Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Presidente do Petrolina, Ronaldo Silva comenta saída de Pedro Manta e cobra apoio para campanha de 2019

Vereador relatou dificuldades na temporada (Foto: Blog Waldiney Passos)

O Petrolina Social Futebol Clube foi campeão do Campeonato Pernambucano da Série A2 de forma invicta. No domingo (4) a Fera venceu o Centro Limoeirense por 3×0 e voltou à elite do futebol estadual, motivo de celebração na Câmara de Vereadores de Petrolina, da qual o presidente do clube é membro.

Ronaldo Silva (PSDB) havia prometido levar o título da competição à Casa Plínio Amorim caso fosse campeão e ontem (6) subiu à Tribuna Livre para agradecer ao apoio de quem acreditou no projeto de 2018. “Quero agradecer ao prefeito Miguel Coelho, aos meus patrocinadores, a cada um de vocês colegas de Casa pelo incentivo, pelas palavras. Quero agradecer em especialmente à minha Torcida Jovem do Petrolina”, discursou o edil.

LEIA TAMBÉM:

Pedro Manta confirma saída do Petrolina após título e acesso à elite estadual

De volta à Série A1, Ronaldo pediu apoio dos colegas de Câmara para aprovar no orçamento emendas destinando verbas aos Petrolina. “Que a gente possa colocar uma emenda para o esporte, não só para o Petrolina, mas para o 1º de Maio que a volte a disputar a Primeira Divisão porque não é fácil”, desabafou o presidente da Fera Sertaneja.

Ao fim de sua fala na Tribuna Livre, Ronaldo Silva conversou com a nossa equipe e comentou a saída de Pedro Manta que voltará ao Afogados da Ingazeira. “Pedro Manta eu já sabia, ele já veio com o intuito de fazer esse trabalho e a gente deu as condições necessárias para ele fazer o trabalho dele. Agora vamos procurar outro [treinador], alguns [atletas] vão ficar e outros vão sair”, antecipou.

Sobre a questão salarial, Ronaldo afirmou que existe uma pendência salarial. “Estamos devendo de outubro, venceu ontem (5), vamos acertar durante essa semana até para os próprios jogadores de fora possam tirar as férias deles”, disse o presidente.

Morre Antônio Sertão, pai do vereador Ronaldo Silva, sepultamento será em Petrolândia

Faleceu na noite desta quinta-feira (25) o senhor Antônio Sertão da Silva, 95 anos, pai do vereador de Petrolina Ronaldo Silva. Ele estava internado no Hospital Dom Tomás onde faleceu por volta das 22h.

Autêntico sertanejo, Antônio Sertão criou seus 16 filhos (14 homens e 2 mulheres) com muito esforço, dando a todos carinho e educação para se tornarem bons cidadãos.

De acordo com a família o sepultamento vai ser realizado às 17h, no cemitério São Francisco na cidade de Petrolândia (PE).

Presidente do Petrolina, Ronaldo Silva pede apoio da cidade na final da Série A2: “A bandeira hoje é o Petrolina Social Futebol Clube”

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Presidente do Petrolina Social Futebol Clube, o vereador Ronaldo Silva (PSDB) fez na sessão dessa quinta-feira (18) um discurso no tom de agradecimento e desabafo sobre as dificuldades enfrentadas pela sua equipe na campanha do Campeonato Pernambucano da Série A2. Na tarde de ontem (17) a Fera Sertaneja buscou o empate em 1×1 contra o Decisão, fora de casa e garantiu uma vaga na final da competição.

LEIA TAMBÉM:

Petrolina empata e vai à final da série A2 do Pernambucano

Falando sobre os obstáculos enfrentados desde que assumiu a presidência da equipe nesse ano, o vereador criticou a falta de apoio para fazer futebol na cidade. Ao mesmo tempo que citou as batalhas dentro e fora de campo, Ronaldo também parabenizou e agradeceu a quem confiou no potencial da Fera Sertaneja.

