimos 20 anos tive nele o melhor amigo, agora quem disse isso foi ele, não fui eu, ele disse o lado dele, não fui eu que não sou filho dele, se vivo ele estivesse eu saberia onde ele estava e saberia ondo ele não estava”, salientou.

Marcelo Damasceno: PSDB nacional define Guilherme em nome do pai

Marcelo DamascenoO PSDB tem palanque e toda corte nacional tucana desembarcando em Petrolina para avances a candidatura de Guilherme Coelho na disputa pelo governo da cidade sertaneja. Em nome do pai, numa referência reivindicada por Guilherme que garante não dá trégua pelo espólio de seu pai, Osvaldo Coelho, o PSDB tem plano e tática em torno da logística e agenda social produzida com fins econômicos na visão de Osvaldo. E quer a militância emprestada a Júlio Lossio, de volta.

O vice prefeito de Petrolina Guilherme Coelho ( PSDB), já governou esta cidade por duas vezes. Elegeu-se em 1988 a primeira vez contra todos os prognósticos da época. Era improvável aquele candidato tenro e desconhecido bater o popularíssimo Diniz Cavalcanti.

Destacado pela percepção irreverente de seu pai, Osvaldo Coelho, que polarizava forças com o sobrinho rebelado, hoje senador, Fernando Bezerra Coelho( PSB/PE). Guilherme desmoralizou os institutos de pesquisa e convenceu o próprio palanque que durante a campanha eleitoral pedia voto quase de “cabeça baixa” e até ridicularizado por uma hegemônica e barulhenta militância do PMDB que consagra a volta de Miguel Arraes. Este, chegara do exílio virando governador em 1986 em zona de conforto e numa rede de pano. Rede cearense. Guilherme derrotaria esse mito. Candidato inexperiente e com difícil quadro eleitoral. Venceu tudo isso.

Guilherme derrotou todo esse palanque da Frente Popular e consagrou a urna em 1988 com vantagem mínima de pouco menos de 800 votos. Depois reelegeu-se em segundo mandado, corria o ano de 1996.

O atual prefeito Júlio Lossio  (PMDB) em 2008 foi aposta de Osvaldo Coelho numa batalha da “Guararapes” contra a remanescente “arraesista” incorporada a FBC e Eduardo Campos.

Enquanto o PSB discutia e perdia-se nessa autofagia cartorial, Lossio comia a beirada depois da “7 de Setembro”. Nova tática de Osvaldo com liturgia do hoje deputado Jarbas Vasconcelos que controla com mão de aço o PMDB e Lossio adquiria esse espólio eleitoral que Guilherme perdera por pusilanimidade. Lossio aproveito o cavalo selado e moveu todo fichário do DEM para seu núcleo político. E com isso foi abrindo uma trincheira para implodir na corte de Osvaldo toda sua linhagem. Inclusive seu hoje vice prefeito Guilherme. Hoje seu competitivo inimigo oculto.

Lossio cooptou da fatia eleitoral que poderia está sendo a infantaria “Guilhermista”. Conseguiu mover essa titularidade com cargos e toda logística de poder e uma caneta referendada por eleitores dantes da agremiação centro-direita de Osvaldo e Guilherme.

Agora Guilherme ensaia pré candidatura e da vitrine ao fogo “inimigo” com Júlio Lossio em franca artilharia. Lossio há tempo vem dissolvendo todos os espaços e conotação midiática do seu vice, Guilherme, que virou “um Coelho na sala” do prefeito.

Escrevi, JORNALISTA MARCELO DAMASCENO.

 

Retificando

Na coluna, Em Cima da Notícia, desta segunda-feira (18), afirmamos que o saudoso deputado Osvaldo Coelho (falecido ano passado) sempre escolhia seus candidatos com antecedência, em comparação a dificuldade do prefeito Júlio Lossio (PMDB) em anunciar quem será o seu escolhido para disputar a sucessão municipal em outubro.

Em verdade, Osvaldo às vezes também optava por anunciar seus candidatos apenas na “prorrogação” do segundo tempo, pior do que Eduardo Campos (ex-governador falecido em agosto de 2014), como nos alertou um leitor assíduo deste Blog.