Petrobras reduz preços da gasolina e do diesel nesta terça-feira

(Foto: Ilustração)

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (8) a redução nos preços da gasolina e do diesel em suas refinarias, a partir de hoje (9).

O preço médio da gasolina vai cair 4,4%, enquanto o valor médio do diesel vai recuar 3,8%. A informação consta em site da empresa no qual a petroleira detalha preços praticados nos 37 pontos de suprimento do mercado brasileiro, para a gasolina, o diesel S10 e o diesel S500.

LEIA MAIS

Petrobras reduz em 3% preço da gasolina nas refinarias

(Foto: Internet)

A Petrobras informou que a partir desta terça-feira (11) vai reduzir em 3% o preço médio da gasolina nas suas refinarias. O valor médio do litro passará de R$ 1,8144 para R$ 1,7595, uma redução de cinco centavos. Já o preço do diesel foi mantido inalterado.

Trata-se da segunda redução da gasolina no mês. No dia 1º de junho, a Petrobras reduziu o valor da gasolina em 7,16% e o do diesel em 6%.

LEIA MAIS

Petrobras volta a aumentar o preço da gasolina nas refinarias

(Foto: Heudes Régis/ JC Imagem)

A Petrobras anunciou ONTEM (23) um aumento médio de R$ 0,0396 no preço da gasolina nas suas refinarias, após 18 dias sem reajustes. Com a alta, o preço médio por litro passa a R$ 1,975 – um reajuste de 2,046% em relação ao preço médio anterior de R$ 1,9354.

Pelo preço médio, a gasolina da Petrobras tem seu maior valor desde 30 de outubro de 2018, segundo dados publicados anteriormente pela estatal. Naquela ocasião, o litro do combustível era vendido, em média, por R$ 1,9855.

O reajuste desta terça vai na mesma linha do avanço dos preços da gasolina no mercado internacional. De acordo com a Reuters, a gasolina nos EUA subiu 8,5% de 5 de abril até a segunda-feira, na esteira dos valores do petróleo, que também atingiram seus maiores níveis em quase seis meses.

Com informações do G1

Petrobras sobe preço da gasolina nas refinarias em R$ 0,10

(Foto: Heudes Régis/ JC Imagem)

A Petrobras anunciou, na última quinta-feira (4), um aumento de R$ 0,10 no preço do litro da gasolina nas refinarias. O novo valor começou a ser praticado nesta sexta-feira (5). Segundo a companhia, o litro da gasolina subiu de R$ 1,8326 para R$ 1,9354. O valor do diesel, por enquanto, segue inalterado, em R$ 2,1432.

Os valores refletem o preço praticado para as distribuidoras, sem tributos, e em cima deles são acrescentados diversos impostos e margens de lucro em cada etapa do processo, até chegar ao valor final nas bombas. Este é livre e regido pelas regras do mercado e varia em cada estado, principalmente pela grande diferença de ICMS.

LEIA MAIS

Litro do diesel nas refinarias tem alta a partir de hoje (10)

(Foto: Arquivo)

Enquanto a gasolina sofreu redução no preço do litro nas refinarias, a Petrobrás anunciou nessa quinta-feira (10) uma alta no valor do diesel. O combustível passou de R$ 1,8545 para R$ 19009. Essa é a primeira alta, de acordo com a estatal, desde o dia 1º de janeiro.

Ainda em dezembro a Petrobras anunciou um mecanismo de proteção complementar à política de preços do diesel, assim como já existe para a gasolina. “O objetivo é evitar uma eventual alta volatilidade em períodos curtos de tempo, como a provocada pela passagem de furacões no Golfo do México”, destacou a Petrobras em comunicado.

De acordo com a empresa, o preço do diesel se refere ao produto que é vendido nas refinarias para as distribuidoras. Dessa forma o consumidor final pode sentir no bolso o reajuste. Em Petrolina a postos comercializando diesel na faixa de R$ 3,05.

Com informações da Agência Brasil

Petrobras anuncia corte de 6,% no preço da gasolina nas refinarias

A partir desta quarta-feira (31) o preço médio do litro da gasolina nas refinarias terá redução de 6,2%. De acordo com a estatal, a gasolina tipo A não terá tributos e será comercializada a R$ 1,8623.