“Quero agradecer aos patrocinadores: Unimed, a Seiva do Vale, a Quartzoliga e a Prefeitura Municipal. Eu tenho certeza deste jogo de ontem na pressão que nós recebemos lá, e estamos levando o Petrolina para disputar a final do Pernambucano. Quero ser campeão, como em 2012  que fui campeão quase invicto. Depois de muitos anos o Campeonato não tem um invicto como o Petrolina. Quero agradecer aos meus atletas e nossa condição técnica”, afirmou Ronaldo.

LEIA MAIS

“Odacy Amorim não tem moral nenhuma de me mandar lavar a boca”, disse Ronaldo Silva ao responder críticas do deputado

Na manhã de terça-feira (09), durante entrevista ao programa “Super Manhã”, com Waldiney Passos, na Rádio Jornal, o vereador Ronaldo Silva (PSDB) anunciou o apoio do seu partido ao candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) e atacou o Partido dos Trabalhadores (PT), classificando-o como “partido de ladrão”.

No mesmo dia, o Deputado Odacy Amorim (PT) estava nos estúdios da Rádio Jornal e aproveitou o espaço para responder o ataque do vereador Ronaldo Silva. “Quer dizer que eu sou um ladrão? Quer dizer que o eleitor que vota em Lula, Dilma e que votaram em Haddad são ladrões. Lave a boca e respeite o nosso campo, respeite o nosso eleitorado”, exclamou.

Em entrevista à Rádio Jornal, nesta quarta-feira (10), o vereador Ronaldo Silva respondeu às críticas do deputado Odacy Amorim. Segundo ele, o parlamentar, representante do Partido dos Trabalhadores, não tem moral nenhuma para pedir respeito ao PT. “É direito do deputado Odacy Amorim falar o que ele quiser nos microfones, mas Odacy Amorim não tem moral nenhuma de me mandar lavar a boca. Se fosse outro membro do PT que a gente conhece, eu poderia até aceitar”.

LEIA TAMBÉM

Ronaldo Silva declara apoio do PSDB de Petrolina a Jair Bolsonaro e classifica PT como “partido de ladrão”

“Lave a boca e respeite o nosso eleitorado”, diz Odacy em resposta a ataques de Ronaldo Silva ao PT

“Quem é Odacy Amorim? Que reponde processo por improbidade administrativa dos recursos do Dom Avelar. Quem tem que lavar a boca e colocar a barba de molho é o senhor. E quando o senhor diz que o povo vai me dar o troco, vamos pra frente por que o povo já deu o troco ao senhor agora”, completou.

Ainda sobre o apoio a Bolsonaro, Ronaldo Silva reafirmou a sua escolha e voltou a atacar o PT. “Para escolher Jair Bolsonaro, entre um doido e uma ladrão, eu prefiro um doido, por que o Partido dos Trabalhadores é uma facção criminosa”.

“Lave a boca e respeite o nosso eleitorado”, diz Odacy em resposta a ataques de Ronaldo Silva ao PT

Odacy Amorim responde críticas de Ronaldo Silva ao PT.

O deputado estadual Odacy Amorim (PT), respondeu o vereador de Petrolina Ronaldo Silva (PSDB), que – ao anunciar seu apoio e do partido ao candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) – atacou o Partido dos Trabalhadores afirmando que era “partido de ladrão”.

A reposta veio durante entrevista ao programa “Super Manhã”, com Waldiney Passos, na Rádio Jornal. Na oportunidade, Odacy lamentou o fato de um parlamentar estimular esse tipo de prática e pediu para que o vereador respeitasse o eleitorado do PT.

“Eu ouvi o vereador falar e acho lamentável estimular este tipo de prática que disse que o esse era um partido de ladrão. Quer dizer que eu sou um ladrão? Quer dizer que o eleitor que vota em Lula, Dilma e que votaram em Haddad são ladrões. Lave a boca e respeite o nosso campo, respeite o nosso eleitorado”.

