Ativista, DiCaprio compara cenas de “O Regresso” com crise na Amazônia

O ator e ativista Leonardo DiCaprio comparou cenas do filme “O Regresso”, no qual é protagonista, com a situação vivida por comunidades indígenas na região Amazônica. DiCaprio, que ficou conhecido mundialmente ao estrelar “Titanic” (1997), já visitou o Brasil várias vezes, inclusive a tribos indígenas.

“É difícil a gente reclamar da vida quando vemos qualquer uma dessas sequências do filme e lembramos o que esses homens passavam”, disse o ator de 41 anos, em entrevista exclusiva ao telejornal “SBT Brasil”, do SBT. “Na Indonésia, no Canadá e no Xingu [região Amazônica, no Norte do Brasil], as comunidades perderam as suas culturas e o modo de vida se os rios foram envenenados, não podem mais caçar, tentam desesperadamente segurar as suas culturas, e é tarefa nossa proteger essas pessoas”, completou, em seguida.

Baseado em fatos reais, “O Regresso” narra a história de Hugh Glass (DiCaprio), um reconhecido explorador que foi atacado por um urso e abandonado por seus companheiros de expedição, mas cujo desejo de vingança lhe leva a sobreviver e empreender uma odisseia de centenas de quilômetros para encontrar os homens que o traíram. Para isso, Glass deverá se recuperar milagrosamente de seus ferimentos, superar um brutal inverno e evitar confrontos com as tribos de índios americanos que povoam a região do oeste americano no início do século XIX.

Ainda durante a entrevista, DiCaprio afirmou que enfrentou situações extremas durante as filmagens e que não saberia apontar qual teria sido a sequência mais difícil do filme. “Eu acho que para mim e para todos da equipe, este foi o trabalho mais difícil que fizemos na vida”, avaliou.

Estrelado por Leonardo DiCaprio e sob direção do mexicano Alejandro González Iñárritu, “O Regresso” lidera o número de indicações ao Oscar, maior premiação do cinema mundial. O longa foi indicado como melhor filme, diretor, ator (DiCaprio), ator coadjuvante (Tom Hardy), fotografia, figurino, montagem, maquiagem e cabelo, design de produção, edição de som, mixagem de som, efeitos visuais. A entrega das estatuetas ocorre em fevereiro.

A expectativa em torno de uma possível premiação a DiCaprio é grande, já que esta é a quinta indicação do ator, que nunca foi premiado. (Portal Uol)

Deixe uma resposta