Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Terreno baldio causa transtornos para moradores do Centro de Petrolina

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

O Blog Waldiney Passos recebeu a reclamação de uma leitora dando conta de que um terreno baldio localizado na Rua Mário Melo, área Central de Petrolina (PE), tem tirado o sossego de moradores e transeuntes que passam pela região.

Segundo o relato da leitora, o terreno murado está abandonado, o matagal tomou conta do local e a população está apreensiva, temendo a ação de bandidos que possam usar o terreno como esconderijo.

Diante da denúncia, o Blog procurou a prefeitura municipal para saber quais providências serão tomadas para resolver o problema. Em nota enviada ao Blog, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedurbh) esclareceu que os terrenos baldios precisam ser murados e cobertos. Por isso, ainda nesta semana, uma equipe de fiscalização será enviada ao endereço, a fim de identificar o terreno e notificar o proprietário para que faça a limpeza e cobertura do imóvel.

Ainda de acordo com a SEDURBH, “após a notificação, o dono terá 15 dias para limpar o local e 60 para construir a estrutura. O descumprimento dos prazos pode gerar uma multa que varia entre R$ 600 e R$ 1300. A Sedurbh também orienta que a população formalize a denúncia junto à Ouvidoria Municipal, no telefone 156.”

Moradores do Vale das Esmeraldas reclamam de demora nas ligações de postes de iluminação por parte da Celpe

(Foto: Ilustração)

Segundo relato dos moradores do Vale das Esmeradas, zona leste de Petrolina (PE), os cinco anos de luta para conseguir a tão sonhada iluminação do bairro, perdura até hoje, já que a Celpe ainda não realizou a ligação das luminárias dos postes de iluminação.

Na Rua 1 e Avenida 1, contempladas com braços de luz, os moradores esperam há mais de um mês pela ligação das luminárias, na esperança de que o problema da falta de iluminação seja finalmente resolvido. O moradores ainda contam que em algumas ruas os postes ainda não foram nem instalados.

LEIA MAIS

Leitor reclama de escuridão no bairro Itaberaba, em Juazeiro

Em contato com o Blog Waldiney Passos, um leitor relatou o drama vivido por moradores e comerciantes da Avenida São Francisco, no bairro Itaberaba, em Juazeiro (BA), com a falta de iluminação no local.

De acordo com o relato do denunciante, a escuridão que já dura um mês, tem colocado em risco a segurança da população.

“A escuridão gera ponto de encontro de marginais e assusta a população e os comerciantes locais”, disse um morador, que preferiu não se identificar.

O Blog entrou em contato com a prefeitura de Juazeiro para saber o que provocou a escuridão, e quando o problema será resolvido. Até o momento a gestão municipal não se pronunciou sobre a situação.

Candidato do concurso da Câmara de Vereadores de Petrolina reclama de dificuldades para gerar boleto de inscrição

(Foto: Ilustração)

Nesta segunda-feira (15), candidatos do concurso da Câmara de Vereadores de Petrolina (PE) entraram em contato com o Blog Waldiney Passos para denunciar as dificuldades para acessar o site do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (IDIB), banca organizadora do certame.

LEIA TAMBÉM:

Banca publica edital do concurso da Câmara de Vereadores de Petrolina

De acordo com os relatos dos candidatos, alguns fizeram a inscrição, mas não conseguem gerar o boleto, outros contaram que pagaram o boleto, mas até agora a confirmação do pagamento não foi feita. O período de inscrições terminou ontem (14).

“A página para gerar o boleto fica dando erro. Tentei entrar em contato com os números de telefones disponíveis, porém não atendem. Preciso realizar esta prova. Existem poucas oportunidades como esta. Preciso de uma solução”, disse um dos candidatos.

LEIA MAIS

Empregada doméstica reclama de atraso para receber o salário maternidade

(Foto; Blog Waldiney Passos)

“Cortaram minha energia ontem [13], a água tem previsão de corte, e até agora o INSS não me pagou nem um tostão”. Essa é uma pequena amostra do drama vivido por Josilene de Jesus Oliveira, que desde o início deste ano espera pelo pagamento do salário maternidade.

