Juazeiro: secretaria de Saúde da Bahia afirma que funcionamento do Hospital Regional “encontra-se normal”

(Foto: ASCOM)

Os funcionários terceirizados do Hospital Regional de Juazeiro (BA) cobram o pagamento dos salários em atraso – maio e junho. Ontem (4), inclusive, os médicos chegaram a paralisar as atividades cobrando seus direitos. Nossa produção procurou o Governo da Bahia, que atendeu a nossa demanda nessa sexta-feira (5).

LEIA TAMBÉM:

Sem receber há dois meses, funcionários do Hospital Regional cobram pagamento dos salários

Através de nota a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) alega fazer repasses ao Hospital e inclusive, efetuou um pagamento ontem. “A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia realiza pagamentos regulares e consecutivos a Associação de Proteção à maternidade e infância de Castro Alves (APMICA), entidade responsável pela gestão do Hospital Regional de Juazeiro, inclusive, com um pagamento realizado nesta quinta-feira (4/7), no valor de R$ 3,699 milhões”, diz a nota.

De acordo com a Sesab “o funcionamento da unidade encontra-se normal, sem quaisquer indicativos de paralisação. Acrescentamos ainda que a organização social é a responsável pela gestão dos recursos humanos, medicamentos e material médico-hospitalar”. A Direção do HRJ ainda não se pronunciou.

Casa Nova: secretaria de Saúde destaca ações de combate ao mosquito Aedes aegypti

Alerta inclui outras doenças transmitidas pelo Aedes (Foto: AFP Photo)

Assim como Juazeiro, Casa Nova é outro município do interior listado pela secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) sobre as notificações de casos de dengue em janeiro. De acordo com a pasta, no primeiro mês de 2019 foram notificados dois casos da doença, no entanto, segundo o município, as ações já estão sendo tomadas.

Procurada pela produção do Blog Waldiney Passos, a secretara de Saúde de Casa Nova informou que as equipes de Agente de Combate a Endemias realizam constantemente “visitas domiciliares, tratamento focal dos imóveis inspecionados, trabalhos educativos e eliminação de focos” do mosquito Aedes aegypti, caso sejam encontrados, com o recolhimento de materiais e também utilizando o fumacê.

LEIA TAMBÉM:

Juazeiro: dos três casos de dengue notificados, dois continuam em análise

Governo da Bahia emite alerta a municípios sobre casos de dengue

As ações englobam tanto a sede, quanto os distritos de Pau a Pique e em Bem Bom. Contudo, a pasta não soube informar se os dois casos notificados no começo do ano já foram descartados ou foram confirmados. Em relação aos dados de 2018, nos quatro Levantamentos de Índice Rápido (LIRAa), houve “índice de positividade considerável nos três primeiros”, destacou a Prefeitura.

LEIA MAIS

Juazeiro: dos três casos de dengue notificados, dois continuam em análise

(Foto: Salmo Duarte/Agencia RBS)

As notificações de casos de dengue na Bahia preocupam o Governo do Estado, tanto que na última semana a secretaria de Saúde (Sesab) emitiu um alerta a 55 municípios para que intensifiquem o trabalho de combate ao mosquito Aedes aegypti e capacitem as equipes de saúde básica.

No interior do Estado, Casa Nova, Campo Alegra de Lourdes, Curaçá, Jacobina, Juazeiro e Remanso são alguns dos municípios listados pela Sesab. O Blog Waldiney Passos entrou em contato com todos as prefeituras mencionadas, em busca de informações sobre o combate ao mosquito da dengue e somente a de Juazeiro nos retornou.

LEIA TAMBÉM:

Governo da Bahia emite alerta a municípios sobre casos de dengue

De acordo com a secretaria Municipal de Saúde (SESAU), os trabalhos de combate ao mosquito da dengue acontecem diariamente, com visita domiciliar, orientações aos moradores. “O trabalho também é de equipar os Agentes de Combates as Endemias para que o combate aos focos seja feio com mais precisão”, disse a pasta através de nota.

LEIA MAIS

Governo da Bahia emite alerta a municípios sobre casos de dengue

Alerta inclui outras doenças transmitidas pelo Aedes (Foto: AFP Photo)

Somente nos primeiros 18 dias de janeiro a Bahia registrou 400 casos de dengue, 94% a mais do que o mesmo período de 2018 (204). Os números fizeram a secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) emitir alerta a 55 municípios, entre eles Casa Nova, Curaçá e Juazeiro, cidades próximas a Petrolina.

