Bancada de oposição na Alepe afirma que investigação é ameaça ao futuro da Arena Pernambuco

(Foto: Internet)

(Foto: Internet)

Após a notícia da investigação do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por irregularidades na construção da Arena Pernambuco, a bancada de oposição da Assembleia Legislativa de Pernambuco emitiu nota afirmando que a “investigação é ameaça ao futuro da Arena Pernambuco”.

Segundo a bancada, a investigação atrapalha o processo de atração de investidores para a Arena, pois dificilmente um grande investidor vai se responsabilizar por um “empreendimento que, além de desequilibrado financeiramente, é investigado pela Polícia Federal e tem sua construção questionada no Supremo Tribunal Federal”.

Confira a nota

A Arena Pernambuco é novamente centro das atenções, desta vez por causa da abertura de investigação no Supremo Tribunal Federal sobre a licitação do empreendimento e suspeitas de superfaturamento na obra. Esse processo, que é desdobramento da Operação Lava-Jato, segundo matéria publicada pela Revista Isto é, apura a responsabilidade das autoridades públicas envolvidas na aprovação e lançamento da licitação do empreendimento.

Mais do que as investigações em curso, que defendemos que sejam apuradas pelas autoridades competentes até as últimas instâncias, preocupa o futuro do empreendimento, que aguarda aval do TCE para lançamento de novo edital. A principal dúvida é como atrair um grande investidor para um empreendimento que além de desequilibrado financeiramente é investigado pela Polícia Federal e tem sua construção questionada no Supremo Tribunal Federal. 

É preciso se fazer uma avaliação profunda sobre como sair dessa armadilha, para que os mais R$ 700 milhões de custo com a Arena Pernambuco – entre construção e indenização pelo rompimento do contrato com a Odebrecht – não onerem ainda mais o caixa do Estado nem penalize a sociedade pernambucana.

Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Deixe uma resposta