Aldeia Vale Dançar tem início na próxima terça (19) 

Exposição fotográfica 'Travessia", faz parte da programação do Vale Dançar

Exposição fotográfica ‘Travessia”, faz parte da programação do Vale Dançar

Entre os dias 19 e 30 de abril, a unidade Petrolina do SESC realiza a 9ª edição do Festival de Dança do Vale do São Francisco – Aldeia Vale Dançar. A programação consta de oficinas, cortejo Dançando na Rua, mostra pedagógica, mostra de solos, duos e trios, Encontro Clássico de Dança, festival de coreografias, Seminário Pensamentos de um Corpo que Dança, mostra de cinema e OverDança (12 horas de programação).

A programação, que reúne eventos nas dependências do Sesc, no Palco do Bambuzinho e no Cine Teatro Céu das Águas (bairro Rio Corrente), tem início para o público em geral, nesta terça-feira (19)  a partir das 19h, com a exposição fotográfica Travessia, da artista Lizandra Martins.

Montada na Galeria de Artes Ana das Carrancas, onde acontece na mesma noite um show musical do cantor e compositor juazeirense Maurício Dias (Mauriçola), a exposição lança um olhar poético sobre o ir e vir das cidades de Petrolina e Juazeiro. Dai em diante, o festival, que é um desdobramento do Palco Giratório – projeto do Departamento Nacional do Sesc, vai oferecer ao público os espetáculos A Projetista de Dudu de Herrmann (Belo Horizonte – MG) e Duplice de Rodrigo Cruz e Rodrigo Cunha (Goiânia – GO), além de oficinas e Pensamentos Giratórios trazendo questões dos seus trabalhos para intercâmbio com os grupos locais.

De acordo com o coordenador de cultura do Sesc Petrolina, Jailson Lima, esta edição do festival vai homenagear os 10 anos da Cia Balançarte com um verdadeiro encontro de todas as tribos da linguagem. “O Festival é uma celebração da dança e de suas diversas possibilidades de criação na contemporaneidade”.

A partir do dia 20, o público poderá conferir ainda uma série de atrações, a exemplo da exposição 10 Anos Cia Balançarte, no hall da Biblioteca, a Mostra Pedagógica no Teatro Dona Amélia e o cortejo Dançando na Rua, que sairá às 18h do Sesc com grupos de dança locais e de outras cidades e percorre as principais ruas do centro, culminando no Palco do Bambuzinho com apresentações artísticas.

Até o dia 30, o Aldeia Vale Dançar promete ainda muito movimento com as participações de espetáculos e bailarinos importantes no cenário nacional, a exemplo de Juliana Manhães (Rio de Janeiro – RJ), Flávia Pinheiro (Recife – PE), Eduardo Fukushima (São Paulo – SP), o grupo Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira (São Paulo – SP) e a atração internacional Leandro Oliván (Buenos Aires – Argentina).

Serviço:

Espetáculos Teatro Dona Amélia: R$ 2 (comerciário), R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira). Oficinas: R$ 10 (comerciário), R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira).

Demais ações: Entrada Gratuita

Com informações da Clas Comunicação

Deixe uma resposta