Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Pai é preso pela Guarda Civil de Petrolina após ameaçar matar filho

A Guarda Civil de Petrolina foi acionada para atender uma ocorrência de violência durante o sábado (18), no bairro São Gonçalo. Um homem quebrou vários objetos e móveis e chegou a ameaçar sua mãe, que precisou se trancar em um quarto da residência para não ser agredida.

Quando a equipe da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) chegou ao endereço o homem já não se encontrava mais. A mãe relatou que ele fugiu com o filho alegando que mataria o garoto e se mataria em seguida.

Os agentes da Guarda conseguiram deter o rapaz em fuga, tentando embarcar em um ônibus. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde foram tomadas as medidas legais cabíveis.

Homem é morto a facadas no interior da Bahia, esposa contratou assassino por R$ 40 reais

Um homem foi brutalmente assassinado na tarde de quinta-feira (16), na zona rural de Quijingue, município vizinho a Euclides da Cunha (BA). A vítima, identificada como Egídio Cardozo dos Reis, havia compleado 64 anos na terça-feira (14) e de acordo com a polícia, a mandante do crime é sua companheira.

Berenice Alves dos Santos teria contratado Nazário Damascena Santana por R$ 40 reais para cometer o assassinato. Egídio levou vários golpes de faca e morreu dentro de sua residência, em Barra Branca. O corpo da vítima foi encontrado pela Polícia Militar que deu início às investigações.

Em depoimento Berenice afirmou conhecer Nazário e que o suspeito havia chegado à residência na garupa de um moto táxi. As equipes seguiram em diligências até a casa de Nazário, que apresentava sinais de embriaguez, contudo relatou aos PMs estar bebendo com a companheira da vítima em um bar antes do crime.

Após ouvida a versão de Nazário, Berenice prestou depoimento e confessou ter pago R$ 40 reais para que o suspeito matasse seu marido. Os dois estão presos na Delegacia Territorial. (Com informações de Euclides da Cunha FM).

Publicada lei que garante mais proteção à mulher vítima de violência

Quando o agressor for preso e houver risco à integridade física da vítima não será concedida liberdade provisória ao preso. (Foto: Ilustração)

A Lei Maria da Penha prevê, a partir de agora, a aplicação de medidas protetivas de urgência a mulheres ou a seus dependentes ameaçados de violência doméstica ou familiar. O Diário Oficial da União publica hoje (14) a lei sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, com as alterações que darão mais rapidez nas decisões judiciais e policiais.

De acordo com nova norma, quando constatada a existência de risco atual ou iminente à vida ou à integridade física da mulher, ou de seus dependentes, o “agressor será imediatamente afastado do lar, domicílio ou local de convivência” com a vítima, medida que pode ser adotada pela autoridade judicial; pelo delegado de polícia; ou pelo policial, quando o município não for sede de comarca e não houver delegado disponível no momento da denúncia.

A lei prevê também que, quando a aplicação das medidas protetivas de urgência for decidida pelo policial, o juiz deve ser comunicado, no prazo máximo de 24 horas, para, em igual prazo, determinar sobre “a manutenção ou a revogação da medida aplicada, devendo dar ciência ao Ministério Público (MP) concomitantemente”. Antes das alterações, que passam a valer a partir desta terça-feira, o prazo era de 48 horas.

LEIA MAIS

Petrolina tem final de semana violento, com mais dois homicídios registrados na cidade

O último último domingo (28) de abril foi marcado por violência em Petrolina. No bairro Vila Marcela, dois homens em uma moto perseguiram um rapaz. Os criminosos dispararam várias vezes contra a vítima, que morreu no local.

Já no Projeto Senador Nilo Coelho – Núcleo 11 (N11), outro homem foi morto, também a tiros. A vítima trafegava em uma motocicleta, foi baleado e morreu na hora.

Nossa produção confirmou as duas ocorrências com a Delegacia de Homicídios da Polícia Civil, mas até o momento não há mais detalhes sobre os crimes.

O Instituto Médico Legal (IML) afirmou não ter autorização para divulgar as identidades das vítimas. Os autores bem como as motivações dos crimes ainda não são conhecidas.

Homem é morto a tiros na zona rural de Petrolina

A noite de segunda-feira (22) foi marcada por violência em Petrolina. Mais um homicídio foi registrado na cidade, dessa vez na zona rural. Um homem morreu após ser atingido por disparos de arma de fogo, no Projeto Senador Nilo Coelho – Núcleo 02.

Nossa produção tentou contato com a Polícia Civil para saber mais informações a respeito da ocorrência, porém ainda não obtivemos retorno. O suspeito de disparar contra a vítima fugiu após cometer o crime.

Também na noite de homem uma troca de tiros assustou os moradores do bairro Dom Avelar. Duas pessoas teriam ficado feriadas, uma deles seria um dos criminosos que disparou contra policiais. Não há informações sobre a motivação do crime, nem a respeito do estado de saúde das vítimas.

