Acidente e muitas reclamações marcam eleição para conselheiro tutelar em Petrolina

Um domingo bastante movimentado em Petrolina. Assim foi o dia de ontem quanto muitos eleitores foram às urnas votar nos novos conselheiros tutelares que irão atuar entre 2020-2024. No total foram 58 candidatos concorrendo a uma das 10 vagas do Conselheiro Tutelar.

Logo no início do dia muitas já eram as reclamações dos eleitores que denunciaram a falta de assinaturas em cédulas, atraso na liberação da lista de eleitores de determinadas localidades, transferência de locais de votação, poucos locais de votação e até desrespeito às normas das eleições por parte de políticos como foi o caso do deputado Gonzaga Patriota que compartilhou áudio pedindo votos, prática proibida.

Populares questionaram nas redes sociais por que a votação no bairro João de Deus aconteceu na escola Luiz de Castro e não na escola Jesuíno, que segundo alguns comentários facilitaria ainda mais a votação. “Cadê a comissão do Conselho Tutelar, estão fazendo o que mesmo? Isso é um descaso com as pessoas”, comentou o líder comunitário Milton Macedo.

No N-10, PSNC, de acordo com um popular, muitos votos foram cancelados. no Centro da cidade eleitores afirmaram que as cédulas estavam sem assinatura. Uma delas foi assinada pelos organizadores do pleito na frente de um eleitor, que por ser advogado questionou a validade do voto. Houve também a indignação de alguns moradores do Loteamento Recife que foram ao bairro Vila Marcela votar, mas tiveram que voltar devido a lista dos votantes ter chegado com quase duas horas depois da abertura das urnas.

Em nota a Prefeitura de Petrolina afirmou que não participa da organização da eleição para conselheiro tutelar, esse é um papel exclusivo da comissão eleitoral e orienta as pessoas que perceberam as irregularidades para que denunciem ao Ministério Público munidos com as devidas provas.

Acidente:

Um acidente automobilístico envolvendo um dos candidatos a conselheiro tutelar de Petrolina foi registrado na tarde deste domingo (6).  Felizmente, Gabriel Bandeira e os demais ocupantes do veículo tiveram apenas ferimentos leves, apesar que o  carro, Chevrolet Prisma Sedan, cor preta, ficou bastante destruído.

Deixe uma resposta