ANS convida entidades para discutir Política de Reajuste de Preços

(Foto: Agência Brasil)

As constantes reclamações de usuários e órgãos de defesa do consumidor levaram a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) a rever a fórmula do cálculo nos aumentos anuais dos planos de saúde individuais e familiares. Dessa forma, a ANS busca ouvir diferentes setores para tomar uma decisão.

No entanto, a medida já gerou críticas por não incluir os planos coletivos. O Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) questionou a ANS e buscou esclarecimentos sobre a Política de Preços e Reajustes.

“Embora a iniciativa seja louvável, é preciso reconhecer que não está claro o objetivo desta audiência, nem a delimitação do problema regulatório”, questiou a carta aberta.

A Agência rebateu qualquer indício de interesse no mercado, afirmando que a sociedade será incluída no debate. “A ANS busca trazer contribuições de toda sociedade nesse momento, para, com esses subsídios, chegar a uma metodologia que traga maior transparência, previsibilidade e objetividade ao método de cálculo do reajuste de planos individuais”, disse por nota.

Deixe uma resposta