Campanha contra gripe em Pernambuco atingiu apenas 42% do público alvo

A imunização protege contra as influenzas A (H1N1), A (H3N2) e B.

Após as ações do Dia D, nesse sábado (04), da Campanha Nacional de Vacinação contra à Influenza, somente 42,35% do público-alvo de Pernambuco foi atingido. Até o dia 31 de maio, a meta é imunizar, no mínimo, 90% do público-alvo, que representa mais de 2,6 milhões de pessoas no estado.

Até o final da campanha podem se vacinar: crianças entre 6 meses e 5 anos, 11 meses e 29 dias; gestantes, idosos (60 anos ou mais), puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas e povos indígenas.

A imunização, que protege contra as influenzas A (H1N1), A (H3N2) e B, ainda contempla portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, que devem apresentar prescrição médica no ato da imunização, de acordo com recomendação do Ministério da Saúde (MS); adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Além disso, o Ministério da Saúde orienta vacinar policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas, que devem apresentar documento comprobatório no ato da vacinação, assim como os professores e profissionais de saúde.

Campanha contra gripe amplia público alvo e contempla policiais e militares 

Policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas foram incluídos pela primeira vez na Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Em Petrolina esse público pode buscar a vacina nos postos de saúde, tanto da sede, quanto do interior.

A justificativa do Ministério da Saúde para incluir esse grupo dentro da campanha tem como base a exposição dos mesmos em atividades de risco em locais de aglomerações, um dos principais fatores de propagação do vírus da influenza.

A campanha segue até o dia 4 de maio e também precisam se imunizar trabalhadores da saúde (área pública e privada); crianças de 6 meses a 6 anos incompletos; gestantes; puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto) ; povos indígenas; idosos (a partir dos 60 anos); professores (rede pública e privada); pessoas com doenças crônicas e outras categorias de risco clínico; população privada de liberdade, incluindo adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; e funcionários do sistema prisional.

Segundo a Prefeitura de Petrolina, a meta do Ministério é 90% de imunização em cada grupo do público alvo. Os postos de saúde funcionam de 8h às 17h na sede e das 8h às 13h, no interior.

Juazeiro continua campanha de vacinação contra H1N1

Mais de 36 mil pessoas já foram imunizadas em Juazeiro/Imagem ilustrativa

Mais de 36 mil pessoas já foram imunizadas em Juazeiro/Imagem ilustrativa

A campanha de vacinação contra a gripe H1N1 segue até o próximo dia 27 em Juazeiro. Dados da Secretaria de Saúde informam que mais de 36 mil pessoas, ou seja, 83% do público alvo, já foram imunizados até esta última segunda (23).

Nesta fase serão atendidos três grupos prioritários: gestantes, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias) e idosos com 60 anos ou mais. A meta é vacinar no mínimo 80% das 44 mil pessoas que pertencem aos grupos. A vacina está disponível nas unidades básicas de saúde das 8h às 12h e das 14h às 17h, na zona urbana e na zona rural, das 7h30 às 13h.

O superintendente de Humanização, Klynger Farias, orientou que esses grupos procurem os postos de saúde. “Nossas unidades estão preparadas, a vacinação contra a Influenza é uma das medidas mais efetivas para a prevenção da gripe H1N1 e suas complicações”, explica.

A Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos que, após contato com a superfície recém contaminada por secreções respiratórias, pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.

Com informações da Assessoria

Salgueiro se mobiliza para o Dia D contra a gripe, no próximo sábado (30)

Até o dia 20 de maio, o município tem como meta vacinar cerca de 13.500 pessoas que se encontram na faixa do público alvo/Foto ilustrativa

Até o dia 20 de maio, o município tem como meta vacinar cerca de 13.500 pessoas que se encontram na faixa do público alvo/Foto ilustrativa

Salgueiro, cidade do sertão central, já se prepara para a realização do Dia D de vacinação contra a gripe, programado para o próximo sábado (30), quando todas as unidades de saúde estarão abertas das 8h às 17h, para imunizar as pessoas que fazem parte do grupo prioritário. A proposta da campanha é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza. Até o dia 20 de maio, o município tem como meta vacinar cerca de 13.500 pessoas que se encontram na faixa do público alvo.

“A vacinação é de suma importância para que os grupos prioritários sejam imunizados contra os vírus, principalmente o H1N1, que tem um grande potencial de transmissão e de complicações em decorrência do adoecimento”, destaca o secretário de Saúde de Salgueiro, Emanoel Leite.

O setor de Epidemiologia da secretaria de Saúde orienta  às pessoas que deverão comparecer às unidades de saúde, que levem a carteirinha de vacinação. Durante a campanha, a apresentação da prescrição médica será obrigatória para o grupo de comorbidades, exceto para aqueles já cadastrados em programas de controle das doenças crônicas nas unidades de saúde.

Campanha contra o H1N1 começa a imunizar grupos prioritários em Juazeiro

 

Começou nesta segunda (25), em Juazeiro, a etapa de vacinação do público-alvo da Campanha de Imunização contra a Influenza A (gripe H1N1). Estima-se que cerca de 44 mil pessoas devem ser vacinadas no município. A meta é conseguir vacinar pelo menos 80% deste público. A campanha segue até 20 de maio.

De acordo com a Sesau, cerca de 2060 pessoas foram imunizadas até o momento. Fazem parte do grupo prioritário da campanha crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérpera (mulheres que deram a luz em 45 dias), idosos a partir de 60 anos, trabalhadores da saúde, pacientes com doenças crônicas, agentes prisionais, a população carcerária e os indígenas.

Segundo a secretária de Saúde, Tatiane Malta, todas as unidades de saúde do município estão abertas para atender o público prioritário. “Não existe contra indicação para a vacina. As vacinas estarão disponíveis em todos os postos de saúde da zona urbana, das 8h às 12h e das 14h às 17h e na zona rural, das 7h30 às 13h. O público prioritário pode procurar a unidade mais próxima de sua residência”.

Com informações da ASCOM