Segundo Josilene, o benefício foi solicitado no dia 3 de janeiro, na agência do INSS em Petrolina (PE). Ela conta que desde o dia que deu entrada no auxílio, espera pelo pagamento, que até o momento não foi feito.

LEIA MAIS

Morador do bairro Dom Avelar reclama de matagal e cobra providências

(Foto: Rogério Silva)

Através do WhatsApp, o Blog Waldiney Passos recebeu a reclamação de Rogério Silva, morador do bairro Dom Avelar em Petrolina (PE). Segundo ele, o mato tomou conta de vários pontos da localidade, o que tem deixado a população muito preocupada.

De acordo com o relato do morador, são diverso os pontos onde o matagal cresce a cada dia, são terrenos baldios, e espaços públicos. Segundo Rogério, o ponto mais crítico fica próximo ao Centro de Educação Maria Gorete. Temendo pela segurança das crianças e de todos que transitam pelo trecho, ele faz um apelo:

“Passando aqui pra chamar atenção do prefeito Miguel Coelho, através do secretário de infraestrutura no sentido de encaminhar o trator do roço até o bairro Dom Avelar. Como vocês podem ver através das fotos temos diversos trechos do bairro coberto por mato, principalmente ao redor do centro de educação infantil Maria Gorete, bem como na avenida da caridade dentre outros pontos dentro do bairro.”

LEIA MAIS

Cano estourado e chuva faz lama entrar em casas do São Joaquim, em Petrolina

Em contato com o blog Waldiney Passos, um morador do São Joaquim, em Petrolina (PE), relatou um grave problema na estrutura da rua da sua residência. Sem pavimentação, sempre que chove ou quando um cano da rede água estoura, o que acontece constantemente, a lama escorre pela rua 20 do bairro e chega a entrar dentro das casas.

“Já não bastava o lamaceiro das chuvas que tinha ficado por causa da estrutura da rua. Muita lama muito e esgoto. O grande problema é quando estoura [canos de rede de água] ou quando chove aqui nessa rua. A lama sempre entra na área da gente por causa da estrutura da rua”, diz o leitor.

O morador relatou ainda a situação que encontrou sua casa após o cano da rede de água ter estourado. “Ontem (27) quando cheguei do trabalho me deparei com a pior situação que já teve aqui. A lama já tinha entrado na minha casa e em algumas casas vizinhas. Minha área estava cheia de sujeira da lama. Horrível a situação”.

Ainda de acordo com a reclamação, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) foi acionada e tentou resolver o problema. No entanto, o cano da rede de água estoura constantemente, o que piora a situação deixada pelas chuvas que tem caído na cidade.

“É um asfalto sem qualidade”, diz morador do bairro Jardim Amazonas sobre obra de pavimentação 

(Foto: Genivaldo Amorim)

Genivaldo Amorim é morador do bairro Jardim Amazonas, em Petrolina (PE). Através do whatsApp, ele procurou o Blog Waldiney Passos para denunciar a qualidade do material usado, bem como dos serviços realizados durante a obra de pavimentação da Rua 17.

De acordo com o relato do morador, devido a intensidade do tráfego de automóveis no local, o asfalto está se desfazendo, o que tem preocupado a população, já que segundo ele, a obra foi feita há pouco mais de um mês. “É um asfalto sem qualidade. […] Na nossa Rua já aconteceu dois casos de caminhões fazerem a curva fechada e sair o asfalto, tipo chiclete. Está abrindo o asfalto, o caminhão vinha da Rua 16 e quando ele fez a curva abrindo para a Rua 17, o asfalto se abriu”, disse Genivaldo.

Além da qualidade e das condições do asfalto, o morador reclama dos serviços executados durante a obra, que segundo ele causou prejuízos para os moradores. De acordo com Genivaldo, a calçada de sua residência foi quebrada, e ao final da obra, os trabalhadores não fizeram a calçada como ela era originalmente.