Bahia registra mais dois homicídios no final de semana, dessa vez em Filadélfia

(Foto: Ilustração)

O feriado da Semana Santa terminou com mais violência na Bahia. O Blog mostrou ao longo do final de semana que pelo menos quatro homicídios foram registrados em Juazeiro, apenas em um dia. Na tarde de ontem (21), dois homens foram mortos a tiro em Filadélfia.

LEIA TAMBÉM:

Em menos de 72 horas, Juazeiro registra cinco homicídios; autor de um dos crimes é morto a tiros neste domingo

Sexta-feira Santa é marcada por violência em Juazeiro

Segundo testemunhas, dois homens em uma moto se aproximaram de Anderson Garcia Ferreira e Clécio de Souza, que foram alvejados por vários disparos de arma de fogo no Centro da cidade.

Não há informações a respeito dos suspeitos de praticar o duplo homicídio, nem a motivação do crime. A Polícia Civil está investigando a ocorrência. No entanto, sabe-se que Anderson há havia sofrido um atentado contra sua vida em fevereiro desse ano.

Em menos de 72 horas, Juazeiro registra cinco homicídios; autor de um dos crimes é morto a tiros neste domingo

Iata Anderson foi morto a tiros neste domingo (Foto: Reprodução/WhatsApp)

A Sexta-feira da Paixão (19) foi violenta em Juazeiro (BA). Na data, foram registrados quatro homicídios. E neste domingo (21) aconteceu mais um crime letal na cidade baiana.

LEIA TAMBÉM:

Sexta-feira Santa é marcada por violência em Juazeiro

Na noite de sexta-feira (19), Iata Anderson seria uma vítima de homicídio, mas na ocasião, ao descer da moto, a arma do atirador caiu e Iata pegou a arma e matou Fábio Lopes. O crime aconteceu no bairro Jardim São Paulo, em Juazeiro. O quarto homicídio do dia.

LEIA MAIS

Sexta-feira Santa é marcada por violência em Juazeiro

O feriadão da Semana Santa em Juazeiro (BA) foi marcado por três homicídios na sexta-feira (19). No começo da manhã, por volta de 6h Fabiano dos Santos, de 24 anos foi morto a pauladas na Rua 5 do bairro Jardim das Acácias.

Pouco depois, próximo ao Tabuleiro outro homem foi golpeado com pauladas e arma branca. A vítima, identificada como Arnaldo Lopes, de 40 anos morreu no local.

No início da noite, às 19h o terceiro homicídio da Sexta-feira Santa foi registrado na cidade baiana, no bairro Sol Nascente. A vítima ainda não identificada foi morta a tiros. Até o momento não há informações sobre os suspeitos de cometer os crimes.

Jovem é morto a tiros no bairro Terras do Sul, em Petrolina

Petrolina contabilizou mais um homicídio em 2019. Um jovem de 19 anos foi morto a tiros no bairro Terras do Sul, na madrugada dessa segunda-feira (15).

Rhavi Rodrigues foi alvejado por disparos de arma de fogo, enquanto andava pelo bairro. Alguns tiros atingiram a vítima na cabeça, que morreu no local.

Ainda não há informações sobre o autor dos disparos e a motivação do crime. As investigações estão a cargo da Polícia Civil da cidade.

“O Exército não matou ninguém”, diz Bolsonaro sobre assassinato de músico no Rio de Janeiro

(Foto: Internet)

Nesta sexta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) falou pela primeira vez sobre a morte de Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos. Evaldo foi morto no último domingo (7), no Rio de Janeiro, quando o carro que dirigia foi alvo de pelo menos 80 tiros de fuzil disparados por soldados do Exército. Os militares dizem que confundiram o carro com o de criminosos.

“O Exército não matou ninguém, não. O Exército é do povo e não pode acusar o povo de ser assassino, não. Houve um incidente, uma morte”, disse Bolsonaro que só havia se manifestado sobre o tema na terça-feira (9), por meio do porta-voz Otávio Rêgo Barros.

Em Macapá, durante um evento para a inauguração do aeroporto local, Bolsonaro disse ainda lamentar “a morte do cidadão trabalhador, honesto, e está sendo apurada a responsabilidade. No Exército sempre tem um responsável.
Não existe essa de jogar para debaixo do tapete. Vai aparecer o responsável”.

LEIA MAIS

Secretaria de Saúde de Petrolina afirma que irmão mais velho foi atendido no CAPSi e “percebeu a negligência familiar”

Na sexta-feira (5) o Blog acompanhou a coletiva de imprensa da Polícia Civil de Petrolina, que apresentou os responsáveis por matar os irmãos Gustavo e Manoel dos Santos, de 13 e 11 anos. Durante a coletiva a mãe das crianças, Francineide dos Santos reafirmou não ter recebido suporte da Prefeitura de Petrolina.

