3kg de metanfetamina são apreendidos no Aeroporto do Recife

(Foto: Divulgação/PF)

Uma operação da Receita Federal, com o apoio da Polícia Federal em Pernambuco, na noite de sábado (22), apreendeu três quilos de metanfetamina, no Aeroporto Internacional do Recife/Gilberto Freyre.

A droga estava escondida na bagagem de uma mulher de 27 anos, natural de Goiânia (GO), que desembarcava em um voo procedente de Portugal e foi presa em flagrante. A traficante tem antecedentes criminais. Já havia sido presa por porte de armas e drogas, em 2015, e absolvida. Desta vez, ela acabou sendo autuada por tráfico internacional. A pena pode chegar a 20 anos de prisão.

De acordo com informações da Receita, a apreensão ocorreu depois que a passageira retirou a bagagem da esteira e se dirigiu ao balcão da alfândega. Em seguida, foi até o espaço em que os passageiros informam que não têm nada a declarar.

A mulher foi então detectada pelo Sistema de Reconhecimento Facial e encaminhada para entrevista e inspeção pelo scanner de bagagens. Durante a vistoria no equipamento de raio-x, os servidores da Receita identificaram um material oculto no fundo falso da mala.

Eles acionaram os agentes da PF, que realizaram teste e confirmaram que se tratava de droga sintética, de ação estimulante do sistema nervoso central. O entorpecente é conhecido popularmente como ice, tina, meth, speed ou cristal.

Depois de ser autuada em flagrante, a jovem seguiu para a sede da PF, na área central do Recife. No depoimento, não deu detalhes de como foi aliciada para transportar a droga nem forneceu informações de contatos na Europa. Alegou apenas que escolheu o Recife por causa do tempo de viagem.

Ela passou por exame de corpo de delito e foi levada para a Colônia Penal Feminina do Recife. Lá, ficará à disposição da Justiça Federal. Além da droga, foram apreendidos cartão de embarque, passaporte e um celular.

Fonte G1

Deixe uma resposta