Na quinta-feira (24) a Sesab emitiu um comunicado alertando aos municípios sobre como proceder nos casos de arbovirores – incluindo a Zika e Chikungunya. As gestões deverão “mobilizar equipes para medidas de prevenção”, “fortalecer e alinhar a comunicação entre as equipes de atenção à saúde, vigilância epidemiológica e controle vetorial” e “monitorar semanalmente os casos”.

Capacitação dos profissionais

Ainda segundo a nota emitida pelo Governo da Bahia, os profissionais da saúde deverão ser capacitados, para aperfeiçoar o diagnóstico das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Aqui na região, além de Casa Nova, Curaçá e Juazeiro outros municípios estão na lista de alerta: Campo Alegre de Lourdes, Jacobina e Remanso.

Ações

Nossa produção procurou as prefeituras mencionadas e estamos aguardando informações sobre o plano de combate ao Aedes que cada gestão adotará. Contudo, não conseguimos estabelecer contato com as Prefeitura de Curaçá, Jacobina e Remanso.

LEIA MAIS

Bahia: 10 vítimas de acidente na Chapada Diamantina têm alta

(Foto: Nilson Fontes)

10 dos 26 pacientes internados após o acidente envolvendo uma carreta, um micro-ônibus e dois carros de passeio na cidade de Seabra, região da Chapada Diamantina (BA) receberam alta na sexta-feira (4). A informação foi divulgada pela secretaria de Saúde do Estado da Bahia, através de um boletim liberado no final da tarde.

LEIA TAMBÉM:

Vítimas de acidente em Seabra são identificadas, polícia finalizou perícia no local do acidente

Prefeitura oferece apoio à família e vítimas juazeirenses do acidente em Seabra

Servidora do município de Juazeiro é uma das vítimas do trágico acidente em Seabra

Bahia: acidente deixa seis mortos próximo a Seabra; micro-ônibus seguia para Senhor do Bonfim

As vítimas estavam internadas no Hospital Regional da Chapada, onde outros 10 pacientes permanecem internados. Segundo a Sesab, cinco feridos foram transferidos para Salvador, entre eles uma criança que está em estado grave. A 26ª vítima está em Feira de Santana.

O estado de saúde desses pacientes não foi informado pela Sesab. Além dos 26 feridos, seis pessoas da mesma família morreram no acidente. Uma das vítimas fatais era servidora municipal em Juazeiro. A colisão da carreta com o micro-ônibus aconteceu na manhã de quinta-feira (3), na BR-242.

Com informações de A Tarde

Prefeito de Juazeiro se reúne com Secretário da SESAB e solicita apoio à UPA, Maternidade e Hospital Regional

(Foto: ASCOM)

O prefeito Paulo Bomfim, acompanhado da secretária Fabíola Ribeiro, dos deputados estaduais Roberto Carlos e Eduardo Sales, se reuniu com o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Villas Boas, quando solicitaram mais apoio à UPA e Maternidade Municipal, além de reforçar os serviços do Hospital Regional e evitar paralisações de servidores por conta de repasses. Este encontro foi um encaminhamento de pedido feito ao Governador Rui Costa

Durante ao encontro, o prefeito reiterou a importância de manter a UPA e a maternidade. “Estamos integrados a uma rede de saúde – a Rede PEBA, que envolve 53 municípios. Nossas unidades hospitalares atendem aos moradores de Juazeiro e de todos estes municípios, sendo a maioria da Bahia. E a demanda só aumenta. Precisamos do Governo do Estado para também nos ajudar. O Governador Rui Costa tem esta compreensão e só temos a agradecer por firmarmos mais esta parceria para melhorar os serviços de saúde e a vida das pessoas de Juazeiro e Região”, declara Paulo Bomfim.

Na presença dos deputados e Fábio Vilas Boas, prefeito e secretária apontaram situações diante das paralisações de servidores do Hospital Regional, sob gestão do Estado da Bahia, como superlotação na UPA e no Hospital de Trauma, bem como no Tratamento Fora de Domicílio, gerando alto custo ao município de Juazeiro.

“Precisamos otimizar os nossos serviços de Alta Complexidade e urgência e emergência, mas também temos que investir na Atenção Básica, nas Unidades Básicas de Saúde, de estar mais perto da comunidade. Acredito que temos um caminho próspero pela frente, agora é cada um cumprir seus planejamentos, metas e compromissos e com certeza os serviços de saúde serão ainda melhor para a população de Juazeiro e região”, assegura Fabíola Ribeiro.

O secretário da Saúde da Bahia Fábio Villas Boas garantiu que não haverá mais paralisação por falta de repasses. Também ressaltou que o Estado da Bahia é parceiro de Juazeiro e Região e que está empenhado na melhoria dos serviços de saúde pública, uma das prioridades do governador Rui Costa.