Aero acusa Oposição de fraudar Requerimento; Valgueiro rebate colega: “Consciência tranquila”

Situação derrubou pedido alegando fraude, Oposição afirma não ter descumprido lei (Foto: Blog Waldiney Passos)

A sessão dessa terça-feira (24) foi marcada por uma longa discussão na Câmara de Vereadores de Petrolina e rendeu até acusação de fraude. O motivo? O Requerimento n° 297/2019, apresentada por Paulo Valgueiro, Gabriel Menezes e Elismar Gonçalves, que segundo Aero Cruz, líder da Situação, é fraudulenta.

LEIA TAMBÉM:

Após longo debate, Câmara derruba Requerimentos da Oposição

De acordo com Aero, a ausência de Elismar Gonçalves hoje demonstrou que a Oposição fraudou um pedido ao colocar o vereador como um dos autores. “Ele [Valgueiro] usou de má fé e colocou o nome de um vereador que nem assinou o documento. Pergunte ao vereador Paulo Valgueiro se o vereador Elismar assinou. São cinco da Oposição e só dois assinaram, o vereador do PT [Gilmar Santos] veio assinar agora. Essa é a forma que eles sempre fizeram, nós não vamos aceitar“, afirmou.

O vereador disse ainda que derrubou o Requerimento pelo “cunho político” do pedido, considerado como “ilegal”. “A partir do momento que ele usa o nome de outro vereador que não está, já está ilegal“, continuou.

Consciência tranquila

Valgueiro, o real autor do Requerimento que foi apoiado pelos colegas de bancada, rebateu a colocação de Aero. “Haveria alguma fraude no Requerimento se alguém tivesse falsificado a assinatura do vereador Elismar Gonçalves. Quem redigiu o texto do Requerimento foi o vereador Paulo Valgueiro, coloquei no Grupo da Bancada de Oposição e fiz a consulta para saber se alguém queria assinar junto comigo, houve manifestações e fiz de acordo com as manifestações. Tenho a consciência tranquila e se ninguém tivesse se manifestado, o Requerimento seria meu”, destacou.

O Requerimento foi rejeitado por 16×4 (só a Oposição votou favorável) e Valgueiro já avisou: “Amanhã vou protocolar na Prefeitura o mesmo pedido através da Lei de Acesso à Informação”, finalizou.

Deixe uma resposta