Assessor do TRE fala como eleitor deve proceder diante da votação biométrica

(Foto: Internet)

Apenas cinco municípios terão a votação híbrida. (Foto: Internet)

Nas eleições 2016, Pernambuco terá 73 cidades com voto biométrico, onde 3.712.000 eleitores votarão biometricamente. Petrolina está no rol destas cidades nas quais os eleitores deverão votar obrigatoriamente com a biometria. Apenas cinco municípios terão a votação híbrida (Pombos, Tracunhaém, Barra de Guabiraba, Calçado e Chã de Alegria), ou seja, poderão votar normalmente ou com a biometria, e as outras 87 cidades votarão sem a biometria.

Para ajudar os eleitores a entender como deve proceder no dia das eleições, o Assessor da Corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco e especialista em Direito Eleitoral, Orson Lemos, apresentou como se dará o processo de votação. O assessor destacou que o eleitor terá que levar um documento oficial com foto, apresentado-o ao mesário que irá digitar o número do título no terminal.

“O eleitor posicionará, em local indicado, um dos quatros dedos, polegares ou indicadores de ambas as mãos, podendo repetir a operação por quatro vezes. A urna, ao ler a digital do eleitor e confirmar que é ele, este será habilitado a votar. Caso contrário, o mesário estará apto a perguntar se o eleitor é o mesmo que consta no documento, e a data do seu nascimento, então [o eleitor] digita a mesma na urna, onde é gerada a contra senha que o habilitará para votar. Se a contra senha não funcionar, ele não poderá votar e terá que comparecer ao cartório para verificar qual o problema ocorrido com seus dados. Resolvendo, pode retornar com os dados corrigidos”, ressaltou Orson Lemos.

Quem teve o título cancelado e não fez a biometria não poderá votar. “O eleitor que sair da cidade onde vota, poderá justificar na cidade vizinha e assim poderá renovar o cadastro sem pagar multa”, finalizou o assessor.

Com informações do TRE

Deixe uma resposta