3ª Etapa da Campanha de Vacinação contra Influenza começa nesta quarta-feira

(Foto: ASCOM)

A terceira etapa da Campanha de Vacinação contra a influenza começa nesta quarta-feira (9), em todo país. Aqui em Pernambuco, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) lembra que estão contempladas as pessoas com comorbidades e com deficiência permanente, trabalhadores portuários e de transporte coletivo rodoviário de passageiros, trabalhadores de força de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socieoeducativas.

“Toda a população inclusa nos grupos prioritários dessa campanha pode e deve se vacinar. Essa é uma vacina segura e que evita casos graves e óbitos provocados pela influenza, além de ser um direito à saúde desse público. Os municípios estão abastecidos das vacinas e prontos para vacinar”, afirma a superintendente de Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), Ana Catarina de Melo.

Vacina em Petrolina

A vacina previne contra três tipos de vírus: Influenza B, H1N1 e H2N3. Basta comparecer às Unidades Básicas de Saúde (UBS), munidos de RG e cartão de vacina. No caso das crianças que não tenham RG, a certidão de nascimento pode ser utilizada.

Já os profissionais de saúde, além de documento oficial, precisam levar um documento que comprove o vínculo com sua atuação, bem como os outros grupos que também devem apresentar comprovação do seu vínculo empregatício.

Doses aplicadas

O Ministério da Saúde (MS) enviou 2,7 milhões de doses para Pernambuco. De acordo com o LocalizaSUS, sistema de informação do órgão federal preenchido pelos municípios, já foram aplicadas 903.803 doses no Estado, nas duas primeiras etapas da campanha.

Intervalo entre vacinas da gripe e covid

Quem tomou a vacina contra a covid-19 e está no grupo da influenza, deve aguardar pelo menos 14 dias entre uma dose e outra. “Orientamos tomar primeiro a vacina contra a Covid-19 devido a atual situação epidemiológica do Estado e, passado os 14 dias, fazer a da influenza”, destaca a superintendente.

Deixe uma resposta