Benefícios da atividade física na 3ª idade

A group of elderly people exercising together on balance balls

Pesquisas indicam que idosos que praticam atividade física melhoram a saúde e autoestima . Foto: Reprodução

A atividade física para idosos ajuda a fortalecer os músculos, ajudando a caminhar melhor, previne doenças como osteoporose, depressão e diabetes.

Os benefícios da atividade física também incluem:

  1. Prevenção e ajuda no combate de doenças como hipertensão, derrames, varizes, obesidade, diabetes, osteoporose, câncer, ansiedade, depressão, problemas no coração e pulmões;
  2. Melhora da força muscular, diminuindo o risco de quedas e facilita os movimentos dos braços, pernas e tronco;
  3. Redução do consumo de remédios porque melhora a sensação de bem-estar, reduzindo as dores;
  4. Aumento do apetite;
  5. Melhora do condicionamento físico geral;
  6. Diminuição do isolamento social porque aumenta a proximidade com outras pessoas;
  7. Melhora da autoestima, a confiança e aceitação da imagem que o idoso possui de si mesmo, trazendo mais bem-estar geral.

A atividade física para idosos deve ser feita com regularidade, fazendo parte das suas atividades do dia a dia, mas sempre sob prescrição do médico geriatra e orientados por um fisioterapeuta devidamente qualificado.

Confira cinco exercícios que irão contribuir para a qualidade de vida dos idosos.

Veja como iniciar a atividade física na 3ª idade:

Geralmente, numa fase inicial, recomenda-se atividades de baixo impacto como caminhadas, danças de salão e hidroginástica, evitando sempre o risco de lesões nos músculos e sobrecarga das articulações.

Antes de iniciar qualquer tipo de atividade física, o idoso deve ser orientado por um educador físico ou fisioterapeuta para a definição de um programa de exercícios individualizado, como mostra a seguir:

  • Período de aquecimento: 10 minutos através de caminhadas leves, subir e descer escadas, nadar, pedalar ou até mesmo atividades do cotidiano como afazeres domésticos,  jardinagem e dança;
  • Exercícios respiratórios: devem realizados durante todo o programa, entre um exercício e outro;
  • Alongamentos: melhorar os movimentos dos braços, pernas e tronco;
  • Exercícios para melhorar o equilíbrio e coordenação: andar na ponta dos dedos e calcanhares, caminhar para frente, para trás e para os lados, ultrapassar obstáculos no chão;
  • Treinar a agilidade e andar mais depressa;
  • Exercícios para melhorar a força dos músculos: uso de halteres e caneleiras;
  • Relaxamento: período de volta à calma e descanso.

É importante destacar que toda a atividade física deve ser adaptada ao idoso e deve ser realizada de preferência em grupo ou duplas, para que seja mais motivante, evitando assim o abandono da atividade.

Com informações Tua Saúde

Deixe uma resposta