Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Taxa de desemprego é de 12,4% em fevereiro

(Foto: Internet)

A taxa de desemprego no Brasil ficou em 12,4% no trimestre encerrado em fevereiro deste ano. O dado foi obtido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) – Contínua, divulgada nessa sexta-feira (29).

O percentual é maior que o do trimestre anterior – encerrado em novembro de 2018 -, que havia sido de 11,6%, mas menor que o resultado do trimestre encerrado em fevereiro do ano passado (12,6%). (Com informações da Folha de Pernambuco).

Taxa de desemprego recua para 11,6% no trimestre encerrado em novembro

(Foto: Internet)

A taxa de desemprego no país ficou em 11,6% no trimestre encerrado em novembro deste ano. O índice é inferior aos 12,1% registrados no trimestre encerrado em agosto e aos 12% de novembro do ano passado. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o levantamento, a população desocupada ficou em 12,2 milhões em novembro, 3,9% a menos (501 mil pessoas) que agosto e 2,9% abaixo (menos 364 mil pessoas) de novembro do ano passado.

A população ocupada, de 93,2 milhões, é a maior da série histórica, iniciada em 2012. O número de pessoas empregadas é 1,2% maior (mais 1,1 milhão de pessoas) que agosto e 1,3% maior (mais 1,2 milhão de pessoas) que novembro do ano passado.

LEIA MAIS

Taxa de desemprego cai para 11,7% em outubro, diz IBGE

(Foto: Internet)

Segundo informações divulgadas hoje (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desocupação no Brasil fechou o trimestre móvel no mês de outubro em 11,7%, caindo 0,6 ponto percentual em relação ao trimestre anterior (maio/julho), quando a taxa foi 12,3% – confirmando que o desemprego continua em queda no país. Os dados fazem parte da pesquisa nacional por amostra de domicílio – Pnad Contínua.

Ainda assim, o país fechou o trimestre móvel encerrado em outubro com uma população de 12,4 milhões de pessoas desempregadas, número que, no entanto, registra 4% inferior ao do trimestre encerrado em julho – menos 517 mil pessoas sem emprego.

LEIA MAIS

Desemprego cai para 11,9% no terceiro trimestre, aponta IBGE

(Foto: Internet)

A taxa de desemprego no Brasil ficou em 11,9% no trimestre encerrado em setembro, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados na manhã desta terça-feira, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com isso, o número de brasileiros sem ocupação baixou para 12,5 milhões, uma queda de 3,7% (menos 474 mil pessoas desempregadas).

O resultado veio igual à mediana das estimativas do mercado financeiro, captadas pelo Projeções Broadcast, dentro do intervalo das expectativas, que ia de 11,7% e 12,3%. Em igual período de 2017, a taxa de desemprego medida pela Pnad Contínua estava em 12,4%. No trimestre encerrado em agosto, o resultado ficou em 12,1%. No trimestre encerrado em junho, a taxa era de 12,4%.

A renda média real do trabalhador foi de R$ 2.222 no trimestre terminado em setembro. O resultado representa alta 0,6% em relação ao mesmo período do ano passado. A massa de renda real habitual paga aos ocupados somou R$ R$ 200,7 bilhões no trimestre encerrado em setembro, alta de 2,2% ante igual período do ano anterior.