O Dia da Luta Antimanicomial é celebrado em Juazeiro

caps

O dia 18 de maio foi instituído há 23 anos como o Dia Nacional da Luta Antimanicomial

O Dia da Luta Antimanicomial foi celebrado em Juazeiro, Norte da Bahia, nesta quarta-feira (18), com diversas atividades na Praça da Misericórdia.  Com o tema ‘Caps na Praça’, profissionais da Saúde Mental, pacientes, familiares e representantes da comunidade em geral participaram da ação.

Na programação, oficinas, exposição de cartazes, pintura e dança, além de um lanche coletivo. Eneas Sampaio é paciente da unidade desde 2009 e adorou participar das atividades. “Foi uma manhã muito boa. Gosto muito do atendimento do CAPS e estou muito feliz com o tratamento”, disse.

caps2A Coordenadora de Saúde Mental do município, Siane Medrado, ressalta que a data é a representação da luta pela melhoria da qualidade da assistência ao portador de sofrimento mental. “Precisamos chamar a atenção da sociedade para o compromisso da reinserção e do cuidado para com nossos pacientes, mostrar que eles são capazes de realizar suas atividades normais. Esse momento tem esse propósito. Nosso trabalho na área da saúde mental é procurar incluir e humanizar o tratamento desses pacientes”, disse Medrado.

O dia 18 de maio foi instituído há 23 anos como o Dia Nacional da Luta Antimanicomial. Configura um processo de transformação dos serviços psiquiátricos derivados de uma série de eventos políticos nacionais e internacionais. O movimento busca reforçar que nenhum indivíduo deve ser submetido ao isolamento ou ao abandono, maus tratos, negação e violação dos direitos humanos.

Atendimento CAPS

No CAPS II são feitos 400 atendimentos por mês na área da Saúde Mental e o CAPS AD realiza cerca de 300 atendimentos mensal, contribuindo para as melhorias das condições de saúde e bem estar da comunidade.

A Rede de Saúde Mental em Juazeiro é formada pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II), pelo Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) e o Centro de Apoio Psicossocial Infantil- CAPS i, que prestam assistência, respectivamente, aos usuários portadores de transtornos psíquicos graves e aos pacientes com problemas com o uso abusivo de álcool, drogas e transtornos mentais decorrentes de substâncias psicoativas.

Com informações de Ascom

Deixe uma resposta