LEIA TAMBÉM

Ronaldo Silva declara apoio do PSDB de Petrolina a Jair Bolsonaro e classifica PT como “partido de ladrão”

Odacy afirmou ainda que Ronaldo deverá responder nas urnas, quando houver uma nova eleição para vereador na cidade. “Esse vereador ele vai responder daqui a dois anos nas urnas. Então ele se prepare porque o povo começa a olhar para ele como um inimigo do bem. Nessa história de em nome da família atacar as pessoas, nós já estamos no segundo caso de violência de eleitores do Bolsonaro que agridem e até mataram um cidadão em Salvador”.

O deputado afirmou que nenhum eleitor, independente do partido, pode ser chamado de bandido e afirmou que o PT trabalhou muito pelas famílias no país. “Está cheio de cidadão votando em Bolsonaro, eu não posso chegar aqui e dizer que o povo de Bolsonaro é tudo bandido. De jeito algum! Tem muita gente sincera defendendo a causa de Bolsonaro. Ele nos discursos agrada muita gente. Mas vamos parar com isso, porque quem mais fez pelas famílias brasileiras foi o PT”.

Ronaldo Silva declara apoio do PSDB de Petrolina a Jair Bolsonaro e classifica PT como “partido de ladrão”

Ronaldo Silva criou polêmica durante uso da tribuna na Casa Legislativa. (Foto: Blog waldiney Passos)

Na manhã desta terça-feira (09), durante entrevista ao programa “Super Manhã”, com Waldiney Passos, na Rádio Jornal, o vereador Ronaldo Silva (PSDB) anunciou o apoio do seu partido ao candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) e voltou a atacar o Partido dos Trabalhadores (PT).

Segundo Ronaldo, a decisão pelo apoio ao candidato do PSL foi tomada para que se possa acabar com o que o parlamentar classificou de “facção de criminosos que invadiu o nosso país, que é esse partido de ladrão”.

O vereador afirmou ainda que o candidato “vem para defender o bem da família”, já que, de acordo com o edil, “esse partido [PT] só procura acabar com a família brasileira”.

Ronaldo Silva cobra revogação de lei que doa terreno ao Hospital Memorial

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Os vereadores de Petrolina retomaram os trabalhos na Casa Plínio Amorim na sessão dessa terça-feira (9). Sem projetos em pauta e com algumas Indicações em discussão, o Requerimento de Ronaldo Silva (PSDB) foi destaque hoje.

O Requerimento nº 198/2018 solicita ao prefeito Miguel Coelho a Hospital Memorial de Petrolina, onde hoje existe um estacionamento. Segundo Ronaldo, é necessário agir como se agiu em relação ao terreno do call center.

“Fizeram foi estacionamento no terreno doado pela prefeitura”, disse o vereador e afirmou que na “semana passada foi revogado um projeto do terreno do call center” ao justificar sua cobrança. Ronaldo Silva terminou sua fala pedindo que o prefeito “revogue essa lei e esse patrimônio volte ao pode público”.

LEIA MAIS

Desocupação de imóveis em terra indígena é alvo de críticas na Câmara de Vereadores de Petrolina

Moradores ocupavam terras indígenas (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Na quinta-feira (13) a Polícia Federal realizou a Operação Pankararu, desocupando terras indígenas ocupadas por não indígenas no município de Petrolândia. Apesar de a PF ter classificado a ação como pacífica, moradores relataram agressões e o caso repercutiu no estado.

O vereador de Petrolina, Ronaldo Silva (PSDB) que tem raízes na região usou a Tribuna Livre para condenar a ação. “Eu não poderia me calar diante da injustiça que está acontecendo na nossa região. A Polícia Federal e a Polícia Militar estão retirando famílias que moram lá há anos. O povo está pedindo socorro”, disse.

Ronaldo citou a utilização de spray de pimenta e balas de borracha contra crianças e mulheres, classificando a ação como absurda. Segundo a PF, 100 homens foram utilizados na ação e a ação foi autorizada pela Justiça de Serra Talhada.

