Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Agricultores familiares ganham loja no Centro de Juazeiro para comercializar seus produtos

A partir da próxima terça-feira (06), passa a funcionar na Praça do Jacaré, no Centro de Juazeiro (BA), o Armazém da Central da Caatinga. É um espaço de comercialização de produtos da Agricultura Familiar.

A abertura oficial do local está marcada para às 15h, do dia 06 de março, com degustação de produtos e apresentações culturais.

Após a inauguração, estarão disponíveis em horário comercial, produtos diversos como queijos de leite de cabra, derivados de frutas da Caatinga como umbu, maracujá do mato, licuri, além de mel de abelha, carne de caprinos e ovinos, galinha, peixe, ovos, polpas de frutas, hortaliças, etc.

A variedade de bebidas como cervejas artesanais, licores e cachaças feitas a partir de produtos da Caatinga, também será um atrativo da loja, que contará também com a venda de artesanato, tendo como matéria-prima a madeira, barro, tecido, materiais reciclados, entre outros.

A Central da Caatinga existe formalmente desde 2016 e reúne cooperativas e grupos informais que trabalham com a comercialização e/ou beneficiamento de produtos de origem vegetal e animal, a partir do extrativismo sustentável da Caatinga ou da produção apropriada, conforme a proposta de Convivência com o Semiárido.

Para o atual presidente da Central da Caatinga, Adilson Ribeiro dos Santos, o principal objetivo da entidade é facilitar a comercialização de toda produção das cooperativas e grupos, fortalecendo assim a presença da agricultura familiar nos diversos mercados e garantindo renda para as famílias envolvidas.

O novo espaço será um local fixo e de fácil acesso para a população, mais uma porta aberta para garantir o escoamento da produção, conforme expressa Raimundo Arcanjo, da comunidade de Curral Novo, em Massaroca, interior de Juazeiro. A comunidade possui uma Mini-Fábrica de beneficiamento e tem comercializado derivados do umbu, maracujá da Caatinga e tamarino.

Segundo Adilson Ribeiro, produtos de outras regiões também poderão ser encontrados no Armazém, o que se efetivará a partir de parcerias, a exemplo da que já foi firmada com a Central do Cerrado, oportunizando assim ao consumidor ter acesso a produtos da Agricultura Familiar típicos de outras regiões e com a mesma proposta de sustentabilidade ambiental e social.

O Armazém contará com a gestão da Central da Caatinga e com diversos apoios e parcerias, como: Irpaa – Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada, Projeto EcoForte/Fundação Banco do Brasil, Projeto Bem Diverso/Embrapa/PNUD, Governo da Bahia, através do Pró-Semiárido/CAR/FIDA e Governo Federal, por meio do BNDES.

Deixe uma resposta