LEIA MAIS

Juazeiro: portador de necessidades especiais reclama da estrutura física de clínica particular e afirma ter sido destratado pela recepção

Tadeu Plínio da Silva, reclama da estrutura de clínica particular e denúncia que foi destratado por atendente da recepção (Foto: Blog Waldiney Passos)

Desde 2013, após ter sofrido um acidente, e consequentemente adquirido uma deficiência física, Tadeu Plínio da Silva, de 52 anos, é assistido por médicos da clínica particular Multimagem, localizada em Juazeiro (BA). Na tarde de hoje (18), o assistente de biblioteca procurou o Blog Waldiney Passos para fazer uma reclamação sobre a estrutura física da clínica e o tratamento dado a ele pela recepção da empresa.

Segundo Tadeu, a clínica não dispõe de uma estrutura que facilite a locomoção de pacientes com necessidades especiais, como é o caso dele que tem dificuldades para subir escadas, entre outras limitações. Ele afirma que a escada da clínica não possui corrimão.

De acordo com Tadeu, outro problema é o atendimento prestado aos usuários pela recepção da clínica, ele se diz vítima de preconceito pela sua condição física e e denuncia ter sido destratado por uma das atendentes da clínica.“Me ligaram hoje pela manhã pedindo que eu voltasse lá pra pegar uma requisição para que eu pudesse fazer uns exames de creatinina e ureia, e pedir pra reagendar a ressonância magnética, e a atendente, não sei se por que eu estava soando, me destratou. […] Assim como eu que tenho mobilidade reduzida, outras pessoas que têm deficiência precisam de atendimento de qualidade, que não tenha diferença a outros atendimentos.”

“As atendentes muitas vezes são muito mal-humoradas, como lá é um local aparentemente muito sofisticado, uma pessoas simples, ou um deficiente, ao perceber isso já começa a surgir a primeira discriminação, e quando aborda, automaticamente já não nos dão atenção. É a segunda vez que isso acontece comigo. Eu não estou reclamando me fazendo inferior a ninguém, eu estou reclamando um direito que eu tenho, que está na lei no Estatuto da Pessoa com Deficiência”, completou.

Ao se sentir destratado, Tadeu procurou a Direção da Clínica, mas foi informado por funcionários que no momento não haviam profissionais responsáveis pelo setor que pudessem atendê-lo. Insatisfeito, ele foi embora sem conseguir marcar o exame de ressonância.

LEIA MAIS

Leitor cobra providências da prefeitura sobre lixo depositado em terreno baldio na Vila Mocó

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um leitor do Blog Waldiney Passos, entrou em contato via WhatsApp, e indignado, reclamou sobre o descarte indevido de lixo em um terreno baldio, localizado na Rua Dona Justina Freire de Souza, no bairro Vila Mocó, em Petrolina (PE).

Segundo a denúncia do leitor, no local se encontra de tudo, pneus, colchões, resto de madeira, vaso sanitário e muito entulho. “Um verdadeiro sinal de abandono e falta de conscientização. Gostaria de chamar atenção da Prefeitura Municipal, para que identifique o proprietário do terreno para fazer a limpeza e a muragem do terreno, para que essa situação não continue da mesma forma que está”, disse o leitor.

LEIA MAIS

Moradores do Caminho do Sol reclamam de acúmulo de lixo e falta de saneamento

Os moradores do Caminho do Sol, em Petrolina (PE), têm reclamado por meio das redes sociais sobre a situação em que se encontra o bairro. De acordo com informações, alguns terrenos baldios estão sendo utilizados como local para descarte de lixos. Além disso, um canal com esgoto a céu aberto tem incomodado a população local.

Ainda segundo informações, uma prática comum no local é o despejo de restos de podas nesses terrenos, ao lado da rua João Barroso Galvão, que fica próxima à lagoa de tratamento da Av. Sete de Setembro.

Outro ponto de reclamação dos moradores é a existência de um canal que liga os bairros Dom Malan e Caminho do Sol construído no intuito de escoar águas pluviais. No entanto, tem servido de esgoto a céu aberto.

