TJPE julga responsabilidade de planos de saúde com despesas de tratamento de pessoas com autismo

(Foto: Ilustração)

Foi aberto um processo para julgar se os planos de saúde são responsáveis ou não, pelas despesas com tratamentos multidisciplinares de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A Seção Cível do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), julgou o caso no último dia 28.

No TJPE, o relator do caso é o desembargador José Fernandes de Lemos, o objetivo é definir se os planos tem que pagar tratamentos como a psicopedagogia, musicoterapia e hidroterapia, alternativas de tratamentos.

LEIA MAIS

Medicamento para tratar AME começa a ser distribuído em novembro

(Foto: Internet)

Começa a ser distribuído na semana que vem para as secretarias estaduais de Saúde o fármaco Nusinersen (Spinraza) para o tratamento destinado a pacientes com atrofia muscular espinhal (AME). O medicamento chega nesta quarta-feira (30) ao Brasil, vindo da Alemanha.

O anúncio foi feito hoje (30) pelo secretário de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde, Denizar Vianna, em audiência pública da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados.

Segundo a pasta, para ter acesso ao Spinraza, os pais ou responsáveis pelo paciente com diagnóstico de AME tipo 1 devem ir até uma farmácia de alto custo, que encaminhará o paciente para atendimento em um Serviço de Referência apto a realizar o procedimento. Atualmente, existem 57 serviços de referência no país, como institutos e centros de excelência para doenças raras e hospitais universitários federais.

“O paciente será alocado em um serviço de referência em que terá todos os cuidados, não apenas para receber o medicamento, ele terá apoio de fisioterapia, fonoaudiologia, profissionais de diferentes especialidades médicas, suporte de diagnóstico. Isso tudo para que a gente possa maximizar o uso desse tratamento”, explicou o secretário.

De acordo com o ministério, no caso do medicamento para os tipos 2 e 3 da doença, o paciente ou os responsáveis devem entrar em contato com a Ouvidoria do SUS, pelo telefone 136, a partir de segunda-feira (4) e informar dados pessoais, cidade em que mora e prescrição médica para uso do Spinraza.

Após esse contato, o Ministério da Saúde vai mapear onde estão os pacientes com os dois tipos da doença para cadastramento. Posteriormente, o paciente será orientado pela pasta, por telefone, sobre qual Serviço de Referência deve procurar para o tratamento.

Doença

A AME é uma doença genética que interfere na capacidade do corpo de produzir uma proteína considerada essencial para a sobrevivência dos neurônios motores. Sem ela, os neurônios morrem e as pessoas vão perdendo controle e força musculares, ficando incapacitados de se moverem, engolirem ou mesmo respirarem. O quadro é degenerativo e não há cura.

Fonte: Agência Brasil

Novembro Azul: a fase de tratamento e recomeço da vida 

Na última matéria do especial sobre o Novembro Azul o Blog Waldiney Passos visitou o Hospital Dom Tomás (HDT), que apesar de ainda estar com as portas fechadas vem atendendo pacientes em tratamento contra o câncer. Gerenciado pela Associação de Amparo à Materninidade e à Infância (Apami), o HDT está habilitado a receber repasse federal e atender pacientes via Sistema Único de Saúde (SUS), durante uma solenidade na semana passada na sede do hospital.

Durante nossa visita ao HDT conversamos com o médico urologista Josivan Amorim que nos explicou como é o atendimento na unidade. “Aqui a gente todo o suporte para [o tratamento de] diversos tipos de câncer, inclusive o de próstata. É o segundo câncer mais comum no homem, só pede para o câncer de pele e é o segundo tumor que mais mata, só perde para o de pulmão. Sua quantidade por ano no Brasil, cerca de 60 mil novos casos são diagnosticados”, comenta.

A escolha do tratamento

Na Apami ainda não é possível realizar o tratamento por meio da radioterapia, uma das formas indicadas para combater o tumor. Entre as disponíveis, o médico elenca as mais eficazes, a depender do estágio no qual a doença é descoberta.

LEIA MAIS

Grupo “SOS Defesa Animal” resgata cadela vítima de maus tratos e solicita ajuda para custear tratamento

Animal agonizou bastante antes de ser resgatada.

A cadela que foi vítima de maus tratos na manhã desta terça-feira (07), em Juazeiro (BA), foi resgatada pelo grupo “SOS Defesa Animal” após denúncia no nosso blog. Depois de socorrerem o animal, o grupo levou a cadela até uma clínica veterinária particular para que recebesse os cuidados necessários.

