Durante o dia: jovem de 19 anos é atacada nas proximidades da Univasf em Petrolina por homem em um carro

Violence victim

Foto: ilutração

Na tarde desta quinta-feira (16), uma jovem de 19 anos foi parada por um homem, de aparentemente 28 anos, em um carro verde, nas proximidades da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), para “pedir informações”. Entretanto, ele a agarrou a garota pelo braço e tentou forçá-la a entrar dentro do veículo.

Segundo informações da vítima, ela estava a caminho do shopping da cidade, quando foi abordada por um homem branco, de cabelo bem cortado e usa que aparelho, que parou o carro, baixou o vidro como quem queria pedir informações.

“Ele mandou eu ir para o lado do passageiro, para não correr o risco de algum carro me atropelar. Aí ele me deu boa tarde, perguntou meu nome, minha idade e disse que já tinha impressão de me conhecer ” contou a vítima.

A vítima relatou ainda que ele pulou para o banco do carona e insistiu para dar uma carona. Quando ela recusou, ele a segurou pelo braço e tentou forçá-la a entrar. Segundo a jovem, o homem, estava exitado, o que a assustou mais ainda.  “Ele disse que eu ia entrar no carro sim, que ele ia me dar uma carona. Quando eu olhei p baixo… Ele estava pegando lá… com uma mão e segurando meu braço com outra” falou aterrorizada a jovem.

A jovem disse que conseguiu se soltar porque avistou de longe um carro da polícia e ameaçou gritar. “Eu ameacei gritar, ele me perguntou se eu estava com medo, eu fechei a mão e ameacei dar um murro nele. E ele permaneceu tentando me fazer entrar no carro, quando eu ameacei gritar e bater novamente, ele soltou o meu braço, voltou para o banco do motorista e arrancou com o carro” relatou a moça.

Em contato com o 5º BPM, a corporação informou a este blog que irá intensificar as rondas no local.

Um Comentário

  • Luana

    17 de junho de 2016 at 14:08

    Não só no local, aqui no José e Maria esse maníaco também andou rondando. Vem com o mesmo papo… Providências já, pois, nós mulheres não estamos seguras em lugar nenhum.

    Responder

Deixe uma resposta