No entanto, o diesel não sofreu alteração e ficou estagnado em R$ 2,1228. Há pelo menos duas semanas a Petrobras vem anunciando reduções no preço da gasolina vendida nas refinarias, mas o diesel pouco se alterou.

As mudanças fazem parte da nova política de divulgação de preços da estatal, que também conta com um mecanismo de proteção.

Preço da gasolina tem alta após seis semanas em queda

(Foto: Beto Novaes/EM/D.A Press)

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) divulgou um relatório sobre o preço do combustível no país. De acordo com o órgão, a gasolina nas bombas teve alta após seis semanas consecutivas de queda.

O preço da gasolina subiu 0,13% na semana, custando R$ 4,50 por litro em média. Já o diesel nas bombas teve redução de 0,23% na semana. Desde a greve dos caminhoneiros o valor do diesel foi congelado.

Por outro lado, Petrobras baixou o preço da gasolina nas refinarias em R$ 0,04. A decisão segue a política da empresa, onde são levados em conta o câmbio e o preço do barril de petróleo.

Já o preço do botijão de gás de cozinha ficou praticamente estável, com redução de 0,01% na semana, para a média de R$ 68,68. No ano, há alta acumulada de 1,9%.

Petrobras anuncia novo reajuste da gasolina nas refinarias

(Foto: Arquivo)

A partir de quinta-feira (11) o litro da gasolina nas refinarias ficará mais caro. Isso porque a Petrobras anunciou hoje (11) mais uma reajuste no preço. Amanhã o combustível passará de R$ 2,0369 para R$ 2,0527. Esse valor representa alta de 0,78%.

O diesel não sofreu alteração e continua sendo comercializado por R$ 2,0316, valor que vem sendo mantido desde o dia 1º de junho, após a greve dos caminhoneiros em maio.

No último final de semana já foi contabilizado um outro reajuste na gasolina, que passou a valer no sábado (7). A Petrobras não informou se o novo valor será repassado ao consumidor final.

Alta no preço da gasolina nas refinarias já está em vigor

(Foto: Ilustração)

O reajuste no preço da gasolina em julho já está valendo a partir desse sábado (7). O novo valor foi anunciado pela Petrobras na sexta-feira e será de 1,07% nas refinarias da estatal.

Dessa forma o combustível está custando R$ 2,0249 por litro. No mês a gasolina acumula alta de 3,92%, totalizando oito centavos nas refinarias.

Apesar de não mencionar o consumidor final, espera-se que o reajuste seja sentido no bolso do brasileiro.

Você acredita que a redução dos preços dos combustíveis nas refinarias vai chagar nas bombas?

Eis a questão. Via de regra é assim, a Petrobras anuncia a redução nos preços dos combustíveis, como a que vai acontecer a partir desta terça-feira (26), quando os preços da gasolina e do diesel nas refinarias serão reduzidos em 0,3% e 0,4%, respectivamente, mas dificilmente essa medida vai refletir no bolso do consumidor, ou seja, nas bombas, com raríssimas exceções, os preços permanecerão como se encontram, sem nenhuma redução.

Pior para o petrolinense que já paga pelo combustível mais caro do país, se houver um aumento nas refinarias pesa em nosso bolsa, caso contrário, muitos proprietários de postos fazem vista grossa e deixam tudo como está, mesmo com os preços sofrendo uma pequena redução nas refinarias.

Mistério

Em Petrolina, até o presente momento, não houve força que esclarecesse porque o combustível é mais caro até mesmo que nas capitais. E não é preciso ir muito longe, ao sair da cidade de Petrolina o condutor já consegue abastecer o veiculo por um preço mais um conta. Que mistério é esse que ninguém consegue explicar?

Petrobras reduz preço da gasolina em 3,8% nas refinarias

(Foto: Ilustração)

A Petrobras anunciou hoje (6) a queda do preço da gasolina em 3,8%. Por outro lado, o preço do óleo diesel foi aumentado em 0,7%. A nova política da estatal prevê reajustes quase diários nos combustíveis.

