Após pressão de pais de alunos, colégio afasta 7 pessoas

beatriz

Depois da entrevista concedida pelo promotor Carlan Carlo, do caso Beatriz ao nosso Blog e a coletiva com delegado Marceone Ferreira e o perito Gilmário Lima, os pais de alunos do Colégio Nossa Senhora Auxiliador se mostram mais inseguros e temerosos sobre a segurança dos filhos na instituição. Isto, por ter sido levantada a informação da possibilidade de suspeitos de cometerem o crime brutal, ainda fazerem parte do quadro de funcionários da escola.

mobilização auxiliadora

Diante disso, pais e responsáveis  resolveram se mobilizarem e exigirem uma posição da escola com relação a possíveis riscos que os filhos possam estar expostos.

Antes mesmo da mobilização ocorrer, o colégio convocou uma reunião com os responsáveis por crianças que estudam na instituição nesta manhã, que teve a participação de Glaílson Ribeiro de Fortaleza, no Ceará, um dos advogados da escola.

O blog Waldiney Passos obteve a informação que foi afirmado aos pais e responsáveis presentes que 7 pessoas foram afastadas da instituição, como medida preventiva.

A assessoria de comunicação do colégio  informou ao Blog ainda, que o advogado irá conceder entrevista logo mais à tarde.

Um Comentário

  • Pedro Henrique

    31 de março de 2016 at 00:12

    Segundo a entrevista do advogado do Auxiliadora, o desligamento dos 7 funcionários foi feito no inicio da investigação quando o colégio teve acesso ao depoimento dos mesmos, após detectar contradições entre os depoimentos e as provas. Portanto, a saída não foi em função da coletiva do delegado feita ontem, nem de pressão dos pais no dia de hoje muito menos dos protestos. Já quanto ao silêncio do colégio foi questão legal, já que o inquérito corre em segredo de justiça. Mas em nenhum momento a instituição de ensino deixou de colaborar com a polícia judiciária, e nem é verdade que não existia câmera no CNSA, como propagandeada nas redes sociais, basta ver a gama de informações novas trazidas pelo delegado titular do caso Beatriz na referida coletiva.

    Responder

Deixe uma resposta