LEIA TAMBÉM

Denúncia: Mulher agride cadela com paulada e animal fica sem andar em Juazeiro; imagens fortes

Após análise inicial, a veterinária que atendeu o animal constatou os maus tratos. A cadela ainda passou por um raio-x para saber se o golpe causou prejuízos mais graves a sua coluna. Segundo o exame, foi constatada compressão medular e uma fratura na bacia. A depender do organismo, a cadela poderá voltar a andar.

O grupo precisa agora de doações para que seja feito o custeio do tratamento do animal. O valor total da consulta, exames e demais despesas ficou R$ 415,00 e pode ser depositado em favor de:

  • PET LIFE CENTRO DE SAÚDE ANIMAL
    AG: 6794
    CONTA: 10101-1
    BANCO ITAÚ

Além disso, a cadela precisará de um novo lar. Os interessados em adotá-la pode entrar em contato com o nosso blog por meio do telefone (87) 98816-1881, ou através do e-mail [email protected]

Matéria atualizada 07/08/2018, às 20h51 

Corrente do bem: família cria “vaquinha” para custear cirurgia de Miranete Barbosa

(Foto: Reprodução/Internet)

Você provavelmente já deve ter recebido alguma mensagem no WhatsApp, Facebook ou Instagram contando a história de Miranete Barbosa do Bonfim. Por mais que não conheça pessoalmente a Agente Comunitária de Saúde de Petrolina, você pode ajudar nessa corrente de bem.

Miranete reside na zona rural descobriu um tumor no olho em 2017 e desde então iniciou uma batalha. Sem dinheiro suficiente para custear seu tratamento, o irmão dela, Erisvan Bonfim buscou na internet um meio de conseguir apoio financeiro. Foi então que decidiu criar uma “vaquinha” virtual.

“Ela tem um tumor próximo ao olho, ele está apertando o crânio e se não tirar o risco de morte é iminente”, comenta Erisvan a nossa equipe. Ele relembra que Miranete começou a sentir muitas dores em meados de agosto e há mais ou menos oito meses investiu todo seu salário em passagem e tratamento.

LEIA MAIS

Temer passa bem e médicos confirmam que poderá ter alta nesta segunda

O presidente Michel Temer recupera-se bem da cirurgia a que foi submetido, na noite da última sexta-feira (24), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. De acordo com o último boletim médico, divulgado às 11h40 de hoje (26), ele passou bem a noite e o quadro de saúde é estável. Foi mantida a previsão de alta nesta segunda-feira (27).

Temer passou pelo procedimento de desobstrução de três artérias do coração, seguido da implantação de stents em duas delas. Apesar dessa extensão, a técnica médica não foi invasiva, ou seja, não houve a necessidade de cortes na região do tórax. Para corrigir o fluxo sanguíneo, os médicos recorreram ao uso de uma sonda colocada por meio da artéria femural, na altura da virilha.

LEIA MAIS

Senac Petrolina lança curso especializado em tratamento de câncer

(Foto: Internet)

Sempre atento às demandas do mercado de serviços, o Senac Petrolina acaba de anunciar o lançamento de um novo curso na área de saúde: Assistência de Enfermagem em Oncologia, que tem como objetivo qualificar pessoas para atender pacientes que sofrem de câncer. A princípio, a instituição abriu vagas para duas turmas nesta nova capacitação, com aulas a partir da próxima segunda-feira (30).

“É uma boa oportunidade para quem deseja trabalhar com saúde. Ainda mais agora com a chegada do Hospital Dom Tomás, referência no tratamento do câncer na cidade e que será inaugurado oficialmente nos próximos meses. Sabemos que a demanda será alta e eles terão que contar com profissionais capacitados”, comenta a coordenadora pedagógica do Senac em Petrolina, Flaviana Vital.

Com carga horária de 40h, o curso pode ser feito em dias de semana (segundas, quartas e sextas) ou apenas aos sábados, com aulas teóricas e uso de laboratório de Enfermagem. Cuidados humanizados, principais tipos de câncer, efeitos da quimioterapia e radioterapia, técnicas de enfermagem e aspectos éticos da profissão são alguns temas que fazem parte do conteúdo das aulas.

Os interessados podem fazer a inscrição na unidade do Senac em Petrolina, que fica na Rua Projetada, nº 650, Antigo Aeroporto. Mais informações pelo telefone (87) 3983-7602.