Requerimento pede esclarecimento sobre novas taxas cobradas por cartórios de Petrolina

Ronaldo Silva é autor do pedido e criticou cartórios (Foto: Blog Waldiney Passos)

A atualização na tabela dos serviços prestados pelos cartórios de Petrolina gerou críticas dos usuários e chegou até a Câmara de Vereadores nessa terça-feira (11). Ronaldo Silva (PSDB) apresentou o Requerimento nº 186/2018 convocando o responsável pelo Cartório 2º Ofício para esclarecer as mudanças em seu funcionamento.

Na justificativa do seu Requerimento o vereador alega que “houve insatisfação da população que se sente prejudicada, principalmente no âmbito financeiro”, já que muitos estão sendo obrigados a pagar em duplicidade por Títulos, Registros Públicos e demais documentos.

“A gente convoca os representantes dos cartórios na nossa cidade, inclusive cartório de ofícios. O povo pensa que o cidadão está achando dinheiro no chão. Você procura registro de 30 anos e não acha mais, tudo isso que eles estão fazendo é questão de dinheiro. Não é justo o que está acontecendo na nossa cidade“, afirmou Ronaldo.

Assim como as demais Indicações e Requerimentos – com exceção da cobrança de Gabriel Menezes (PSL), a solicitação de Ronaldo Silva foi aprovada por 15 votos a zero. Ainda não se sabe quando será feita a convocação do representante do cartório.

Sessão solene concede Título de Cidadão Petrolinense e Medalha de Honra a médico infectologista

(Foto: Blog Waldiney Passos)

O Plenário da Casa Plínio Amorim realiza na noite dessa sexta-feira (31) uma sessão solene para entrega do Título de Cidadão Petrolinense e Medalha de Honra ao Mérito Dom Malan ao médico infectologista Luiz Gustavo Mendes.

As homenagens são de autoria do vereador Ronaldo Silva (PSDB), através dos Decretos Legislativos nº 562/2017 e 564/2017. A sessão está marcada para 19h30, aberta ao público. “É um dos médicos da nossa cidade que têm relevante serviço prestado em Petrolina”, disse o vereador na sessão de quinta-feira (30).

Ronaldo Silva cobra de Cícero Freire e Gilberto Melo posicionamento junto ao PR para elucidação do homicídio de Klebyio Bezerra

Presidente municipal do PR foi assassinado há um ano (Foto: Reprodução/Internet)

A sessão dessa quinta-feira (30) foi encerrada antes de completar 1h30 de duração, com todas as Indicações e Requerimentos aprovados pelos edis presentes. Sem outras matérias para discussão, os vereadores candidatos a deputado estadual utilizaram a Tribuna Livre para apresentar suas propostas.

Um deles foi Cícero Freire (PR), que explicou os motivos para disputar as eleições de outubro. Logo em seguida, Ronaldo Silva (PSDB) cobrou do colega de bancada uma postura mais firme no sentido de elucidar a morte de Klebyo Luciano Bezerra Vieira.

LEIA TAMBÉM: 

Delegado revela detalhes sobre a investigação da morte de Klébyo Bezerra em Petrolina

Klebyo tinha 38 anos, era presidente do PR em Petrolina e foi morto a tiros no dia 12 de agosto de 2017 quando seu carro foi abordado na BR-407, sentido Aeroporto. Até hoje o crime não foi resolvido e Ronaldo chamou atenção do colega.

LEIA MAIS

Votação do projeto que regulamenta transporte via aplicativo divide opinião dos vereadores

Ronaldo Silva, relator da matéria questionou alguns pontos do projeto (Foto: Blog Waldiney Passos)

O modo como o Projeto de Lei do Executivo nº 40/2018 foi colocado em votação na sessão dessa terça-feira (28) gerou discussão entre Gabriel Menezes (PSL) e Osório Siqueira (PSB). Isso porque Osório, presidente da Câmara de Vereadores quis votar a matéria antes das emendas, mas Gabriel discordou.

