Após uma semana, funcionários do Detran continuam com paralisação em Pernambuco

Detran

Em greve desde a última sexta (4), os funcionários do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) continuam com paralisação até o dia 22 deste mês. Os servidores pedem reajuste salarial e aumento no vale alimentação.

A paralisação foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) também no dia 22. A multa diária é no valor de R$ 30 mil pelo descumprimento da ordem. O sindicato dos servidores realizou um agravo afirmando a legalidade da paralisação. “Entramos com um agravo, pois os argumentos apresentados são falsos. Nós reivindicamos o que já foi acordado com o governo em 2015”, afirmou o presidente do Sindetran-PE, Alexandre Bulhões.

O sindicato planeja realizar duas passeatas no Agreste e no Sertão do Estado, respectivamente. A primeira em Caruaru, nesta segunda-feira (14), por volta das 8h30, no Marco Zero da cidade. O segundo ato será em Arcoverde, na quarta-feira (16), às 10h, com saída em frente ao Ciretran do município.

O Detran-PE afirma que os usuários estão sendo atendidos “parcialmente”. Na sede, estão sendo feitas a entrega de documentos e a captura de imagens e digitais para Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além dos atendimentos de urgência, como recursos de infração e transferência de pontos da habilitação na data-limite. As vistorias estão acontecendo normalmente.

Os exames teóricos estão sendo realizados, enquanto apenas 30% dos práticos são feitos. As unidades dos shoppings e as do interior estão funcionando parcialmente. A Unidade de Táxis e Coletivos, na BR-101, não está recebendo os usuários. Segundo o Detran-PE, quem for prejudicado poderá procurar diretamente o órgão, sem necessidade de agendamento, após o fim da paralisação.

Deixe uma resposta