“A atitude do Major Enfermeiro é autoritária”, afirma Gilmar Santos sobre fim da sessão nessa quinta

Vereador não aprovou atitude do presidente em exercício. (Foto: Blog Waldiney Passos)

O polêmico encerramento da sessão ordinária da Câmara Municipal de Petrolina nessa quinta-feira (28) rendeu várias críticas dos parlamentares da bancada de oposição na Casa. O vereador Gilmar Santos (PT) classificou a atitude do presidente da mesa em exercício, Major Enfermeiro (PMDB), como “autoritária” e “sem compromisso com o bom debate”.

“O Parlamento não tem o compromisso com o bom debate e isso ficou configurado com a atitude do vereador Major Enfermeiro, que é uma atitude autoritária. A gente gostaria muito que o Major, assim como os demais vereadores governistas, pudesse rever esse comportamento e ter um compromisso com a transparência, com a democracia”.

Além disso, Gilmar criticou o fato da população não ser convidada para debater a reformulação do Código Tributário Municipal.

“Por exemplo, a população e os setores que serão atingidos não foram convidados em nenhum momento. Além do Código Tributário, você tem o reparcelamento das dívidas do Igeprev que vai implicar no futuro dos servidores municipais. Esse tipo de debate tem que ser feito com a população”.

Assistencialismo

O vereador do PT ainda falou sobre o fato do vereador Major Enfermeiro defender o assistencialismo e afirmou que, mesmo resolvendo problemas imediatos das pessoas, esse tipo de comportamento “aliena, manipula e tira a população da relação dos direitos”.

Deixe uma resposta