Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Atriz afirma ter sofrido agressão; diretor nega fato e se defende

(Foto: Reprodução)

O teatro de Juazeiro ganhou um episódio polêmico na semana passada. De acordo com a atriz Ronaly Barbosa, escalada para atuar no espetáculo Dona Flor e Seus Dois Maridos, o diretor e produtor da peça a agrediu física e verbalmente.

Segundo a atriz, o fato teria acontecido na última segunda-feira (5), durante um ensaio do grupo. Ronaly afirma que, durante o ensaio o diretor havia informado a ausência de um dos atores. A atriz questionou a falta e em seguida os dois discutiram, tendo o diretor levantado o tom de voz e começado a briga, relata Ronaly.

Em conversa com a equipe deste Blog, Ronaly contou que após a discussão percebeu pelo espelho do salão Centro de Cultura João Gilberto que o diretor estava vindo em sua direção, pronto para agredi-la. Foi nesse momento que o diretor teria desferido um soco de raspão em seu ombro.

A atriz foi até a Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) no dia seguinte à suposta agressão, para registrar um Boletim de Ocorrência. Afastada do espetáculo, Ronaly utilizou sua rede social para explicar a situação. “Em uma discussão sobre o andamento do trabalho, o diretor do espetáculo em comportamento exaltado, dirigiu-se a minha pessoa de forma violenta, ao qual fui agredida pelo o mesmo, verbal e fisicamente”, escreveu.

Depois de ter publicado seu texto, a atriz relata ter ouvido comentários de que agiu por interesse em atrapalhar o andamento do espetáculo, fato negado por Ronaly, através de uma nota de repúdio. “Eu não ia ter a irresponsabilidade de vir à publico, me expor, pra falar mentiras. Muito menos com o propósito de prejudicar a imagem do trabalho. Esses comentários partiram de pessoas que nem estavam presentes na situação”, escreveu.

Confira a íntegra da nota de repúdio da atriz

Venho através desta, responder à comentários que surgiram por parte de algumas pessoas da classe artística, relacionada ao post que fiz, sobre o meu desligamento do espetáculo, Dona Flor e Seus dois Maridos, devido à agressão física e verbal, que sofri pelo diretor do espetáculo e agora sou vítima de  Comentários como; “pra atrapalhar o espetáculo, deu uma de vítima” “tudo mentira”.

Primeiro: o objetivo da postagem foi apenas como comunicado ao público, que já tinha ciência da minha imagem e nome relacionada aos cartazes virtuais que já circulavam.

Segundo: Eu não ia ter a irresponsabilidade de vir à publico, me expor, pra falar mentiras. Muito menos com o propósito de prejudicar a imagem do trabalho. Esses comentários partiram de pessoas que nem estavam presentes na situação. Apenas citei os fatos e estou buscando os meus direitos. A verdade prevalecerá e a justiça será feita.

Por falar em direitos, venho mais uma vez representar as vozes femininas pra falar de omissão. Contudo, procurei algumas pessoas envolvidas nas militâncias, nas mídias jornalísticas, para fazer o meu papel como cidadã, “meter a colher na violência contra a mulher ” e pasmem até onde vai a hipocrisia… Recebi um “silêncio” como resposta. Fiquei um tanto confusa e decepcionada com essa contradição. E fica o questionamento… A troco de que essa omissão, onde na verdade deveria ser o amparo!?

Em repúdio à violência contra a mulher, em repúdio as atitudes de censura por “profissionais” envolvidos nas causas sociais e que fizeram “vista grossa” a este caso , em repúdio à conveniência das informações de alguns espaços de mídia… Quanto mais tentarem cobrir a minha voz, mais alto falarei“.

Diretor nega agressão

Peça estreia no final de março (Foto: Divulgação)

Nossa equipe também conversou com o diretor e produtor do espetáculo, Netinho Duarte. Ele negou ter agredido Ronaly Barbosa e nos deu sua versão sobre o fato. Segundo Netinho, houve sim a discussão entre os dois, mas teria sido a própria atriz a ter iniciado a confusão.

“Antes do ensaio eu comuniquei aos atores a ausência de um dos integrantes e ela se exaltou, nós discutimos e ela elevou a voz contra mim, eu também elevei o tom e nós nos agredimos verbalmente, falamos palavras muito pesadas”, relembra o diretor.

Durante a discussão Ronaly teria atirado um copo com água no rosto de Netinho, mas o restante do elenco interviu na discussão e evitou as agressões físicas. “Houve sim agressão verbal, não posso negar esse fato, mas em nenhum momento houve agressão física até porque quem estava presente impediu isso e se houve agressão, foi da parte dela que atirou o copo em mim”, comentou o diretor.

Ainda segundo Netinho Duarte, a atriz somente procurou a DEAM após saber do seu desligamento do espetáculo, no dia seguinte a discussão entre os dois. “Na terça-feira seguinte ao fato, quando comuniquei a ela que ela não fazia mais parte do espetáculo, ela ficou me esperando depois do ensaio e teria dito que iria até o DEAM”, comenta Netinho.

Os ensaios da peça Dona Flor e Seus Dois Maridos continuam e o espetáculo deve estrear no final desse mês, no Centro de Cultura João Gilberto.

Deixe uma resposta