Curso

Período

Horário

Dias da semana

Investimento

Assistência de Enfermagem em Oncologia

30/10 a 22/11

18h às 22h

Segundas, quartas e sextas

R$ 210,00

Assistência de Enfermagem em Oncologia

04/11 a 09/12

14h às 18h

Sábados

R$ 210,00

Petrolina: amigos fazem feijoada beneficente para ajudar no tratamento de amiga com câncer raro

Os valores serão fundamentais para a continuação do tratamento de Celiane. (Foto: Divulgação)

Para ajudar no tratamento de uma amiga com um tipo raro de câncer, amigos vão realizar uma feijoada beneficente para arrecadar recursos. Celiane está com câncer linfático na mama e necessita fazer um autotransplante para dar seguimento ao seu tratamento em busca da cura.

O procedimento acontecerá na capital pernambucana, ainda nesse mês de agosto, caso tudo dê certo. Como já foram muitos gastos com a enfermidade, os amigos estão arrecadando valores para ajudar com as despesas de estadia e alimentação que Celiane terá em Recife.

Feijoada

A feijoada acontecerá na Associação da Areia Branca no dia 20/08/2017. A senha custa apenas R$ 10. Para mais informações entre em contato com Kleber Mel (87) 98848-4397, Adriana (87) 99609-4018 ou Kely (87) 9958-9582.

Aqueles interessados em contribuir podem ajudar com doações de qualquer valor para a conta.

Caixa Econômica Federal

Ag: 0812

Operação: 013

Conta poupança: 00140472-1

Desde fevereiro, mãe busca tratamento para filho com estrabismo em Petrolina

Mãe tem receio que atraso no tratamento prejudique o progresso apresentado durante o tratamento (Foto: Lizandra Layza)

A dona de casa, Lizandra Layza usou as redes sociais para fazer um apelo ao prefeito de Petrolina Miguel Coelho (PSB). Ela informou ao blog, que o tratamento de saúde, do seu filho de 7 anos, foi interrompido no final da gestão de Júlio Lóssio.

Lizandra é mãe de três crianças e o mais velho, apresenta problema na visão desde os 4 anos e iniciou o tratamento em julho de 2016, na clínica do então prefeito Júlio Lossio, que tinha convênio com o Sistema Único de Saúde (SUS). Ainda segundo Lizandra, no retorno que deve ser feito a cada três meses, a criança apresentou melhoras em novembro e um novo retorno deveria ser feito em fevereiro, entretanto ela não conseguiu agendar.

“Depois que mudou a gestão, para Miguel Coelho o convênio do SUS com o Instituto de Olhos, foi encerrado e desde fevereiro que eu tento remarcar. Já falei com a assessora de Julio Lóssio, mas fui informada que teria uma reunião para ver como ficaria a questão, porque tem muitos pacientes que são conveniados e que não estão sendo atendidos, porque foi cortado. A consulta é R$ 230,00 e infelizmente eu não tenho como pagar. Eu só queria uma informação de Miguel Coelho para saber se já existe um especialista (além de Júlio Lóssio) ”.

O blog entrou em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde, que informou que o convênio com a clínica, já estava encerrado quando a nova gestão tomou posse e que de imediato foi iniciado o processo licitatório, para que o serviço fosse retomado. A assessoria ainda informou, que o processo está em fase final e que a Lizandra vai poder continuar o tratamento do filho em breve. No momento a mãe deve levar a criança até a AME do seu bairro para receber orientação ou na secretaria de saúde do município.

Prefeitura avalia a estrutura de estação de tratamento de esgoto do Jardim Petrópolis em Petrolina

(Foto: ASCOM)

Uma equipe da Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Mobilidade de Petrolina (SEINFRAHM) dedicou a última semana para atender uma reivindicação importante dos moradores do bairro Jardim Petrópolis, zona oeste da cidade.

Por lá, a estação de tratamento de esgoto da Compesa, tem sido alvo da ação de vândalos que invadiram o local, danificaram os equipamentos e ainda abriram as torneiras da válvula de escape do esgoto, que passou a escorrer para fora do equipamento.

Para avaliar a situação e o que pode ser feito para resolver o problema, o Diretor de Saneamento da SEINFRAHM, Igor Falcão, visitou o local, acompanhado de representantes da Compesa e de lideranças comunitárias do Jardim Petrópolis.

Depois do encontro, o problema de extravasamento de esgoto foi resolvido. Além disso, as demandas de saneamento da localidade também foram levantadas para que a SEINFRAHM possa planejar ações em benefício do bairro.

