Receita libera 4º lote do Imposto de Renda

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

A Receita Federal liberou hoje (16) o pagamento do 4º lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2019. O valor de R$ 3,5 bilhões será pago a 2.819.522 contribuintes, contemplando também lotes residuais entre 2008 e 2018.

O dinheiro será depositado nas contas dos contribuintes. Para saber se foi contemplado, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet, pelo Receitafone 146, informando o CPF e a data de nascimento. Caso o valor não tenha sido pago, é necessário ligar nos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) ou ir a uma agência do Banco do Brasil para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Os lotes de restituição são liberados mensalmente. O Fisco libera os pagamentos por ordem de chegada da declaração. Isso significa que quem entregou a declaração mais cedo recebe a restituição primeiro. A restituição ficará disponível no banco durante um ano.

Receita libera consulta ao 4º lote de restituição do Imposto de Renda

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Os contribuintes já podem consultar o 4º lote da restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2019. A Receita Federal liberou hoje (9), às 9h quem receberá o crédito bancária que totaliza R$ 3,5 bilhões. O dinheiro será depositado na próxima segunda-feira (16).

2.819.522 contribuintes receberão o dinheiro em suas contas. Ainda de acordo com a Receita, o lote também contempla restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018. A consulta para saber se a declaração foi liberada pode ser feita acessando a página da Receita na internet.

O contribuinte também pode ligar para o Receitafone 146 e informar o CPF e a data de nascimento. Se estiver incluído no lote, a situação da declaração será “crédito enviado ao banco”. A restituição ficará disponível no banco durante um ano.

Receita começa a pagar 2º lote da restituição do Imposto de Renda

(Foto: Arquivo)

A Receita Federal começa a pagar hoje (15) o segundo lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2019, que também contempla restituições de 2008 a 2018. De acordo com o órgão serão depositados R$ 5 bilhões para 3.164.229 contribuintes.

R$2.362.514.597,42 serão pagos a 15.489 contribuintes idosos acima de 80 anos, 197.895 contribuintes entre 60 e 79 anos, 24.793 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave, e 1.251.906 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

O contribuinte pode fazer a consulta e saber se teve a declaração liberada através dos seguintes canais: site da Receita Federal, ligar para o Receitafone (146) ou via aplicativo para tablets e smartphones. O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração.

Receita libera consulta ao 2º lote da restituição do Imposto de Renda

(Foto: Reprodução/Internet)

Desde às 9h dessa segunda-feira (8) a Receita Federal liberou a consulta ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física de 2019. Serão creditados R$ 5 bilhões, dos quais R$ 2,36 bilhões serão pagos a idosos, pessoas com deficiência e contribuintes cuja maior fonte de renda venha do ensino.

A previsão é que o pagamento seja realizado para 3,16 milhões de contribuintes já na próxima segunda-feira (15). A Receita também pagará restituições residuais entre 2008 e 2018, para quem caiu na malha fina nesse período.

Para saber se tem direito à restituição o contribuinte pode entrar no site da Receita, ligar para o Receita Fone (146) ou utilizar o aplicativo em smartphone.

Receita começa a pagar restituições do Imposto de Renda

(Foto: Agência Brasil)

A Receita Federal começou a pagar hoje (17) as restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2019. R$ 5,1 bilhões serão depositados nas contas de 2.573. 186 contribuintes. No primeiro lote, segundo o Leão, serão contemplados idosos acima de 80 anos, pessoas entre 60 e 79 anos e cidadãos com deficiência física ou mental ou moléstia grave.

Ao todo, serão desembolsados R$ 4,99 bilhões, do lote deste ano, a 2.551.099 contribuintes. A Receita também pagará R$ 109,6 milhões a 20.087 mil contribuintes que fizeram a declaração entre 2008 e 2018, mas estavam caíram na malha fina.

O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração e ficará disponível por um ano. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento.

Receita libera consulta a lote da restituição do Imposto de Renda

(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Desde a manhã dessa segunda-feira (10) a Receita Federal abriu a consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2019. Cerca de 2,55 milhões de contribuintes que declararam Imposto de Renda neste ano vão receber dinheiro do Fisco.

Ao todo, serão desembolsados R$ 4,99 bilhões do lote deste ano. A Receita também pagará R$ 109,6 milhões a 20.087 mil contribuintes que fizeram a declaração entre 2008 e 2018, mas estavam na malha fina. Considerando os lotes residuais e o pagamento de 2019, o total gasto com as restituições chegará a R$ 5,1 bilhões para 2.573.186 contribuintes.

