Após fiscalização da prefeitura, trabalhadora rural é contemplada no Programa Minha Casa Minha Vida

Francidalva Pereira (Foto: Ascom/PMP)

Depois de cinco anos com o nome na lista de espera do Residencial Vivendas I, em Petrolina (PE), finalmente, a trabalhadora rural, Francidalva Pereira, foi contemplada com uma casa no conjunto habitacional. Ela mora de aluguel com a filha e ter a casa sempre foi um sonho.

Essa realização foi possível graças ao trabalho de fiscalização da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedurbh), responsável por identificar o descumprimento contratual envolvendo casas dos residenciais do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’. “Identificamos as casas que foram abandonadas, vendidas ou alugadas e informamos à instituição financeira responsável pelo empreendimento, para que seja feita a anulação do contrato do imóvel. Só após o fim do processo judicial, podemos convidar quem aguarda na fila de espera”, explica o secretário Giovanni Costa.

Devido às questões judiciais, o processo é lento. Desde 2019, mais de 200 imóveis já foram notificados e sete famílias foram finalmente contempladas. Francidalva não vê a hora de fazer a mudança e sair do quitinete que divide com a filha Amanda Beatriz, de quatro anos.

“Estou muito emocionada, muito feliz. Quando assinei os papeis me senti mais forte por saber que tinha a minha casa própria. A quem aguarda na fila de espera aconselho que continuem tendo esperanças, porque a minha veio quando eu quase estava perdendo a fé”, disse a agricultora.

Deixe uma resposta