Ela alegou ter buscado o Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil (CAPSi), já que Gustavo tinha problemas com drogas, mas não foi atendida pela equipe. Informação corroborada pelo Conselho Tutelar. Desde então nossa produção entrou em contato com a secretaria de Saúde do município para dar direito de resposta ao município.

LEIA TAMBÉM:

Aliviada, mãe de Gustavo e Manoel espera que polícia prenda terceiro envolvido no crime

Irmãos foram assassinados após subtraírem drogas, diz Polícia Civil

“Será se Petrolina que é a capital da uva e da manga vai se destacar como a cidade que mata criança?”, questiona tio de irmãos assassinados

Segundo a Prefeitura, o CAPSi realizou “atendimento de urgência com a família do menor” e “percebeu negligência familiar, inclusive da mãe”. Durante o atendimento Francineide e Gustavo participaram de atividades com outros dependentes. A secretaria de Saúde também lamentou a morte dos irmãos.

Leia a seguir a íntegra da nota enviada pela secretaria de Saúde:

LEIA MAIS

Petrolina: estudante acusado de anunciar suposto ataque a Escola Nossa Senhora Aparecida presta esclarecimentos na delegacia

(Foto: Ilustração)

Na manhã de hoje (4), mais uma vez, as cidades de Petrolina (PE) e Juazeiro (BA) foram abaladas com a divulgação de áudios em grupos de WhatsApp, anunciando supostos ataques a escolas da região. Na cidade baiana, o alvo foi uma escola particular que diante da informação suspendeu as aulas desta quinta-feira (4). A Polícia Civil de Juazeiro (BA) informou ao Blog Waldiney Passos que o caso já está sendo investigado.

LEIA TAMBÉM:

Polícia Civil está investigando suposto ataque a colégio de Juazeiro 

Já em Petrolina, a ameaça que apontava a Escola Estadual Nossa Senhora Aparecida como alvo, partiu de um estudante da Instituição. Sobre a ação criminosa, a Secretaria de Educação e Esportes do Estado informou por meio de nota, que o referido estudante, que não teve a identidade revelada, é maior de idade e foi chamado para prestar esclarecimentos na delegacia.

LEIA MAIS

Polícia de Ouricuri prende trio suspeito de espancar idoso até a morte

Três pessoas foram presas no final da tarde de quinta-feira (14) em Ouricuri, Sertão de Pernambuco. Segundo a Polícia Civil, dois homens e uma mulher espancaram o idoso em dezembro de 2018. Contra Fabrício da Silva Nascimento, Wellson Macedo Silva e Michelle Moura de Albuquerque havia mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça.

Uma quarta pessoa suspeita de participar do crime não foi localizada e permanece foragido. O crime aconteceu no ano passado no bairro Alto Paraíso, onde residia Geraldo da Silva Santos, de 58 anos. Ele foi agredido pelo quarteto e morreu após passar várias semanas internado.

Os dois homens foram recolhidos na cadeia pública de Ouricuri e Michelle está na cadeia pública de Verdejante. A ação foi coordenada pelos delegados Francisco Waldo da 201ª Circunscrição de Ouricuri), Samuel Basilio da 11ª DPRN/DENARC Região do Araripe e Katyanna Muniz Seccional da 24ª DESEC.

Tiroteio em escola de SP deixa pelo menos seis mortos

(Foto: Reprodução/Band TV)

Pelo menos seis pessoas morreram no tiroteio registrado na manhã dessa quarta-feira (12) em uma escola de Suzano (SP). Informações iniciais afirmam que dois adolescentes encapuzados entraram na Escola Estadual Raul Brasil e por volta de 9h30 efetuaram vários disparos de arma de fogo.

Os jovens teriam se matado em seguida. Das seis vítimas identificadas até o momento, cinco eram estudantes e um funcionário da instituição. A Polícia Militar foi acionada e está no local, assim como equipes do SAMU e Corpo de Bombeiros.

De acordo com a BandNews FM, a PM confirmou que quatro dos alunos mortos são meninos e a outra vítima é uma menina. A instituição possui 358 alunos da segunda etapa do fundamental (6º ao 9º ano) e 693 estudantes do ensino médio. segundo o Censo Escolar de 2017.

LEIA MAIS

Homem é preso após agredir ex-companheira em Lagoa Grande

Na noite dessa segunda-feira (26), por volta das 22h, uma mulher compareceu no Pelotão da Polícia Militar de Lagoa Grande solicitando apoio, pois seu ex-companheiro havia invadido sua residência enquanto ela estava no banheiro para agredi-la, sua irmã percebeu a movimentação, tentou ajudá-la e acabou sendo agredida também

O suspeito, identificado como Bernardino Francisco Granja, de 29 anos, segurou a vítima pelos cabelos e a arrastou para fora da residência, onde a agrediu com chutes. Em seguida, pegou o celular da vítima e empreendeu fuga.

Após diligências o imputado foi encontrado na residência de sua genitora e foi conduzido à Delegacia da Polícia Civil de Cabrobó, onde foi autuado em flagrante.

123