Miguel Coelho anuncia novo voo da Azul entre Petrolina e Salvador

Empresa começará a operar voos entre Petrolina e Salvador.

Nesse domingo (29), o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, anunciou em suas redes sociais que a companhia aérea Azul passará a ter um novo voo entre Petrolina e Salvador (BA).

Atualmente, somente a empresa Passaredo conta com voos de Petrolina para a capital baiana. Segundo o gestor municipal, a partir do dia 20 de novembro, a empresa começará a operar a nova linha, que deve funcionar de segunda a sábado.

“Todos os dias, com exceção dos domingos, vai ter voo ligando Petrolina a Salvador, como a gente já teve no passado. Vamos continuar trabalhando”, disse o prefeito no anúncio.

Em reunião com presidente da Azul, Miguel solicita mais voos e tarifa mais barata para Recife

Miguel Coelho esteve em reunião com presidente da companhia aérea Azul.

O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, em breve passagem por São Paulo, nessa quinta-feira (22), reuniu-se com a diretoria da Companhia Azul Linhas Aéreas e solicitou a ampliação do número de operações na empresa de aviação para a cidade sertaneja, além da redução do valor das passagens.

O gestor municipal foi recebido pelo presidente da Azul, John Rodgerson, e o diretor de Planejamento, Marcelo Bento. Na reunião, Miguel falou sobre o crescimento da geração de empregos em Petrolina, a produção de frutas e o volume de obras que tem impulsionado o município a se desenvolver e a importância do turismo na região.

LEIA MAIS

Pernambuco entra em negociação para atrair voos da China e Rússia

(Foto: Internet)

Pernambuco está trabalhando para atrair novos voos para o estado, e a China e a Rússia estão na mira, em negociações abertas com os dois países. Enquanto a expectativa é de viabilizar uma rota entre a companhia aérea chinesa através do Aeroporto Internacional do Recife-Guararapes/Gilberto Freyre, as negociações com a empresa russa têm o Nordeste como foco, mas Pernambuco desponta como forte candidato. Além disso, também existe um trabalho para que a empresa aérea Globalia, que ganhou licença para operar voos domésticos no Brasil, tenha o estado como um concentrador para suas operações em território nacional.

De acordo com Rodrigo Novaes, secretário de Turismo de Pernambuco, uma equipe está em Shangai, na China, participando de negociações para conquistar voos do país asiático para o estado. “Estamos buscando parceiros para conquistar esse voos da China para o Brasil. Apesar de o (oceano) Pacífico também ter ligação, a menor distância é pelo Nordeste, vindo pelo Atlântico. E há a possibilidade de conquistarmos”, afirmou. Ele ressalta que daqui a 20 anos, 30% dos turistas que irão viajar pelo mundo serão de chineses. “É um mercado que temos muito interesse, estamos dando atenção e buscando compreender o mercado para firmar parcerias”, complementou.

LEIA MAIS

Linha aérea da Passaredo Petrolina-Salvador começa a operar em junho

O preço médio das passagens gira em torno de R$ 280,00.

A partir do dia 14 de junho, a Passaredo começa a operar voos em Petrolina (PE). A nova rota é a primeira da companhia no estado de Pernambuco e ligará a cidade a Salvador (BA).

As passagens da nova frequência já estão sendo comercializadas através do site da empresa aérea e pela Central de Vendas, por meio do telefone (16) 4000-1777. O preço médio das passagens gira em torno de R$ 280,00.

Os voos da nova operação serão diretos e diários. A partida da capital baiana será às 16h com chegada em Petrolina às 17h20. Já partindo da cidade pernambucana, a decolagem ocorre às 17h45, com pouso previsto em Salvador às 19h05.

“A nova rota permitirá que os passageiros de Petrolina e Juazeiro tenham acesso direto à Salvador. Além disso, haverá total conectividade na malha nacional e internacional operada em codeshare com a LATAM e interline com a GOL”, explica José Luiz Felício Filho, Presidente da empresa.

