Após críticas, Bolsonaro pede revogação de medida que exclui profissões do MEI

(Foto: Fátima Meira/Futura Press/Folhapress)

O anúncio de que o Ministério da Economia resolveu excluir pelo menos 17 profissões do MEI repercutiu de forma negativa entre os brasileiros nesse final de semana. No sábado (7) o presidente da República, Jair Bolsonaro afirmou que pediu a revogação da Medida Provisória.

Em nota, a Secretaria Executiva do Simples Nacional informou que a proposta será encaminhada ao Comitê Gestor do programa, como também a proposta de ampla revisão da lista das 500 atividades que podem atuar como MEI.

A resolução com a lista dos profissionais excluídos foi publicada na edição dessa sexta-feira (6) do Diário Oficial da União e incluía profissões como DJ, humorista, contador de histórias, instrutor de artes cênicas, motorista de aplicativo, serralheiro entre outros.

Deixe uma resposta