Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Após denúncia da FEAMUPE, cartório afirma não haver demora na emissão de documentos

Administração do Cartório emitiu nota sobre matéria do Blog (Foto: Reprodução/Google Maps)

No começo da semana o Blog mostrou a denúncia da presidente da Federação das Associações do Municipio de Petrolina (FEAMUPE), Socorro Neto em relação ao serviço prestado nos cartórios da cidade. A queixa de Socorro era voltada ao Cartório do 1º Registro de Imóveis, situado na Avenida Fernando Góes.

Nessa quinta-feira (31) uma representante do cartório emitiu uma nota e se disse “surpresa” pelo teor da denúncia da FEAMUPE. Segundo Ynara Ramalho Dantas Mota, titular da 1ª Serventia Registral de Petrolina, na manhã de terça-feira (29) a secretária da Federação se reuniu com a administração do Cartório.

LEIA TAMBÉM:

Presidente da FEAMUPE critica serviço de cartório em Petrolina e cobra providências do poder público

Segundo a titular do cartório, na reunião Gabriela Sousa negou as acusações feitas ao Blog Waldiney Passos e a Rádio Jornal de Petrolina sobre “arrumadinhos” para agilizar a emissão de documentos. Sobre a queixa na demora de emitir os documentos da FEAMUPE a nota esclarece que uma “única ata [foi] apresentada desde assunção de titularidade dessa oficiala, foi registrada em apenas quatro dias, no mês de maio de 2018”, esclarece.

LEIA MAIS

Presidente da FEAMUPE critica serviço de cartório em Petrolina e cobra providências do poder público

Representantes da FEAMUPE cobram atitude do poder público (Foto: Blog Waldiney Passos)

A redação do Blog Waldiney Passos recebeu na manhã dessa segunda-feira (28) a visita da presidente da Federação das Associações do Município de Petrolina (FEAMUPE), Socorro Neto e da secretária, Gabriela Sousa que apresentaram uma denúncia sobre o serviço prestado nos cartórios da cidade.

“Há quase um ano nós estamos com várias atas no cartório e essas atas não estão sendo atendidas como deveriam ser. A secretária vai lá, eu também já fui. Todas as vezes que a secretária vai ao cartório, eles dizem que precisam de mais documentos e ela chega com um check-list. No check-list não tem nenhuma logomarca, é uma folha digitada. Chegaram até a dizer que ela estava levando esses papéis por conta própria”, afirmou Socorro.

Segundo a presidente da FEAMUPE, o atendimento prestado pelo Cartório 1º Ofício é burocrático e não possibilita o andamento dos trabalhos da federação. Consequentemente prejudicando as associações. De acordo com a secretária, nas suas idas ao estabelecimento nem acesso aos valores atualizados dos documentos ela está tendo. “Eles nem estão mais fazendo boleto, toda vez acrescentam mais documentos [no check-list]”, disse.

LEIA MAIS

Comunitária presta queixa contra a Ordem Pública por invadir prédio da associação de moradores do Pedra Linda

ILMA 02

A comunitária presidente Linda, Ilma Ferreira Silva, informou a nossa reportagem que a secretaria de Ordem Pública cumpriu a notificação e invadiu o prédio sede da Associação de Moradores do Bairro Pedra na manhã desta quinta-feira (03) recolhendo freezer, geladeira, cadeiras, mesas, os livros dos alunos da aula de reforço e impedindo o acesso aos banheiros dos motoristas e cobradores das empresas de ônibus que fazem linha naquele bairro.

Indignada com a postura da Ordem Pública Ilma Ferreira registrou um boletim de ocorrência na delegacia da polícia civil do Ouro Preto e procurou a justiça para como está o tramite do processo que analise a legitimidade da eleição da referida associação.

O OUTRO LADO

Socorro e DomingosNa manhã desta quinta-feira (03) em entrevista ao programa Bom Dia Vale da Rádio Jornal, a presidente da Federação das Associações de Petrolina (FEAMUP), Socorro Neto, acompanhada do presidente do Conselho Comunitário, Domingos Libório, informou não ter nada haver com a notificação da Ordem Pública e que o prédio em questão não será revertido para a federação.

Domingos afirmou que Ilma Ferreira não representa mais a comunidade, pois quem está legitimado para responder pelo bairro é o Conselho Comunitário que preside. “O mandato dela terminou no dia 5 de dezembro de 2013”, pontuou.