Ministério libera R$ 125 milhões para tratamento de crianças com microcefalia

(Foto: Internet)

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou nesta quinta-feira (30) o investimento de R$ 135 milhões em pesquisas e centros de reabilitação para estimulação de crianças com microcefalia e outras alterações associadas ao vírus da zika. O anúncio foi feito durante o encontro da Rede Nacional de Especialistas em Zika e Doenças Correlatas (Renezika) no centro de Brasília.

Do total, serão investidos R$ 114,3 milhões para reabilitação de crianças com microcefalia, e R$ 10,9 milhões serão destinados à formação de 51 equipes de apoio à Saúde da Família com atuação em estimulação precoce. Os demais R$ 10 milhões irão para a pesquisa e criação de bancos nacionais de amostras de vírus transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti — transmissor da dengue, da zika e da chikungunya.

De acordo com o ministro, o Brasil tem 2.542 casos confirmados de crianças com microcefalia e “80% delas já estão sendo atendidas em centros de reabilitação”. As mães recebem um salário mínimo por mês (R$ 880) de auxílio. “A diferença é que estamos ampliando esse serviço e incluindo a estimulação precoce”, completou Barros. Atualmente há 4.152 casos da doença sendo investigados.

Sobre a contaminação pelo vírus da zika, o ministro destacou a redução no número de casos confirmados. Entre o dia 1º de janeiro e 25 de março foram identificadas 90.281 contaminações contra 941.130 casos registrados no mesmo período do ano passado.

Com informações do G1

Presidente da Compesa fala sobre atuação da Compesa em Petrolina e das melhorias promovidas pela companhia

Tavares afirmou que Petrolina pode ser a melhor cidade do Norte-Nordeste em relação a saneamento básico. (Foto: Internet)

O presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, falou, durante entrevista, nesta quinta-feira (26), ao programa Super Manhã, com Waldiney Passos, na Rádio Jornal, sobre diversos aspectos que rodeiam a companhia em Petrolina (PE).

Segundo Tavares, uma licitação foi aberta para que os bairros Vale do Grande Rio, Pedro Raimundo, Jardim Amazonas e outros que ficam nas proximidades não encontrem mais problemas no abastecimento e no tratamento das águas que chegam a essas comunidades.

“Lançamos, durante a vinda do Governador a cidade, uma licitação importante, que foi um dos primeiros pleitos do prefeito Miguel para que a gente pudesse resolver o problema de um sistema que não foi construído pela Compesa, mas que agora a Compesa vai entrar com a solução nos bairros do Vale do Grande Rio, Pedro Raimundo, Jardim Amazonas. Vamos investir R$ 1,4 mi só nessa obra para que esse problema seja resolvido”.

Tratamento da água

Outra questão levantada pelo presidente foi a respeito do tratamento adequado das águas na cidade. De acordo com Tavares, a empresa acompanha “rigorosamente esses relatórios” que mostram a realidade da qualidade da água em Petrolina. Ainda segundo o presidente da companhia, “toda a rede construída pela Compesa e que é operada pela empresa é 100% tratada e sempre se encontra dentro dos padrões estabelecidos”.

Ligações Clandestinas

Grande parte da população petrolinense tem se preocupado com as ligações clandestinas que acabam jogando esgotos no rio São Francisco e poluindo o meio-ambiente local. O presidente da companhia afirmou que fez um levantamento dessa ligações clandestinas e não encontrou nenhuma que pertencesse à Compesa. Ele alertou que as redes vêm de residências, comércios e até condomínios da cidade.

“Nós percorremos o rio procurando os locais de lançamento de esgoto. Caso fosse em nossa rede, a gente teria a obrigação imediata de concertar. Mas verificamos que há várias ligações clandestinas de casa, comércio, condomínios e entregamos o relatório para a prefeitura. Onde houver o corte dessas ligações, nós vamos oferecer ao local que estava com ligação clandestina a possibilidade de ser feita a ligação regular na nossa rede”.

Investimentos

Tavares aproveitou para citar os investimentos feitos pela companhia na cidade, o que ainda pode ser investido e das melhorias que estão sendo implantadas no município. Segundo ele, Petrolina tem a capacidade de ser a melhor cidade do Norte-Nordeste em relação a saneamento básico.

“Nós investimos em Petrolina R$ 150 mi nos últimos anos. Não tem como fazer um investimento dessa magnitude e não melhorar o serviço, apesar de que Petrolina é uma cidade muito pujante, que cresce muito, é um polo regional. Os investimentos precisam continuar. Nós temos conversado com o prefeito Miguel, por que ele quer estabelecer uma rotina de parceria para que a gente mantenha esse volume de investimentos para que Petrolina possa ficar tranquila com a infraestrutura oferecida pela Compesa. Petrolina tem todas as condições de ser a melhor cidade, em saneamento, do Norte-Nordeste e centro-oeste”.

