Bancada baiana no Senado deve votar com Dilma

Otto (PSD), Lídice (PSB) e Muniz (PP) devem votar unidos contra o impeachment

A bancada baiana no Senado, formada pelos senadores Lídice da Mata (PSB), Otto Alencar (PSD) e Roberto Muniz (PP) deve votar unida contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff na última sessão do julgamento prevista para ocorrer nesta terça-feira, 30.

Primeira a declarar o voto a favor de Dilma antes da votação, Lídice considerou que a normalidade dos trabalhos foi ocasionado pela presença da presidente na sessão. “Isso impôs respeito. Seus adversários não iriam extrapolar, do contrario haveria a reação.

Lídice disse não ter sido pressionada pela direção nacional do PSB, (que apóia a saída de Dilma) para votar pelo impeachment. “Isso foi discutido lá atrás. A direção do PSB sabe que nesse processo, os senadores são juízes, precisam ter liberdade para firmar uma posição”.

Procurado, o senador Roberto Muniz não quis se manifestar sobre o processo, nesta segunda-feira, 29. Lídice diz desconhecer os motivos pelos quais Muniz não revela seu voto.

O senador Otto Alencar (PSD-BA) afirmou nesta segunda que votará contra o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff. Ele alegou que sua definição não se deu pelo discurso apresentado pela presidente em plenário nesta segunda. “Li todos os autos. Não há crime”, justificou. “Caso Dilma seja cassada, o principal motivo não serão as fraudes fiscais das quais é acusada: será pelos erros políticos que cometeu”, disse.

Deixe uma resposta