Ação da UNINASSAU alerta sobre tabagismo

“Discutir sobre o tabagismo é discutir saúde pública”, afirmou o enfermeiro e professor da Faculdade UNINASSAU Petrolina, Lucas Belfort, em palestra para colaboradores da empresa CGB Engenharia. Ao todo, 60 colaboradores participaram, nesta segunda-feira (29), da palestra virtual sobre os riscos do cigarro, que, hoje, mata, em média, 456 pessoas diariamente no Brasil.

Lucas destaca que o ato de fumar não traz prejuízos apenas ao fumante, mas também para as pessoas com quem ele convive. “Quem fuma não interfere negativamente apenas na sua saúde, mas causa impacto, no mínimo, a 10 pessoas que estão ao seu redor”, explica o professor.

O cigarro causa vários prejuízos, dentre eles: aumento de chances de desenvolver câncer de laringe, de pulmão, de boca e ect; tem influência nos casos de mortes decorrentes de doenças pulmonares, a exemplo da enfisema, e doenças coronárias, como angina e infarto; acidente cerebral vascular; além de aumentar o risco de desenvolver outras doenças, como tuberculose, catarata e impotência sexual.

Hoje, o país conta, no Sistema Único de Saúde (SUS), com equipes multidisciplinares no processo de prevenção, como também de assistência para quem deseja parar de fumar. “Há gastos expressivos no tratamento de patologias decorrentes do fumo, dinheiro que poderia ser utilizado em outros problemas públicos se houvesse a redução de fumantes no país”, informa Lucas.

O diretor da UNINASSAU, Sérgio Murilo Corrêa, ressalta a importância de discutir saúde, bem-estar, gestão e qualidade de vida nos ambientes corporativos. “Nossa intenção também é levar mais conhecimento para as empresas da região e, assim, melhorar a saúde física, mental, a rotina de trabalho e a rotina pessoal. Ou seja, levar o conhecimento da Faculdade e dos nossos professores para servir à comunidade, e profissionais de outras empresas”, afirmou.

Deixe uma resposta