 

Cerca de 600 casos de Aids são registrados em Juazeiro num período de nove anos

aidsSegundo a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), nos últimos nove anos, a cidade de Juazeiro (BA) registrou cerca de 600 casos de Aids. A secretaria realizou, nesta quinta-feira (1º), dia mundial de luta contra a doença, várias atividades para alertar a população sobre os riscos que envolvem a Aids.

A rede SUS de Juazeiro realiza os testes do vírus HIV. O exame identifica se o indivíduo é ou não portador da doença. O teste é indicado para aqueles que passaram por comportamentos de riscos, como uso de drogas injetáveis ou relações sexuais sem preservativos.

Aids

A aids é o estágio mais avançado da doença que ataca o sistema imunológico. A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, como também é chamada, é causada pelo HIV. Como esse vírus ataca as células de defesa do nosso corpo, o organismo fica mais vulnerável a diversas doenças, de um simples resfriado a infecções mais graves como tuberculose ou câncer. O próprio tratamento dessas doenças fica prejudicado.

LEIA MAIS

SAAE firma parceria para construção de nova estação de tratamento de água

(Foto: ASCOM)

Para o diretor-presidente do SAAE, Joaquim Neto, a construção dessa nova ETA marca a história do crescimento da autarquia e principalmente do município. (Foto: ASCOM)

Com parceria da iniciativa privada, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Juazeiro (SAAE) está construindo uma nova Estação de Tratamento de Água (ETA) na BA-210 sentido Rodeadouro. Serão construídos dois reservatórios: um apoiado e outro elevado de 150 metros cúbicos cada, laboratório químico, um espaço para funcionar administração e a instalação de seis filtros de PVC.

De acordo com a engenheira civil do SAAE, Adriana Tanuri, a nova Estação de Tratamento de Água vai beneficiar em torno de 30 mil habitantes. E distribuirá 125 litros de água por segundo, com qualidade e eficiência. A água captada no Rio São Francisco seguirá para a ETA de onde será distribuída para a população.

LEIA MAIS

Com tratamentos de até R$ 2,5 mi, doentes dependem de decisão do STF

(Foto: Ilustração)

(Foto: Ilustração)

Famílias de pacientes com doenças raras estão na expectativa do julgamento de dois processos hoje no Supremo Tribunal Federal (STF). A Suprema Corte definirá a obrigatoriedade do poder público oferecer gratuitamente medicamentos de alto custo que não estão na lista do Sistema Único de Saúde (SUS).

Aos dois anos de idade, Luís Eduardo Garcia Próspero recebeu o equivalente a uma sentença de morte. Portador de mucopolissacaridose, doença genética rara que impede o processamento de moléculas do açúcar, soube que dificilmente chegaria à adolescência. Sua saúde iria gradualmente piorar, até que o coração parasse de vez.

Ouviu dos pais que deveria viver da melhor forma possível e priorizar a qualidade do tempo em vez da quantidade. Perdeu parte da visão e do tato, teve problemas musculares, ósseos e do coração. Até que, aos 13, seu prognóstico mudou drasticamente. Após entrar em um estudo clínico de um novo medicamento, sua doença parou de avançar e ele até melhorou os movimentos e a visão. Luís Eduardo fez faculdade, arrumou emprego e cursa a segunda graduação.

O problema é que sua sobrevida custa R$ 2,5 milhões, valor gasto por ano com o seu tratamento pela Secretaria Estadual da Saúde de SP, obrigada por decisão judicial. E, dependendo da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre a distribuição de medicamentos de alto custo pelo SUS, pacientes como ele poderão perder o direito ao custeio de suas terapias.

Luís Eduardo sente como se estivesse prestes a receber uma nova sentença de morte. Seu sentimento é compartilhado por outros pacientes com tratamentos caros.

“O Supremo tem que evitar um genocídio”, diz Sérgio Sampaio, presidente da Abram (Associação Brasileira de Assistência à Mucoviscidose). A entidade reúne pacientes com fibrose cística, doença cuja terapia pode custar R$ 30 mil por mês. A doença, hereditária, provoca um acúmulo de muco no pulmão e em outros órgãos, o que dificulta a respiração e eleva a chance de infecções.

LEIA MAIS
12