Avianca informa fechamento de base operacional em Petrolina

Avianca anuncia descontinuação de base em Petrolina.

Por meio de comunicado, a companhia aérea Avianca Brasil informou que sua base operacional em Petrolina (PE) e outras duas cidades – Galeão (RJ) e Belém (PA) – serão fechadas já em abril.

Dessa forma, a empresa passará a operar com 26 aeronaves e 23 destinos. A companhia está em processo de recuperação judicial e soma uma dívida de R$ 2,7 bilhões.

Segundo o comunicado, será cumprida a resolução 400 da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) – que dispõe sobre as condições gerais de transporte aéreo – aos passageiros que já emitiram bilhetes de passagem para os destinos e rotas descontinuadas.

Ainda de acordo com o documento, “os destinos e voos continuam operando normalmente com sus pousos e decolagem mantidos dentro do nosso planejamento”. Mais informação estão disponíveis no site da companhia.

Azul irá operar voos diretos e semanais do Recife para Argentina e EUA

No interior do Estado, as novidades estão no Agreste e Sertão, com voos para as cidades de Serra Talhada e Caruaru

Com um hub no Recife, a Azul Linhas Aéreas começará a operar, a partir de 2018, dois novos destinos internacionais e dois novos destinos domésticos partindo da capital pernambucana. As cidades de Rosário e Córdoba, na Argentina, serão servidas com voos diretos, uma vez por semana, com as aeronaves Airbus A320neo, que têm capacidade para até 174 assentos. Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, que já recebe voos diários da Azul desde São Paulo (Viracopos), também ganhará operações partindo do Recife, duas vezes por semana, com as aeronaves Airbus A330, com capacidade para 271 assentos. No interior do Estado, as novidades estão no Agreste e Sertão, com voos para as cidades de Serra Talhada e Caruaru.

Autoridades advertem para risco de eletrônicos em voos após explosão

(Foto: Divulgação/ATSB)

Autoridades australianas alertam para o risco de usar aparelhos com bateria em voos, depois que o fone de ouvido de uma passageira pegou fogo e a deixou ferida. O avião voava de Pequim, na China, a Melbourne, na Austrália.

A passageira, que não foi identificada, relatou à Agência de Segurança de Transporte da Austrália (ATSB na sigla inglesa) que estava ouvindo música quando ocorreu a explosão.

“Leveis as mãos ao rosto, o que fez com que o fone de ouvido ficasse em volta do meu pescoço. Mas continuei a me sentir queimando, então arranquei o fone e o joguei no chão. Ele estava soltando faíscas e pegando fogo”, disse ela.

O incidente a deixou com manchas negras no rosto e bolhas nas mãos. Membros da tripulação correram para ajudá-la. Para apagar o fogo, jogaram um balde de água sobre os fones. A bateria e o revestimento de plástico derreteram e grudaram no chão da aeronave.

A ATSB alertou que “à medida que cresce a gama de produtos que usam baterias, aumenta o potencial de problemas em voos” e divulgou outros casos com problemas semelhantes ocorridos em voos.

Fonte G1

Serra Talhada vai receber voo para o Recife ainda neste ano

O planejamento do estado e da companhia é que a principal cidade do Sertão do Pajeú tenha um voo diário conectado ao Recife/ Foto: Julio Jacobina/DP

O planejamento do estado e da companhia é que a principal cidade do Sertão do Pajeú tenha um voo diário conectado ao Recife ou dois voos dentro do intervalo de quatro dias. Em visita/vistoria ao aeroporto da cidade, realizada nesta terça-feira (3), os secretários Felipe Carreras, de Turismo, e Sebastião Oliveira (Transportes) acompanharam as equipes técnicas da Azul, coordenadas pelo diretor de expansão da companhia, Ronaldo Veras. A pista foi aprovada e os encaminhamentos serão em prol da construção do terminal do Aeroporto, essencial para a operação.

