Árbitro de Petrolina é único representante de Pernambuco nas Paralimpíadas Rio 2016

(Foto: WhatsApp)

James começou sua carreira na arbitragem em jogos de interclasses nos colégios Dom Bosco e Maria Auxiliadora. (Foto: WhatsApp)

O árbitro petrolinense, James Costa de Oliveira, é o único representante dos árbitros de pernambuco nas Paralimpíadas Rio 2016, que vai até o dia 18 de setembro, e apitará os jogos do futebol de 5, para cegos, na competição. James atua há 16 anos como árbitro de futsal e pertence à Federação Pernambucana de Futsal. O árbitro petrolinense começou a participar da arbitragem de futebol de 5 em 2012 e tem atuado frequentemente como árbitro na categoria.

“Estou na arbitragem de futebol de cinco, para cegos, desde de 2012, quando tive a minha primeira oportunidade de trabalhar na arbitragem. Três meses após a minha atuação, recebi a convocação para Copa Brasil de Futebol de 5 em São Paulo. Hoje tenho no curriculum da arbitragem de futebol de 5 para cegos, seis Copas do Brasil A e B, oito regionais, um Open de Futebol de 5 e agora as paralímpiadas”.

130e3fb7-ebee-4568-900c-efcc978c04bcJames começou sua carreira na arbitragem em jogos de interclasses nos colégios Dom Bosco e Maria Auxiliadora, e, de acordo com ele, sua boa formação como árbitro se deve às pessoas que puderam passar seus ensinamentos para o seu crescimento na categoria.

“O mais interessante é que comecei na arbitragem através do Prof. Marcone Barros e Josiel Brandão nos jogos interclasses do Dom Bosco e Maria Auxiliadora. Após o início, mais pessoas importantes apareceram como os Professores Ronilson Benevides, Marcelo Passos, Brito Junior, meu irmão, Jarbas Costa e o maior incentivador, orientador e ex-colega de arbitragem Inácio Rogério Granja”.

Segundo o árbitro de Petrolina, é uma grande satisfação e orgulho poder estar participando de uma competição a nível internacional, representado a arbitragem petrolinense.

“Agradeço primeiramente a Deus e em especial a minha esposa Denise e meus filhos Lucas e Maria Ester, que sempre estiveram ao meu lado. A minha satisfação é de poder representar a minha cidade e a toda equipe de arbitragem petrolinense, com profissionalismo e determinação nesse novo desafio”.

Futebol de 5

O futebol Paralímpico, de 5 e de 7, consiste na adaptação do futebol regular para atletas com deficiências físicas. Estes desportos são jogados, normalmente, usando regras da Fifa, com modificações quanto ao terreno de jogo, equipamento, número de jogadores, e outras regras necessárias para tornar o jogo adequado aos atletas.

Com vendas nos olhos para igualar sua condição, já que alguns têm um pouco de visão, atletas com deficiência visual jogam com uma bola sonora (com guizos internos) e são orientados na quadra pelo técnico, chamador e goleiro (este sem deficiência visual) com o objetivo de marcar mais gols.

Paralimpídas Rio 2016

Jogos Paralímpicos de Verão de 2016, oficialmente Jogos da XV Paralimpíada, mais comumente Paralimpíada do Rio 2016, é um evento multiesportivo para atletas com deficiência organizado pelo Comitê Paralímpico Internacional, a ser realizado no Rio de Janeiro, Brasil, de 7 a 18 de setembro de 2016. É a primeira vez que os Jogos Paralímpicos são sediados na América do Sul, na América Latina

Deixe uma resposta