“Sugiro que possamos discutir as emendas para depois discutir o projeto” disse o oposicionista. Osório discordou e rebateu que “será votado primeiro o projeto para depois analisar as emendas”, as quais são no total 19. A matéria trata da regulamentação de transporte via aplicativos, em especial, o Uber.

Ronaldo Silva (PSDB), relator do projeto falou após os dois colegas e esclareceu alguns pontos da matéria, citando a lei federal que determina a cada município a responsabilidade de regularizar esse tipo de transporte.

LEIA MAIS

Bate-boca sobre PT e Lula marca encerramento da sessão de quinta (23) na Casa Plínio Amorim

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Uma pequena confusão encerrou a sessão de quinta-feira (23) na Câmara de Vereadores de Petrolina. Tudo começou com o debate sobre o Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), matéria enviada pelo prefeito Miguel Coelho cujo tema era a alienação por doação de área pública.

Para os membros da oposição, em especial Gilmar Santos (PT) a matéria mostra uma contradição entre do grupo dos Coelho, ao tratar de uma iniciativa que fez sucesso no governo do PT (Minha Casa, Minha Vida). Outro a destacar o sucesso do programa foi Horácio Freire (PMN).

Mas foi com Ronaldo Silva (PSDB) que o clima esquentou. O edil, crítico ferrenho do PT, chamou o Partido dos Trabalhadores de copiador de projetos e voltou a destacar os casos de corrupção envolvendo a sigla. “O Bolsa Família foi copiado pelo PT. Falando de ladrão, o PT não tem moral para falar de ladrão, o maior ladrão é Lula. Qual é a moral que esse partido tem pra falar de ladrão, de falar de Michel Temer?”, questionou.

LEIA MAIS

Projetos de Lei do Executivo são aprovados por unanimidade, mas oposição não poupa críticas

Três matérias foram colocadas em votação na sessão de ontem (23) (Foto: Blog Waldiney Passos)

Diferentemente das outras votações, as propostas do Poder Executivo colocadas em votação na quinta-feira (23) em Petrolina foram aprovadas por 16×0. Apesar de discordarem, os vereadores da oposição votaram a favor das propostas nº 055/2018 e nº 054/2018.

Os projetos autorizavam o prefeito a alienar por doação, área pública a favor do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR) e instituíam o bônus FliSertão aos professores municipais. Membro da situação, Ronaldo Souza (PTB) defendeu as matérias, em especial a de doação.

“O prefeito Miguel Coelho manda um Projeto de Lei para construção de núcleo habitacional para pessoas de baixa renda, sem pagar financiamento da Caixa. Quero parabenizar o prefeito por com seus olhos, enxergar as pessoas simples”, disse antes da votação.

LEIA MAIS

Ronaldo Silva rebate críticas de servidores por adiamento na votação de projeto

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Durante sua fala na justificativa de sua ausência na sessão de quinta-feira (9), o vereador Ronaldo Silva (PSDB) rebateu as críticas de alguns servidores que não entenderam o adiamento da votação do Projeto de Lei nº 053/2018, responsável por modificar a nomenclatura de algumas funções do quadro de servidores.

Ronaldo precisou viajar para Recife e por ser o relator da matéria, não pôde dar sua decisão fora da cidade. Hoje, ele foi enfático e criticou quem falou inverdades sobre ele. “Eu não estou aqui para agradar ninguém, estou aqui para fazer o certo. Sou presidente de uma comissão de Justiça e Finanças”, disse.

LEIA TAMBÉM:

Projetos de Lei do Executivo que cria cargos de Assistente Técnico e reestrutura Conselho Municipal de Defesa do Consumidor são aprovados por unanimidade

Ao final de sua fala, ele revelou aprovar a matéria e disse não estar fazendo isso por pressão dos servidores. “Vou votar a favor, não por pressão de ninguém. Eu estou sabendo o que estou votando”, enfatizou.

O PL foi aprovado por 22 votos a zero, dessa forma alguns cargos extintos ganham nova denominação, garantindo direitos previstos no Planos de Cargos e Carreiras dos servidores municipais, entre eles auxiliares de serviços gerais e merendeiras.

1234