“A gente tem compromisso e seriedade com o dinheiro público” afirma Miguel sobre recomendação do MPPE de suspender São João

(Foto: Ascom/PMP)

Às vésperas da abertura do São João no Pátio Ana das Carrancas, o prefeito de Petrolina se reuniu com a imprensa e comentou a recomendação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) de suspender a festa na cidade. Para Miguel Coelho, a recomendação veio no momento no qual a cidade já havia superado a crise em decorrência da greve dos caminhoneiros.

LEIA TAMBÉM:

Prefeitura de Petrolina afirma que preparativos para São João seguem sem alteração

São João de Petrolina: Ministério Público do estado recomenda suspensão da festa

“É uma recomendação, a Prefeitura decide se segue ou se não segue. O parecer do promotor Carlan [Carlo] era em conta da greve dos caminhoneiros, todo o Brasil estava em crise, Petrolina também havia decretado. No dia que ele fez a recomendação, a gente tinha revogado o decreto, todo serviço público já havia retomado a normalidade”, disse aos jornalistas.

O prefeito destacou que o documento do MPPE menciona municípios com dificuldades financeiras, o que não é o caso de Petrolina. “A gente já pagou a primeira parcela do 13º, isso mostra que a gente tem compromisso e seriedade com o dinheiro público”, afirmou.

Miguel voltou a destacar a importância do São João para a economia do município. O cancelamento, informou a Prefeitura à época da recomendação, ocasionaria mais prejuízos à cidade. “O São João é importante não apenas do ponto de vista cultural, mas do ponto de vista econômico”. A festa começa nesta sexta-feira (15) e segue até o dia 23 de junho.

Deixe uma resposta