A consulta pode ser feita no site da Receita na internet, via 146 (Receitafone) ou por aplicativos de smartphones. O crédito bancário será feito em 17 de junho. As restituições terão correção de 1,54%, para o lote de 2019, a 109,82% para o lote de 2008.

Consulta a 1º lote de restituição do Imposto de Renda será liberada na segunda-feira

(Foto: Reprodução/Internet)

A consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) será liberada na próxima segunda-feira (10), a partir das 9h. De acordo com a Receita Federal, o lote contempla restituições não apenas de 2019, mas entre 2008 e 2018.

2.573 milhões de contribuintes terão direito à restituição que será creditada no dia 17 de junho, totalizando R$ 5,1 bilhões, afirma a Receita. Nesse primeiro lote estão contemplados os contribuintes idosos e com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

A restituição tem correção de 1,54% relativo à taxa Selic de maio a junho de 2019. O contribuinte pode verificar se a declaração está liberada através do site da Receita, do número 156 ou do aplicativo para smartphone.

Receita Federal vai criar equipe especial para investigar declarações fiscais de Flávio Bolsonaro

(Foto: Internet)

A Receita Federal vai criar uma equipe especial para investigar as declarações fiscais do senador Flávio Bolsonaro (PSL), do seu ex-assessor Fabrício Queiroz e de mais 93 pessoas que tiveram seus sigilos bancário e fiscal quebrados por ordem da 27ª Vara Criminal do Rio.

De acordo com o Jornal O Globo, o grupo deverá fazer “aranhas” das movimentações consideradas atípicas. Ou seja, vai mapear a origem e o destino final das transações financeiras. A investigação busca apontar vínculos entre os envolvidos, para compreender o caminho do dinheiro.

A movimentação atípica nas contas de Flávio foi apontada pelo Coaf no final de 2018 e na semana passada o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou a quebra do sigilo bancário de Bolsonaro e Queiroz.

Receita libera consulta a lote residual do Imposto de Renda

(Foto: Agência Brasil)

A consulta ao lote residual de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) já pode ser feita a partir de hoje (8), através da internet. De acordo com a Receita Federal, R$ 260 milhões serão pagos a 134.720 mil contribuintes que caíram na malha fina, em declarações feitas entre 2008 e 2018.

A lista com os nomes está disponível desde às 9h no site da Receita. A consulta também pode ser feita pelo Receitafone (146) ou ainda pelo aplicativo para tablets e smartphones, que permite o  companhamento das restituições.

As restituições terão correção de 7,16%, para o lote de 2018, a 109,28% para o lote de 2008. Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a entrega da declaração até este mês.

O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração no próximo dia 15. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento. (Com informações de Agência Brasil).

Gonzaga Patriota defende permanência da Agência da Receita Federal em Salgueiro

(Foto: Ascom)

O município de Salgueiro (PE) foi destaque no discurso do deputado federal Gonzaga Patriota (PSB), na tarde desta terça-feira (30). O parlamentar parabenizou a cidade pelos 155 anos de emancipação política e fez um apelo para que seja mantida a Agência da Receita Federal instalada no local.

“Quero parabenizar minha querida Salgueiro que hoje completa 155 anos de história. Quero também fazer um apelo em nome do povo de Salgueiro, ao Ministro da Fazenda, Paulo Guedes, ao Secretário da Receita Federal e ao Comitê de Governança Institucional da Receita Federal do Brasil, para manterem a Agência da Receita Federal de Salgueiro ou, transformá-la, pelo menos, em Posto da Receita Federal e não extingui-la. Vamos lutar para manter a nossa cinquentenária Receita Federal, Zé Popô, em Salgueiro”, comentou.

LEIA MAIS

Contribuinte tem até 23h59 para declarar Imposto de Renda

(Foto: Reprodução/Internet)

Hoje (30) é o último dia para o contribuinte declarar o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2019. Até o final da tarde da segunda-feira (29), 82,7% dos brasileiros já tinham acertado as contas com a Receita Federal. A meta é receber 30,5 milhões de declarações.

O prazo termina às 23h59, exclusivamente via internet. A declaração pode ser feita de três formas: pelo computador, por celular ou tablet ou por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Pelo computador, será utilizado o Programa Gerador da Declaração – PGD IRPF2019, disponível no site da Receita Federal.