“Agora, apresentamos o projeto das intervenções do Terminal de passageiros para observações da companhia aérea, que se comprometeu a nos dar retorno sobre isso”, destacou Carreras.

O projeto ainda foi apresentado a prefeitos das cidades do sertão do Pajeú e a ideia é que, com a rota da região para o Recife reduzida, os negócios evoluam a partir de um novo modal de conexão.

Passageiro terá que pagar por bagagem em voos a partir de março

(Foto: Internet)

A partir de março do ano que vem, as companhias aéreas não terão mais que oferecer obrigatoriamente uma franquia de bagagens aos passageiros. Isso significa que os viajantes vão poder escolher, na hora de comprar a passagem, se vão despachar ou não as bagagens.

Para quem optar pelo serviço, poderá haver cobrança pelo volume despachado. A medida valerá para passagens compradas a partir de 14 de março de 2017. Atualmente, a franquia de bagagens é de um volume de 23 quilos nos voos domésticos e de dois volumes de 32 quilos nos internacionais.

As novas regras para o transporte aéreo de passageiros estão em consulta pública desde março e deverão ser aprovadas pela diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) nesta terça-feira. Para a agência, a liberalização das franquias vai trazer benefícios aos passageiros.

“A Anac não vai mais dizer que o passageiro vai ter que pagar necessariamente por uma peça de 23 quilos. Pode ser 23 quilos, 10 quilos, 15 quilos. O que não faz sentido é a Anac continuar estipulando que as empresas são obrigadas a seguir esse modelo no mercado doméstico e também internacional”, disse nesta segunda-feira o superintendente de Acompanhamento de Serviços Aéreos da Anac, Ricardo Catanant, em entrevista transmitida pelo Facebook.

LEIA MAIS

Gol anuncia 500 voos extras para o Recife durante o verão

(Imagem ilustrativa)

(Imagem ilustrativa)

A companhia aérea Gol anunciou que serão disponibilizados 500 voos extras no Aeroporto dos Guararapes, no Recife, durante o verão. De acordo com a empresa, o reforço nas operações começa na primeira semana de dezembro e dura até o fim do Carnaval.
Serão reforçadas as conexões com os aeroportos de Congonhas e Guarulhos, em São Paulo, Fortaleza, Rio de Janeiro e Fernando de Noronha. Também devem ser disponibilizadas novas opções de rotas sem escala, tendo como destino a capital pernambucana. São elas: Viracopos (São Paulo), Vitória, Goiânia, Belém, Cuiabá, Confins (Minas Gerais), Porto Alegre, Curitiba, Foz do Iguaçu e Londrina (PR).

LEIA MAIS

Demanda por voos nacionais cai 5,9% e tem menor resultado para junho desde 2012

azul-voe-passagens-15

No acumulado do primeiro semestre, houve queda de 6,6% na demanda./ Foto: internet

As companhias aéreas registraram, em junho, queda de 5,9% na demanda por voos domésticos em relação a junho de 2015, considerando o número de bilhetes vendidos, trecho percorrido e descontos de ocupação pela tripulação, cortesia e gratuidades. Foi a décima primeira queda consecutiva, no pior resultado para um mês de junho desde 2012, segundo informou hoje (19) a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear)

A oferta estimada – com base no número de assentos disponíveis e distância percorrida – apresentou retração de 6,4%. Já o movimento de passageiros teve baixa de 7% com 6,8 milhões de viagens. Os dados abrangem as empresas Avianca, Azul, Gol e Latam, associadas à Abear e que respondem por 99% do mercado doméstico.

No acumulado do primeiro semestre, houve queda de 6,6% na demanda; de 5,9% na oferta e de 8% no fluxo de passageiros em 43,2 milhões de viagens. A Gol teve uma participação no mercado de 36,42%; a Latam (34,96%); a Azul (17,15%) e a Avianca (11,48%).