Nosso blog entrou em contato com a Prefeitura e com a Compesa para saber quais atitudes podem ser tomadas para amenizar a situação. A prefeitura afirmou que os moradores devem formalizar a denúncia através do WhatsApp (87) 98809-2422.

Condições do asfalto de trechos da BR 407 preocupa morador de Juazeiro

David Cardoso Neto, é líder comunitário do bairro Castelo Branco, em Juazeiro (BA), e em contato com o Blog Waldiney Passos, relatou  sua aflição diante das condições do asfalto de trechos da BR 407 que cortam vários bairros da cidade.

Segundo o líder comunitário, o asfalto parece se desmanchar, e a maior preocupação é com a população e os motociclistas que correm risco ao trafegar pela rodovia, já que o desnível do asfalto pode provocar quedas, e consequentemente acidentes.

“São pontos que o asfalto não aguenta o peso e a temperatura. Fora da cidade na BR não tem problema nenhum, mas quando chega por dentro da cidade o asfalto está cheio de problema, até um motoqueiro já caiu por conta dessas ondulações”, explica David Cardoso.

LEIA MAIS

Morador reclama de entulho depositado em via pública no Centro de Petrolina

(Foto: Reprodução/WhatsAp)

Através do WhatsApp, o Blog Waldiney Passos recebeu uma reclamação de um morador do Centro de Petrolina (PE). Segundo ele, na Rua do Cajueiro, o descarte indevido de lixo, transformou a via pública em um “verdadeiro lixão”.

Ainda segundo o morador, que preferiu não se identificar, o local virou um depósito de entulho, o que preocupa os moradores da localidade, com relação a proliferação de insetos, e de animais como ratos, sem falar no risco à saúde.

Nossa produção entrou em contato com a prefeitura de Petrolina, para saber quais providências serão tomadas, diante da denúncia, e quando será feita a limpeza do local. Por meio de nota, a Secretaria de A Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos (SEINFRA) informou que na próxima semana uma equipe será enviada ao local para fazer a limpeza. Confira a nota na íntegra:

“A Secretaria de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos (SEINFRA) informa que é terminantemente proibido o descarte de lixo, entulho, resto de poda e outros resíduos nas calçadas da cidade. Isso gera custos extras aos cofres públicos além de prejudicar a beleza da cidade e por isso a SEINFRA ressalta a importância da conscientização e colaboração da população. Num possível flagrante, a Guarda Civil pode ser acionada através da Central de Operações 153 para que seja aplicada notificação de retirada do material e multa. Uma equipe será enviada ao local na próxima semana para realizar a limpeza.”

Compesa não vai ao Alto da Boa Vista e esgoto continua incomodando moradores

Situação tem piorado no bairro.

Após quase um mês em meio ao esgoto na rua 11, no bairro Alto da Boa Vista, em Petrolina (PE), devido a um cano estourado, os moradores do local continuam a solicitar que a Compesa compareça para solucionar o problema.

Vale ressaltar que na semana passada, após uma denúncia no nosso blog, a companhia garantiu que iria ao bairro para consertar o cano estourado. No entanto, até o momento, ninguém apareceu para realizar o conserto.

LEIA TAMBÉM

Problema no Alto da Boa Vista será solucionado até amanhã, informa Compesa

Uma das dificuldades mencionadas pela denúncia, era justamente a falta de disponibilidade da empresa, que nunca respondia à solicitação dos moradores.

Entramos em contato novamente com a Compesa e aguardamos resposta.

Moradores da Cohab VI reclamam de falta d’água

(Foto: Ilustração)

Mais uma reclamação sobre a falta de água em bairros de Petrolina (PE). Dessa vez, os moradores da Cohab VI reclamam dos transtornos causados pelo desabastecimento de água. Há meses o Blog Waldiney Passos acompanha a situação da população petrolinense que cobra da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), uma solução para o problema.

Sobre a falta d’água no bairro Cohab VI, a Compesa informou que o estouramento de um cano provocado pela prefeitura de Petrolina, ocasionou o desabastecimento na zona oeste da cidade. Ainda de acordo com a Companhia, já foram feitos reparos no local, e o abastecimento deve ser normalizado nas próximas 48h.

12345