O contribuinte que tiver apresentado a declaração referente ao exercício de 2018, ano-calendário 2017, poderá acessar a Declaração Pré-Preenchida no e-CAC, por meio de certificado digital. Para isso, é preciso que, no momento da importação do arquivo, a fonte pagadora ou pessoas jurídicas tenham enviado para a Receita informações relativas ao contribuinte referentes ao exercício de 2019, ano-calendário de 2018, por meio da Declaração do Imposto sobre a Rendsobrea Retido na Fonte (Dirf).

Com informações da Agência Brasil

Receita Federal abre consulta a lote residual do Imposto de Renda

(Foto: Reprodução/Internet)

Está liberado desde às 9h dessa segunda-feira (8) a consulta ao lote residual de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IPRF) de abril. Segundo a Receita Federal, serão desembolsados R$ 210 milhões para 91,3 mil contribuintes que estavam na malha fina das declarações de 2008 a 2018, mas regularizaram as pendências com o Fisco.

Além da internet, a consulta também pode ser feita pelo Receitafone através do número 146. A Receita oferece ainda aplicativo para tablets e smartphones, que permite o acompanhamento das restituições.

As restituições terão correção de 6,64%, para o lote de 2018, a 108,76% para o lote de 2008. Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a entrega da declaração até este mês.

O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração no próximo dia 15. (Com informações da Folha de Pernambuco).

Receita Federal recebe quase 1 milhão de declarações do Imposto de Renda em dois dias

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Em dois dias de entrega, o número de declarações do Imposto de Renda Pessoa Física enviadas aproxima-se de 1 milhão. Até as 17h de hoje (8), o Fisco recebeu 976.925 declarações, equivalente a 3,2% do esperado para este ano. O prazo para envio da declaração começou ontem (7) e vai até as 23h59min59s de 30 de abril. A expectativa da Receita Federal é receber 30,5 milhões de declarações.

A declaração pode ser feita de três formas: pelo computador, por celular ou tablet ou por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Pelo computador, será utilizado o Programa Gerador da Declaração – PGD IRPF2019, disponível no site da Receita Federal.

Também é possível fazer a declaração com o uso de dispositivos móveis, como tablets e smartphones, por meio do aplicativo “Meu Imposto de Renda”. O serviço também está disponível no e-CAC no site da Receita, com o uso de certificado digital, e pode ser feito pelo contribuinte ou seu representante com procuração.

LEIA MAIS

Receita Federal recebe mais de 250 mil declarações durante a manhã

(Foto: Reprodução/Internet)

A Receita Federal começou a receber nessa quinta-feira (7) as declarações do Imposto de Renda de Pessoa Física e somente nas primeiras horas da manhã mais de 250 mil declarações foram apresentadas no site do órgão. Até às 11h de hoje 254.903 contribuintes enviaram as informações solicitadas.

O prazo segue até 30 de abril, exclusivamente via internet. Há três formas para declarar o Imposto de Renda: pelo computador, por celular ou tablet ou por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Pelo computador, será utilizado o Programa Gerador da Declaração – PGD IRPF2019, disponível no site da Receita Federal.

Via aplicativo, o contribuinte precisa fazer o download do aplicativo “Meu Imposto de Renda”. Neste ano fica obrigado a apresentar a declaração anual quem recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, quem obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50. Com informações da Agência Brasil.

1º lote da restituição do Imposto de Renda sai em junho

(Foto: Arquivo/Agência Brasil)

A declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2019 deve ser feito até 30 de abril, via internet e a Receita Federal já divulgou quando será liberado o primeiro lote de restituição desse ano. Prioritariamente receberão idosos acima de 80 anos, contribuintes entre 60 e 79 anos e deficientes ou doentes grave.

O primeiro lote sairá em 17 de junho, o segundo em 15 de julho, o terceiro em 15 de agosto, o quarto em 16 de setembro; o quinto, no dia 15 de outubro; o sexto em 18 de novembro; e o sétimo em 16 de dezembro. O programa para fazer a declaração já está disponível na internet e pode ser utilizado em computador, celular ou tablet.

Quem precisa declarar

Nesse ano fica obrigado a apresentar a declaração anual o contribuinte que, em 2018, recebeu rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70. No caso da atividade rural, quem obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50.

LEIA MAIS
123