Os reajustes são aplicados na saída das refinarias, ou seja, são calculados sobre o preço do combustível vendido aos distribuidores. O preço no posto de gasolina pode ser reajustado em valores acima ou abaixo desse.

A queda de 3,8% da gasolina ocorreu depois de quatro altas consecutivas, que resultaram num reajuste acumulado de 11,09%, entre 31 de agosto e 5 de setembro. Ontem (5) não houve reajuste. Já o diesel teve a sétima alta de preços consecutiva e acumula aumento de preço de 9,71% desde 29 de agosto.

Fonte Agência Brasil

Alta da gasolina chega a 10% com novo ajuste da Petrobrás

O aumento acontece após o furacão Harvey fechar refinarias nos Estados Unidos. (Foto: Arquivo)

Nesta segunda-feira (4) a Petrobras anunciou um novo reajuste nos preços da gasolina em suas refinarias, que chega a 10% em este mês. Na semana passada a companhia já havia anunciado reajustes de 4,2% e 2,7% para a gasolina.

Dados divulgados pela Agência Nacional de Petróleo (ANP) mostram que o preço médio da gasolina para o consumidor atingiu o maior valor do ano na semana passada – de R$ 3,778 por litro.

A estatal disse em comunicado que o novo reajuste foi decidido por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP), convocado quando há necessidade de reajustar os combustíveis em mais de 7% para cima ou para baixo em um único mês.

O aumento acontece após o furacão Harvey fechar refinarias nos Estados Unidos e levar a uma disparada nos valores de referência do combustível na semana passada.

Com informações do G1

Petrobras aumenta preço do diesel e da gasolina nas refinarias

A estatal não informou quanto o reajuste nas refinarias poderá impactar no preço final ao consumidor

Três dias depois de ter reduzido o preço da gasolina e do diesel nas refinarias, a Petrobras anunciou ontem (3) aumento nos preços dos dois produtos. O diesel subiu 2,7% e a gasolina, 1,8%. Os aumentos valem a partir desta terça-feira (4).

A estatal não informou quanto o reajuste nas refinarias poderá impactar no preço final ao consumidor. Isso porque o preço nas bombas depende de outros integrantes da cadeia de combustíveis, como distribuidoras e postos.

Na última sexta-feira (30), a empresa havia anunciado redução de 4,8% no preço do diesel e de 5,9% no da gasolina nas refinarias. A nova política de preços da companhia prevê aumento da frequência de ajustes, que poderão ocorrer diariamente.

Segundo a estatal, a medida “permitirá maior aderência dos preços do mercado doméstico ao mercado internacional no curto prazo e possibilitará à companhia competir de maneira mais ágil e eficiente”.

Petrobras anuncia aumento de 6% no preço do diesel nas refinarias

Aumento deve refletir nos postos de combustíveis/Foto: Internet

A Petrobras anunciou na noite de ontem (5) um aumento de 6,1% no preço do diesel nas refinarias. O novo valor vale a partir de amanhã (6). Segundo a estatal, não haverá reflexos no preço da gasolina.

De acordo com a estatal, se o reajuste for integralmente repassado e não houver alterações nas demais parcelas que compõem o preço ao consumidor final, o diesel pode subir 3,8% ou cerca de R$ 0,12 por litro, em média, nas bombas.

No entanto, de acordo com a Petrobras, o impacto no preço depende de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis, especialmente distribuidoras e postos revendedores.

Causas

Em nota, a estatal diz que o reajuste se deve à elevação dos preços do petróleo nos mercados internacionais, à valorização do real desde a última revisão de preços e a ajustes na competitividade da empresa no mercado interno de gasolina e diesel.

“As revisões anunciadas hoje refletem também movimentos sazonais nas cotações globais dos derivados, com os preços do diesel respondendo a uma maior demanda em função de inverno no Hemisfério Norte. A Petrobras reafirma sua política de revisão de preços pelos menos uma vez a cada 30 dias, o que lhe dá a flexibilidade necessária para lidar com variáveis com alta volatilidade”, informou a companhia.